Honorato defende candidatura própria do PT em SL

1comentário

O vereador Honorato Fernandes (PT) disse em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes, no programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM. Ele falou sobre a sucessão muncipal, plano diretor de São Luís e da conjutura política nacional.

Honorato disse que os petistas começam a discutir a partir de hoje o caminho que o partido tomará nestas eleições, mas defendeu que o partido tenha candidatura própria.

“Tem quem defenda a aliança e tem quem defenda a candidatura própria. Eu particularmente tenho defendido de que a gente apresente um nome que represente as propostas do nosso partido para o desenvolvimento da cidade de São Luís nos próximos 20 anos. Minha força política já apresentou nomes, já se colocou a disposição para apresentar nomes e acredito que a partir desse debate de hoje (5) a gente inicia esse processo. Logo em seguida, com a formalização dos diretórios no estado do Maranhão e da própria direção estadual, entra em vigor o calendário oficial, que ai tem os prazos para apresentar tese de candidatura própria ou de aliança. Se for candidatura própria, os nomes vão disputar, caso não tenha consenso, uma prévia, para representar esse projeto, porque o PT tem esse caráter’, afirmou.

Honorato disse que a ideia é ter o maior número de nomes possíveis para definição de um nome de consenso. Inclusive o seu próprio nome está à disposição do PT.

“Eu conversei com a presidenta Gleice, ela foi muito clara comigo no fim do ano passado. Pediu inclusive que a gente fizesse o debate, que eu me colocasse a disposição do partido, eu me coloquei a disposição do partido. Não só eu, como também surgiram outros nomes se colocando a disposição do partido. Mas é como eu disse, eu não estou preocupado hoje ainda com o nome. Eu tô preocupado da gente primeiro definir: É candidatura própria? É aliança? Então qual é a estratégia, qual a tática eleitoral?”, destacou.

O vereador Honortao tambpem defendeu a unidade no PT neste momento importante e de definições.

“Eu acho que o PT tem que buscar a unidade política nesse momento, para ajudar a fazer enfrentamento, não só ao governo do Bolsonaro, governo muito ruim um pibinho deste tamanho, ta aí o resultado. Prometeu o céu e tá entregando para o povo brasileiro um inferno em todos os aspectos”, finalizou.

Foto: Rodrigo Bonfim

1 comentário »

PT pode ter candidatura própria em São Luís

3comentários

O vereador Honorato Fernandes, presidente do PT em São Luís disse em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes, no Bom Dia Mirante, na TV Mirante, que o PT começa a discutir nessa semana o caminho que irá tomar na eleição deste ano.

Segundo Honorato, o PT vai discutir se lança candidatura própria ou se buscará uma aliança.

“O nosso partido, o Partido dos Trabalhadores inicia nesta quinta-feira agora, um debate mais intenso com a sua militância, pré-candidaturas e aquelas lideranças que pensam no PT do Maranhão, no PT de São Luís. É diante desse cenário e respeitando o calendário próprio do PT que nós iremos debater, primeiro se nós teremos uma candidatura própria na cidade de São Luís ou se nós faremos uma aliança”, afirmou.

Honorato tem defendido candidatura própria no PT e diz que essa é a vontade da maioria das lideranças petistas.

“É importante frisar que a maioria das lideranças, assim como eu tem defendido nessse momento que o nosso partido apresente um nome que represente um projeto para a cidade de São Luís que garanta o desenvolvimento e crescimento, o respeito às pessoas, o fortalecimento do nosso sistema de saúde a valorização daqueles que transformam a vida das nossas crianças que são os nossos educadores. É diante desse cenário que iniciamos esse debate com a certeza e com a vontade de apresentar uma alternativa para a cidade de São Luís”, finalizou.

Um dos nomes do PT numa eventual candidatura própria é o de Lawrence Melo, presidente da MOB.

Foto: Reprodução

3 comentários »

Honorato reforça composição de chapa com Flávio Dino

0comentário

Em um texto publicado através das suas redes sociais, o presidente do Diretório do PT de São Luís, vereador Honorato Fernandes endossou as declarações dadas pela presidente nacional do PT, a deputada federal Gleice Hofmann, quanto a possibilidade de uma eventual composição de chapa com o então governador Flávio Dino (PC do B), nas eleições presidenciais de 2022.

A declaração da presidenta nacional do PT foi feita durante entrevista concedida ao jornal Valor Econômico, publicada nesta segunda-feira (27), e repercutiu em vários sites de notícias. Segundo ela, a aliança entre o PT e PC do B, com o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad encabeçando a chapa e Dino como vice é um caminho a se considerar. Gleice não descartou, no entanto, a possibilidade também de Flávio ir como cabeça da chapa.

Na postagem, ao comentar a possível aliança, o presidente do PT de São Luís lembrou que o acordo se dará, caso se mantenha “a injustiça contra o presidente @lulaoficial nas eleições”. Ou seja, se até 2022, por ainda estar respondendo processo,o ex-presidente Lula permaneça inelegível, por conta da Lei da Ficha Limpa.

Considerando esse cenário, Honorato destacou a força do nome de Flávio Dino em meio ao quadro atual do campo progressista, razão pela qual os PT almeja a aliança.

“O governador Flávio Dino é sem dúvida uma grande liderança para a chapa presidencial em uma frente de esquerda, seja encabeçando ou na condição de vice”, afirmou o presidente do PT de São Luís.

Honorato sugeriu ainda que a costura da aliança entre PT e PC do B, para 2022, já pode ser considerada agora em 2020, nas eleições municipais, com o PT apresentando um nome para a prefeitura e o PC do B na base de apoio.

“Em São Luís, a exemplo do cenário nacional, devemos manter uma conversa propositiva. O PT precisa apresentar nome para a prefeitura e, em seguida, iniciar diálogo com a base do governo e do PCdoB do Maranhão levando em consideração uma conjuntura em que também possamos ter o apoio dos comunistas”, disse Honorato.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Honorato elogia decisão sobre Lei de Muros e Calçadas

1comentário

Em pronunciamento realizado durante a sessão plenária desta segunda-feira (11), o vereador Honorato Fernandes (PT) elogiou a decisão judicial proferida pelo juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, por meio da qual a Prefeitura de São Luís se torna obrigada a apresentar um planejamento que garanta a fiscalização e aplicação da Lei nº 4.590, de 11 de janeiro de 2006, que disciplina os muros e calçadas.

Os elogios feitos pelo vereador Honorato se dão em virtude do fato do tema já ter sido alvo de cobranças frequentes do parlamentar. Em diversos pronunciamentos realizados na Câmara, Honorato cobrou da Prefeitura o rigor na aplicação da lei que penaliza os proprietários de terrenos por não possuírem muros, pois terrenos não amurados servem frequentemente como áreas de despejo de lixo e esconderijo de bandidos. 

“Com grande satisfação tomei conhecimento da feliz e justa decisão judicial que determinou que a Prefeitura planeje a aplicabilidade da Lei de Muros e Calçadas, tantas vezes já cobradas pelo nosso mandato. Garantir a aplicação desta lei significa garantir condições de saúde, limpeza e segurança pública”, destacou o parlamentar, lamentando, entretanto, que tenha sido necessária uma intervenção judicial para garantir o cumprimento da Lei. 
“Tal situação nos deixa triste, por ter sido preciso uma decisão judicial para fazer a Prefeitura cumprir com seu dever. Mas ao mesmo tempo revigora a nossa força para cobrar e exercer o papel fiscalizador que nos compete”, disse o vereador.  

Na decisão, que se se deu em resposta à ação Civil Pública proposta por Ministério Público do Estado do Maranhão em desfavor do Município de São Luís, o juiz fixa o prazo de 180 dias para que a Prefeitura apresente em juízo e à sociedade em geral o planejamento que garanta a fiscalização e aplicação eficientes da Lei de Muros e Calçadas.

Foto: Paulo Karuá

1 comentário »

Honorato quer ampliar debate sobre Plano Diretor

0comentário

Vereadores de São Luís e membros da sociedade civil organizada estiveram reunidos ontem (21) para debater a nova proposta do Plano Diretor da cidade de São Luís.

Na oportunidade, a importância de esclarecer a população acerca dos impactos de algumas propostas do novo Plano e a ampliação do número de audiências públicas que serão realizadas pelo Legislativo Municipal para debater o tema foram alguns dos pontos defendidos pelo vereador Honorato Fernandes (PT).

De acordo com Honorato, a Câmara precisa estar atenta quanto aos objetivos principais das audiências, que, dentre eles, seria esclarecer a população ludovicense sobre os impactos de algumas propostas do novo Plano Diretor, como a supressão da zona rural em detrimento da ampliação da zona urbana.

Tal proposta vem sendo rejeitada por estudiosos e ambientalistas, por representar a diminuição das áreas verdes e um caminho aberto para a chegada de empreendimentos que elevarão o nível de emissão de poluentes da cidade, que por sinal já é um dos maiores do país, segundo estudos já divulgados.

“Esta Casa terá um papel extremamente importante ao provocar a realização destas audiências públicas. Quero uma cidade desenvolvida sim, não sou contra a construção civil, nem contra a indústria. Eu quero sim uma cidade que, aliada a estes setores, cresça economicamente, mas que também seja uma cidade onde as pessoas possam respirar”, disse.

Para o parlamentar, a ampliação do número de audiências públicas significa a garantia da ampla participação popular nas discussões sobre o novo Plano Diretor e, consequentemente, do processo de esclarecimento da população sobre o tema.

“Minha sugestão é que se amplie para, pelo menos, oito audiências públicas, para que se intensifique a participação popular nesse processo de revisão do Plano. A população, principalmente da zona rural, precisa saber como algumas propostas do novo Plano vão afetar diretamente o seu modo de vida”, destacou Honorato.

As datas e locais da audiência ainda serão divulgados. A mesa diretora da Câmara ainda prepara o cronograma. No entanto, durante a reunião o presidente do Legislativo Municipal, vereador Osmar Filho (PDT) já adiantou alguns locais, tais como: IFMA (Monte Castelo), UEMA, UFMA, Zona Rural I e II.

Na reunião, convocada pelo presidente da Câmara, vereador Osmar Filho, além do vereador Honorato, participaram: os vereadores Sá Marques (PHS), Pavão Filho (PDT), Marquinhos (DEM), Genival Alves (PRTB), entre outros. Da sociedade civil organizada: membros do Conselho da Cidade de São Luís (Concid), do Coletivo Mapa, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STTR), do Movimento de Defesa da Ilha, entre outros.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Contradição

0comentário

O deputado estadual Zé Inácio (PT) usou as redes sociais para defender uma candidatura própria do PT na eleição para prefeito de São Luís.

Segundo ele, é necessário que o partido volte a ter protagonismo. Claro que esta posição do petista é uma contradição, já que ele e seu grupo contribuem para a desorganização do PT.

Com ações para tentar ter controle sobre o PT, Zé Inácio e seu grupo (de tantas outras alas da legenda) acabam enfraquecendo a sigla, que não consegue ter expressão entre os demais partidos aliados.

Defesa

Sobre candidatura própria do PT, o deputado Zé Inácio não é o primeiro petista a defender esta tese.

O vereador Honorato Fernandes – que foi reeleito presidente municipal da sigla na capital – tem defendido a candidatura do partido em São Luís.

Mas como o PT é diferente de todas os demais partidos, não adianta nem Zé Inácio e nem Honorato defenderem a candidatura própria se esse tipo de decisão for acontecer em algum encontro do partido no próximo ano às vésperas do processo eleitoral.

Estado Maior

sem comentário »

PT sendo PT de novo

0comentário

A novela da eleição interna do Partido dos Trabalhadores tem um novo capítulo no Maranhão. O resultado da eleição para o diretório da legenda em São Luís sofreu modificação por decisão da Executiva Estadual da sigla. Motivo: indícios de fraudes. E devido a isso oito urnas tiveram seus votos anulados pelo presidente estadual do PT, Augusto Lobato, e seus aliados.

Assim, a vitória foi transferida do atual presidente municipal da legenda, vereador Honorato Fernandes, para o aliado de Lobato, Kleber Gomes.

Claro que a decisão final não será no Maranhão e sim na Executiva Nacional petista.

O que chama a atenção em todo o processo é que Lobato e tantos outros companheiros de partido reclamam do julgamento do ex-presidente Lula, que teria sido baseado somente em indícios de irregularidades.

Mas quando se fala em disputa interna da sigla, o presidente estadual e seus aliados esquecem do que defendem e usam o mesmo argumentos dos “algozes” do ex-presidente da República.

A militância iniciou ontem um manifesto nas redes sociais contra a decisão da Direção Estadual e pretende pressionar para que a Executiva Nacional confirme o primeiro resultado baseado na apuração das urnas da votação ocorrida no último dia 8 de setembro.

É mais uma fase do complicado Processo de Eleição Direta (PED) do PT que mostra que os petistas não são tão amistosos internamente e que vale tudo pelo comando do partido.

Desgaste 

O presidente petista Augusto Lobato poderia evitar o desgaste da decisão da Executiva Estadual enviado para a Nacional o recurso de seu aliado Kleber Gomes.

Lobato preferiu arriscar e deixar em xeque a decisão que beneficia seu aliado. A militância reclama do presidente estadual, que poderá sofrer as consequências em sua tentativa de se reeleger.

No fim de tudo, Lobato e seus aliados deixam em xeque a credibilidade do PT, que nacionalmente tenta se reestruturar.

Palavra final 

A direção nacional é que terá a última palavra – de novo e mais uma vez – no PED do PT no Maranhão.

Os dirigentes que decidirão se as provas apresentadas por Kleber Gomes comprovam ou não fraude na votação interna.

Além disso, a nacional também vai analisar denúncia de que o deputado estadual Zé Inácio, aliado de Augusto Lobato, tenha interferido na apuração por meio de seu assessor, que preside a Comissão Eleitoral no Maranhão.

Estado Maior

sem comentário »

Honorato vai comandar PT em SL nos próximos 4 anos

0comentário

O vereador Honorato Fernandes foi reeleito presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) e vai comandar o partido no próximo quadriênio (2019 a 2023).

A apuração dos votos foi finalizada na madrugada desta quarta-feira (11) e Honorato Fernandes obteve a maioria 59% dos votos, contra o ex-vereador Kléber Gomes.

A disputa para a presidência do Diretório Estadual está entre as chapas de Zé Carlos e Francimar.

Os números finais da eleição no PT devem ser divulgados ainda hoje.

Foto: Agência Câmara

sem comentário »

Suicídio: uma questão de saúde e políticas públicas

0comentário

Por Honorato Fernandes

Aconteceu, no último dia 13 de agosto, a reunião do Fórum Estadual de Prevenção à Automutilação e ao Suicídio realizado pelo Ministério Público do Maranhão e do Centro de Apoio Profissional aos Direitos Humanos. O fórum tem se comprometido com a discussão de políticas públicas de atenção a essas práticas, que têm preocupado o mundo todo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) relata que em torno de 800 mil pessoas são vítimas do suicídio e um número muito maior de indivíduos tenta cometê-lo. O suicídio sempre se encontra entre as dez causas principais de morte em todos os países e este índice ainda é mais alarmante entre jovens e adultos: o ato suicida é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. Só em São Luís, os casos notificados de suicídios entre maio e junho foram quinze.

E quero chamar a atenção para dois pontos: o primeiro é que os indivíduos que chegam ao ato final do suicídio frequentemente apresentam sinais psicológicos prévios. De 80% a 100% deles apresentam histórico de transtornos mentais. E o segundo é que 79% dos suicídios, em 2016, aconteceram em países de baixa e média renda, como é o caso do nosso país.

Se o suicídio é mais praticado por pessoas que apresentam transtornos mentais e é maior em países com uma realidade social mais desigual, imagine as possibilidades de ideação suicida entre os profissionais que vivenciam diariamente o desespero das pessoas carentes? Nossos agentes comunitários, professores e profissionais da saúde, dentre outros, têm apresentado altas taxas de exaustão emocional, despersonalização e de decepção com a realidade que enfrentam. É preciso cuidar da nossa gente.

Contudo, faltam medidas de assistência efetivas no nosso município para a prevenção contra a prática do suicídio. É preciso dar mais força aos centros de atenção psicossocial e de assistência social, bem como treinamento e suporte aos profissionais do município que podem reconhecer e prevenir sinais de ideação suicida

O nosso povo caminha carente de esperanças. E de políticas reais que dêem suporte às suas demandas. Não podemos deixar a discussão sobre o suicídio apenas para o setembro amarelo. A realidade que sufoca a população nos assombra o ano todo.

Parabéns ao Fórum e a todas as instituições e entidades que têm se articulado e trazido luz sobre essa questão de saúde.

*Honorato Fernandes é vereador de São Luís

Foto: Paulo Caruá

sem comentário »

Honorato registra candidatura para eleição no PT

0comentário

Foi realizado, na tarde da última sexta-feira (26), na sede do Diretório Municipal do PT/São Luís, o ato simbólico de registro de candidatura da Chapa Municipal “Articulação Nenhum Direito a Menos – Honorato Fernandes Presidente”, para a disputa do Processo de Eleições Diretas (PED) do Partido dos Trabalhadores. Encabeçada pelo vereador licenciado Honorato Fernandes, a chapa disputará o comando do diretório do PT em São Luís.

O ato foi acompanhado por lideranças políticas do PT, entre elas: o secretário de organização do Diretório Estadual do PT, Francimar Melo; a secretária de comunicação do Diretório Estadual do PT, Criscielle Muniz; o vereador Osvaldo Muller, o militante e dirigente do Sindsep/MA, Raimundo Pereira, entre outros.

Honorato Fernandes, primeiro vereador reeleito pelo PT em São Luís, pretende dar continuidade ao comando do Diretório Municipal do PT da capital maranhense e conta com o apoio expressivo de diversos segmentos, como sindicalistas, movimentos sociais, dirigentes partidários, movimentos religiosos, universitários, professores, rurais, LGBT+, movimentos sociais, estudantes, profissionais liberais, Juventude e trabalhadores e trabalhadoras de forma geral. 

Durante o ato de registro da chapa, Honorato destacou a fragilidade democrática que marca o atual cenário político nacional, que a cada dia aponta para um Estado de exceção e a necessidade do partido apresentar um projeto concreto para a cidade de São Luís.

“Mais que nomes, nosso partido tem como compromisso a apresentação de um projeto concreto para a capital maranhense e de reafirmação e articulação das nossas forças, de modo a fazer frente aos ataques às liberdades democráticas hoje tão ameaçadas e as dificuldades gigantes vividas pela população de São Luis”, disse.

A eleição do PED ocorre no dia 08 de Setembro, durante a qual será escolhida a chapa que comandará o diretório do PT em São Luís, bem como a que comandará o diretório Estadual do partido no Maranhão.

Foto: Divulgação

sem comentário »