Presa parte da quadrilha que roubou banco no MA

0comentário

A Polícia Militar prendeu, ontem à noite (3), em Santa Luzia do Paruá, a 370 KM de São Luís, parte da quadrilha que explodiu e levou R$ 100 milhões da agência de Banco do Brasil, em Bacabal. Durante a ação, três homens foram mortos e três feridos. Outros dez foram presos.

Segundo a polícia, os suspeitos disseram que o plano era resgatar parte do bando que participou do ataque em Bacabal.

Os suspeitos estavam em uma carreta com parte do dinheiro roubado do banco. A Polícia apreendeu 11 fuzis, duas metralhadoras calibre .50 (artilharia anti-aérea), duas pistolas, coletes e muita munição. Ao todo a Polícia recuperou na ação mais de R$ 39 milhões roubados do banco.

Os presos foram levados para a Delegacia Regional de Zé Doca, a 302 km de São Luís e serão transferidos nesta terça-feira (4) para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

Foto: Divulgação/Polícia

sem comentário »

Ladrões podem ter levado R$ 100 milhões de banco

3comentários

A Polícia Civil do Maranhão disse na manhã desta terça-feira (27) que a quadrilha que assaltou uma agência bancária na cidade de Bacabal no domingo (25), trocou tiros com policiais e incendiou viaturas pode ter conseguido roubar cerca de R$ 100 milhões do local. Ainda de acordo com a polícia, desse montante, R$ 3 milhões já foram recuperados.

Na ação, quatro pessoas morreram: três assaltantes e um morador da cidade. Outro morador também foi atingido por disparos e segue em recuperação. Duas pessoas foram flagradas pela Polícia Militar dentro da agência recolhendo as cédulas deixadas pelos bandidos e foram detidas.

A investigação aponta que o chefe da quadrilha responsável pelo assalto chama José Francisco Lumes, mais conhecido como “Zé de Lessa”. Ainda segundo a polícia, ele estava comandando pessoalmente a ação da quadrilha no município.

De acordo com a polícia, “Zé de Lessa” é bastante conhecido por crimes em todo o país, especialmente por roubos a banco. Natural do estado da Bahia, “Zé de Lessa” já fez assalto a instituições financeiras, foi preso algumas vezes e a última vez que saiu da prisão foi para terminar de cumprir a pena no regime domiciliar.

Leia no G1

3 comentários »

Atordoado

0comentário

O governador Flávio Dino (PCdoB) parece atordoado em meio ao caos instalado na cidade de Bacabal após uma audaciosa ação criminosa, neste final de semana.

Na ação, bandidos explodiram uma agência bancária, atearam fogo em vários veículos, bloquearam as principais vias de acesso à cidade, atacaram com tiros de fuzis um quartel da Polícia Militar e uma Delegacia de Polícia Civil e fizeram reféns, na noite de domingo, antes de fugir com sacos de dinheiro.

A investida do bando organizado, instalou terror e pânico, clima de medo e insegurança na cidade. O caso foi alvo de reportagens da imprensa em todo o Brasil.

Confrontado por uma “enxurrada” de críticas em seu perfil, em rede social, o governador tentou amenizar a situação com a informação – não se sabe extraída de onde – de que a quadrilha que atacou Bacabal “não é sediada no Maranhão”.

Ao que parece, para o chefe do Executivo, lançar a informação de que os bandidos supostamente são de outros estados, minimiza os numerosos assaltos a banco ocorridos no Maranhão este ano e os prejuízos sociais deixados em Bacabal.

Ele também destacou em seu perfil, que a polícia reagiu à investida e deixou criminosos mortos, feridos e presos. Um civil também acabou morto na ação criminosa.

Diante do ataque ostensivo dos criminosos, a reação policial foi correta e imediata, atitude que, aliás, corrobora o discurso daqueles que defendem uma atuação mais enérgica do Estado contra a bandidagem – a exemplo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, tão criticado pelo governador maranhense.

Estado Maior

sem comentário »

Sinpol repudia ataques violentos em Bacabal

1comentário

O Sinpol-MA vem a público manifestar sua indignação contra os violentos ataques ocorridos em Bacabal. Bandidos fortemente armados assaltaram na noite de domingo (25) uma agência do Banco do Brasil. Além disso, os criminosos atacaram o quartel do 15º Batalhão da Polícia Militar e também a Delegacia Regional de Polícia Civil.

Para começar, o Sinpol-MA informa que apenas uma Investigadora Policial estava de plantão na Delegacia Regional.

O Sindicato tem denunciado o descaso do governo do Estado com a investigação. Alardeamos, incansavelmente, através de outdoors e outras mídias, que o investimento na Polícia Judiciária não chega a 1%.

E para piorar, policiais civis, que trabalham dentro da legalidade, sofrem uma perseguição extremada dentro da instituição. Além de esquecidos dentro da corporação, escrivães e investigadores convivem, diariamente, com esse duro golpe.

Aproveitamos a oportunidade para sugerir à cúpula da Segurança, que não tem medido esforços para perseguir os policias civis, que use dessa mesma força para caçar e investigar bandidos. O alvo deveria ser a bandidagem e não quem exerce a função como determinam as atribuições legais.

A direção do Sinpol-MA parabeniza a atuação dos policiais civis e militares que, mesmo sem estrutura, reagiram e continuam em campo para dar desfecho às ações. A direção sindical é completamente solidária aos cidadãos bacabalenses e, em defesa destes e de todos os maranhenses, reitera apelo ao governo do Estado para que reveja sua política de Segurança Pública, voltada hoje, quase que exclusivamente, ao policiamento ostensivo, e invista verdadeiramente no combate ao crime organizado e à impunidade, o que só ocorrerá com uma Polícia Civil fortalecida, valorizada e presente em todo o Estado.

Para tanto, a direção do Sinpol-MA se coloca à disposição para o diálogo e para contribuir na construção de uma Segurança Pública completa.

1 comentário »

Flávio Dino tenta desviar foco após ação de bandidos

9comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) se manifestou, nas redes sociais após a noite de pânico que viveu a população de Bacabal com a invasão audaciosa de bandidos à cidade durante a ação de explosão da agência do Banco do brasil.

A primeira preocupação do governador, como sempre faz é deixar claro que a “quadrilha não é sediada no Maranhão”.

“Banco do Brasil em Bacabal foi atacado por quadrilha não sediada no Maranhão. Pessoas e veículos de vários Estados. Polícia do Maranhão reagiu e continua em campo. Há criminosos mortos, feridos e presos. Secretaria de Segurança vai divulgar balanço quando ações forem concluídas”, disse.

Será que os bandidos diriam, então que é mais fácil assaltar no Maranhão???? Entendo que, tranquilizar a população é necessário, mas não é afirmando apenas que a quadrilha é de outro estado.

Em outras situações, o governador sempre transfere a responsabilidade e diz que a culpa é do “governo anterior”.

Na verdade, a ação dos bandidos expõe as vísceras da falta de estrutura da polícia no combate ao crime no interior do Maranhão. Do que adianta apenas dizer que a quadrilha não é do Maranhão? E se fosse, a nossa polícia teria estrutura para enfrentar os bandidos?

Quando o governador diz: “Secretaria de Segurança vai divulgar balanço quando ações forem concluídas”, na verdade deveria dizer o que ele, enquanto governador do Maranhão pode fazer para que esse tipo de ação audaciosa não ocorra mais no Maranhão.

Mas, nosso governador, sempre quando se vê acuado, prefere desviar o foco da discussão.

E esse é mais um exemplo.

9 comentários »

Bandidos levam terror em assalto a banco em Bacabal

0comentário

Bandidos explodiram ontem à noite (25) a agência do Banco do Brasil, em noite de pânico em Bacabal, a 240 km de São Luís.

Segundo a polícia, a ação aconteceu por volta das 22h e durou aproximadamente 2 horas. Houve troca de tiros entre os bandidos e a polícia e três bandidos foram mortos. Um outro homem que participou da ação foi preso.

Os bandidos atacaram o quartel do 15º Batalhão da Polícia Militar e a Delegacia Regional de Polícia Civil.

Durante a fuga, a quadrilha atravessou dois veículos sobre as pontes que ficam entre o Rio Mearim e o Igarapé do Bambu na saída da BR-316.

A polícia prendeu duas pessoas que entraram na agência bancária para pegar cédulas que foram deixadas durante o crime.

Foto: Reprodução/TV Mirante

sem comentário »

OAB: Brisac intensifica campanha no interior

0comentário

O candidato a presidente da OAB/MA, o advogado Carlos Brissac, encerrou neste sábado (10), em Balsas, uma extensa agenda de visitas ao interior do Maranhão. A série de encontros teve início na cidade de Timon, terça-feira (6). Na sequência, Brissac visitou Caxias, Pedreiras, Codó, Presidente Dutra, Coroatá, Barra do Corda e Grajaú. Ele debateu propostas de sua chapa para a Seccional Maranhense e recebeu a adesão de advogados dessas cidades.

Em Timon, o advogado e escritor Nelson Nery  declarou apoio à Chapa 2 – OAB de Verdade por reconhecer em Carlos Brissac qualidades fundamentais para um presidente da Seccional. “Carlos Brissac tem se destacado pela sua atuação, pela sua juventude, pelas suas ideias no sentido de restaurar a importância que a Ordem dos Advogados do Brasil tem não apenas no estado. Percebemos a necessidade de voltarmos a ter uma advocacia combativa e compromissada com a defesa da democracia e dos Direitos Humanos”, destacou.

Outra advogada que também declarou apoio a Carlos Brissac foi Mayara Vieira da Silva, candidata a conselheira pela Chapa 2. “Mayara tem forte atuação na região e seu apoio foi muito importante para o fortalecimento da nossa chapa nessa região”, disse Brissac.  Mayara é candidata a conselheira pela chapa liderada por Brissac.

Em todas as cidades visitadas, Brissac conseguiu reunir um representativo número de advogados que apoiam a sua candidatura e se ressentem da falta de representatividade da Ordem no Maranhão. “Essas visitas ao interior do estado tem sido fundamentais para que possamos debater com os advogados dessas cidades a realidade que enfrentam no dia a dia do exercício da profissão, identificando as suas necessidade e discutindo como a nossa gestão ajudará esses colegas e, mais que isso, como a OAB do Maranhão se colocará como sua defensora e defensora da sociedade”, declarou.

Brissac lembrou, ainda, que 30% dos membros de sua chapa são do interior do estado, fato que, segundo ele, demonstra a preocupação em assegurar a representatividade da OAB/MA em todo o estado. “Temos propostas para previdenciaristas, criminalistas, tributaristas, por exemplo, para todas as áreas, como ensino jurídico, prerrogativas, causas sociais. Isso significa que, na nossa gestão, todo advogado do Maranhão será, de alguma forma, contemplado”, garantiu.

Agenda

Na próxima terça-feira (13) Carlos Brissac retoma a agenda de viagens pelo interior do estado com visita às cidades de Itapecuru, Santa Inês e Bacabal. Em Bacabal, por exemplo, a chapa 2 ganhou o reforço do advogado Agnelo Rodrigues, ex-presidente da Subseção da cidade e ex-conselheiro da Ordem maranhense. Agnelo, que é uma forte liderança da advocacia local, concorre ao cargo de conselheiro pela chapa encabeçada por Carlos Brissac.  Na quarta-feira (14), Brissac estará na Baixada Maranhense acompanhando de membros da Chapa 2.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Edvan Brandão é eleito prefeito de Bacabal

0comentário

O candidato do Partido Social Cristão (PSC), Edvan Brandão, de 44 anos foi eleito prefeito de Bacabal pela coligação “Bacabal em primeiro lugar”.

Veja a votação:

Edvan Brandão (PSC): 50,49 % – 23.355 votos
César Brito (PPS): 45 % – 20.817 votos
Luizinho Padeiro (PSB): 1,90 % – 877 votos
Giselle Velloso (PR): 1,47 % – 681 votos
Professor Maninho (PRB): 1,14 % – 529 votos

Edvan Brandão que foi apoiado pelo senador João Alberto (MDB) e pelos deputados estadual Roberto Costa (MDB) e federal João Marcelo, e  venceu o candidato do governador Flávio Dino (PCdoB).

Edvan Brandão é vereador e presidente da Câmara de Bacabal e atualmente é prefeito interino do município, após a cassação do ex-prefeito Zé Vieira e do vice, Florêncio Neto.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Vereador é preso por suspeita de compra de votos

0comentário

O vereador Serafim Reis (MDB) foi preso na noite de sábado (27), no município de Bacabal, a 240 km de São Luís, por suspeita de compra de votos.

Segundo a polícia, o vereador foi flagrado com um maço de dinheiro no valor de R$ 6 mil no bairro Trizidela distribuído em cédulas de 10, 20, 50 e 100 reais. Os policiais estão apurando a origem e o destino do dinheiro que estava com o parlamentar.

“O vereador foi preso e conduzido com uma certa quantidade de dinheiro. Todo trocado em cédulas de 10, 20, 50 e 100. A votação está tranquila”, explicou o Coronel Luongo da PM-MA.

O vereador que também é empresário prestou depoimento e disse que o dinheiro pertencia à sua empresa. Ele foi liberado após prestar esclarecimentos.

Eleição em Bacabal

Além da votação para presidente no segundo turno, a população de Bacabal vota para definir o novo prefeito da cidade, já que prefeito eleito em 2016, Zé Vieira, teve seu registro de candidatura indeferido pelo TSE em junho de 2018. Com a candidatura indeferida foi determinada a realização de novas eleições no município do interior maranhense.

Em Bacabal serão 50.494 eleitores para votação de prefeito. Concorrem ao cargo os candidatos Cesar Brito (PPS), pela coligação “Bacabal vai vencer” e Edvan Brandão (PSC) pela coligação “Bacabal em primeiro lugar”.

Leia no G1

sem comentário »

Clima é tenso em Bacabal por conta da eleição

0comentário

No final da noite de ontem (26), por volta das 23h30, policiais militares da Força Tática do 15º BPM de Bacabal faziam rondas pela secundária da BR-316, precisamente em frente a um hotel quando observaram duas caminhonetes e próximo as estas sete indivíduos, quando decidiram fazer uma abordagem. Na abordagem foram encontradas quatro armas de fogo.

Aos policiais militares os mesmos confessaram que faziam segurança para o candidato a prefeito, César Brito. Todos foram encaminhados a delegacia de polícia para os trâmites que o caso requer. Ao todo sete pessoas foram apresentadas a autoridade competente.

Já no povoado Bela Vista, no início da madrugada de hoje, por volta de 00h05, a Força Tática, juntamente com duas equipes do Comando Tático Aéreo (CTA), foram averiguar uma denúncia onde duas caminhonetes estariam, supostamente, sendo usadas por indivíduos armados para intimidar os habitantes locais.

Ao avistarem os veículos os policiais procederam às buscas pessoal e veicular. Em um dos veículos estariam cinco pessoas e no outro mais sete pessoas. Durante as revistas três armas de fogo foram apreendidas.

Questionados sobre o motivo de estarem no local, afirmaram que estavam ali trabalhando para o candidato Edvan Brandão e que estariam observando se os partidários do candidato César Brito iriam comprar votos naquela localidade. Doze pessoas foram conduzidas.

Todos os envolvidos também foram apresentados a autoridade policial competente.

“Não mediremos esforças para garantir a lisura das eleições no município, bem como proporcionar uma sensação de segurança a todos os munícipes, uma repressão qualificada com prevenção primária, garantindo o processo eleitoral em Bacabal-MA”, disse o Coronel PM Luís, Comandante de Área do Interior 1 (CPAI-1).

sem comentário »