Avança obra no Complexo Deodoro

0comentário

Equipes da Prefeitura de São Luís realizam serviço na Alameda Gomes de Castro, imediações do Liceu Maranhense, onde serão instalados provisoriamente os comerciantes que trabalhavam nas praças Deodoro e Pantheon.

A obra dá prosseguimento aos serviços de requalificação do Complexo Deodoro, executadas pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Ipah) em parceria com a Prefeitura de São Luís dentro do programa federal PAC Cidades Históricas.

Nesta segunda-feira (8), foi colocado o piso de concreto ao longo da área que antes era ocupada por paradas de ônibus, serviço realizado pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

“A obra segue com a preocupação social do prefeito Edivaldo em garantir aos vendedores informais uma área adequada para desenvolver sua atividade e manter o sustento de suas famílias, enquanto são feitas as obras. Trata-se de um espaço provisório, necessário para o andamento dos serviços”, reforça o secretário municipal da Semosp, Antonio Araújo.

Todo o processo de recolocação foi firmado em reuniões promovida pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo, Blitz Urbana, que contaram com presenças de comerciantes e membros do Sindicato do Comércio Informal de São Luís e a Associação do Comércio Informal.

Os comerciantes serão instalados em seis baias medindo 20 metros de comprimento por quatro de largura e preparadas para acomodá-los. Os vendedores e suas estruturas de barracas, quiosques e bancas de revistas foram retirados das praças Deodoro e Pantheon, no último sábado (6), para dar continuidade aos serviços.

Leia mais

sem comentário »

Jogo aberto

4comentários

O técnico Francisco Diá deverá repetir a mesma formação do Sampaio que venceu o Ríver por 1 a 0, em Teresina, no primeiro amistoso da temporada.

Tidos como títulares, o lateral Kaíque e o zagueiro Joécio seguem se recuperando de contusào e sào dúvida até para a estreia na Copa do Nordeste, dia 18 de janeiro, contra o CSA, em Maceió.

Para o amistoso de quinta-feira (11), às 20h15, no Estádio Castelão, em São Luís, o técnico Diá deve repetir a equipe com Andrey; Junio Rocha, Maracás, Fredson e James; César Sampaio, Yuri, Fernando Sobral e Marlon; Uillian e Wellington Rato, mas não está descartada mudanças no ataque.

Copa do Nordeste

O Cordino ganha o reforço dos titulares que ficaram fora da primeira partida contra o Treze-PB, pela pré-Copa do Nordeste por conta da regularização junto à CBF.

O zagueiro Emerson, o lateral-direito Michel e o meia Allisson já tiveram os seus nomes incluídos no BID e serão utilizado pelo técnico Leandro Lago que aguarda apenas a confirmação do lateral esquerdo Renan para definir a equipe.

Com o empate por 1 a 1, em Imperatriz, o Cordino precisa vencer o Treze para chegar à fase de grupos da Copa do Nordeste. Outro empate por 1 a 1 leva a decisào da vaga para os pênaltis. A partida será nesta quinta-feira (11), às 20h, horário local.

Amistoso

Expectativa para o amistoso entre Moto e Maranhão marcado para este sábado (13), às 15h30, no Estádio Nhozinho Santos. O Moto venceu o Santa Quitéria por 3 a 0, no último domingo em amistoso no seu CT.

Será o primeiro grande teste para o time do MAC com as estrelas “Válber, Fabinho, Felipe Costa, Eloir e companhia” que até aqui realizou somente jogos-treino contra equipes amadoras.

Nhozinho

Sai ou não sai a reforma do Nhozinho Santos? Pelo menos para o Campeonato Maranhense está descartada a modernização do Estádio Nhozinho Santos. Ë que até agora a obra não começou embora a licitação já tenha ocorrido.

Pelo andar da carruagem, nem mesmo para a Copa do Nordeste deve ficar pronto e nem para o Campeonato Brasileiro. Se não começar logo só mesmo em 2019.

Parceria

O secretário de Desporto e Lazer, Hewerton Pereira adiantou ao Blog do Zeca Soares que garantirá ao município uma nova iluminação para o Estádio Nhozinho Santos.

O projeto de requalificação do Nhozinho não contempla uma nova iluminação, mas o Governo do Maranhão garantirá a iluminação por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Mas quando vai ser isso?

Média

Recebi uma postagem no Tweeter do diretor técnico da FMF, Hans Nina elogiando o prefeito de Barra do Corda, Erick Costa por “apoiar” o futebol. A postagem foi feita após o empate do Cordino por 1 a 1, com o Treze, na partida disputada em Imperatriz.

Imaginem vocês, o Cordino joga fora de casa porque o muro do Leandrão caiu e o prefeito não conseguiu erguer apenas 20 metros de muro e ainda aparece um dirigente para fazer média. Menos, Hans!!!

Copinha

Após duas goleadas, o Moto se despediu da Copa São Paulo de Jr. com uma vitória ao bater o Luverdense-MT por 3 a 0, na última rodada.

A campanha não foi boa, mas pior do que ela foi ver o time do Moto jogar ora com uniforme da Superbolla e da Embratex. Pega muito mal para um time profissional misturar as coisas e ficou feio demais.

O Pinheiro que também já está eliminado se despede amanhã contra o Corumbaense.

4 comentários »

Ainda a miséria e o PCdoB

0comentário

O fato oficial – que nem eles podem questionar – mostrando que o Maranhão teve um aumento de 2% nos índices de pobreza extrema no período de governo do comunista Flávio Dino mexeu fortemente com o Palácio dos Leões.

De férias na Europa, Flávio Dino comentou o assunto por alto, em seus perfis de redes sociais. A tarefa de agredir, atacar e tentar desqualificar quem publicou o fato coube ao seu lugar-tenente, o bi-secretário – de Comunicação e de Articulação Política -, Márcio Jerry.

Jerry tem atacado O Estado há pelo menos quatro dias. Ataca nas contas pessoais em redes sociais e usa blogs e jornais vinculados ao Palácio dos Leões para atacar o jornal, que apenas tem reproduzido o fato oficial revelado pelo IBGE.

Nem Jerry, nem Dino, nem nenhum outro aliado deles consegue contrapor a verdade, qual seja: o Maranhão, sob a égide do comunista, gerou uma população de 312 mil miseráveis. Esses cidadãos, que passaram a viver abaixo da linha da pobreza, não são frutos da história e muito menos resultado da cultura do estado.

São, sim, resultado direto de três anos de mandato de Flávio Dino, como deixou claro o IBGE. Essa população foi gerada nos anos de 2015, 2016 e 2017, exatamente quando o comunista passou a comandar o Maranhão.

Sem argumentos, Márcio Jerry só pode atacar, como sempre faz. Mas nem os seus ataques vão poder esconder o fato oficial: a extrema pobreza no Maranhão aumentou nos anos em que Flávio Dino está no poder. Fato incontestável.

Estado Maior

sem comentário »