Fernando Haddad faz campanha em São Luís

0comentário

O candidato Fernando Haddad (PT) à presidência da República participou de ato político no bairro do Anil, em São Luís.

O candidato do PT prometeu que a partir de janeiro em nenhuma cidade do país o botijão de gás de cozinha custará mais de R$ 49. Atualmente, o botijão de gás de cozinha custa R$ 75.

“A partir de 1º de janeiro, vamos anunciar uma medida e em nenhuma cidade do país, o preço do gás de cozinha será superior a R$ 49 reais”, disse.

Haddad também anunciou que a partir de janeiro o valor do Bolsa Família será reajustado em 20%.

O petista esteve pelo governador Flávio Dino (PCdoB), pelo senador eleito Weverton Rocha, Othelino Neto, presidente da Assembleia Legislativa, dentre outras lideranças políticas.

Foto: Afonso Diniz

 

sem comentário »

Racha nacional

0comentário

A direção nacional do PDT deixou complicada a relação do partido com o governador Flávio Dino (PCdoB), que comemora até hoje o fato de Eliziane Gama (PPS) e Weverton Rocha (PDT) serem os novos senadores do Maranhão a partir de 2019.

O problema é que na pós-eleição de primeiro turno, as relações – até então próximas do PDT com o PT (pelo menos no nível nacional) – estão demonstrando não estarem tão boas assim.

Carlos Lupi, que comanda o partido nacionalmente, por exemplo, não quer sanar a ferida entre as duas legendas relacionada à sugestão dos pedetistas ao PT de desistir da candidatura de Fernando Haddad para apoiar Ciro Gomes para a Presidência da República. O PT, na verdade, nunca cogitou tal possibilidade. E com tudo isso e por isso, o PDT por história, de fato, deverá seguir tudo o que Lupi decidir.

E nesse contexto, o senador eleito em 2018, Weverton Rocha, deverá seguir os passos do guru, Lupi, e ser oposição a quem for eleito no próximo dia 28.

O fato é que, com a postura inicial dos pedetistas com sustentação da direção nacional, Dino poderá seguir mais quatro anos sem uma bancada no Senado Federal fechada com os interesses comunistas – isto em caso de vitória do PT à Presidência. Weverton deve seguir o seu sustentáculo no PDT, o que é natural – até poque há disputas que podem não deixar PDT e PCdoB tão próximos no Maranhão no futuro.

E isso tem relação com a disputa pela prefeitura de São Luís em 2020 e pelo governo em 2022.

Sem acordo

Além de Weverton Rocha, a outra senadora eleita, Eliziane Gama (PPS), não deve compor a bancada de aliança que o PCdoB nacional deverá seguir.

Isso porque, nacionalmente, o PPS comandado por Roberto Freire, sempre foi oposição ao PT. E o mais provável é que se una a qualquer legenda que siga a linha antipestista.

Com isso, Eliziane Gama não deve pensar muito em voltar à postura de 2015 que foi de condenar o PT como o governo mais corrupto da história do Brasil.

Estado Maior

sem comentário »

PDT terá a maior bancada na Assembleia Legislativa

0comentário

O PDT terá a maior bancada de deputados na Assembleia Legislativa do Maranhão na nova legislatura a partir de fevereiro de 2019. (veja aqui a lista dos deputados estaduais eleitos).

O partido comandado por Weverton Rocha no Maranhão que também foi eleito senador terá sete deputados. Desses, três são novatos e quatro conseguiram se reeleger. Ao todo, os sete deputados do PDT receberam 317.794 votos.

A segunda maior bancada será do PCdoB, do governador Flávio Dino que terá seis deputados, sendo dois novos e quatro que conseguiram se reeleger. Os deputados do PCdoB tiveram 311.867 votos. A terceira maior bancada será a do DEM com cinco deputados. São dois novos e três reeleitos no DEM.

A lista segue com PR, Solidariedade e PV com três deputados. PP, PSB, MDB e PRTB conseguiram eleger dois deputados, enquanto PRB, PSL, PTB, Pros, PMN, PSDB e PT elegeram apenas um.

Na Câmara dos Deputados, quatro partidos terão dois deputados: PR, PMN, PCdoB e MDB. (clique aqui para ver a lista dos eleitos).

Outros dez partidos conseguiram eleger um deputado cada: PTB, PSD, Podemos, PP, PRB, PSB, DEM, Patriotas, PT e PDT.

No Senado, nos próximos oito anos teremos o PDT com Weverton Rocha e o PPS com Eliziane Gama, além de Roberto Rocha, do PSDB que terá mais quatro anos de mandato.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Honorato mostra a cara e carrega o PT

0comentário

Por tudo que aconteceu no país nos últimos anos, denúncias e mais denúncias envolvendo o integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) era esperado durante a campanha eleitoral que muitos deixassem de lado o partido e se preocupassem apenas com as suas candidaturas.

Isto de fato ocorre não apenas com o PT, mas com a grande maioria dos partidos políticos.

Mas, especialmente dentro do PT que foi o principal alvo das investigações da Lava Jato se tem um integrante do Partido dos Trabalhadores que não se escondeu em nenhum momento, este chama-se Honorato Fernades, vereador de São Luís e candidato a deputado estadual pela primeira vez.

Muitos até falam de Lula, mas fazem questão de esconder o PT.

Honorato não esconde o PT em sua campanha. Usa vermelho, especialmente a camisa Lula Livre e carrega sempre a bandeira do PT em suas caminhadas.

Política deve ser feita assim. O candidato não deve se esconder de nada e deve deixar claro os seus ideais aos eleitores.

Honorato mostra a cara, sem covardia, medo de não conseguir se eleger e segue fazendo campanha defendendo o PT.

Cabe o eleitor julgar e decidir se ele merece ou não um novo mandato.

É assim que se faz!!!

Foto: Divulgação

sem comentário »

A situação delicada de Gastão Vieira

1comentário

Desde que decidiu romper com o Grupo Sarney, Gastão Vieira (PROS), vez por outra, é acusado publicamente nas redes sociais de traidor, pois foi justamente graças a ex-governadora Roseana e ao ex-presidente Sarney que o político Gastão Vieira conseguiu chegar à secretário de Estado e ministro do Governo Federal.

Entretanto, pelas idas e vindas de boa parte da classe política maranhense, onde alguns sempre acostumados com o poder querem estar sempre onde o poder está, mas esse parece ser o menor dos problemas para Gastão Vieira.

O que deve incomodar, ou pelo menos deixá-lo em uma situação delicada é ver o líder do seu novo grupo político, o governador Flávio Dino (PCdoB), sempre criticar a área da Educação nos governos Roseana.

Nesta semana, Gastão Vieira, em propaganda eleitoral, acabou, mesmo que indiretamente, desmontando as críticas do comunista contra a Educação.  Vieira que foi secretário de Educação do Governo Roseana e garante que construiu 82 novas escolas e reformou 403 unidades de ensino fundamental.

Ou seja, se Gastão Vieira propaga o que fez, juntamente com Roseana, desmente Flávio Dino, mas, por outro lado se não disser o que fez na sua passagem pela Educação aceitará a pecha de incompetente.

Inegavelmente uma situação delicada, mas Gastão não é o único nesse dilema. Vale lembrar que o deputado Pedro Fernandes, o prefeito Luis Fernando (São José de Ribamar) e o próprio Partido dos Trabalhadores, todos agora com Flávio Dino, já comandaram a Educação ao lado de Roseana Sarney.

Só é difícil entender o que Flávio Dino quer com tanta gente que, pelo seu próprio discurso “considera incompetente”.

Foto: Reprodução

Blog do Jorge Aragão

1 comentário »

Você colhe aquilo que planta

3comentários

Nunca foi tão oportuno o ditado popular que diz: “você colhe aquilo que planta”.

Demitido do governo Flávio Dino (PCdoB) para abrigar um novo aliado visando a eleição, o ex-secretário de Desporto e Lazer, Márcio Jardim que tanto chorou para garantir uma das duas vagas na chapa do comunista para o Senado vai ter que se contentar com muito pouco.

Márcio Jardim apostou tudo e colou no ex-presidente Lula, mas o PT e Flávio Dino lhe disseram não.

O que ele vai receber em troca ninguém sabe, mas o ex-secretário de Dino anunciou que vai apoiar a candidatura de Weverton Rocha (PDT) ao Senado.

Isto na prática não significa absolutamente nada, pois Marcio Jardim que mostrou não ter valor algum dentro do Partido dos Trabalhadores, também não tem voto algum e no máximo vai fazer que está apoiando alguém. Ou isso ou nada. E Jardim ainda se humilha para oferecer apoio a Weverton.

Márcio Jardim vai mais uma vez fazer campanha para alguns que mais na frente, certamente retribuirão com mais uma punhalada pelas costas.

Foto: Reprodução/ Twitter

3 comentários »

Honorato lança candidatura na Baixada Maranhense

1comentário

O vereador e presidente do PT de São Luís, Honorato Fernandes realizou ontem (5), o lançamento de sua candidatura à deputado estadual, na cidade de Viana. Realizado no Sítio da Suely, o evento contou com a presença de militantes, dirigentes e candidatos petistas, membros e lideranças de movimentos sociais e sindicais, além de lideranças comunitárias da região e sociedade civil.

A tônica do discurso de todos que se pronunciam durante o lançamento, além do apoio ao projeto de Honorato rumo ao Legislativo Estadual, foi a defesa da liberdade e da candidatura do ex-presidente Lula.

Vereador de segundo mandato e único representante do PT no Legislativo Municipal, Honorato finalizou as falas, afirmando que aceitou o desafio da candidatura à deputado estadual, no intuito de ajudar o projeto da legenda de ampliar a representação nos legislativos.

“Aceitei o desafio da candidatura à deputado estadual após deliberações internas da corrente que integro no PT, a qual, visando o fortalecimento da atuação do partido, sobretudo, nos parlamentos, acabou sugerindo meu nome para a Assembleia”, explicou Honorato, que seguiu seu discurso destacando a necessidade de união de todos que acreditam e lutam pela liberdade e pela candidatura do ex-presidente Lula, preso de forma arbitrária, segundo o candidato.

“Precisamos nos unir e fazer ecoar aos quatro cantos desse País, que o povo quer é o Brasil feliz de novo com o nosso presidente Lula de volta. E que nossa defesa pela liberdade e pela candidatura do Lula não é infundada, pois, até hoje, não existem provas contra o nosso presidente, preso de forma arbitrária”, disse.

Concluindo o discurso, Honorato destacou as políticas e programas implementados nos governos petistas, alegando serem estes os “crimes” cometidos pelo ex-presidente, segundo a visão dos seus oposicionistas, que, de acordo com o candidato, só almejam a manutenção do status quo.

“Nosso presidente é sim um preso político, cujo crime cometido foi qual? Ter tirado o país da miséria e do mapa da fome, através do Bolsa Família e do Fome Zero? Ter dado oportunidade para o filho do pobre frequentar uma universidade e até estudar no exterior, através do ProUni e do Ciência Sem Fronteiras? Ter realizado o sonho da casa própria de milhões de brasileiros, através do Minha Casa Minha Vida? Ter levado o bico de energia pra quem mora nos confins desse Brasil, através do Luz Para Todos? É, pra eles lá de cima que têm medo de enfrentar o nosso presidente nas urnas, foram esses sim os crimes cometidos pelo nosso presidente. Porque, para eles, não existe esse papo de pobre subir na vida. O rico nasce rico e morre rico e o pobre nasce pobre e deve morrer pobre, porque nasceu para ser explorado pela elite. É a famosa manutenção do status quo”, concluiu Honorato.

(mais…)

1 comentário »

PT vai com o PCdoB na disputa estadual

0comentário

Fim da novela PT e PCdoB no Maranhão. Membros da direção nacional já orientaram aos petistas maranhenses que os dois partidos vão marchar unidos na disputa estadual. Mesmo com a insistência de Márcio Jardim e de Aníbal Lins de concorrerem ao Senado e ao Governo, respectivamente, houve um entendimento que uma aliança no estado é o melhor caminho a seguir. Além de Flávio Dino, Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), vão receber o apoio formal do partido.

Ainda não existe um pronunciamento oficial, mas um petista que esteve conversando com dirigentes nacionais em Brasília nos últimos dias, informou que em breve chegará um comunicado oficial anunciado a decisão.

O Encontro de Tática Eleitoral inicialmente adiado para o dia 2 de agosto foi remarcado para a data anterior e será realizado no dia 27 de agosto, um dia antes da convenção que reunirá todos os partidos que estão apoiando o governador Flávio Dino.

Na opinião de alguns petistas, a decisão da direção nacional condena o PT “a não ser nada no Maranhão”. Na visão dos que são contrários a formalização da aliança com o PCdoB de qualquer jeito, sendo imposta as candidaturas de Weverton Rocha e Eliziane Gama, além de Carlos Brandão como vice-governador, deixa o “PT inviabilizado”.

Mesmo com o tempo expressivo de propaganda política e com o fundo eleitoral robusto, o PT seguirá como partido apêndice do PCdoB no Maranhão, sem ao menos participar do processo de indicação das candidaturas majoritárias. Agora, os petistas vão lutar para garantir a representatividade na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.

Blog do Diego Emir

sem comentário »

Encontro é alvo de controvérsia entre petistas

0comentário

A data para realização da convenção do Partido dos Trabalhadores (PT) no Maranhão deve ser alvo de polêmica durante toda a semana.

Pela programação inicial, os petistas maranhenses realizariam um “Encontro de Tática Eleitoral” no dia 27 de julho, com convenção marcada para o dia 28. A ideia do atual comando, liderado por Augusto Lobato – assessor especial do Palácio dos Leões – é confirmar o apoio do partido à reeleição do governador Flávio Dino no mesmo dia da convenção do PCdoB.

A Direção Nacional, no entanto, decidiu adiar para o dia 2 de agosto a data da convenção em todos os estados onde considera que há pendências sobre a política de alianças. O Maranhão foi incluído, porque ainda há no estado quem defenda outros caminhos, caso o PT não seja contemplado nas chapa majoritária dos comunistas.

Essa decisão pelo adiamento, então, inviabilizaria os planos dos atuais dirigentes petistas maranhenses, o que forçou Lobato a recorrer. Aos aliados, ele tem dito que conseguiu, após contato com a presidente nacional do partido, senador Gleisi Hoffmann, manter para o dia 28 de julho a data da convenção. Mas não apresentou qualquer documento comprovando a informação.

Contestação – Pré-candidato a governador pelo PT, o sindicalista Aníbal Lins já solicitou do presidente estadual, formalmente, uma prova documental confirmando a data do “Encontro de Tática Eleitoral” e da convenção.

“Rogo seja informado por escrito”, requereu Lins, que diz acatar “lealmente a determinação da Direção Nacional do PT e do próprio Lula”, caso a decisão nacional seja pelo apoio ao PCdoB no Maranhão.

Ele acrescenta, contudo, que isso só ocorrerá se o PCdoB declarar apoio ao PT na eleição presidencial e houver uma decisão colegiada.

“Uma carta do presidente do PT no Maranhão à presidente nacional não tem o poder de alterar uma resolução que foi emitida após decisão colegiada”, esclareceu.

Apesar do imbróglio, o partido do governador Flávio Dino tem incluído o PT no rol de legendas que lhe confirmarão apoio na convenção comunista do dia 28 de julho.

O Estado

sem comentário »

PT pode ficar fora da convenção do PCdoB

0comentário

Marcado para o dia 27 de julho, o encontro estadual do PT que definiria os rumos eleitorais do partido foi adiado pela Executiva Nacional para o dia 2 de agosto.

A cúpula petista entende que precisa resolver as pendências eleitorais em oito estados, incluindo o Maranhão, onde o partido não se decide se apoia Flávio Dino ou se lança candidatura própria.

Também foram adiados os encontros de Amazonas, Amapá, Paraíba, Pernambuco, Minas Gerais e Roraima.

Com a decisão, fica praticamente descartada a participação do PT na convenção do PCdoB, marcada para o dia 28 de julho.

Sem uma definição, os petistas não terão como oficializar aliança, embora tenham sido listados nos convites de Flávio Dino.

Além do apoio a Flávio Dino ou do lançamento de candidatura própria, o PT pode apoiar outro candidato no Maranhão.

Blog do Marco D´Eça

sem comentário »