Jogo aberto

40comentários

image

Mentira

O presidente da FMF, Antonio Américo desmentiu o presidente do Sampaio, Sérgio Frota sobre o aumento dos preços dos ingressos para os jogos finais do Campeonato Maranhense. A decisão de aumentar os preços foi dos clubes, segundo Américo.

Tapetão

O São José entrou com pedido de liminar no TJD para tentar a sua permanência na primeira divisão do Campeonato Maranhense. Alega o São José que com a desistência do Viana, apenas o Americano deveria ter sido rebaixado. A FMF deve recorer caso o time de Ribamar consiga vitória no tapetão.

Sem saída

O presidente do Sampaio, Sérgio Frota está num beco sem saída. A torcida do Sampaio quer a volta do técnico Flávio Araújo. Só não vai trazer se baixar o espírito “João Teimoso” mais uma vez.

Mistério

Até 18h30, o técnico Flávio Araújo diz ainda não ter recebido qualquer ligação dos dirigentes do Sampaio. Será mesmo?

Confusão

Dirigentes do Imperatriz e FMF prometem uma briga dura para comandar a arrecadação na primeira partida pelas finais do Estadual. A FMF diz que não abre mão, a diretoria do Cavalo de Aço, também diz que não abre.

Maranhão

O atacante Augusto, de 22 anos é o primeiro reforço do MAC para o Campeonato Brasileiro Série D. COnsiderado uma das revelações do Campeonato Piauiense, Augusto marcou cinco gols na competição e virá por empréstimo até o fim do ano.

Castelão

O secretário de Esporte e Lazer, Joaquim Haickel garante que os reparos no setor 1 do Castelão serão concluídos até esta quarta (29). Com isso, o Sampaio poderá utilizar toda a capacidade do Castelão para a estreia na Série C, domingo, 19h, diante do Brasiliense-DF.

Moto

A diretoria do Moto deve definir até sexta-feira o nome do treinador para a segunda divisão do Campeonato Maranhense. O nome do cearense Filinto Holanda que este ano comandou o Baraúnas-RN é o mais forte.

Interesse

Quem manteve contato com o presidente do Moto, Roberto Fernandes foi o treinador Ruy Scarpino. Ele tem interesse em retornar ao clube dentro do projeto de soerguer o Moto.

Mudanças

Além do técnico Everton Goiano que já foi dispensado, o Sampaio deverá liberar também alguns atletas, mas isto só deverá ocorrer após as duas primeiras partidas na Série C e durante a paralização da competição para a Copa das Confederações.

Liberado

O atacante Pedro Gusmão, principal revelação do Campeonato Maranhense foi liberado ontem para o Atlético-PR. Boa sorte ao ex-atacante do Bacabal.

40 comentários »

Arraial é embargado

6comentários

arraial

Na tarde desta segunda-feira (27), uma operação do Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) e do Ministério do Trabalho e Emprego, com apoio da Polícia Federal, resultou no resgate de 25 pessoas, incluindo um adolescente de 17 anos. Os trabalhadores foram submetidos a condições análogas à de escravidão nas obras de construção das barracas do Arraial da Lagoa, no bairro do Renascença – área nobre de São Luís.

Dentre as irregularidades identificadas, destacam-se o não fornecimento de água potável para beber e de equipamentos de proteção individual (EPI´s) aos trabalhadores; alojamentos em péssimas condições; instalações sanitárias improvisadas; desrespeito às normas de higiene, saúde e segurança do trabalho e ausência de vestiário.

Nenhum funcionário possuía a carteira de trabalho assinada. Muitos deles dormiam nas barracas de palha do arraial e estavam expostos a intempéries e sem qualquer segurança. A maioria dos trabalhadores veio da cidade de Penalva – localizada a 254 km da capital maranhense.

Diante do cenário, a procuradora do Trabalho, Anya Gadelha, notificou todos os envolvidos no caso (Governo do Estado, empresa Carmel Construções, Administração da Lagoa da Jansen e São Luís Convention & Visitors Bureau). Os auditores fiscais do Trabalho, José Antonio Borba e Maria da Graça Everton, embargaram a obra, emitiram autos de infração e resgataram os trabalhadores.

Na quarta-feira (29), haverá uma audiência na sede do MPT-MA, às 10h, para que os trabalhadores resgatados recebam todas as verbas rescisórias e para que seja firmado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC). “Caso não haja acordo, poderemos instaurar uma Ação Civil Pública”, ressaltou a procuradora Anya Gadelha.

Foto: Ingrid Assis

6 comentários »

Comunidades dão exemplo

0comentário

infraestruturaApós reclamações de moradores da Vila Janaína e da Cidade Olímpica recebidas pela Promotoria de Justiça Itinerante, o promotor de justiça Vicente Martins encaminhou ofícios à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), pedindo providências para sanar os problemas apontados.

Lideranças dos dois bairros relataram os transtornos provocados por uma vala, que corta as duas comunidades. O córrego encontra-se em avançado estado de erosão, devido ao grande volume de águas pluviais que recebe. Os moradores afirmaram que estão sujeitos a inundações de suas casas e até mesmo a doenças.

Também foi denunciado que o asfaltamento das ruas da Cidade Olímpica, iniciado no segundo semestre de 2012, foi feito apenas parcialmente e que as pontes sobre a vala, necessárias para interligar as vias, não foram construídas, obrigando os moradores a improvisarem pontes estreitas e sem segurança.

A não conclusão de obras de asfaltamento também foi comunicada à Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa para análise e eventuais providências.

O promotor de justiça visitou na semana passada as duas comunidades para verificar in loco os problemas.

sem comentário »

Everton caiu…

16comentários

evertongoiano

O Sampaio esperou cinco meses para definir uma situação que desde o início do ano vem sendo questionada dentro do próprio clube: a permanência ou não do técnico Everton Goiano.

Foi necessário o time ser eliminado na semifinal do primeiro turno para o Bacabal, perder uma classificação incrível, dentro de casa para o Campinense na Copa do Brasil e perder a decisão do 2º turno para a diretoria mudar a sua comissão técnica.

E Everton Goiano não fica mais no clube. A decisão já foi tomada pelo presidente Sérgio Frota, mas só deverá ser anunciada após reunião no fim da tarde.

Em entrevista à Rádio Mirante AM, Frota falou sobre mudanças, mas isto seria discutido numa conversa com o treinador Everton Goiano. Ele lembrou que o MAC demitiu o técnico Meinha por telefone. No que deixou claro que Everton seria carta fora do baralho.

Hoje pela manhã. o próprio treinador Everton Goiano admitiu ao Globoesporte que a sua permanência no Sampaio seria bastante difícil: “Futebol é resultado e venho de três fracassos. Perdemos o primeiro turno para o Bacabal, saímos da Copa do Brasil para o Campinense e agora fomos eliminados de novo. Vamos sentar com o presidente e discutir o que é o melhor para o Sampaio”.

Bom, agora é aguardar o nome do substituto. Pelas informações que obtivemos o novo treinador estará em São Luís na próxima quarta-feira (29). Frota já teria descartado o retorno de Flávio Araújo que afirmou pela manhã que gostaria de retornar ao Sampaio.

O Sampaio estreia no Campeonato Brasileiro Série C, no próximo domingo, às 19h, diante do Brasiliense-DF, no Estádio Castelão.

16 comentários »

Planejamento em saúde

0comentário

saude

Técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (SES) estão participando do I Congresso de Secretarias Municipais de Saúde do Norte e Nordeste, que teve início nesta segunda-feira (27), no Rio Poty Hotel. O evento será encerrado nesta quarta-feira (29) e congrega, ainda, o IX Congresso de Secretarias Municipais de Saúde da Região Nordeste, o V Congresso das Secretarias Municipais de Saúde da Região Norte e o I Congresso das Prefeituras e Secretarias Municipais de Saúde do Maranhão.

“É um evento importante porque reúne pessoas comprometidas com o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e a melhoria da saúde pública”, ressaltou o subsecretário de Estado de Saúde, José Márcio Soares Leite, na abertura da Oficina de Planejamento da SES. Estavam presentes também os secretários de Estado de Saúde do Ceará, José Arruda Bastos; de Roraima, Miguel Ângelo D´Elia e o secretário executivo do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Jurandir Frutuoso.

A oficina da SES reuniu secretários e técnicos municipais de planejamento na discussão do Plano Plurianual e sua inter-relação com os instrumentos de planejamento da área de saúde; controle social, modelos de atenção a saúde; atenção básica e unidade gestora de controle, regulação, avaliação e auditoria.

O encontro prossegue nesta terça-feira (28), quando o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, estará em São Luís para a reunião da Comissão Intergestores Tripartite, para a discussão de temas e tomada de decisões sobre o funcionamento do SUS.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Denúncia contra prefeito

0comentário

joseleoneA 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) recebeu denúncia contra o prefeito de Afonso Cunha, José Leane de Pinho Borges, acusado pelo Ministério Público Estadual (MP) de deixar de prestar contas do exercício financeiro de 2011 ao Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE).

O processo teve como relator na câmara o desembargador Megbel Abdala, cujo entendimento foi de que a denúncia deveria ser recebida para que sejam provadas as alegações da ação penal.

“A denúncia é apta, descreve com clareza o fato delituoso e satisfaz as exigências formais”, assinalou Megbel Abdala. O voto do magistrado foi seguido, por unanimidade, pelos demais membros da câmara.

Em sua defesa, o prefeito argumentou que já teria disponibilizado, ao TCE, as referidas contas. O Ministério Público, no entanto, sustentou que o simples atraso na prestação de contas é suficiente para configurar o delito previsto no artigo 1º do Decreto Lei 201/1967.

De acordo com o decreto, são crimes de responsabilidade dos prefeitos deixar de prestar contas anuais da administração financeira do Município a Câmara de Vereadores, ou ao órgão que a Constituição do Estado indicar, nos prazos e condições estabelecidos.

sem comentário »

Pronto para voltar

18comentários

flavioaraujo1O técnico Flávio Araújo disse ao Blog do Zeca Soares que ainda não recebeu qualquer convite para retornar ao Sampaio. Conversei hoje com Flávio Araújo que está em Fortaleza. Ele disse que a sua identificação com o Sampaio é muito grande por tudo que aconteceu no ano passado e afirmou estar pronto para retornar ao clube onde conquistou o título de campeão brasileiro invitco na Série D.

“Foram sete meses muito bons em São Luís.  A identificação com o Sampaio por tudo o que aconteceu aí é muito grande e tenho todo interesse em voltar. Se houver um convite do presidente estou pronto para conversar e acertar o retorno, mas quero deixar claro que de ontem para cá não mantive nenhum contato com a diretoria do Sampaio”, afirmou.

Flávio Araújo deixou o Sampaio no fim do ano passado, após a conquista do Brasileiro e foi para o Clube do Remo. Lá em Belém, o Leão também fracassou.

O casamento desfeito foi ruim para o Sampaio que perdeu tudo que disputou e para o Remo também.

Resumindo, Flávio conhece o Sampaio e o Sampaio conhece Flávio Araújo muito bem.

18 comentários »

Cercados de incerteza

17comentários

evertongoianoSampaio e Maranhão iniciam a semana de estreia no Campeonato Brasileiro cercados de incertezas. A eliminação no Campeonato Maranhense, após o empate por 2 a 2 com o MAC e consequentemente a perda do tão propalado tetracampeonato abre uma crise no Sampaio.

A torcida não acredita no treinador Everton Goiano. Aliás, apenas para relembrar os fatos, nem mesmo a diretoria acredita no seu técnico. Desde o início da temporada, Goiano é questionado por integrantes da própria diretoria do clube.

O Sampaio contratou uma carrada de jogadores que pouco ou nada acrescentam. Trouxe um lateral “revelação na Bahia” e termina o Estadual com jogador improvisado na posição O time fecha o primeiro semestre sem conseguir revelar um jogador sequer embora esteja bombando na mídia.

Perde uma classificação garantida na Copa do Brasil contra o Campinense. Deixou de enfrentar o Flamengo e rasga R$ 1 milhão de arrecadação.

Jogadores importantes e tidos como “donos de posições e camisas” começaram a falhar em jogos importantes e decisivos. Viraram alvo de críticas até dos próprios dirigentes e pelo visto perderam até a confiança e agora já são questionados.

Para piorar as coisas, o Sampaio consegue perder um título para o qual era o destacado favorito. Perdeu para a sua falta de humildade e por se achar maior do que tudo e todos.

Perde a primeira vaga para a Copa do Brasil. Agora terá que disputar prá valer o seletivo que a FMF fará no segundo semestre para preencher a segunda vaga em meio à competição da CBF para complicar ainda mais o caminho na Série C e aumentar os gastos com duas competições simultânea.

O que esperar de um time que não consegue vencer um campeontao como o nosso com índice técnico tão baixo? Entendo o medo que ronda a cabeça do torcedor Tricolor e não é para menos.

viniciussaldanhaNo MAC, o resultado, o título e a vaga na final do Estadual não deve servir para esconder a fragilidade da equipe para a competição nacional. O MAC que não pense que será fácil e que já tem time capaz de garantir o acesso à Série C em 2014.

A conquista de ontem não deve servir de motivo para acomodação hoje. Não é porque “Demoliram o cartaz” do Sampaio que o MAC já ache que já levantou a taça diante do Imperatriz e que vai ser tudo lindo na Série D.

Pelo menos serviu para a diretoria garantir a permanência do técnico Vinícius Saldanha. O MAC fez um contrato com o técnico apenas até o fim do Estadual. Agora terá que mantê-lo para o Campeonato Brasileiro Série D. Ou não? Bom, isto é com a diretoria atleticana.

O que sei é que o MAC precisa comemorar a conquista de ontem como time grande e pensar grande também.

Se quiser ir longe na Série D terá que formar um time forte, competitivo e vencedor.

Bom, o momento é importante e decisivo para Sampaio e Maranhão. Vamos esperar o que vai acontecer de hoje em diante.

17 comentários »

Veja a conquista do MAC

5comentários

O MAC é campeão do 2º turno e finalista do Campeonato Maranhense. O “Demolidor de Cartazes” venceu o todo poderoso Sampaio por 1 a 0, no primeiro jogo e ontem empatou por 2 a 2, no Castelão e fez a festa… Veja como foi a conquista do MAC.

5 comentários »

Saúde em São Luís

2comentários

saudeFalta de médicos, remédios, materiais, alimentação, atendimento demorado, maus-tratos por parte de funcionários, instalações físicas inadequadas. Estas são algumas das reclamações feitas por quem depende do sistema público de saúde mantido pela Prefeitura de São Luís. No caso das unidades de urgência e emergência, há ainda a superlotação, fazendo com que os pacientes fiquem internados em macas nos corredores dos hospitais. Revoltada, a população se pergunta por que os problemas, que são antigos, ainda não foram resolvidos. Para a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), é preciso restaurar a confiança da população no atendimento médico prestado pelo Município.

Na semana passada, O Estado percorreu as quatro unidades mistas de São Luís e apenas no Bequimão não houve reclamação de pacientes que buscaram atendimento.

Nathália Santos Ferreira levou o filho de sete meses para vacinar, na Unidade Mista do São Bernardo, mas a vacina não estava disponível na unidade de saúde. “Às vezes faltam funcionários para atender a gente e o vigilante é que fica dando alguma informação”, disse.

Na Unidade Mista do Coroadinho, a reclamação de Maria de Jesus Azevedo Santos era de que não havia o material necessário para que seu sobrinho, Adelino Rodrigues Penha, fosse medicado. Ele fez uma cirurgia de úlcera recentemente e, como estava com dores intensas, foi até a unidade em busca de atendimento, mas voltou para casa com o mesmo problema. “Não tem agulhas para aplicarem o medicamento receitado. Mandaram a gente comprar em uma farmácia, mas não tem nenhuma perto do hospital”, afirmou.

Quem também não conseguiu ser medicada foi a aposentada Domingas Moura Plácido. Com a garganta inflamada há pelo menos três dias, ela disse que alguns serviços que eram disponibilizados na unidade foram desativados. “Antes, aqui se faziam alguns exames, como ultrassom, mas agora a gente precisa ir a outro hospital ou tentar marcar no Cemarc [Central de Marcação de Consultas e Exames]”, comentou.

Sem médico – Na Unidade Mista do Itaqui-Bacanga, Darlene Santos Pereira, que está no quinto mês de gravidez, informou que está fazendo o pré-natal por meio da unidade da Plan, na Vila Embratel, uma organização não-governamental (ONG), pois não há obstetras na unidade mista.

Na quarta-feira, dia 22, Lúcia Lopes levou os dois filhos para consulta com pediatra. O atendimento médico, segundo ela, foi bom, mas ela terá de comprar os remédios, que não estão disponíveis na farmácia da unidade mista. “Já faz mais de um ano que não tem remédio na farmácia de lá. A gente sempre compra, até os mais básicos”, reclamou a dona de casa, que mora na Vila Embratel.

A direção das unidades mistas do Coroadinho e do Itaqui-Bacanga tentaram justificar os problemas relatados pelos pacientes. A direção administrativa do Coroadinho disse que as dificuldades apresentadas no atendimento ao público são pontuais e que os problemas herdados das gestões anteriores estão sendo resolvidos. No Itaqui-Bacanga, a direção informou que a falta de medicamentos é um problema de toda a rede municipal de saúde e não apenas daquela unidade hospitalar.

Credibilidade – Segundo o secretário Municipal de Saúde, Vinícius Nina, a população de São Luís perdeu a credibilidade no atendimento básico prestado pela Prefeitura de São Luís por causa da ineficiência do serviço oferecido, o que vem acontecendo há alguns anos. “O recomendado é que o morador procure a unidade de saúde de seu bairro e, se não tiver, a mais próxima do local onde mora. É na unidade mista ou no posto de saúde que é prestado o atendimento clínico”, comentou.

Vinícius Nina frisou que apenas casos graves como acidentes e traumas devem ser levados para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), no Centro; Socorrão II e Hospital Municipal Odorico Amaral de Matos (Hospital da Criança), localizado na Alemanha. No entanto, as três unidades de saúde que são referência na rede municipal para atendimento de urgência e emergência também são alvo de reclamações. No caso do Socorrão II, o principal problema relatado pela população é a superlotação.

Vinícius Nina afirmou que todas as deficiências da saúde básica estão sendo mapeadas e que serão melhoradas com a adesão do Município ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), do Ministério da Saúde. “Com esse programa reestruturaremos prédios, qualificaremos profissionais e garantiremos que não faltem insumos nas unidades de saúde de São Luís, melhorando a qualidade do atendimento prestado à população”, afirmou.

Leia mais em O Estado

2 comentários »