Ministro mostra decepção com lixões no Maranhão

0comentário

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles que passou o feriado da Semana Santa no Maranhão fez duas postagens no Twitter de encher qualquer maranhense de vergonha.

A primeira decepção do ministro foi com um lixão em pleno Lençóis Maranhenses. Ricardo Salles se mostroi indgnado com um lixão em meio à bela imagem do maior cartão postal do Maranhão.

“Em plena APA dos Lençóis Maranhenses, um vergonhoso lixao a céu aberto. Problema recorrente em prefeituras de todo o Brasil e que motivou nossa prioridade na Agenda Ambiental Urbana, cuja Fase 2 – Resíduos Sólidos será lançada no próximo dia 30/04 em Curitiba”, escreveu.

Neste domingo, o ministro voltou a se decepcionar com mais um lixão no Maranhão, desta vez em Paço do Lumiar.

“Inacreditável! Um dia depois de ter presenciado o vergonhoso lixão em Santo Amaro, desembarco em Paço do Lumiar e me deparo com outro! Programa Lixão Zero vai acabar com tudo isso ai: coleta seletiva, reciclagem, incineração etc. Faremos de tudo para acabar com essa tristeza!”, disse Ricardo Salles que esteve acompanhado pelo deputado Federal Edilázio Júnior (PSD).

sem comentário »

Prefeitura monitora famílias em áreas de risco em SL

0comentário

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), via Defesa Civil do Município trabalha em duas frentes na gestão de enfrentamento de emergências em épocas de chuvas: ações preventivas e de monitoramento e resposta a situações de risco ou desastre. Toda a atuação dos agentes de Defesa Civil é no sentido de proteger ao máximo as comunidades localizadas nas 60 áreas de riscos mapeadas e conforme estabelecido no Plano de Contingência, com ações da força-tarefa convocada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior devido às chuvas acima da média na capital.

Das ocorrência registradas de janeiro até abril pela Defesa Civil Municipal, 178 casas foram interditadas e 217 famílias em situação de alagamento e desabamento foram atendidas pela Prefeitura, com encaminhamento efetivo à programa sociais do município, Governo Estadual e do Governo Federal, como o pagamento do Aluguel Social, benefício dado à pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“O prefeito Edivaldo colocou toda a sua equipe em estado de alerta e recomendou ações efetivas para prevenir situações de deslizamentos que ocasionem maiores prejuízos à população. O monitoramento das áreas de risco é realizado de forma permanente. Em locais considerados de alto risco, a orientação é a saída imediata dos moradores, com acompanhamento permanente por todos nós”, informa o secretário de Segurança com Cidadania de São Luís, Heryco Coqueiro.

Das ocorrências registradas pela Defesa Civil, um total de 178 casos (até a primeira quinzena de abril) já foram encaminhados para a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), que providenciou o Aluguel Social, e para a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) para cadastro no programa habitacional.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Santa Rita implanta Projeto Jovens Empreendedores

0comentário

A Prefeitura municipal de Santa Rita por intermédio da secretaria Municipal de Educação e Sala do Empreendedor, iniciou, em parceria com o SEBRAE, o Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). 

As primeiras escolas a receber o novo projeto educacional foram as UEB´s Perolina Prazeres e Presidente Vargas. A proposta do JEPP tem como foco disseminar a cultura empreendedora e orientar os alunos para o plano de negócios de maneira que estimule os comportamentos empreendedores das crianças e adolescentes, incentivando-os à prática do empreendedorismo e protagonismo juvenil.

Para o secretário municipal de educação, Professor Paullo Márcio, o projeto vem de encontro com a política do prefeito Hilton Gonçalo, que é de incentivo ao empreendedor local, valorizando os empreendedores do município. Os alunos vão adquirir mais conhecimento na área e futuramente poderão utilizar esses conhecimentos para seu próprio negócio.

Essa é mais uma iniciativa da Prefeitura de Santa Rita que visa transformar a economia do município autossuficiente no futuro. Anteriormente o prefeito Hilton Gonçalo instituiu o Banco do Povo, que também fornece crédito financeiro a fundo perdido para quem desenvolve micro negócios na cidade.

Foto: Divulgação

sem comentário »

100 dias de caos comunista

4comentários

O governador Flávio Dino completou recentemente 100 dias de seu segundo governo. Após uma campanha que prometia fazer no segundo tudo o que não fez no primeiro, o que se observa é um encadeamento de tragédias. Uma série de eventos que parecem ser o prenúncio da maior crise política, econômica e social de nossa história.

Logo nos primeiros dias de 2019 foram encontrados os corpos dos adolescentes Gildean Castro, de 14 anos, Joanderson da Silva, 17, e Gustavo Feitosa, 18. Moradores de periferia vítimas de agentes de segurança do governo. Esse fato não é caso isolado! No primeiro mandato de Flávio Dino a letalidade das forças policiais aumentou quase 80%. Se fosse nos tempos da ex-governadora Roseana, estes dados seriam apresentados como o apocalipse.

A criminalidade ficou mais ousada com Flávio Dino. Em janeiro de 2019 bandidos explodiram caixas eletrônicos localizados a poucos metros do Comando Geral da PM.

Como se não bastasse, também em 2019 veio à tona a denúncia do ex superintendente da Polícia Civil que apontava uma estrutura montada para investigar e prender desembargadores. Isto menos de um ano após o governo ser acusado de usar a PM para espionar seus adversários.

Em janeiro o governador Flávio Dino entregou a MA-315, em Paulino Neves. A obra custou mais de R$ 10 milhões. Menos de três meses após a pomposa inauguração, a rodovia foi completamente destruída pela chuva. O vexame forçou o juiz Douglas de Melo Martins a pedir explicações sobre o caso.

A medida mais comentada pelo governador no setor foi nomear o médico veterinário e ex-candidato a deputado, Rafael Heringer como novo secretário-adjunto de Manutenção de Obras Rodoviárias da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).

Enquanto o Brasil inteiro mira na economia e no bom uso do erário público, Flávio Dino segue desperdiçando o dinheiro do contribuinte em suas aventuras totalitárias.

Apesar do governador viver reclamando de crises e da falta de recursos, o inchaço da máquina pública para abrigar apaniguados segue em ritm frenético. Os 100 primeiros dias de governo serviram para criar novos cargos e secretarias de governo. O comunista transformou o Maranhão no maior cabide de emprego do país. Mais cargos comissionados para os comunistas, menos dinheiro para investir no estado e nomear os concursados da PM e outros órgãos.

O desprezo pela responsabilidade fiscal que dilapidou o Fundo Especial de Pensão e Aposentadoria (FEPA) também persiste. Após sugar mais de R$ 1 bilhão do fundo, a primeira medida do novo mandato foi parar de divulgar os seus balanços.

A mais impactante medida de Flávio Dino neste novo mandato é o endividamento do governo em mais R$ 600 milhões. Após aumentar a dívida pública estadual para R$ 5 bilhões em seu mandato anterior, ele quer mais e aumentar três vezes os impostos.

Receoso de que o governo continue passando a mão no Porto do Itaqui, o Governo Federal iniciou em 2019 um processo de retomada da administração portuária. Outro fato lamentável.

Após passar toda a eleição afirmando que iria melhorar a saúde pública no estado, o governador iniciou sua segunda gestão de forma melancólica. O fechamento do hospital de Matões do Norte foi o cartão-de-visita do segundo mandato. Junto com o hospital, todo o sistema deixado pela ex-governadora Roseana está sendo completamente sucateado.

Em apenas 100 dias se acumulam os casos que demonstram a falência administrativa que se avizinha. Todos os setores guardam uma tragédia particular que evidencia o estelionato eleitoral protagonizado por Flávio Dino em 2014 e 2018. Dias piores, infelizmente, virão.

Esses são os fatos, todo o resto é falatório e desinformação. Continuaremos defendendo os maranhenses.

*Adriano Sarney é deputado estadual, economista com pós-graduação pela Université Paris (Sorbonne, França) e em Gestão pela Universidade Harvard.

4 comentários »