Lições da vida

0comentário

Henrique
Circula na internet uma imagem nada boa que foi postada pelo atacante Henrique, do Moto Club. Na foto, o jogador aparece com uma arma e munição na mão.

Fora dos gramados cada jogador tem direito a sua individualidade, mas tem situações que não se pode aceitar. E a diretoria do Moto não gostou nenhum pouco da foto do jogador postada na internet.

Henrique tenta explicar o inexplicável e diz que a foto é antiga, mas ainda assim para um jogador de futebol não cabe tal imagem.

Que fique o exemplo para o jogador Henrique que se diz vítima daquelas pessoas que sempre postam besteiras na internet e que depois precisam arcar com as consequências.

Henrique1Neste caso quem está sofrendo as consequências é o próprio atleta que tem pela frente um futuro dos mais promissores.

Já está claro que Henrique não postou a foto, mas de fato ele tirou a foto.

Hoje, na Rádio Mirante AM, o jogador Henrique que a foto foi tirada há dois anos e que o celular foi perdido e a foto vazou agora.

“Eu quero pedir desculpa a toda a diretoria, aos torcedores eu moro num lugar humilde e não me envolvo com nada disso. Quero pedir desculpa também ao Dadá (diretor de futebol) e Roberto Fernandes (presidente). Não devo nada com isso, por este motivo estou encarando essa situação de frente”, disse.

O jogador que chegou a ir às lágrimas durante a entrevista à Rádio Mirante AM sabe que errou, mas ao reconhecer o seu erro é merecedor do respeito do torcedor rubro-negro.

O diretor do Moto, Waldemir Rosa disse que já conversou com Henrique sobre o assunto e que o clube está preocupado com essa grande repercussão, mas que o clube vai dar todo o apoio a Henrique para que ele possa saber o tamanho do erro que cometeu. “Nós não vamos deixar de forma alguma que Henrique caia nesse mundo que estamos vendo ai e que está envolvendo muitas das nossas crianças”, afirmou.

É isso garoto… Cabeça no lugar!!!!

sem comentário »

Castelo é condenado

0comentário

JoaoCastelo

Com base em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público do Maranhão, a 7ª Vara Criminal de São Luís condenou, na última terça-feira (25), o ex-prefeito João Castelo Ribeiro Gonçalves a dois anos e três meses de prestação de serviço à comunidade ou a uma entidade pública. A pena inicial, convertida em prestação de serviços, foi de dois anos e três meses de detenção. O ex-gestor tem o direito de recorrer em liberdade.

A condenação de João Castelo baseia-se no não pagamento dos salários do funcionalismo público municipal em dezembro de 2012, último mês de sua gestão. À conduta do ex-gestor foram aplicadas as penalidades previstas em dois artigos do Decreto-Lei 201/67, que trata da responsabilidade de prefeitos e vereadores.

Com base no artigo 1°, inciso II do Decreto-Lei 201/67 (utilizar-se, indevidamente, em proveito próprio ou alheio, de bens, rendas ou serviços públicos), João Castelo foi condenado dois anos de detenção. Já pelo inciso V do mesmo artigo do decreto-lei (ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por lei, ou realizá-las em desacordo com as normas financeiras pertinente), o ex-prefeito recebeu a pena de três meses de detenção.

Com base no Inquérito Civil n° 01/2013, que apurou o não pagamento do funcionalismo municipal de São Luís em dezembro de 2012, o Ministério Público do Maranhão ingressou, em 15 de maio, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa com pedido de indisponibilidade de bens e uma Denúncia criminal contra o ex-prefeito de São Luís, João Castelo Ribeiro Gonçalves.

Foi apurado pela força-tarefa criada pela procuradora-geral de justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, para investigar o caso, que o então prefeito deixou de enviar ao Banco do Brasil (responsável pela administração da folha de pagamento do Município) a ordem de pagamento dos salários dos servidores no mês de dezembro de 2012.

Ao mesmo tempo, João Castelo determinou a utilização de R$ 36 milhões da reserva financeira da Prefeitura de São Luís para o pagamento a fornecedores. Chamou a atenção dos promotores de justiça Justino da Silva Guimarães, João Leonardo Sousa Pires Leal e Danilo José de Castro Ferreira, integrantes da força-tarefa, o fato de que o empenho e liquidação dos pagamentos se deu em apenas cinco dias (de 27 a 31 de dezembro), tempo bem menor que o usual.

“Nesse caso, foi o denunciado (João Castelo Ribeiro Gonçalves), na época mandatário maior do Município e vindo de uma derrota nas urnas quem tomou a decisão de livre e conscientemente deixar de pagar os salários para privilegiar pagamento de outras obrigações refratárias, inclusive com o objetivo de causar dificuldades à nova administração, o que de fato ocorreu, já que os valores tiveram de ser pagos de forma parcelada. Portanto, é claro o dolo em sua conduta”, analisaram, na época, os integrantes da força-tarefa.

sem comentário »

Homofobia na UFMA

0comentário

JeanWyllysmofobia na

sem comentário »

Saída de Roseana

1comentário

RoseanaSarney1

A governadora Roseana Sarney (PMDB) afirmou ontem, durante reunião com empresários na Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), que em “mais alguns dias” deixará o  Governo do Estado.”Mais alguns dias e encerro meu quarto mandato como governadora do Maranhão”, disse ela.

Oficialmente, o mandato da peemedebista termina apenas no dia 31 de dezembro, mas a própria governadora já confidenciou a aliados que pretende deixar o cargo antes. Há duas semanas, o presidente da Assembleia Legislativa declarou que teve uma conversa com Roseana Sarney, no Palácio dos Leões, durante a qual ela havia revelado o desejo de sair no dia 5 de dezembro. A data oficial, no entanto, ainda não está definida.

No encontro com o empresariado maranhense, ontem, todo o discurso da governadora corroborou a tese de que ela está de despedida antecipada do mandato. “Sinto­me honrada e  agradecida pelo carinho e o reconhecimento dos maranhenses, que mederam o privilégio de governar o meu Estado”, completou.

Roseana Sarney reforçou, ainda, que perseguiu, desde 2009, a meta de “melhorar as condições de vida” no Maranhão.”Desde que assumi, em abril de 2009, reeleita em primeiro turno em 2010, tive como principal objetivo melhorar as condições de vida dos maranhenses, especialmente dos mais humildes. Aliamos uma política agressiva de desenvolvimento econômico à preocupação com a distribuição de renda e a formação profissional dos cidadãos maranhenses”, disse.

Relatório ­ Ainda durante a reunião na Fiema, a governadora Roseana prestou conta das ações do governo nos últimos anos e mostrou os avanços alcançados em sua gestão. Como principais resultados, ela apontou a geração de mais de 170 mil novos postos de trabalho, o aumento do PIB do Maranhão que em 2009 era de R$ 39,8 bilhões e que em 2012 saltou para R$ 58,8 bilhões; a saída de mais de 2 milhões de pessoas da extrema pobreza e investimentos que somam mais de R$ 100 bilhões.

“Nós últimos quatro anos, crescemos a uma taxa média de mais de 10%; avançamos a uma velocidade maior que a de outros estados. Já somos a 16ª economia do país. Mantido esse ritmo, logo alcançaremos posições mais altas no ranking brasileiro”, destacou.

Maranhão ­ Junto com o secretário de Estado de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauricio Macedo, a peemedebista entregou ao presidente da Fiema, Edílson Baldez, um documento intitulado Maranhão Competitivo ­ Uma estratégia de Desenvolvimento Produtivo, que propõe diretrizes para orientar o desenvolvimento socioeconômico do estado, incluindo ações integradas e acompanhamento público­privado que visam garantir a eficácia na aplicação dos recursos públicos e a inclusão produtiva e social em todo o estado.

Na ocasião também foi entregue a coletânea do relatório do Macrozoneamento do Maranhão e assinada mensagem de encaminhamento do documento à Assembleia Legislativa do projeto de Lei, como também assinado termo de cooperação técnica para fomentar a produção da cachaça no estado.Na reunião com empresários na Fiema, Roseana Sarney recebeu  uma placa, entregue pelo presidente da Fiema, Edilson Baldez, um reconhecimento da classe empresarial pela sua atuação em defesa do desenvolvimento da indústria maranhense durante o seu governo.

Foto: Biaman Prado

O Estado

1 comentário »

Escola integral

3comentários

RoseanaSarney

A governadora Roseana Sarney visitou, na tarde desta quinta-feira (27), o Centro Experimental de Ensino Médio Colégio Maranhense Marcelino Champagnat (antigo Marista), primeira escola de tempo integral do Estado, que atende atualmente 280 alunos.

Na visita, Roseana Sarney estava acompanhada dos secretários de Estado, Danilo Furtado (Educação); Carla Georgina (Comunicação Social); Anna Graziella Neiva (Casa Civil); Olga Simão (Cultura); José Costa (Ciência e Tecnologia); José Raimundo Frazão (Infraestrutura); coronel, José Ribamar Vieira (Gabinete Militar); e do deputado Roberto Costa.

A governadora assistiu a uma apresentação de música e até tocou violão com os estudantes. Nos laboratórios de física, biologia, e química os alunos conversaram com Roseana, aproveitaram para fazer fotos e falaram sobre os vários projetos desenvolvidos em sala de aula. Além dos laboratórios, a governadora visitou uma pequena horta cuidada pelos estudantes e a quadra da escola.

Roseana1

Um dos destaques da visita foi a apresentação de um projeto de robótica desenvolvido pelos alunos, um game que conta a história de São Luís e foi aprovado para participar do Campeonato Regional de Robótica, First Lego League (FLL).

A governadora falou sobre a importância desses projetos. “Fico muito feliz em ver esses jovens, interessados em ciência, em tecnologias. Tenho certeza que essa nova geração vai trazer ótimos frutos para o nosso país, trazer mais desenvolvimento, por isso é importante apoiá-los e incentivá-los para que eles tenham a mente aberta para aprender cada vez mais”, disse.

“Estamos apresentando à governadora o trabalho desenvolvido junto aos nossos estudantes. Aqui buscamos dar a eles uma experiência diferenciada, incentivar o interesse pela música, pela ciência entre outras áreas”, disse o secretário de Estado de Educação, Danilo Furtado.

Foto: Antônio Martins

3 comentários »

Frontini na mira

6comentários

Frontini

A temporada está terminando, mas o Sampaio já se movimenta no sentido de montar a equipe para o próximo ano.

Tido como maior problema do Sampaio na temporada, as negociações começaram por um atacante goleador.

O Sampaio já estaria negociando com o atacante Frontini, de 33 anos e que disputou a Série C pelo Botafogo da Paraíba. Tem fama de goleador, mas só marcou 4 gols na competição.

Frontini é um namoro antigo do Sampaio e por pouco não veio para cá no início da temporada devido ao salário considerado alto.

Não deixa de ser um bom nome, mas entendo que inicialmente o Sampaio precisa definir primeiro a comissão técnica para depois começar a definir os atletas.

A mesno que a diretoria já tenha essa definição e já esteja agindo em concordância com o novo treinador.

6 comentários »

Transição na Jucema

0comentário

SuelineFernandes

Na primeira reunião de transição da Junta Comercial do Estado do Maranhão (Jucema), na quarta-feira (26), a presidente, Sueline Moraes Fernandes, recebeu o futuro presidente da autarquia, Sérgio Sombra.

Durante a reunião, marcada pela cordialidade, a presidente Sueline Fernandes, fez uma explanação geral da estrutura, funcionamento do órgão e dos projetos em andamento que deverão ser concluídos pela nova gestão.

“Nosso intuito é colaborar da melhor forma possível, repassando todas as informações necessárias para facilitar o início da nova gestão”, frisou Sueline Fernandes. Ela avaliou, ao final, positiva a reunião.

O futuro presidente da autarquia, Sérgio Sombra, agradeceu a boa vontade e disponibilidade de Sueline Fernandes e declarou que a reunião foi bem produtiva. “Coletamos informações importantes que serão analisadas e nos darão subsídios para melhor planejar as nossas primeiras ações na presidência da Junta Comercial”, ressaltou Sérgio Sombra.

sem comentário »

Encontro com prefeitos

0comentário

BrandaoFlavioGil

O governador eleito do Estado, Flávio Dino, afirmou nesta quinta-feira (27), durante o último dia da etapa maranhense do evento “Diálogo Municipalista”, que a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) será a principal interlocutora da sua administração junto aos municípios e os seus respectivos prefeitos e prefeitas.

“Sabemos das dificuldades financeiras pelas quais estão passando os municípios maranhenses e, também, das dificuldades, de ordem administrativa, encontradas junto à atual gestão do Estado. A Famem será nossa parceira fazendo a interlocução com os municípios e seus gestores, nos dando periodicamente informações sobre a situação das cidades, suas gestões e principais demandas. Faremos um governo municipalista, apoiando a todos independentemente de posições políticas”, afirmou Dino para uma platéia formada por mais de 100 prefeitos e prefeitas.

Os trabalhos do “Diálogo Municipalista”, iniciativa promovida pela Famem e Confederação Nacional dos Municípios (CNM) durante dois dias em São Luís, foram coordenados pelo presidente da entidade municipalista, prefeito Gil Cutrim (São José de Ribamar), e contaram, ainda, com as participações do prefeito Edivaldo Holanda Junior (presidente de honra da Famem); do vice-governador eleito e deputado federal, Carlos Brandão; parlamentares; e membros do próximo governo estadual.

GilCutrim

Gil Cutrim, com base em informações colhidas juntos aos prefeitos e prefeitas, relatou algumas das principais dificuldades vividas, hoje, pelos gestores junto ao Governo do Estado, dentre elas o não repasse integral de recursos oriundos de convênios firmados para execução de obras diversas nos municípios.

E entregou a Flávio Dino o documento “Carta de Intenções do Diálogo Municipalista do Maranhão”, no qual constam ações de uma agenda política positiva pela defesa e fortalecimento do municipalismo e a redução das desigualdades sociais no Maranhão.

Constam na Carta as seguintes propostas: manter um tratamento respeitoso e cortês entre prefeitos e os membros do próximo governo; estabelecer a unificação e desburocratização da documentação necessária para celebração de convênios junto as Secretarias Estaduais; celebração de novos termos de cooperação de forma a auxiliar os municípios na manutenção das escolas estaduais municipalizadas; garantir maiores investimentos na segurança pública, colocando destacamento policial em todos os municípios maranhenses; criação de uma agenda permanente de diálogo entre Governo do Estado e municípios, por meio de sua Federação, de forma a realizar encontros semestrais, objetivando a discussão dos principais projetos de interesse das cidades; apoio financeiro na gestão municipal dos resíduos sólidos; dentre outros.

Foto: Silas Serra

sem comentário »

Interesse comum

0comentário

RobertoRocha

sem comentário »

Colocando ordem…

6comentários

Litoranea1

A ação de retirada dos invasores da Litorânea estava prevista para ocorrer na próxima semana, mas diante da repercussão, a Secretaria de Urbanismo por meio da Blitz Urbana realizou hoje pela manhã uma operação para acabar com esculhambação que estava tomando conta do principal cartão postal de São Luís.

Ontem, o secretário Diogo Lima já informava ao Blog do Zeca Soares que não aceitaria a ocupação da Litorânea por invasores.

“Nós estamos realizando operações junto a outros órgãos para exigir a desocupação da área. Foram oferecidos a eles a remoção para um outro local com aluguel social e depois inclusão no Minha Casa, Minha Vida, mas os invasores não aceitaram. A Secretaria de Urbanismo não vai aceitar que privatizem o espaço na Avenida Litorânea para poucos, pois lá é um ponto turístico da nossa cidade”, disse.

E cumpriu a palavra agora pela manhã e acabou com a bagunça.

Litoranea

Tenho dito aqui que a nossa cidade precisa de pulso firme para manutenção da ordem pública. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o secretário Diogo Lima e o diretor da Blitz Urbana, Márcio Aragão estão de parabéns pela postura. Devem oferecer condições de moradia aos que precisam, mas não podem aceitar esse tipo de situação.

Além disso, a Prefeitura de São Luís precisa olhar para outras áreas com ocupações irregulares e tomar as medidas necessárias. Tem muita gente por ai que aposta na omissão do poder público para deixar a nossa cidade cada vez mais feia.

Portanto, ponto para a Prefeitura de São Luís nesta ação.

Importante também registrar o papel do cidadão Edivaldo Santos. que fotografou a invasão na Litorânea e liberou as imagens que publicamos ontem. O olhar atento do internauta é fundamental.

Fotos: Divulgação/ Britz Urbana

6 comentários »