Wellington diz que Dino enganou aprovados na PM

1comentário

Já no primeiro dia do mês de março, o deputado estadual Wellington do Curso voltou a cobrar que Flávio Dino efetue a nomeação dos 1.800 aprovados no concurso da PM, já que houve a previsão na lei orçamentária de 2019 para a nomeação de 2.000 novos PM’s. A solicitação do deputado Wellington abrange os integrantes do cadastro reserva, as pessoas com deficiência e os subjudice’s.

Ao falar sobre a necessidade de nomeação imediata de mais policiais militares, Wellington lembrou que já estamos no terceiro mês do ano e, até o presente momento, o Governo permanece omisso.

“Não estamos aqui pedindo um favor a Flávio Dino. Aprovamos na Assembleia Legislativa a previsão para nomeação de 2.000 novos policiais militares. Temos cerca de 1.800 homens e mulheres aptos a servirem nosso Estado. Já estamos no terceiro mês do ano e Flávio Dino não nomeou os aprovados no concurso da PMMA. Essa não é a primeira vez em que solicitamos a imediata nomeação dos aprovados no concurso da Polícia Militar e Polícia Civil. Existe previsão orçamentária, por exemplo, para a nomeação imediata de 2.000 novos policiais. Falta é competência! Flávio Dino enganou os aprovados na PM e não nomeia porque não quer”, disse o deputado Wellington.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Dez presos fogem do Complexo de Pedrinhas

1comentário

Dez detentos fugiram do Centro de Detenção Provisória, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, na madrugada deste domingo (3), e ainda não foram recapturados. Segundo a Polícia Militar, os detentos pularam o muro por volta das 3h30.

Os fugitivos foram identificados como Felipe Menezes Câmara, Robson César Saraiva Gonçalves, Wanderson Ferreira Cruz, Teófilo Carlos Mendes Ferreira, Wigleny Marques Ramos, Yan Henrique Trindade Rodrigues, Gerson Deivison Chaves Pereira, Natanael Moraes Viana, Clemerson Silva Ribeiro e David Carvalho de Sousa.

Segundo informações da Polícia Militar, os detentos eram da mesma cela. Eles cerraram o cadeado e as grades e, assim, conseguiram sair para a área externa do prédio. Lá, pegaram uma escada em uma obra no local e escalaram o muro, mesmo este tendo proteção por cerca elétrica.

A polícia estima que a fuga foi por volta das 3h30, mas o 21º BPM informou que só foi acionado via Centro Integrado de Polícia e Segurança por volta das 6h.

G1 MA

1 comentário »

Moto perde tempo e não resolve problema no ataque

1comentário

A torcida do Moto vai ter que esperar ainda mais, pois o tão sonhado “homem-gol” só deverá mesmo ser contratado para o Campeonato Brasileiro Série D que tem início previsto para o mês de maio.

Embora o time ainda dispute três competições, o Moto não pode mais inscrever nenhum atleta no Campeonato Maranhense. Na Copa do Nordeste, as chances de classificação diminuíram e na Copa do Brasil, precisa avançar no mata-mata. Mas se depender dos atacantes vai ser muito difícil.

Danilo Galvão e Dalmo, após 12 jogos, marcaram apenas um golzinho.Foi na vitória por 2 a 1, contra o Pinheiro e o gol de Danilo Galvão (foto). Foi só e mais nada.

Sempre que perguntado sobre o assunto, o presidente Natanael Júnior diz está procurando. “Estamos monitorando o mercado, mas para trazer a melhor opção, vamos esperar o término da primeira fase dos estaduais”. Assim, o time deve ficar mais alguns dias sem esta novidade.

Val Barreto o Moto não quis e o atacante que foi destaque na temporada passada foi para o Imperatriz.

Enquanto não vem um atacante, o Moto se reforça com o volante Amarildo, de 33 anos. Ele atuou duas temporadas futebol boliviano pelo Destroyers. Também atuou no River-PI, Botafogo-PB, CRB, Avaí, dentre outras equipes.

Vale lembrar que além do ataque, o Moto tem carência na lateral-esquerda e na meia.

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

1 comentário »

Incêndio atinge Socorrinho em Imperatriz

0comentário

Um incêndio atingiu o Hospital Municipal Infantil de Imperatriz, o Socorrinho, na noite deste sábado (2), no Centro do município. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ainda não sabe a causa do incêndio.

O fogo tomou conta de uma parte do terceiro andar do prédio, que realiza atendimentos em pacientes de Imperatriz e regiões próximas. Por medida de segurança, todos os pacientes e funcionários deixaram o hospital. Cerca de 32 crianças internadas na ala infantil e 28 adultos internados na ala ortopédica e cardiovascular foram removidos do local.

Não há registro de vítimas. Os pacientes removidos foram transferidos para a Unidade de Pronto Atendimento de Imperatriz (UPA), o Hospital Macrorregional e o Hospital Municipal de Imperatriz (Socorrão).

G1 entrou em contato com a Secretaria de Saúde que ainda não se manifestou sobre o caso.

Por meio de uma rede social, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) informou que o Estado e a Secretaria de Saúde devem prestar todo o apoio necessário aos pacientes que foram transferidos.

“Sobre incêndio em hospital da prefeitura de Imperatriz, nesta noite, determinei ao nosso Secretário de Saúde Carlos Lula prestar todo o apoio possível por intermédio dos nossos hospitais estaduais situados na cidade. Não há notícia de vítimas fatais. Corpo de Bombeiros relata agora que incêndio foi controlado e pacientes estão sendo transferidos para hospitais estaduais”.

G1 MA

sem comentário »

Carnaval, sempre carnaval

0comentário

Por José Sarney

Eu, que estou em pleno vigor da juventude – e todos os dias os jornais, ao citar meu nome, revelam aos leitores esta minha fraqueza -, fico todo irritado quando ouço essa história de “bom era no meu tempo”, “ah! que saudades do meu tempo” e outros lamentos saudosistas.

Bom mesmo é o tempo de hoje. O tempo bom do meu tempo era o tempo daquele tempo, que não conhecia o tempo futuro. O Padre Vieira, lembrando o que diria 250 anos depois T. S. Eliot, o grande e sempre louvado poeta, falou que “se no passado se vê o futuro, e no futuro se vê o passado, segue-se que no passado e no futuro se vê o presente, porque o presente é o futuro do passado, e o mesmo presente é o passado do futuro”.

Carnaval então é momento dessas baboseiras, os velhos reclamando das escolas de samba, feéricas, deslumbrantes, despejando alegria pela Avenida, comparando-as com as batalhas de confete e o entrudo, que era a imbecil brincadeira de um sujar o outro. Outros reclamam do cheiro de urina dos foliões apertados pelas latas de cerveja, contrapondo ao cheiro bom do Rodó – a marca de lança perfume mais popular e representativa dos antigos carnavais.

Li que um baiano do Campo Grande, em Salvador, onde a folia é a mais densa daquelas bandas, disse que já estava esperando o cheiro do “descarrego carnavalesco” e passaria esses dias limpando as calçadas e tapando o nariz. Bobagem e hipocrisia porque ele é um privilegiado, não precisa sair de casa para ouvir a bela Ivete Sangalo e os trios elétricos, herança de Dodô e Osmar.

Ora aqueles tempos dos carnavais antigos! Não se via esse desfile puro e esplendoroso das mulatas, loiras, morenas sem vestidos, seios à mostra, além das partes que têm vida própria, pululam e que são vistas quando passam popozudas. Tudo belo, a frente e o atrás. Bendito carnaval do presente, quando ninguém tem de temer nada nesse jogo de Adão e Eva, porque o nosso Ministério da Saúde continua distribuindo camisinhas, com direito a lubrificantes e antissépticos.

Ora bolas para o passado, com aquelas fantasias cafonas, cheias de babados, chapéus de crepom colorido e colares havaianos que, suados, manchavam as roupas. E o mais difícil: homens para um lado e mulheres para outro, só olhares e desejos. Quando muito um aperto de mão acochado e um sarrafo leve de corpo com corpo.

Que diferença louca entre blocos antigos, de canções nostálgicas, e a beleza de Alcione, no seu gingado maranhense, cantando as músicas do Bulcão, do Zé Pereira e do saudoso Nonato Buzar. “Maranhão, meu tesouro, meu torrão”, cantava o Humberto do Maracanã.

Na verdade o cheiro dos suores do passado e o esplendor dos biquínis de hoje são saudades que não morrem. Como são boas! Noutros carnavais e neste carnaval.

Plagiando o Chagas, do Boi da Maioba, vamos “meu povo, guarnecer nosso belo e alegre Carnaval, de novo!”.

Foto: Divulgação/Setur

*Coluna do Sarney

sem comentário »