Uma lição para Márcio Jardim e o PT

5comentários

A demissão do secretário de Estado de Desporto e Lazer, Márcio Jardim ainda está rendendo nos bastidores políticos, principalmente no Partido dos Trabalhadores (PT).

Jardim e muita gente no PT vai demorar a assimilar o gesto de Flávio Dino, principalmente por ocorrer às vésperas dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) e da reabertura do emblemático ginásio Costa Rodrigues.

Descartado do governo por meio de interesses políticos, Márcio Jardim pagou o preço por comprar brigas e mais brigas com adversários políticos de Flávio Dino. Era sempre o primeiro a sair em defesa do governador.

Lembro que todas às vezes que critiquei algo da Sedel aqui, logo Márcio Jardim remetia às questões políticas. E rabatia dizendo que eram críticas técnica, mas ele, quase sempre “míope” e cego de paixão pelo governador entendia diferente.

Mas o que Márcio Jardim recebeu em troca? Uma exoneração do cargo que teve que brigar no começo para que fosse contemplado. Logo no começo, o governador deixava claro que Jardim não seria a principal opção. Agora, talvez, após a exoneração, o “companheiro de muitas trincheiras” possa refletir melhor sobre o assunto.

Da forma como tudo aconteceu, Jardim nunca foi tão importante e necessário ao governo… Só estava ocupando uma cadeira até que o governador decidisse colocar uma outra pessoa.

Agora, ao ser exonerado, Jardim terá que lutar dentro do PT e do próprio governo (mesmo estando fora dele) para viabilizar uma canditura ao Senado, o que não será tão fácil, pois neste caso as prioridades de Flávio Dino são Weverton Rocha e Waldir Maranhão.

Que o episódio sirva de lição a Márcio Jardim e ao PT….

5 comentários para "Uma lição para Márcio Jardim e o PT"


  1. jose carlos silva

    Zeca, se o Márcio imagina se candidatar a Senador é a prova de que ele é mais DOIDO do que imaginava.

  2. Dimas

    Volta PT aos braços da …quia.

  3. paulo

    zeca ,tu achas mesmo q Flavio vai apoiar esse cancer maldito valdir maranhão?

    • Zeca Soares

      Eles vivem juntos.

  4. valber

    Zeca, toda nomeação(indicação ) politica sempre termina assim,ele não será o primeiro e nem o ultimo. Agora realmente a sua demissão foi uma verdadeira demostração que ele não tem nenhum ou nenhuma importância politica para o projeto do Flavio Dino. O Marcio não tem mandado ,não tem liderança em nenhum seguimento,não tem votos então como diz meu Pai, politico é igual a papel higiênico ou esta no rolo ou na merda.ainda mais quando não se tem votos (mandato). lembro que quando tinha os Diálogos pelo Maranhão o Marcio era apresentando sempre como o emissário de Dilma e Lula e agora ganhou a retribuição. POLITICA É ASSIM.

deixe seu comentário