HTO nunca realizou uma cirurgia, diz Andrea

1comentário

Em uma semana de inaugurado, o Hospital de Trauma e Ortopedia está apenas servindo de avisos e futuras marcações de consultas. A denúncia foi feita pela deputada Andrea Murad, que criticou a abertura de uma unidade de alta complexidade que sequer iniciou as atividades que foram destinadas ao hospital.

“Sabem quantas cirurgias foram feitas no hospital de Trauma? Zero. Sabem quantos profissionais contratados? Zero. Existem ali funcionários sem farda, sem identificação na recepção, que devem ter sido deslocados de outras unidades, apenas para falarem às pessoas que só depois do dia 30 iniciarão as cirurgias lá na Clínica Eldorado, atual Hospital de Trauma. Uma semana depois da inauguração e o hospital parado, nunca realizou única cirurgia, sem UTI funcionando, ou seja, foi inaugurado somente para tentarem justificar aquele aluguel escandaloso”, denunciou Andrea Murad.

Para a parlamentar, o Hospital de Trauma e Ortopedia foi inaugurado apenas para justificar o aluguel de R$ 90 MIL mensais e a super reforma que já ultrapassou o gasto de mais de R$ 2,6 milhões em recursos públicos, sendo que o aluguel da Clínica Eldorado para sediar o HTO, desde agosto de 2016, de propriedade de uma servidora da própria Secretaria de Estado da Saúde, já deveria atender todas as necessidades para o funcionamento da unidade de alta complexidade desde a assinatura do contrato.

“Na gestão Ricardo Murad, quando uma unidade era inaugurada, qualquer que fosse o perfil, era inaugurada em sua plenitude. Com todo o quadro de pessoal formado, todos os materiais e equipe médica apta para trabalhar, com cirurgias e até mutirão de cirurgias. Hoje, no governo Flávio Dino, uma unidade de alta complexidade é inaugurada apenas com a recepcionista e uma enfermeira avisando que a previsão para marcar qualquer cirurgia só depois do dia 30. É brincar com a população”, completou Andrea Murad.

Foto: Handson Chagas

1 comentário »

Roberto Elísio é condenado a 10 anos de prisão

0comentário

O bacharel em Direito, Roberto Elísio Coutinho de Freitas, foi condenado a 10 anos de reclusão pela prática de crimes contra a própria mãe, uma professora universitária aposentada, de 84 anos e doente de Alzheimer. Ele também terá que pagar R$ 2 milhões como efeito da condenação pelos danos causados à vítima. A decisão é da juíza titular da 8ª Vara Criminal de São Luís, Oriana Gomes, na ação penal proposta pelo promotor de Justiça José Augusto Cutrim. A pena deverá ser cumprida em regime fechado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde o acusado já está preso provisoriamente desde maio deste ano.

Roberto Elísio Coutinho foi condenado pelos crimes de tortura, apropriação indébita e por retardar ou dificultar a assistência à saúde da vítima. Em todos eles, a juíza aumentou a pena por se tratar de crime de tortura contra idoso e pela continuidade delitiva. Na sentença de 56 laudas, a magistrada também determinou que o acusado pague o equivalente a 200 dias-multa (um trigésimo do salário mínimo) em relação a cada um dos crimes de apropriação indébita e por deixar a idosa sem assistência médica.

A juíza não aceitou as preliminares da defesa de inimputabilidade do réu (alcoolismo e esquizofrenia) e atipicidade, e também discordou do laudo pericial apresentado pelo denunciado, de que o réu antes de ser preso deveria ser internado em clínica particular por 90 dias. Na decisão, a magistrada determinou que a pena seja cumprida no local próprio para pessoas que detêm o curso superior e que seja dada a Roberto Elísio Coutinho a oportunidade de fazer o tratamento que ele alega precisar, permitindo-lhe o acesso aos médicos e outros profissionais que necessitar, na própria Penitenciária. Da decisão judicial cabe recurso no prazo de cinco dias.

(mais…)

sem comentário »

Uma lição para Márcio Jardim e o PT

5comentários

A demissão do secretário de Estado de Desporto e Lazer, Márcio Jardim ainda está rendendo nos bastidores políticos, principalmente no Partido dos Trabalhadores (PT).

Jardim e muita gente no PT vai demorar a assimilar o gesto de Flávio Dino, principalmente por ocorrer às vésperas dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) e da reabertura do emblemático ginásio Costa Rodrigues.

Descartado do governo por meio de interesses políticos, Márcio Jardim pagou o preço por comprar brigas e mais brigas com adversários políticos de Flávio Dino. Era sempre o primeiro a sair em defesa do governador.

Lembro que todas às vezes que critiquei algo da Sedel aqui, logo Márcio Jardim remetia às questões políticas. E rabatia dizendo que eram críticas técnica, mas ele, quase sempre “míope” e cego de paixão pelo governador entendia diferente.

Mas o que Márcio Jardim recebeu em troca? Uma exoneração do cargo que teve que brigar no começo para que fosse contemplado. Logo no começo, o governador deixava claro que Jardim não seria a principal opção. Agora, talvez, após a exoneração, o “companheiro de muitas trincheiras” possa refletir melhor sobre o assunto.

Da forma como tudo aconteceu, Jardim nunca foi tão importante e necessário ao governo… Só estava ocupando uma cadeira até que o governador decidisse colocar uma outra pessoa.

Agora, ao ser exonerado, Jardim terá que lutar dentro do PT e do próprio governo (mesmo estando fora dele) para viabilizar uma canditura ao Senado, o que não será tão fácil, pois neste caso as prioridades de Flávio Dino são Weverton Rocha e Waldir Maranhão.

Que o episódio sirva de lição a Márcio Jardim e ao PT….

5 comentários »

Concurso da PM tem inscrições adiadas

0comentário

As inscrições para o concurso da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) foram adiadas, conforme informou nesta segunda-feira (16) o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), empresa responsável pela realização das provas.

A empresa não deu mais detalhes e informou que em breve, um edital de retificação será lançado. O adiamento das provas foi divulgado no mesmo dia em que seriam abertas as inscrições para o concurso para o preenchimento de vagas nos cargos de 1º Tenente do Quadro de Oficiais da Saúde e de Soldado do Quadro da Praça. Ao total, 1.214 vagas seriam oferecidas.

Desde sua divulgação, o edital do concurso recebeu inúmeras denúncias no Conselho Regional de Veterinária e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que consideraram o concurso discriminatório em não oferecer vagas para mulheres no cargo de Médico Veterinário. O conselho de Medicina Veterinária afirma que no Maranhão dos 1500 profissionais na área, 44% são mulheres.

Leia mais

sem comentário »

Juíza usa postagens do Facebook em decisão

0comentário

Conteúdo publicado nas redes sociais pode ser usado pela Justiça na hora de fixar o valor da pensão alimentícia. Postagens de carros, viagens, festas, imóveis e outros bens que mostram o padrão de vida dos requeridos são provas de que eles podem arcar com o pagamento da verba alimentar.

Em consulta à rede social (facebook) de um comerciante local, a juíza da 4ª Vara da Família de São Luís, Maria Francisca Gualberto de Galiza, comprovou as afirmações da requerente, na ação de alimentos, de que o ex-marido tem recursos financeiros para manter o filho do casal e determinou que o requerido pague por mês o equivalente a 50% do salário mínimo de verba alimentar à criança. O pai não compareceu à audiência de conciliação nesta terça-feira (10), no Fórum Des. Sarney Costa, e foi julgado à revelia. A ação tramita em segredo de justiça.

Segundo a juíza, a mãe da criança afirmou que o ex-marido é proprietário de estabelecimento comercial e outros investimentos em São Luís e pediu que fosse feita uma pesquisa na página dele no facebook para comprovar seu padrão de vida. Na decisão, a magistrada diz que a consulta na rede social do requerido na internet comprovou as afirmações da requerente de que o demandado ostenta movimentada vida social, podendo arcar com o pagamento da verba alimentar do filho.

No facebook dele, conforme a magistrada, há fotos comprovando a propriedade do estabelecimento comercial, fotografias de viagens, carros e de sua movimentada vida noturna.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Glalbert prestigia torneio em Matinha

1comentário

Em Matinha, Glalbert Cutrim (PDT), participou do encerramento do I Campeonato Cinquentão, realizado neste domingo (15) no povoado Santa Vitória. Organizado por Pedinho e Bolinho, o evento contou com o apoio do deputado, e reuniu centenas de amantes do esporte.

“É uma satisfação enorme estar aqui, reunido com tantos amigos, muitos deles que fazem parte da história de nossa família, e poder contribuir com a realização desse evento, que mais do que uma competição esportiva, é a construção de amizades, de pessoas que se conhecem há décadas, e continuam se encontrando para participar desse tipo de competição saudável”, destacou o deputado.

O evento, que teve como campeão o time do Boa Vontade, contou ainda com a participação de equipes locais, e de jogadores de municípios próximos, como Nova Olinda e São João Batista.
De lá, Glalbert seguiu para Cantanhede, onde, junto com amigos e professores da rede municipal de ensino, confraternizaram a data em comemoração ao Dia dos Professores.

“Aqui em Cantanhede me sinto em casa, porque temos muito amigos de verdade. Poder comemorar essa data, sabendo que recentemente obtivemos uma vitória em nome de mais de 100 profissionais, que além de professores, são pais de famílias, é muito mais gratificante, nesse dia que é dedicado à vocês”, disse Glalbert.

Participaram do evento, o ex-presidente da Famem, Gil Cutrim (PDT), os vereadores Peroba (PSC) e Jairo Dantas (PHS).

Foto: Divulgação

1 comentário »

‘Força de vontade é o principal’, diz Hewerton

0comentário

O novo secretário de Estado de Desporto e Lazer (Sedel), Hewerton Carlos Rodrigues Pereira assume o cargo nesta segunda-feira (16), às 15h30, no Palácio dos Leões. O novo secretário tem 29 anos e é formado em Ciência Contábeis. Ele foi indicado pelo deputado federal André Fufuca (PP) e assume o lugar de Márcio Jardim (PT).

Hewerton disse em entrevista ao Blog do Zeca Soares que o fato de não ser conhecido no meio esportivo não é um problema e lembrou que seus antecessores, que também eram desconhecidos no meio e deixaram resultados positivos.

“Meu antecessor também não era muito conhecido e fez um bom trabalho. Não custa lembrar do trabalho de outros secretários. Joaquim Haickel e Weverton Rocha, que aceitaram o desafio é deixaram boas marcas. Acho que força de vontade é o principal. E isso não me falta”, afirmou.

o novo secretário afirmou estar muito contente com a oportunidade de poder ajudar o governo e que inicialmente tomará conhecimento dos projetos em andamento na Sedel.

“Antes de receber a notícia eu tive meu currículo analisado pelo governo. Quando me foi comunicada a escolha, fiquei contente com a oportunidade de poder ajudar o governo. Antes de conversar com o governador preciso tomar pé da situação real da secretaria. Tenho certeza que meu antecessor deixou muita coisa boa que será aproveitada. Dessa forma, quero ter mais conhecimento antes de ter essa reunião. Sei que o governador é um homem ocupado e não quero fazê-lo perder tempo”, disse.

Segundo Hewerton, a prioridade neste momento é dar continuidade ao planejamento em ação na Sedel.

“Minha prioridade é continuar o que está sendo feito. Após ter a certeza de que essa tarefa está cumprida, irei colocar em prática algumas coisas minhas. No momento certo irei comunicar”, finalizou.

Foto: Arquivo pessoal

sem comentário »

Mordendo a língua

0comentário

Em público, o governador Flávio Dino (PCdoB) e os seus aliados pregam o discurso da vitória assegurada em 2018 e da força política do seu governo para subjugar os adversários. Nos bastidores, o governador comunista usa todo o aparelho estatal para lotear o governo, negociando cargos em troca de apoios, num claro abuso de poder político a um ano do pleito.

E Flávio Dino negocia apoios porque não tem segurança no próprio discurso de vitória; porque sabe que a população já percebeu o fracasso do seu projeto de mudança e convive diariamente com as concupiscências de sua gestão. E para sobreviver vem mordendo a língua, agindo da forma que dizia condenar.

Há dois problemas claros enfrentados pelo governador comunista a influenciar o seu trabalho de cooptação partidária, em troca de espaço no governo: o primeiro é o tamanho do seu próprio partido, o PCdoB. Sem tempo na propaganda eleitoral e sem força popular capaz de mobilizar massas, o PCdoB depende do tempo e da militância de outros partidos para sobreviver numa campanha. PT, PDT, DEM, PTB, PP e PR têm exatamente isso que os comunistas precisam, daí a “venda” de cargos na estrutura do governo.

O segundo ponto é a força partidária que a oposição em suas várias vertentes começa a mostrar ao comunista: Roseana Sarney tem o PMDB, deve reunir o PSD e mais o PV, para ficar apenas nos três mais consolidados. Só eles já garantem praticamente o mesmo tempo que Dino terá com o ônus de vender o governo.

Além de Roseana, Roberto Rocha, com o seu PSDB, tem também tempo para fazer frente ao comunista. E se conseguir atrair PSB, DEM e PPS, como se discute nacionalmente, aí terá à disposição uma força na propaganda significativa para enfrentar o ex-aliado.

É por tudo isso que Flávio Dino se movimenta em busca da salvação do mandato e da reeleição. Lamentável que, para isso, faça tudo o que sempre disse condenar.

Estado Maior

sem comentário »