Morre o ex-atacante Bimbinha do Sampaio

10comentários

O ex-jogador do Sampaio, Reginaldo Castro, mais conhecido por Bimbinha foi encontrado morto em um quarto onde morava, no Itaqui-Bacanga, no fim da tarde desta sexta-feira (15).

A causa da morte não foi divulgada pela família. Bimbinha sofria de doença renal crônica e diabetes., segundo o filho Régis.

O atacante Bimbinha tinha 63 anos e foi um dos grandes nomes da história do Sampaio, principalmente pela sua velocidade, apesar da baixa estatura de 1m47cm. Jogava como ponta esquerda.

No Sampaio, atuou de 1985 a 1982, depois saiu e voltou em 1984 e vestiu a camisa Tricolor até 1988. Os anos de glórias foram os anos 80 quando foi pentacampeão maranhense pelo Mais Querido (1984, 1985, 1986, 1987 e 1988).

Além do Sampaio, Bimbinha foi jogador do Moto Club (1983 e 1989), Izabelense, do Pará (1983) e Expressinho (1990 e 1991), sua última equipe.

O sepultamento ocorre na manhã deste sábado (16), no Cemitério do Turu.

Foto: Reprodução/TV Mirante

10 comentários »

Maranhão tem recorde de mortes por Covid em 24h

2comentários

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) notificou, nesta sexta-feira (15), mais 853 novos casos positivos de Covid-19 no Maranhão, 253 estão Grande Ilha e 600 no interior. De acordo com os dados, sobe para 11 mil 592, o número de casos positivos, sendo 524 óbitos e 2 mil 761 pessoas recuperadas.

Atualmente, 184 municípios têm casos confirmados de Covid-19 no estado. 

Mais vinte e oito óbitos foram registrados em doze municípios maranhenses, sendo: Guimarães (1), Imperatriz (1), Santa Rita (1), Santa Inês (1), Olinda Nova (1), Codó (1), Paço do Lumiar (1), Itinga do Maranhão (1), Porto Franco (1), Alto Alegre do Maranhão (1), Zé Doca (2) e São Luís (16). 

A SES registra ainda 767 profissionais de saúde infectados pelo novo coronavírus no Maranhão. Destes, 680 já estão recuperados.

Quando analisados os casos positivos de Covid-19, a razão por sexo aponta 5936 (51%) casos em pessoas do sexo feminino e 5656 (49%) em pessoas do sexo masculino.

Em São Luís, a taxa de ocupação de leitos de UTI para a Covid aumentou bastante e chegou a 98,01 por cento. A taxa de leitos clínicos é de 94,35 por cento. No interior, a taxa de ocupação de leitos de UTI é de 78,26 por cento e a taxa de leitos clínicos de 60,00 por cento.

Até o momento, o Maranhão contabiliza 22 mil 792 testes para diagnóstico de Covid-19.

Veja acima o quadro de mortes por comorbidades.

Foto: Reprodução/SES

2 comentários »

Adriano aciona MP para garantir testes e leitos

2comentários

Em entrevista concedida ao Ponto Final, na Rádio Mirante AM, o deputado estadual Adriano Sarney (PV), informou que vai acionar o Ministerio Público para que o Governo do Maranhão disponibilize os testes rápidos para o Covid-19 recebidos pelo Governo Federal à população. Segundo Adriano, após consulta ao “Mapa dos insumos estratégicos”, do Ministério da Saúde, foram enviados ao Maranhão 51,6 mil dos testes chamados PCR, e 146,3 mil testes rápidos, ou seja, são 197 mil testes disponibilizados.

A representação proposta pelo parlamentar, pretende alterar a Diretriz de Atendimento a Pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Infecciosa, requerendo :

A) modificação nos critérios para coleta de pesquisa de Covid-19, determinando a coleta para casos suspeitos, ou seja, quando o paciente apresenta febre + pelo menos um dos sintomas descritos na própria diretriz;

B) alteração nos critérios de internação, determinando a internação de pacientes que se enquadrarem como casos suspeitos e que estejam em problema social (falta de cômodo disponível para isolamento domiciliar);

C) Determinar a internação de casos suspeitos em um dos mais de 40.000 (quarentena mil) leitos de hotéis disponíveis no Estado do Maranhão caso esses pacientes não encontrem leitos desocupados na rede pública de Saúde.

Para Adriano, o avanço da pandemia da Covid-19 no Maranhão, em especial na Grande São Luís, justifica a adoção de medidas urgentes para aumento da oferta de leitos clínicos e leitos de UTI para pacientes com a Covid-19 em Hotéis, assim como, o governo do estado tem a responsabilidade de garantir a testagem da população, pois inúmeros pacientes sequer receberam testes, outros tantos em quantidade ínfima o que permite apenas a testagem em casos extremos.

“Temos uma rede de saúde disponível e os testes precisam ser realizados nessas unidades, pois não há testagem para as pessoas que estão apresentando sintomas, isso mostra a incapacidade e irresponsabilidade do governo do estado que negligenciou o que iríamos viver. Mais uma vez, apelo para que o governo não mande as pessoas que procuram as UPAs com sintomas graves de volta para casa. Que alugue os hotéis e faça um acompanhamento dessas pessoas¨, disse.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Hildo diz que morrem 9 vezes mais por Covid no MA

0comentário

Em reunião da Comissão de Acompanhamento das Ações de combate ao Coronavírus do Congresso Nacional o deputado federal Hildo Rocha assegurou que o grande problema no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no País é a falta de competência de alguns gestores estaduais na gestão da saúde pública.

O parlamentar maranhense comparou as ações que vem sendo realizadas pelos governos dos estados de Minas Gerais e Maranhão no enfrentamento do novo Coronavírus. 

“Existem governadores que tem sido muito incompetentes neste momento de luta. Eu posso me referir ao Maranhão. O governador Flávio Dino, está sendo uma lástima. É um governador bom de marketing e muito ruim de serviço”, disse Hildo Rocha durante a reunião virtual da Comissão.

O deputado Hildo Rocha demonstrou com números a incompetência do governo Flávio Dino. Ele mostrou que enquanto  morre uma pessoa de Covid-19 no estado de Minas Gerais no Maranhão morrem nove pessoas.

“Para se ter uma ideia, Minas Gerais, tem 21 milhões de habitantes. O Maranhão tem 7 milhões de habitantes. No Maranhão, até o dia 7 de maio, já morreram 320 pessoas de Covid-19; em Minas Gerais, 106 pessoas, ou seja, a cada um mineiro que morre de Covid-19, no Maranhão morrem 9 pessoas, isso mostra o desmantelo, a incompetência do governo Flávio Dino. O Governo Flávio Dino já está no seu sexto ano de mandato, faz muita propaganda, mas poucas ações concretas e eficazes no combate às doenças”, acrescentou.

A Comissão Mista foi instalada no dia 20 de abril. A sua criação foi previstas no decreto de Estado de Calamidade Pública, que entrou em vigor no dia 20 de março e tem vigência até o dia 31 de dezembro deste ano. O colegiado é composto por 12 parlamentares titulares – sendo 6 senadores e 6 deputados federais – e o mesmo número de suplentes. O objetivo da Comissão é fazer o acompanhamento da situação fiscal e a execução Orçamentária e financeira das medidas relacionadas ao combate de Coronavírus no Brasil.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Flávio Dino critica Bolsonaro após demissão de Teich

10comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) criticou, nas redes sociais, a demissão, nesta sexta-feira (15), do ministro da Saúde, Nelson Teich.

Flávio Dino disse que as instituições precisam julgar os atos de Bolsonaro antes que ele provoque um desgaste em meio ao avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

“A confusão que Bolsonaro cria é única no planeta. Espero que as instituições julguem o quanto antes a produção de tantos desastres, entre os quais a demissão de dois ministros da Saúde em meio a uma gigantesca crise sanitária. O Brasil merece uma gestão séria e competente”, disse.

O secretário de Saúde, Carlos Lula também se manifestou: “E no meio da pandemia mais uma vez se perde o comando do Ministério. No meio de uma guerra, estamos trocando os generais. Difícil dar certo desse jeito”.

O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta também se manifestou: “Oremos. Força SUS. Ciência. Paciência. Fé!”.

Nelson Teich pediu demissão por conta de desentendimentos com o presidente Jair Bolsonaro durante a semana. Eles discordaram durante a semana de temas como uso da cloroquina e medidas de isolamento.

Foto: Reprodução

10 comentários »

Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde

0comentário

O ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão nesta sexta-feira (15). Ele ficou no cargo apenas 28 dias após a demissão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

Em nota, o MInistério da Saúde informou que Nelson Teich pediu demissão.

Nelson Teich e Jair Bolsonaro discordaram durante a semana de temas como uso da cloroquina e medidas de isolamento.

Durante a semana, Teich passou por uma “humilhaçào”ao ser informado por jornalistas durante coletiva do decreto de Bolsonaro que ampliou as atividades essenciais no período da pandemia e incluiu salões de beleza, barbearia e academias de ginástica.

Ontem, Bolsonaro sugeriu aos empresários para que ajudem a derrubar o isolamento social…

…. Só falta Bolsonaro sentar na cadeira do ministro da Saúde, pois até remédio para a Covid-19 ele já receitou.

Foto: Carolina Antunes

sem comentário »

Flávio Dino anuncia novo decreto na próxima semana

11comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou, nas redes sociais, que editará um novo decreto com novas medidas a partir da próxima quarta-feira (20) no combate ao avanço da pandemia do novo coronavírus no Maranhão.

A expectativa é de que Flávio Dino determine a ampliação do funcionamento de outras atividades comerciais, além daquelas já consideradas como essenciais, o que deve ocorrer juntamente com o anúncio de medidas sanitárias e fiscalização rigorosa. As aulas nas escolas públicas e particulares deverão permanecer suspensas pelo menos até o fim do mês.

Segundo o governador, com o término do lockdown no próximo domingo (17), a partir de segunda-feira (18) volta a vigorar o decreto anterior com rol mais amplo de atividades essenciais em todo o Maranhão.

Pelo que escreveu no Twitter, a exemplo do que ocorreu com o lockdown que foi uma determinação da Justiça, o governador Flávio Dino não deverá decretar a prorrogação da medida.

Foto: Reprodução

11 comentários »

Gastão destina R$ 6 milhões para combate à Covid

0comentário

A Bancada Maranhense no Congresso Nacional demonstra foco total e união na luta contra a Covid-19.. Todos os dias, deputados e senadores destinam mais recursos para enfrentamento da pandemia.

Agora foi o deputado federal Gastão Vieira (Pros) quem destinou, por meio de emenda, mais de R$ 6 milhões para o combate ao coronavírus no Maranhão.

“Nesse momento não podemos politizar a pandemia. Precisamos nos unir em prol de todos. Estou destinando emenda de mais de 6 milhões para o combate ao coronavírus no Maranhão”, disse.

Ao todo, o Maranhão terá R$ 130 milhões de emendas de bancada para a Covid, sendo R$ 43 milhões para o governo do Estado, R$ 4 milhões para o Hospital Aldenora Belo e restante distribuídos para os municípios.

O governador Flávio Dino (PCdoB) destacou o esforço dos parlamentares maranhenses e o recebimento esta semana de R$ 43 milhões.

“Recebemos hoje o pagamento da emenda de R$ 43 milhões da bancada federal maranhense na Câmara e no Senado. Recursos vão nos ajudar nas ações de combate ao coronavírus e no sistema de saúde. Despesas que já passam de R$ 170 milhões por mês, infelizmente. Mas vamos vencer”, afirmou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Edivaldo destaca fiscalização nas feiras e mercados

0comentário

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) destacou, nas redes sociais, o trabalho de disciplinamento e fiscalização nas feiras e mercados pela Semapa.

Ao todo, 150 bombeiros estão em ação para organizar os espaços e evitar aglomerações por conta do avanço do novo coronavírus em São Luís

“Reforçamos o trabalho de disciplinamento e fiscalização das feiras e mercados que a equipe da Semapa vem realizando com a contratação temporária de 150 bombeiros civis. Iniciaram as atividades hoje, na Feira Livre da Praia Grande”, destacou.

Segundo Edivaldo, o rigor na higiene e no distanciamento social vai representar menos pessoas contaminadas.

“O nosso objetivo de manter o controle e a organização desses espaços é um só: cuidar das pessoas, consumidores e feirantes. Quanto mais rigor na higiene e no distanciamento social, menos pessoas contaminadas”, disse.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Covid: ocupação de leitos sobe na capital e cai no interior

0comentário

A taxa de ocupação de leitos de UTI e de leitos clínicos para a Covid-19, voltou a subir nas últimas 24 horas em São Luís e pela primeira vez esta semana a apresentar uma queda em relação ao interior. É o que aponta o boletim da Secretaria de Saúde do Maranhäo divulgado nesta quinta-feira (14).

Em São Luís, a taxa de ocupação de leitos de UTI para a Covid que era de 87,56 por cento na quarta-feira (13), ontem já chegou a 96,02 por cento. Dos 201 leitos disponíveis estão ocupados 193, restando apenas 8 leitos.

A taxa de leitos clínicos que era de de 85,50 por cento, também aumentou e é de 93,79 por cento. Estão ocupados 498 dos 531 leitos, estando livres ainda 33 leitos.

No interior, a taxa de ocupação que vinha em crescente, pela primeira vez caiu nesta semana. Os leitos de UTI que tinham ocupação de 83,15 por cento , apresenta percentual de 81,90 por cento. Dos 105 leitos, 86 estão ocupados, existindo 19 livres.

A taxa de leitos clínicos caiu de 52,82 por cento para 50,00 por cento. Metade dos 268 leitos estão ocupados e restam 134 no momento.

Foto: Reprodução/SES

sem comentário »
https://www.blogsoestado.com/zecasoares/wp-admin/
Twitter Facebook RSS