Chuvas pioram estradas no Sul do Maranhão

0comentário

Após as chuvas dos últimos dias, as condições das estradas usadas para escoamento da produção agrícola no sul do Maranhão pioraram.

Localizada entre Balsas, no Maranhão, e Ribeiro Gonçalves, no Piauí, o trecho da BR-324 possui 117 quilômetros e um movimento intenso de caminhões. A estrada nunca foi asfaltada é um desafio para os motoristas, principalmente no período chuvoso.

Nesse ponto os veículos estão terminando de transportar a safra colhida no primeiro semestre na região conhecida como “Ilha de Balsas”. De acordo com o caminhoneiro João Mateus, o percurso é longo e as condições da pista tornam a viagem perigosa.

“São três horas de viagem de lá pra cá. 60 Km. É para acabar, viu? Ai é rodar ligeiro, quebra com o carro… Aí o trem fica feio”, reclamou o caminhoneiro.

No trecho entre Balsas e Alto Parnaíba, na MA-006, passam quase metade da safra agrícola da região. A colheita da soja nas áreas que foram plantadas mais cedo deve começar no fim do mês de janeiro, causando aumento no movimento de caminhões nas estradas da região.

Nos últimos dias as chuvas pioraram as condições da rodovia e a falta de manutenção pode comprometer o escoamento da safra porque a quantidade de buracos aumentou. Segundo o caminhoneiro Moisés Marques, o transporte da próxima safra está ameaçado.

“Agora a coisa piorou e vai piorar mais porque não arrumam e cada vez que chove os buracos vão só aumentando. Há 60 dias atrás ainda estava razoável. Começou a chover e está cada vez piorando mais”, declarou.

Há dois anos o Governo do Estado do Maranhão fez uma recuperação emergencial, mas o serviço não resistiu por muito tempo. Em relação a MA-006, a Secretaria Estadual de Infraestrutura disse que aguarda a liberação de recursos para reconstruir todo o trecho e que está discutindo com entidades ligadas ao agronegócio alternativas para garantir o escoamento da próxima safra.

Já em relação a BR-324, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que a rodovia consta no plano nacional de viação apenas como “planejada”. Também informou que, quando a BR for construída, vai se sobrepor a MA-378, uma rodovia coincidente no mesmo traçado, que atualmente é de responsabilidade do Governo do Estado.

Fotos: Reprodução/TV Mirante

Leia mais

sem comentário »

Flávio Dino faltou com a verdade

14comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) faltou com a verdade ao “comemorar” no Tweeter, o resultado do levantamento feito pelo G1 sobre as promessas de campanha.

Segundo Flávio Dino, de acordo com o levantamento, ele conseguiu em três anos cumprir 92% do seu programa de governo.

Para que essa informação não seja mais propagada como “verdade” é necessário dizer que o governador Flávio Dino registrou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) um programa de governo com 65 propostas (veja aqui todas as propostas).  O número é quase o dobro do que vem sendo avaliado pelo G1 nestes três anos.

Desde 2014, o G1 avalia o governo Flávio Dino em apenas 37 propostas, no percentual de 56,9% do total do seu programa de governo (veja aqui as propostas avaliadas pelo G1).

Para que Flávio Dino estivesse falando a verdade e cumprido 92% das suas propostas de campanha como escreveu seria necessário que das 65 propostas registradas, no TRE, o governo dele tivesse cumprido 59,8 das propostas.

Mesmo no levantamento do G1 que só analisa 37 propostas, o governo Flávio Dino cumpriu 22 propostas. Outras 12 cumpriu em parte e três não cumpriu ainda. Vejam que com 15 propostas ainda não cumpridas integralmente, o governo Dino, nem mesmo no levantamento do G1 poderia ter alcançado esse percentual de 92%.

Que fique claro que o G1 avalia apenas 37 propostas e que as propostas de governo de Flávio Dino são ao todo 65.

Portanto, dizer que cumpriu 92% do seu programa de governo é mais uma grande mentira de quem vive de números, geralmente frios e que estão longe da verdade.

14 comentários »

Hilton faz balanço da gestão em Santa Rita

0comentário

A Prefeitura de Santa Rita sob comando de Hilton Gonçalo desenvolveu ao longo do ano de 2017, um plano estratégico cujo foco era solucionar os problemas encontrados no município de forma imediata em várias áreas.

Depois de concluído o ano, Hilton Gonçalo fez um abalanço por área de suas ações. Deixando evidente a sua transformação em Santa Rita.

Saúde

Logo no mês de Janeiro, o prefeito Hilton Gonçalo assinou a ordem de serviços para a reforma do hospital Maria Helena Freire. Os serviços foram importantes principalmente para a reabertura do centro cirúrgico fechado pela vigilância sanitária em 2016. O hospital também recebeu novos equipamentos que facilitaram os atendimentos, principalmente as emergências cardiológicas, assim como para realização de exames laboratoriais. Ainda na aérea da saúde, foram iniciados também os serviços de reforma e reativação das UBS’s dos povoados com prestação de vários serviços de atendimento básico.

Infraestrutura

Pavimentação asfáltica: Uma das principais marcas da infraestrutura no ano de 2017 foi a conclusão dos serviços da rua do Sol, obra importante que durante anos era esperada pela população. A pavimentação asfáltica também se estendeu até os povoados, como é o caso da estrada do Cai Coco e o asfalto do povoado Nova Vida. Perfuração de poços: Com a intenção de resolver o problema de abastecimento de água no município, a prefeitura perfurou 13 poços em diferentes pontos da cidade. Pavimentação com bloquetes: Foram mais de 7 km de calçamento em vários lugares do município, ruas importantes da sede e dos povoados do município passaram a oferecer mais mobilidade.

Educação

Uma das propostas de governo do prefeito Dr Hilton Gonçalo para a educação era a implantação da escola militar, que hoje, é uma realidade no município de Santa Rita. O programa Avança, em execução com um perfil híbrido, segue sob gestão financeira do município. Vale destacar que junto a prefeitura conta com mais quatro escolas em fase de construção, o que suprirá mais uma necessidade, uma vez que o município pela primeira vez bate o recorde de menor índice de evasão escolar.

Agricultura

A Secretaria hoje representa um papel importante para a economia local, a agricultura familiar, hoje fornece para as escolas através do PNAE, e para o hospital, isso se dá devido um conjunto de ações gerenciadas pela secretaria de agricultura.

Igualdade racial

A Secretaria de Igualdade Racial iniciou a certificação de mais 6 comunidades quilombolas do município, são quilombos ainda não reconhecidos pelo ministério da cultura, e que agora têm sua história conhecida e seu valor reconhecido.

Emprego e renda

O prefeito Dr Hilton Gonçalo, através da Secretaria Municipal de Emprego e renda, reativou o projeto Banco do Povo, um importante programa que incentiva centenas de pessoas através do empreendedorismo. Foi também através da Secretaria de Emprego e renda que a prefeitura iniciou o programa municipal de estágio.

Desenvolvimento social

Programas importantes foram viabilizados através da SEMDES, dentre eles o programa dos primeiros mil dias de vida, a reimplantação do programa do leite, com distribuição semanal de 600 litros de leite, o Serviço de Convivência na sede e nos povoados, a inauguração do CRAS do povoado Veneza, a inauguração da Casa do Cidadão, a inauguração do prédio do CREAS e muitos outros.

Cultura

A coordenação de Cultura do município realizou o melhor São João da região em 2017. Após o hiato de um ano, a prefeitura resgatou uma parte linda da nossa cultura.

Habitação

O carro-chefe da administração do prefeito Hilton Gonçalo é sem dúvida a habitação, foram mais de 300 residências construídas através do programa municipal de habitação (Nossa Casa). Um projeto desenvolvido com recursos próprios do município e que vem fazendo muita diferença na vida de nossos munícipes. Inúmeras outras ações foram desenvolvidas, e mesmo depois de um significativo crescimento demográfico, grandes obras, pequenas obras e projetos foram implantados e concluídos. A despeito da crise que assola o país, a prefeitura finalizou o ano de 2017 com um ótimo retrospecto, e iniciaremos o ano de 2018 com um planejamento que visa ampliar ainda mais as ações em benefício da população.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Omissão e descaso em Barra do Corda

7comentários

Triste a realidade que o Cordino vai ter que enfrentar neste início de temporada. Realidade que pode comprometer bastante o futuro da equipe.

Pela primeira vez, o time de Barra do Corda vai disputar duas competições importantes como a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil.

O Cordino é uma equipe em ascenção no futebol maranhense. No ano passado chegou a decidir o título com o Sampaio e chegar a ser vice, mas nem isso serviu para as autoridades olharem com mais carinho para o estádio da cidade.

Mas o estádio onde manda os seus jogos em casa, o Leandrão teve o muro que desabou no ano passado e até hoje (a foto foi feita pela manhã) nada foi feito. Se as acomodações do Leandrão já são alvo de muita reclamação, imaginem como está na medida em que existe omissão e descaso do poder público.

São apenas 20 metros de muro. Se a Prefeitura de Barra do Corda não consegue fazer um reparo desses não sei o que pode fazer em toda a cidade.

O jogo com Treze-PB pela Copa do Nordeste terá que ser realizado no Frei Epifânio D’ ABadia e as partidas pelo Campeonato Maranhense também poderão ir para outras cidades, pois se o estádio não pode ser utilizado na Copa do Brasil e Copa do Nordeste como poderá receber jogos do Campeonato Maranhense?

O torcedor de Barra do Corda e o Cordino serão os grandes prejudicados. Além da parte financeira que será um fracasso, o time vai jogar em um campo neutro que é bem melhor para os adversários.

Que o torcedor de Barra do Corda se movimente e cobre a prefeitura da cidade ou do contrário o Leandrão vai continuar assim por muito tempo.

7 comentários »

A incoerência sem tamanho de Flávio Dino

11comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) foi no mínimo incoerente ao questionar nas redes sociais o tal veto de Sarney ao nome do deputado maranhense Pedro Fernandes para ocupar o Ministério do Trabalho.

Sarney Já disse que não vetou e sequer foi consultado quanto à indicação de Pedro Fernandes. E disse que nem mesmo quando Flávio Dino foi chamado para a Embratur deu qualquer opinião.

Mas Dino não perde a oportunidade de tentar o debate político com Sarney.

“Deplorável o veto do ex-senador Sarney ao deputado maranhense Pedro Fernandes. Se não tem sobrenome Sarney/Murad/Lobão, não tem vez. Essa é a “lei” do coronelismo, que vamos revogar definitivamente neste ano”, escreveu.

Todo mundo sabe que Flávio Dino foi um dos maiores defensores da presidenta Dilma Rousseff e consequentemente um dos mais ferrenhos críticos do atual presidente Michel Temer.

Dino nunca escondeu quer quer ver Temer longe do Planalto e agora demonstra tamanha incoerência política. coisa do tipo: Eu não quero o governo Temer, mas eu quero alguém meu lá dentro.

Aliás, isso é bem característico de Flávio Dino que se elegeu combatendo o grupo Sarney e hoje o seu grupo está infestado de sarneyzistas que são muito mais beneficiados até do que os aliados históricos do comunista.

E como é que agora, Flávio Dino que é totalmente contra o presidente Temer tem a coragem de defender a ida de um dos seus aliados para um governo que é chamado de “golpista”?

Vale destacar que Pedro Fernandes que também demonstrou muita coerência em sua vida política, agora possa querer integrar um governo ao qual disse não na votação no Câmara dos Deputados. É muita incoerência também.

Sarney Já disse que não vetou e sequer foi consultado quanto à indicação de Pedro Fernandes. E disse que nem mesmo quando Flávio Dino foi chamado para a Embratur deu qualquer opinião.

Mas como o assunto rende é melhor ignorar que Sarney negou que não tem nada a ver com essa história….

11 comentários »

Você sabe o que o seguro auto não cobre?

0comentário

Hoje em dia é quase impossível pensar em ter um carro sem seguro. Mas na hora de escolher sua apólice, é fundamental saber quais serviços e coberturas o seguro auto não cobre. Como são muitos os detalhes, algumas informações passam despercebidas.

Quando você contrata um seguro auto, está contratando coberturas contra eventuais riscos ao veículo. As mais comuns são as Coberturas Básicas e as Adicionais.

As Coberturas Básicas podem ser “Compreensiva” ou de “Roubo, Furto e Incêndio”. Elas geralmente cobrem danos ao casco, isto é: motor, caixa, carroceria e chassi.

Cobertura Compreensiva

De maneira geral, as coberturas compreensivas incluem proteção à danos por:

Colisão, abalroamento, capotagem ou derrapagem;
Ato danoso por terceiros;
Queda de objeto externo sobre o veículo;
Queda de precipícios e pontos;
Ressaca, vendaval, granizo ou terremoto;
Submersão total ou parcial do veículo;
Incêndio, explosão e danos de raios;
Roubo ou furto total ou parcial.

Roubo, furto e incêndio

Ao contrário da Cobertura Compreensiva, que compreende diversos riscos prováveis, essa é uma cobertura mais limitada. Abrange somente riscos de incêndio, raio, explosão, roubo ou furto total.

O que o seguro auto não cobre

Riscos considerados muito altos, imprevisíveis ou não indenizáveis não são incluídos nas Coberturas Básicas de um seguro auto. Existem também casos em que o segurado perde o direito da cobertura, quando constata-se sua imprudência. Veja abaixo o que o seguro auto não cobre:

Aparelhos de som (CD, DVD e Multimídia), instalação de gás natural veicular (GNV), bancos, blindagem e danos provenientes desses acessórios;
Situações extremas como guerras, insurreições e rebeliões;
Vandalismos e perturbações de ordem pública;
Depreciação, danos por desgaste, falta de manutenção ou mau uso;
Apreensão por autoridades civis ou militares;
Excesso de lotação ou transporte de passageiros em locais não apropriados;
Arranhões e estragos à pintura;
Pagamento de multas, fianças e despesas relativas a ações ou processos criminais; e poluição ou contaminação ao meio ambiente;
Qualquer situação fora do território nacional;
Declaração falsa ou omissão de informações por parte do segurado;
Condução do veículo por pessoa sem habilitação;
Sinistro causado por má fé;
Acidentes causados devido ao uso de álcool, drogas, entorpecentes ou substâncias tóxicas que levam a alterações mentais do condutor;
Outras convulsões da natureza, além das já cobertas;
Trânsito por estradas ou caminhos impedidos, não abertos ao tráfego ou de areias fofas ou movediças;
Radiações ionizantes, contaminação por radioatividade;
Participação do veículo segurado em competições, apostas e provas de velocidade;
Falhas de material, defeitos mecânicos ou da instalação elétrica;
Sinistros causados por membros da própria famíla (pai, mãe, irmãos ou filhos).

De um modo geral, só serão cobertos os acidentes quando você é acometido por uma fatalidade. Além das situações citadas acima, as seguradoras geralmente negam pedidos caso você exponha seu carro a um risco desnecessário além das situações normais.

Por isso, é muito importante que você conheça bem quais são as coberturas incluídas na apólice do seguro do seu carro, isso com certeza vai evitar surpresas indesejadas.

Procure um corretor(a) da Seguralta, conheça mais sobre seguro auto e quais são as melhores coberturas para o seu perfil.

sem comentário »

Aumentam casos de feminicídio no Maranhão

0comentário

Dados do Departamento de Feminicidio do Maranhão revelam que ocorreram 25 mortes de mulheres em 2015. Em 2016 o número subiu para 28 mortes; e em 2017 foram registradas 47 mortes de mulheres no Maranhão.

O levantamento aponta que os números de assassinatos de mulheres no maranhão são um dos mais altos do país. Segundo a Delegada do Departamento de Feminicídio, Viviane Azambuja, a maior causa da violência é o inconformismo do homem com o fim do relacionamento.

“Infelizmente são histórias que se repetem. São histórias de machismo exacerbado, onde a mulher é tida como se fosse um objeto. O homem é aquele ser dominante que não aceita o término de um relacionamento. A maioria dos casos é a pessoa não se conformar em ter perdido aquele objeto”, declarou.

Desde novembro de 2017, vítimas da violência contam com um plantão 24 horas na Casa da Mulher Brasileira, em São Luís, para incentivar as mulheres a denunciar o agressor.

Após a instalação do plantão, a Delegacia da Mulher registrou um aumento de pedidos de medida protetiva de 200 para 300 pedidos por mês. De acordo com a delegada da Delegacia da Mulher, Wanda Moura, a medida protetiva acontece de forma rápida.

“No mesmo dia em que esse pedido é feito na Delegacia é encaminhado ao poder judiciário. Também com celeridade o judiciário está deferindo essas medidas, que é uma forma de proteger essa mulher de manter esse agressor distante dela”, afirmou Wanda.

Foto: Reprodução/TV Mirante

Leia mais

sem comentário »