Agora no PSDB, Waldir Maranhão detona Flávio Dino

4comentários

O deputado federal Waldir Maranhão divulgou nota confirmando, nesta sexta-feira (6), a sua filiação no PSDB após ter sido barrado no PT.

Enquanto o Partido dos Trabalhadores luta pela Democracia, na tentativa de evitar a prisão de Lula, o deputado Zé Inácio (PT) ajudava a filiação de Waldir Maranhão no PSDB.

“Ïnformo que a partir desta entro para os quadros do PSDB e ajudarei na construção de um palanque que verdadeiramente possa representar um novo horizonte para o Brasil e para o Maranhão”.

Waldir Maranhão disse que a sua entrada no PT foi vetada pelo governador Flávio Dino e que agora sente que foi usado pelo mesmo.

“É lamentável a forma como o governador Flávio Dino usou e abusou para vetar a minha filiação ao PT. O que houve nesse processo foi uma verdadeira intervenção branca no PT para evitar a minha entrada nos quadros do partido. Logo Flávio Dino a quem confiei quando me convenceu de anular o impeachment da presidente Dilma. Agora sinto que fui usado por quem queria não a defesa da presidenta, mas o fortalecimento e engrandecimento de um ego quase doentio”, disse

Leia a nota na íntegra:

“Nota ao povo Maranhense

Em respeito ao povo maranhense, venho informar o que segue:

1. Quando procurei o PT para colocar-me à disposição do partido para ser candidato ao Senado Federal foi para contribuir, em primeiro lugar, com o projeto político nacional do partido tendo o companheiro Lula como presidente, bem como para o fortalecimento do PT no Maranhão que há décadas vive numa autofagia que tem impedido de fazê-lo ter o crescimento tal como ocorreu no plano nacional e nos estados vizinhos Piauí, Pará e Ceará, sem falar em outros estados do Nordeste.

2. Não se tratava de um ato voluntário do deputado federal Waldir Maranhão em querer ser senador da República de qualquer jeito. Pelo contrário, o objetivo era apresentar um projeto coletivo de sociedade tendo o PT como protagonista político no processo eleitoral de 2018.

3. Lamento que o radicalismo e sectarismo de alguns dirigentes do PT não tenham tido a devida compreensão histórica num momento que forças conservadores ameaçam de toda forma a possibilidade do PT voltar ao poder central nacional, inclusive encarcerado a principal liderança do partido o meu amigo e companheiro Lula.

4. Devo reconhecer o empenho e a solidariedade que tive de companheiros da corrente Construindo um Novo Brasil tanto no Maranhão quanto em nível nacional. Nesse particular, quero deixar hipotecado os meus agradecimentos ao deputado Zé Inacio pela forma digna e firme com que defendeu esse projeto. Agradecer ainda a militância aguerrida que não deixou levar pela benesses oferecidas pelo Palácio do Leões que pode ser considerado o principal ator na minha desistência de continuar filiado ao PT.

5. É lamentável a forma como o governador Flávio Dino usou e abusou para vetar a minha filiação ao PT. O que houve nesse processo foi uma verdadeira intervenção branca no PT para evitar a minha entrada nos quadros do partido. Logo Flávio Dino a quem confiei quando me convenceu de anular o impeachment da presidente Dilma. Agora sinto que fui usado por quem queria não a defesa da presidenta, mas o fortalecimento e engrandecimento de um ego quase doentio.

6. Por fim, informo que a partir desta entro para os quadros do PSDB e ajudarei na construção de um palanque que verdadeiramente possa representar um novo horizonte para o Brasil e para o Maranhão.”

Waldir Maranhão.
Deputado federal.

4 comentários »

Honorato se manifesta sobre prisão de Lula

3comentários

O presidente do Diretório Municipal do PT de São Luís, vereador Honorato Fernandes voltou a destacar, nesta sexta-feira (6), o fundo político na decretação da prisão do ex-presidente Lula na última quinta-feira (5). Honorato destacou que a constituição está sendo afrontada e a Justiça está de olhos vendados aos seus reais procedimentos, que é fazer valer a Constituição e dar direito de defesa ao cidadão.

“O STF, por agrado ao Juiz de Curitiba, está passando por cima de tudo. Descumprindo prazos e tirando direitos de defesa. A votação no STF foi um espetáculo triste. O voto da Ministra Rosa Weber foi um deboche com a nação onde ela disse que “considera a 2ª Instancia inconstitucional mais que o voto dela seria pela 2ª instancia, e que já avisava que no futuro votaria contra”. Se isso não for deboche o que será”, disse Honorato que ainda destacou os dois pesos na decisão da Ministra Carmén Lúcia que numa situação idêntica votou a favor do HC e que nesta se posicionou contra.

“Este é claramente e sem sombra de dúvidas um julgamento político. Não só contra Lula, mas também contra o povo brasileiro. Temos que ficar atentos e cerrar fileiras contra os desmandos cometidos em nome da Justiça”, ressaltou.

Honorato também frisou que é preciso dar um freio nas atitudes que ferem a Constituição e Justiça cometidas pelo Juiz Sérgio Moto.

“Este Juiz, na sua perseguição a Lula, está rasgando a Constituição. Estão fechando os olhos para os desmandos deste Juiz que deveria ser um cumpridor da Lei. Aonde vamos parar? Sérios precedentes, que ferem o direito a defesa de qualquer cidadão, estão sendo abertos. Isso é um absurdo”, disse Honorato ressaltando que o povo brasileiro, aqueles que realmente sabem o valor de Lula na mudança deste País, não ficaram de braços cruzados a este barbaridade conduzida debaixo dos olhos vendados da Justiça.

“Vamos lutar pela nossa democracia. Vamos lutar pelos nossos direitos e vamos lutar por Lula. Estamos em vigília e assim vamos continuar. Vamos denunciar mais este golpe em todos os espaços, pois esta Luta vale a pena”, finalizou Honorato.

Foto: Divulgação

3 comentários »

PT de São Luís repudia decisão do STF contra Lula

4comentários

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de São Luís manifesta seu repúdio à decisão do Supremo Tribunal Federal que negou o pedido de habeas corpus preventivo apresentado pela defesa do ex-presidente Lula, condenado em janeiro a 12 anos e 1 mês de reclusão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), no processo referente ao caso do triplex do Guarujá.

A prisão decretada antes do trânsito em julgado, ou seja, apenas em razão da decisão do TRF-4, um tribunal de segunda instância, é inconstitucional, uma vez que o artigo 5.º, LVII, da Constituição, institui a garantia de o indivíduo somente ser privado de sua liberdade com arrimo em decisão condenatória quando esta transitar em julgado, ou seja, na hipótese de não haver mais recurso cabível.

A prisão só pode ser executada após o esgotamento de todos os recursos em todas as instâncias da Justiça – incluindo a terceira (o Superior Tribunal de Justiça, STJ) e a quarta (o próprio STF). Portanto, o cerceamento antecipado mostra-se incompatível com nossa realidade constitucional.

Além disso, faz-se necessário lembrar que Lula foi condenado sem provas, por Sergio Moro e pelo TRF-4. Nas mais de 200 páginas da sentença do juiz Sérgio Moro condenando Lula, nenhuma prova, apenas suspeitas, indícios e convicções. Lula foi condenado sem ter cometido nenhum crime, num processo político, cujo o único propósito é banir o nosso ex-presidente da corrida eleitoral.

Processo de caráter político sim, a julgar, por exemplo, pela rapidez na definição da data do julgamento pelos desembargadores do TRF-4, que confirmaram a sentença de Sérgio Moro. Celeridade judicial no mínimo suspeita, uma vez que o habitual são as críticas recorrentes quanto a lentidão do Judiciário.

A quem interessaria, portanto, toda essa pressa no julgamento do ex-presidente Lula, cujos desdobramentos já sinalizavam para a sua condenação e, consequentemente, a inviabilidade de sua candidatura?

Por acaso, àqueles que costumam bradar aos quatro cantos em seus discursos antipetistas que Lula quebrou o Brasil com sua política “assistencialista” e “populista”?

Àquela pequena parcela da população que não suportou dividir com a plebe espaços outrora frequentados apenas por ela, como os aeroportos, shoppings e universidades? Àqueles que costumam dizer que pobre não sabe votar?

Seja a quem for, o fato é que o “pobre que não sabe votar” já disse e reafirma com brilho nos olhos que quer Lula novamente em 2018. Não por acaso o ex-presidente lidera as pesquisas de intenção de voto, apesar de todo esse bombardeio.

Portanto, a estratégia é evidente. Se não conseguem derrotá-lo nas urnas, o caminho então é tirá-lo do processo eleitoral, condenando-o e prendendo-o. Na verdade, nada de novo debaixo do sol, apenas a efetivação do plano já anunciado nas gravações de Jucá, do “grande acordo nacional, com o Supremo, com tudo”.

Nosso líder maior vem sendo perseguido e criminalizado politicamente. Tal decisão nada mais é que uma afronta à democracia e aos princípios constitucionais. Temos certeza da inocência do ex-presidente Lula e reiteramos: Não nos curvaremos diante da injustiça e continuaremos a luta em defesa da democracia e do direito de lula ser candidato à presidente.

Eleição sem Lula é fraude!

4 comentários »

O homem forte do PT no Maranhão

3comentários

Vereador de São Luís, candidato a deputado estadual e presidente municipal do PT, Honorato Fernandes conseguiu, em cinco anos, transformar-se em uma espécie de homem forte do partido no Maranhão.

Mesmo em uma instância menor de poder partidário e do alto de seu mandato na Câmara Municipal de São Luís, Honorato consegue suplantar estrelas mais bem posicionadas no cenário político do PT.

E já entra em embates até mesmo com lideranças de outras legendas em busca do fortalecimento petista.

O vereador foi um dos responsáveis pelo dois últimos momentos de peso do PT maranhense:

1 – a garantia de maior espaço de poder no governo Flávio Dino (PCdoB) e na Prefeitura de São Luís, do aliado comunista Edivaldo Júnior (PDT);

2 – o veto à entrada do deputado federal Waldir Maranhão ao partido.

As duas vitórias – que devem se consolidar nos próximos dias – Honorato Fernandes conseguiu antecipando-se a uma articulação de lideranças do PDT e do próprio PCdoB com ícones nacionais do PT, a exemplo do ex-ministro José Dirceu.

Na mesma antecipação ele conseguiu agendar não apenas o veto a Waldir Maranhão como a ampliação do espaço do PT nos governos aliados.

E conseguiu.

Agora, Fernandes articula a campanha do PT no Maranhão, provavelmente na chapa do governador Flávio Dino.

Como um dos pesos pesados na disputa por vagas proporcionais…

Blog do Marco D’Eça

3 comentários »

Mais uma jogada errada de Waldir Maranhão

2comentários

Os aliados petistas do deputado federal Waldir Maranhão que inventaram uma tentativa de filiação dele ao PT agora reclamam de supostos “ataques comunistas”.

Como sabem que Maranhão não terá o aval da direção do partido para se filiar, tentam criar uma situação para que o deputado saia atirando da base do governo.

O problema é que, mesmo esnobado por Flávio Dino e aliado há mais de um ano, Maranhão não demonstra a menor vocação para o rompimento. E vai aceitar tudo calado.

Fracasso

Coube a um grupo de petistas da corrente “Construindo um Novo Brasil” a invenção da filiação de Waldir Maranhão ao PT.

O problema é que essa corrente não tem mais credibilidade nem no governo, nem na oposição maranhense.

O cálculo da escolha de aliados pelo deputado também transformou em suicida a sua “operação PT”.

Estado Maior

2 comentários »

Correntes petistas apoiam filiação de Waldir Maranhão

0comentário

Para complicar ainda mais as decisões que precisam ser tomadas pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o deputado federal e pré-candidato ao Senado, Waldir Maranhão, ao contrário do que queria o comunista, está tendo apoios importantes dentro do PT maranhense.

Waldir Maranhão protocolou sua filiação junto ao PT na segunda-feira (26), mas ainda aguarda um posicionamento oficial do partido. Só que logo depois do seu pedido, o presidente do PT de São Luís, vereador Honorato Fernandes, já se posicionou publicamente contrário a chegada do deputado federal.

Apesar disso, Waldir Maranhão manteve-se sereno e tranquilo, assegurando possuir inclusive o respaldo da Direção Nacional do PT para a sua filiação. Só que até mesmo entre os petistas maranhenses, Waldir já conseguiu ganhar adeptos a sua filiação.

Pelo menos duas correntes do PT: CNB e EPS, não só demonstraram serem favoráveis a filiação de Waldir Maranhão, como apoiam incondicionalmente a sua pré-candidatura ao Senado pelo Partido dos Trabalhadores.

O evento que formalizou esses apoios, contou com nomes importantes dentro do PT, como do deputado estadual Zé Inácio, do ex-presidente do PT no Maranhão, Raimundo Monteiro e do também pré-candidato ao Senado pelo PT, Raimundo Chocolate.

Waldir Maranhão não só agradeceu o apoio recebido, como fez questão de lembrar o compromisso assumido com Flávio Dino, Lula e Dilma Rousseff.

“Desde o impeachment, já havia o compromisso de disputar o Senado Federal com o apoio do governador Flávio Dino, do presidente Lula, da presidente Dilma, enfim, do povo maranhense. O que me estimula nessa caminhada é sentir que o povo do meu estado quer me dar a oportunidade de representa-lo no Senado Federal”, afirmou recentemente o futuro petista.

Em se confirmando a filiação de Waldir Maranhão ao PT, ele passa a ser o favorito a segunda vaga para o Senado na chapa de Flávio Dino. Já Eliziane Gama, começa, mais uma vez, a sentir o gosto amargo de ser renegada pelo comunista.

Blog do Jorge Aragão

sem comentário »

Honorato é contra filiação de Waldir Maranhão no PT

6comentários

O presidente do Diretório Municipal do PT, vereador Honorato Fernandes se manifestou de forma contrária ao pedido de filiação do deputado federal Waldir Maranhão ao partido.

Waldir protocolou pedido de filiação ao Partido dos Trabalhadores, nesta segunda-feira (26). Ele pretende disputar a eleição para o Senado, mas segundo o comando do PT em São Luís representaria muito conflito no partido.

“Minha posição enquanto dirigente partidário, membro da Articulação (PT/CNB) e presidente é contrária à filiação do deputado conforme dito ao próprio de forma clara, tendo em vista, evidente conflito com os projetos políticos eleitorais em andamento no Maranhão”, disse.

Segundo Honorato, a executiva municipal do PT de São Luís encaminhará sua posição política do pedido para conhecimento do Diretório Estadual e deliberação da executiva nacional, mas adiantou que é contra o ingresso do parlamentar no partido.

Confira a íntegra do documento de Waldir Maranhão:

Carta aos petistas

É com muita honra que me dirijo a Vossa Excelência, demais membros do diretório, assim como a toda a militância, para requerer neste dia, 26 de março de 2018, minha filiação aos quadros do Partido dos Trabalhadores. Enviarei cópia desse requerimento às demais instâncias, assim como darei publicidade ampla a esse pedido, enfrentando o debate e os desafios impostos pela conjuntura atual, como soldado desta trincheira, com orgulho e consciência de classe dos desafios à frente.

​Não quero apenas ser um “filiado”, mas sobretudo um militante do partido para travar os enfrentamentos que a conjuntura nacional e local nos impõem. A esquerda nacional e seus líderes, dirigentes e militantes, sofrem uma das maiores perseguições da história do nosso país, Lula e o Partido dos Trabalhadores hegemonizam, representam e traduzem o significado da disputa de classes, e da esquerda brasileira, por este entendimento é que não fujo à luta, nem a responsabilidade.

​Por minha consciência cidadã e de homem de posição, me posicionei em rede nacional contra o impeachment da Presidenta Dilma, convencido do papel que deveria cumprir. Segui até o limite institucional, buscando enfrentar e frear o golpe em curso. E foi o que fiz, dentro dos limites que nos eram cabíveis naquele momento. No exercício da Presidência da Câmara dos Deputados pautei o pedido de anulação do teatro parlamentar e jurídico produzidos para impeachmarem uma mulher honesta, digna, guerreira e de coração valente, a presidenta Dilma Roussef. Foi uma decisão a qual pagamos todos um preço altíssimo, alguns que extrapolam inclusive questões políticas, porém, sempre conduzido por nosso Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, companheiros do PT, parlamentares, ministros e dirigentes, camaradas do PC do B, nosso Governador Flavio Dino e dos partidos aliados, mesmo sofrendo pressões e ataques de diversos setores, segui e seguimos sem vacilar, lutando pelo direito do povo brasileiro, em defesa de nossa democracia, sabidos do por vir.

​Nesse sentido, venho com a humildade necessária pedir minha filiação aos quadros do Partido dos Trabalhadores no Maranhão para ajudar o partido, em primeiro lugar, no projeto nacional de fazer o Brasil voltar a crescer com justiça social, e depois a contribuir para o crescimento do PT no nosso estado e colocá-lo na condição que merece, qual seja, a de protagonista no processo político e eleitoral de 2018 e preparando nosso partido e militância para as lutas que virão.

​Compreendo o papel histórico e atual do nosso partido, sua criação, fundação e a necessidade de construirmos coletivamente este projeto. Desde já me submeto, ainda no mandato de Deputado Federal as decisões de bancada, me realinho e me organizo pelas diretrizes nacionais, pelos fóruns Estadual e Municipal e acrescento, que o desejo de filiação ao PT justificasse na convocação a mim feita pelo Presidente Lula, na solidariedade aos quadros políticos perseguidos João Vaccari Neto, Delúbio Soares, João Paulo Cunha, José Genoíno, Luiz Gushiken e o Ministro José Dirceu de
Oliveira e Silva aos quais me alinho.

​Por fim, requeiro a deliberação do partido, e dos nossos membros do Diretório Estadual e Municipal, me dispondo ao bom debate, entrincheirado as fileiras do Partido dos Trabalhadores, disponibilizando minha história de vida e legado político construídos até aqui aos desafios deste ano eleitoral de 2018.

6 comentários »

Luiz Pedro assina filiação ao Partido dos Trabalhadores

0comentário

Militantes e lideranças políticas do Partido dos Trabalhadores do Maranhão estiveram reunidos, na manhã deste sábado (24), para realizar o ato de filiação do jornalista e ex-deputado estadual, Luiz Pedro . O ato foi realizado no auditório Neiva Moreira, do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa.

Entre os componentes da mesa do evento, estavam: o presidente do PT do Maranhão, Augusto Lobato; o presidente do PT de São Luís, vereador Honorato Fernandes; o presidente e vice- presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), Lawrence Melo Pereira e Francimar Melo, respectivamente; o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

No ato, o presidente do PT de São Luís, vereador Honorato Fernandes destacou a representatividade de Luiz Pedro, por toda sua trajetória de militância no campo de esquerda.

“Esse ato é importante, pois representa o reconhecimento a relevância da luta travada pelo companheiro Luiz Pedro ao longo de sua trajetória de militância política. Uma militância marcada pela defesa dos direitos da classe trabalhadora e das minorias excluídas”, destacou o presidente do PT de São Luís, ressaltando ainda o desafio do PT face à conjuntura política atual, marcada pelo retrocesso das conquistas sociais alcançadas pelas classe populares nos governos de Lula e Dilma.

“Esse é o momento de unirmos as forças, enquanto campo de esquerda, para fazer a luta em defesa do presidente Lula e de sua candidatura, porque ele é o simbolo maior de resistência do Partido dos Trabalhadores, do povo pobre que um dia pôde não apenas sonhar, mas realizar seus sonhos, como o sonho da casa própria, através do ‘Minha Casa Minha Vida’, o sonho de ter um bico de luz elétrica em casa, através do ‘Luz para todos’ e de poder ascender social e economicamente”, disse Honorato.

O presidente do PT do Maranhão, Augusto Lobato destacou a importância da filiação de Luiz Pedro e de sua pré-candidatura para o projeto de fortalecimento do campo de esquerda e de ampliação da representatividade do PT na bancada federal.

“Nós temos um deputado estadual e um deputado federal, mas precisamos ter uma bancada de deputados com mais representantes petistas. A candidatura do companheiro Luiz Pedro faz parte do nosso projeto de fortacelecimento das forcas do campo de esquerda e o PT nos parlamentos”, afirmou Lobato.

A militância de Luiz Pedro junto a Frente Maranhense em Defesa de Lula foi um ponto frisado pela dirigente nacional do PT, Patrícia Carlos, para justificar a importância do ato de filiação do jornalista. A frente tem como objetivo defender a democracia e denunciar a perseguição política sofrida pelo ex-Presidente Lula através de setores do Judiciário, que tentam impedir sua candidatura à Presidência da República.

“Pude conhecer de forma mais próxima o companheiro Luiz Pedro, durante as atividades da Frente Maranhense em Defesa de Lula. Acredito que nada gabarita mais um companheiro para militar no Partido dos Trabalhadores, do que a defesa do presidente, figura de extrema relevância não apenas para o PT, mas para o país. Pois, a defesa do Lula representa também a defesa de todo legado de direitos conquistados para a classe trabalhadora e para os mais pobres durante os governos do PT”, destacou a dirigente nacional do PT.

Luiz Pedro, finalizando as falas do ato, justificou sua pré-candidatura, destacando também a necessidade de ampliação das forças do campo de esquerda na Câmara Federal, para impedir os retrocessos do governo Temer e fazer o país retomar o caminho do desenvolvimento trilhado nos governos petistas.

“Precisamos fortalecer as forcas de esquerda no Congresso Nacional. O momento atual clama pela unidade das forças de esquerda, dos democratas, dos patriotas e dos progressistas, para juntos lutarmos contra os retrocessos impostos pelo atual governo e fazer com que o Brasil retome o seu curso. Para que o Brasil volte a ser visto como um estado civilizado, como um país que respeita o estado de direito, as garantias individuais e o direito da classe trabalhadora”, declarou Luiz Pedro, que concluiu afirmando que a decisão de filiação ao Partido dos Trabalhadores se deu por conta do desafio imposto pela atual conjuntura política, de luta em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato.

“Fiz sim uma troca de partido, mas não de lado, pois continuo no campo de esquerda. E, nessa troca, eu não poderia escolher outro partido, uma vez que o centro da tática que nós precisamos ter agora é a defesa da democracia e do Lula ser candidato e nós não podemos abdicar dessa luta”, finalizou Luiz Pedro.

Foto: Divulgação

sem comentário »

PT sem prestígio

1comentário


O tempo de televisão para os partidos políticos foi definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). E, como já esperado, o PT e MDB são os que terão mais tempo, ficando cada um com pouco mais de um minuto.

O tempo de propaganda eleitoral no rádio ou na televisão, para uma campanha eleitoral, é o que há de mais valor para cada legenda.

No Maranhão, essa valiosa moeda vale somente para o MDB e PSDB, partidos que terão candidatura própria a governador do estado. Só não vale para o PT, que poderá garantir ao governador Flávio Dino (PCdoB) quase a metade do tempo total que o comunista terá na campanha eleitoral deste ano.

Os petistas estão dando de graça a única arma que eles têm para o PCdoB, que se preocupa somente em garantir o DEM – que tem somente 19 segundos – dando, possivelmente, o espaço na chapa majoritária na vaga de vice-governador.

O PT maranhense tem ainda menos prestígio que o PDT, cujo tempo (18 segundos) nem deverá computar para a propaganda comunista. O partido fundado por Leonel Brizola já tem há meses a garantia de que uma das vagas de candidato ao Senado vem do PDT.

E o que resta para o PT? Só as velhas promessas de espaço na gestão sem que haja, realmente, qualquer garantia. Outra promessa dada é de garantir ampliação das bancadas do partido tanto na Assembleia Legislativa quanto na Câmara Federal.

Mas para algo tão precioso, o que fica parecendo é que o PT pouco se valoriza. E Flávio Dino se aproveita da apatia dos membros do partido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Culpado

Parte dos petistas coloca culpa dessa falta de prestígio no presidente estadual da legenda, Augusto Lobato. Internamente no PT, Lobato é acusado de fazer o jogo a favor de Flávio Dino, em detrimento dos interesses do próprio partido. Medo de perder o pequeno espaço de assessor especial que tem no governo comunista, Augusto Lobato acaba se submetendo aos caprichos do governador.

Estado Maior

1 comentário »

PT tem novos filiados em São Luís

0comentário

O presidente do Diretório Municipal do PT de São Luís, Honorato Fernandes, acompanhado de membros do diretório Municipal e Estadual deu as boas vindas terça-feira (13) a novos filiados. O ato reuniu jovens que chegam para somar na luta em defesa da democracia e pela manutenção de direitos já conquistados.

“Ficamos felizes em receber os novos filiados. Sangue novo neste momento terrível da nossa história política, onde lutamos contra o desmonte da democracia promovido por este governo ilegítimo. Sejam bem vindos e vamos à luta”, destacou Honorato Fernandes ressaltando ainda que uma das missões dos novos filiados é ajudar a defender o legado dos governos de Lula e Dilma e ajudar a reeleger o governador Flávio Dino.

“Nós temos sim, enquanto partido, esse compromisso, por acreditar que o governador Flávio Dino é alinhado com os nossos ideais”, afirmou o presidente do PT de São Luís.

A secretária de Organização do PT Municipal, Jesus Abreu, também saudou os novos filiados.

“A vinda dos novos filiados vem aglutinar novas esperanças. Chegam para somar na luta conta a atual conjuntura política que diariamente penaliza os trabalhadores. Os novos filiados fortalecem o debate”, disse Jesus Abreu.

Uma das filiadas, a técnica em saúde bucal, Naiara Freitas Rayol, destacou que a política sempre fez parte da sua vida desde os tempos de escola e que agora, neste momento crítico em que o País se encontra, quis dar a sua contribuição de maneira mais efetiva.

“Antes de me filiar quis conhecer mais sobre o Partido e fiz a minha escolha pelo PT por este ter bandeiras importantes voltadas ao direito de toda a população”, disse.

O secretário de Organização do PT Estadual, Francimar Melo e a secretária de Mobilização do PT Estadual Ana Marinho, também participaram do evento.

Foto: Divulgação

sem comentário »