Edivaldo entrega mais uma escola reformada

0comentário

O prefeito Edivaldo entregou neste sábado (11), mais uma unidade escolar da rede municipal totalmente requalificada e climatizada, dando prosseguimento a um dos eixos do programa Educar Mais. Localizada na avenida dos Africanos, na Areinha, a Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Maria Rocha foi entregue depois de receber um conjunto de obras que transformaram a infraestrutura para melhor, mantendo intacto o calendário escolar.

Já são cerca de 70 unidades requalificadas e entregues à população, garantindo aos estudantes da rede municipal de ensino o direito de estudar em ambientes escolares mais dignos, apropriados e acolhedores.

Edivaldo participou da solenidade de entrega da unidade, acompanhado da primeira-dama do município, Camila Holanda; e dos secretários de Educação, Moacir Feitosa; de Articulação Política, Jota Pinto; e da secretária de Segurança Alimentar, Fátima Ribeiro.

“É mais uma escola que estamos entregando dentro do programa Educar Mais, que tem como um de seus eixos a melhoria da infraestrutura de toda a rede municipal”, disse o prefeito Edivaldo reforçando o compromisso da Prefeitura com a melhoria da qualidade do ensino. Entre as ações do programa estão ainda a implantação do Sistema Municipal de Avalição de São Luís, fortalecimento dos programas de formação continuada e atualização da proposta curricular da rede municipal de ensino

A Maria Rocha foi totalmente requalificada e climatizada. A escola conta com cinco salas de aula, biblioteca, sala de informática, secretaria, diretoria, sala de professores, coordenação pedagógica, sala de vídeo, cozinha, três banheiros (um deles adaptado), e dois depósitos para alimentos e para materiais de higiene e limpeza.

“Conseguimos realizar toda obra sem causar nenhum percalço no calendário escolar. Essa é uma das nossas metas. Além de requalificação da escola estamos atendo no cumprimento do calendário. Até o ano de 2019 o calendário da rede escolar de São Luís estará todo unificado e regular”, destacou o secretário Moacir Feitosa. Segundo o secretário, na requalificação das escolas está sendo dada atenção especial nas questões estruturantes, como a reforma do telhado, de rede elétrica e esgoto sanitário.

Fotos: Honório Moreira

sem comentário »

Hilton revela decepção com Flávio Dino

0comentário

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), disse nesta sexta-feira (10), em entrevista exclusiva à revista Maranhão Hoje a ser publicada na edição de novembro, que não descarta deixar o PCdoB e disputar novo cargo majoritário numa chapa de oposição ao governador Flávio Dino, que é do seu partido, ou mesmo apenas apoiar um outro candidato que faz oposição ao Palácio dos Leões. Hilton não esconde a decepção de ser um dos poucos prefeitos que não fazem convênios com o Estado, mesmo tendo apoiado o governador em em 2014 no seu município e nos demais onde tem influência, dando-lhe uma excelente votação nesses lugares.

Hilton Gonçalo chegou a dizer que Flávio Dino precisava mexer na sua equipe e colocar em pontos chaves não apenas quem tem conhecimento técnico, mas sensibilidade política, ou seja, pessoas que conheçam a realidade do estado, sabem das necessidades das populações mais carentes e queiram trabalhar em parceria com os gestores municipais para amenizar esses problemas.

Para ele, fica a dúvida se os secretários não atendem os pleitos de alguns prefeitos por má vontade ou por desconhecimento ou então, o que seria mais grave, se falta autonomia para gerenciarem suas pastas.

O prefeito disse que pouco tem conversado com Flávio Dino, porém outros políticos, reconhecendo sua popularidade e o trabalho que vem realizando em Santa Rita, o têm procurado para conversar, dentre eles o senador Roberto Rocha (PSDB), o deputado Eduardo Braide (PMN), José Reinaldo Tavares (PSB) e outros, mas não tem estendido negociações, tampouco firmado compromissos, pois no momento está mais focado em fazer um bom governo em Santa Rita e ajudar sua mulher, Fernanda Gonçalo, a fazer uma boa gestão em Bacabeira.

Hilton diz que, apesar de não receber nenhuma ajuda do Estado, continua tocando obras em seu município, como pavimentação de ruas e estradas vicinais, ampliação dos serviços de água, construção de moradias para famílias carentes, adquirindo equipamentos para hospital etc. Indagado se já apresentou algum projeto ao governo, diz que sim, mas como nunca foi atendido deixar de pedir. Segundo ele, foram negadas ajudas para o Carnaval e o São João, ser incluído no Mais Asfalto, ajuda ao hospital municipal e sua série de outros pleitos.

O prefeito acha que o problema pode estar no estilo do governo trabalhar com os municípios, ou seja, em vez  convênios com as prefeituras, o Estado executa as obras sem ao menos consultar o gestor municipal, prática com a qual não concorda, mas lança um desafio: “se o governador quiser fazer alguma coisa pelo povo de Santa Rita, que faça, as ruas da cidade estão liberadas para ele entrar e fazer o que quiser”.

Sobre seu projeto político, Hilton Gonçalo diz que ainda não está decidido, mas gostaria de disputar o Governo do Estado ou uma cadeira no Senado, mas aceitaria também ser vice-governador. Tudo vai depender, segundo ele, de como sair da prefeitura sem prejudicar o andamento de suas obras e sem interromper as parcerias com Bacabeira, pois sabe que o sucesso ou o insucesso da gestão de sua esposa pode afetá-lo e vice-versa, isto é, tem de mostrar serviços para que uma má gestão em Santa Rita não prejudique a de Bacabeira.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Câmara discute cortes na área social

0comentário

A Câmara de Vereadores de São Luís realizou uma  audiência pública para debater o possível corte no orçamento da Assistência Social do país prevista para o ano que vem. A proposição é de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), e obejetivou denater os possiveis impactos para a cidade de São Luís, caso o governo federal não restabeleça o orçamento.

A audiência aconteceu nesta sexta-feira(10) e contou com a presença de profissionais usuários do SUAS,  representantes de entidades e gestores, que lotaram o plenário e a galeria da Câmara Municipal de São Luís.

Durante a fala do vereador Raimundo Penha , ele retratou os efeitos negativos para capital maranhense dos cortes no orçamento federal para a assistência social. ” O objetivo da audiência, além de discutir a proposta como um todo é de também debater a assistência e o serviços prestados para a sociedade que são fundamentais para a cidade. Estamos falando sobretudo de crianças, adolescentes e idosos, que piderão ser afetados, caso o governo mantenha o corte orçamentário”.

Além da audiência o vereador propôs também a criação de uma Frente Parlamentar em defesa do Sistema Único de Assistência Social. Essa Frente tem como estratégia mobilizar de forma permanente os parlamentares da capital para congregarem forças na defesa de matérias pertinentes à causa da Assistência Social, visando contribuir com a criação de políticas públicas e normas que promovam o serviço como asseguradora direitos.

“Nossa mobilização está surtindo efeito. Já temos sinalizações do relator do orçamento no Congresso Nacional que o orçamento será integralmente reposto, no entanto, precisamos ficar atentos para que não haja nenhum retrocesso”, relatou a secretária Andrea Lauande.

Além do vereador Raimundo Penha, estiverem presentes na audiência pública os vereadores Ricardo Diniz- Pc do B, Marquinhos- DEM, Genival Alves- PRTB e Sá Marques- PHS,  a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andreia Lauande, a representante do Conselho Regional do Serviço Social do MA,  Margarete Cutrim, a representante do Conselho Estadual de Assistêncha Social e o Sindicato Estadual, Benígna Almeida, o coordenador do Conselho Regional de Psicologia do Maranhão, Kyelce Neto, a coordenadora do Fórum Municipal dos Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social- SUAS, Luciana Azevedo e a coordenadora do Fórum Municipal dos Usuários do SUAS, dentre outros.

Dados:

A cidade de São Luís tem previsto de orçamento de verba federal para o ano de 2017 aproximadamente 15 milhões. O governo prôpos um orçamento de pouco mais de R$ 78 milhões para todo Brasil no ano de 2018, inviabilizando assim a execução de vários projetos e programas.

Serão impactadas com a medida mais de 30 milhões de famílias referenciadas com mais de 8 mil Centros de Referência de Assistência Social e Centros Especializados de Assistência Social. São mais de 70 mil pessoas acolhidas e protegidas por uma rede pública e complementada por organizações de assistência social,que atende crianças e adolescentes em risco, pessoas idosas e com deficiência, mulheres em situação de violência, população LGBT, adolescentes em conflito com a lei, população em situação de rua, migrantes e famílias.

sem comentário »

Wellington critica antecipação de concurso

0comentário

Sem justificativa alguma, o Governo do Estado do Maranhão, por meio das instituições competentes, retificou, mais uma vez, o edital de concurso da Polícia Militar do Maranhão. As provas, antes previstas para o dia 28 de janeiro, agora acontecerão no dia 17 de dezembro. Foi contra essa situação que o deputado Wellington do Curso (PP) recebeu centenas de reclamações e se posicionou ao cobrar “bom senso” por parte do Governador Flávio Dino (PC do B).

Ao encaminhar a solicitação, que foi feita em caráter de urgência, o deputado Wellington mencionou inúmeros fatores que mostram que a alteração de data prejudicará muitas pessoas.

“Aja com bom senso, Governador! Primeiro: por que mudaram a data agora de forma repentina? Onde  está o planejamento do Governo do Estado? Vocês não o fizeram antes de lançar o edital? Por que tanta desorganização? Segundo: mudaram e não deram justificativa alguma para a população. As provas, agora, acontecerão 43 dias antes do previsto. Foi feita uma mudança, mas, mudança para prejudicar? Como fica a situação dos homens e mulheres que programaram seus estudos para a prova que seria em janeiro? Terceiro: entre as fases de inscrição e aplicação de provas os candidatos terão  apenas 21 dias. Onde está a razoabilidade? Quarto: por que tanta pressa? Não quero acreditar que querem fazer desse concurso um objeto eleitoreiro. Senhor Governador, Vossa Excelência prejudicará homens e mulheres que sonham em ingressar na Polícia Militar do Maranhão. Em nome dos candidatos, solicitamos que mantenha a data da prova em janeiro, conforme divulgação inicial no edital. Seja coerente, já que não tem planejamento! Não prejudique a população”, disse o professor e deputado Wellington.

A solicitação do deputado Wellington foi encaminhada, em caráter de urgência, e deve ser respondida ainda nos próximos dias.

Desorganização

Inicialmente, as inscrições do concurso estavam previstas para começarem no dia 16 de outubro, o que não aconteceu. Posteriormente, a data da prova foi definida para o dia 21 de janeiro. Por meio de outra retificação, alteraram a data para o dia 28 também do mês de janeiro. Agora, de forma repentina e já na 4ª  retificação do edital, as provas serão aplicadas com 43 dias de antecendência, isto é, no dia 17 de dezembro, prejudicando inúmeros maranhenses que programaram seus estudos de acordo com o Edital divulgado e todo remendado.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Fizcalização eletrônica traz maior segurança

1comentário

“A fiscalização eletrônica traz maior segurança ao trânsito, dando tranquilidade tanto para o motorista quanto para o passageiro”, ressaltou o taxista William Abreu, 32 anos. A categoria está entre os beneficiados com a implantação do novo sistema de fiscalização eletrônica no trânsito, já que a instalação de fotossensores nas vias permitiu a criação de uma faixa exclusiva para ônibus, ambulâncias, táxis com passageiro e viaturas das polícias e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT).

Com a fiscalização, que começou a funcionar nesta sexta-feira (10) em caráter definitivo, o poder público municipal monitora o trânsito da cidade através de fotossensores, além de câmeras para detectar, entre outras infrações, o uso de celular na direção, formação de fila dupla, avanço de sinal, estacionamento irregular e o não uso do cinto de segurança. Equipamentos como barreiras eletrônicas, para redução de velocidade em trechos específicos, também estão integrados ao sistema de monitoramento do trânsito da capital.

O secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, destacou os benefícios da nova fiscalização eletrônica para a segurança do trânsito. “O cumprimento das leis de trânsito, especialmente a atenção aos limites de velocidade, é uma postura que contribui para a promoção de um trânsito mais seguro para todos. Por isso, estamos estimulando os condutores para esse respeito à sinalização. Essa é uma ação que também faz parte do projeto de reestruturação do sistema de trânsito e transporte da cidade”, afirmou o secretário.

Outras estratégias, como a da faixa exclusiva, que permite que veículos específicos circulem com mais eficiência, também integram essa nova configuração do trânsito da capital. Além de beneficiar os condutores dos veículos específicos, as faixas exclusivas – implantadas nas avenidas Colares Moreira e Castelo Branco e nas ruas Cajazeiras e Rio Branco – favorecem os usuários do transporte coletivo. Para os passageiros, as vantagens incluem a possibilidade de um menor tempo de viagem.

Os fotossesores estão localizados em trechos da Avenida Daniel de La Touche, nas imediações do Colégio Adventista, do Bambuzal e da Avenida Principal do Cohajap; da Avenida Colares Moreira, próximo ao Tropical Shopping e Loja da TAM; da Avenida Castelo Branco, nas imediações da Igreja do São Francisco e do Posto Hélio Viana. Também podem ser encontrados na São Luís Rei de França, na altura da Caixa Econômica e da Extrafarma; na Carlos Cunha, próximo ao Fórum de Justiça; na Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades da Forquilha, entre outros pontos da cidade.

Foto: Maurício Alexandre

1 comentário »