Sousa Neto denuncia perseguição de Dino

0comentário

O deputado estadual Sousa Neto (PROS) usou a Tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (9), para se solidarizar com o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Rodrigues do Bonfim (PSDB), pelas perseguições que vem sofrendo do Governo Flávio Dino. O gestor tem usado as redes sociais para denunciar o corte dos recursos e convênios, por parte do governo, em todas às áreas e ações municipais.

“Venho me solidarizar com o prefeito Lahesio e com toda população de São Pedro dos Crentes, que, por não rezar a cartilha e ter tido a coragem de denunciar o Governo Flávio Dino nas redes sociais, está sendo retaliado e perseguido de todas as formas. O governo suspendeu todos os convênios com o município. A coisa é tão escandalosa, que o prefeito fez um apelo aos deputados de oposição. O povo não pode ser penalizado”, declarou o parlamentar.

Prefeito denuncia Flávio Dino nas redes

No início da semana, o prefeito de São Pedro dos Crentes voltou a usar as redes sociais para denunciar o Governador Flávio Dino. No vídeo, Lahesio afirma que, depois que começou a apontar os desmandos da Administração Comunista, passou a receber intimações de várias secretarias de Estado e órgãos de controle, com cobranças de prestação de contas sobre convênios daquela cidade.

“A propaganda comunista quer enganar a todos, de que existem muitos municípios que estão sendo contemplados com obras. O povo do Maranhão está atento a essas práticas do Governo Comunista que trouxe o atraso para nosso Estado, e dará a resposta nas próximas eleições. Muitos prefeitos que estão sendo prejudicados, irão tomar coragem, e ano que vem irão dar uma resposta a esse Governo perseguidor, que implantou uma Secretaria de Transparência e Controle somente para poder perseguir aquelas pessoas que não rezam na sua cartilha. A oposição aqui na Assembleia vai ser firme e forte e não nos calarão”, completou o parlamentar.

Por último, ele voltou a cobrar de Flávio Dino a liberação das emendas parlamentares da bancada de oposição. “Governador, libere às emendas parlamentares, que não suas, não são dos deputados, não são dos prefeitos. São do povo. Para a melhoria da qualidade de vida dos maranhenses”.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Prefeitura imunizou mais de 60 mil cães e gatos

0comentário

A Prefeitura de São Luís já vacinou 64.012 cães e gatos de São Luís. A imunização domiciliar é realizada pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e integra as ações da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica Animal. Até o fim do ano, a meta é imunizar 160 mil animais. O objetivo da campanha é fortalecer o combate à raiva, através da única forma segura de prevenir a doença que é a vacinação. As visitas nas casas continuam nesta sexta-feira (10) e sábado (11).

Neste fim de semana, a ação contempla bairros como Chácara Brasil, Turu I, Jardim de Fátima, Cohab Anil I, II, III e IV , Cohatrac I, Planalto Anil I, II, III e IV, Jardim das Margaridas, Forquilha, Cruzeiro do Anil, Aurora, Parque Universitário, Isabel Cafeteira, Pirapora e conjunto Santos Dumont. As atividades acontecem também no conjunto Jaguarema, João de Deus, Residencial João Alberto, Residencial Edson Lobão, São Cristóvão, Parque Universitário, João de Deus, Cohapan, São Bernardo, Vila Brasil e Ipem São Cristóvão.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, enfatizou os avanços que a Prefeitura tem obtido com a campanha. “A estratégia de vacinação domiciliar é um acerto da gestão do prefeito Edivaldo porque facilita a vida dos proprietários de animais, e eles estão colaborando com os vacinadores. Por esse motivo, temos obtido uma alta cobertura vacinal. Esse comprometimento coletivo vai garantir que a raiva fique longe da nossa cidade e, assim, possamos manter a população protegida”, disse o gestor.

As visitas domiciliares para vacinação de cães e gatos acontecem sempre às sextas-feiras, das 13h às 17h; e aos sábados, das 7h às 13h. São vacinados aqueles que têm pelo menos três meses de idade, exceto os animais que estejam doentes e as fêmeas no último mês de gestação. Nesses, e em outros casos que impeçam a imunização domiciliar, como ausência dos moradores, os proprietários dos animais devem procurar na Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), localizada na Estrada de Ribamar, nº 5, Forquilha, para realizar a vacinação.

Os agentes vacinadores já estiveram em bairros como Sacavém, Coroadinho, Jordoa, Filipinho, Alemanha, Ipase, Parque Timbira, Jaracati, São Francisco, Ilhinha, Calhau, Ponta d’Areia e Ponta do Farol. A Prefeitura já concluiu a vacinação nos distritos Centro, Coroadinho, Bequimão e iniciou os trabalho no Distrito Cohab. Já foram imunizados 41.597 cães e 22.415 gatos.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

MP pede interdição de carceragem de delegacia

0comentário

Em Ação Civil Pública (ACP) com pedido de liminar em desfavor do Estado do Maranhão, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) pediu, na terça-feira (7), a interdição da carceragem da delegacia de Alto Parnaíba e a transferência dos presos para outro estabelecimento penal, preferencialmente, em Balsas.

Outra solicitação é que detentos não sejam recolhidos na delegacia enquanto o local não seja restruturado. A manifestação ministerial é assinada pelo promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira.

“A carceragem da comarca de Alto Parnaíba tem péssimas condições estruturais que comprometem severamente a segurança pública, sem contar a violação de direitos fundamentais dos presos no tocante à dignidade e à saúde física e integridade psíquica”, explica o promotor, na ACP.

Deficiências

Na ação, o MPMA lista problemas como falta de assistência aos presos, afrontando as determinações da Lei de Execução Penal; inexistência de atividades de ressocialização; suspensão intermitente da alimentação dos detentos e a falta de manutenção da fossa do estabelecimento.

Ainda segundo o Ministério Público, a carceragem não possui vigilância e nem obstáculos que dificultem as fugas. “Os presos entram e saem quando querem e, à vista de todos, sobem no muro”, enfatiza Thiago Nogueira.

Grande parte do estabelecimento é feita de tijolos de argila (adobe). As paredes podem ser raspadas e perfuradas facilmente. Além disso, os funcionários que trabalham na carceragem são servidores públicos municipais, sem preparo para condução e vigilância de presos, configurando desvio de função.

Os problemas incluem a ocorrência indevida de visitas íntimas no local, além da comercialização de drogas e consumo de bebidas alcoólicas.

Multa

A multa por descumprimento solicitada é de R$ 5 mil diários, até o limite de R$ 50 milhões. O valor deve transferido ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen).

Foto: Divulgação/ Ministério Público

sem comentário »

FMF e clubes aprovam campeonato rápido

3comentários

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) e os clubes bateram martelo e aprovaram a nova fórmula de disputa do Campeonato Maranhense.

A competição será disputada em apenas 11 datas e s será realizada entre os dias 21 de janeiro e 8 de abril.

Na primeira fase, as oito equipes jogam entre si em sistema apenas de ida, pois alegaram não ter datas suficientes para adotar uma fórmula que garantisse a igualdade entre as equipes.

As quatro primeiras avançam para as semifinais e os vencedores fazem as finais. As semifinais e finais serão disputadas em dois jogos.

A última equipe colocada após o término da primeira fase estará rebaixada para a 2ª divisão do Maranhense em 2019.

Embora os clubes reclamem das competições deficitárias e falta de receitas e patrocínios, a FFM sugeriu e os times aprovaram uma outra competição no segundo semestre que valerá vaga para o Campeonato Brasileiro Série D e não terá a participação do Sampaio que disputará o Campeonato Brasileiro Série B.

Assim, nossos clubes embora falidos terão que manter um time durante todo o ano. Vamos ver no que isso vai dar.

Foto: João Ricardo

3 comentários »

Andrea pede apuração sobre projeto do MST

0comentário

A deputada Andrea Murad quer o Ministério Público apurando a execução do projeto “Sim, Eu Posso!” pelo Movimento Sem Terra.

“O Governo Flávio Dino utiliza recursos do Fundo de Combate à Pobreza, próprios do Estado, para o MST cooptar trabalhadores rurais para a militância comunista. É o Estado dando ao MST a estrutura para formar militantes, futuros membros de movimentos políticos ideológicos, visando as eleições de 2018. Isso é gravíssimo, é um escândalo”, alertou Andrea.

O governo Flávio Dino está gastando mais de R$ 20 Milhões com a intenção de combater o analfabetismo, através de um programa considerado pela deputada como uma capa para esconder o verdadeiro propósito do governo comunista.

“A verdadeira intenção do programa é cooptar votos para reeleição de Flávio Dino ano que vem. Ou seja, cooptando votos, principalmente, entre a população rural, entre os mais humildes e necessitados, doutrinando o povo rural e nós não podemos aceitar esse tipo de coisa. O Ministério Público precisa apurar com rigor esse caso, Flávio Dino não pode achar que vai fazer o que bem entende, não podemos permitir esse tipo armação com recursos públicos”, discursou Andrea.

Foto: KarlosGeromy/Secap

sem comentário »

Roseana com os prefeitos

11comentários

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) vai iniciar logo no início de 2018 um périplo pelos 216 municípios do interior maranhense.

Ela quer conversar com cada prefeito e com as demais alas municipais, para consolidar-se como opção de voto.

Mas os números que ela tem como parâmetro já lhe dão uma certeza: a maioria dos prefeitos, hoje, não pretende votar no adversário comunista.

Foto: Paulo Soares/ O Estado

Estado Maior

11 comentários »