Imperatriz é campeão com gol no último minuto

10comentários

O Imperatriz é campeão maranhense em 2019. O time da Região Tocantina venceu o Moto por 3 a 2, de virada no Estádio Castelão, neste sábado (13) com um gol nos acréscimos aos 47 minutos quanto a torcida do Moto já se preparava para comemorar o título.

As duas equipes haviam empatado a primeira partida em Imperatriz por 0 a 0, o resultado dava a vantagem do empate ao Moto, mas o Cavalo de Aço foi valente e corajoso, e com um segundo tempo quase que perfeito e conseguiu a vitória quebrando a invencibilidade do rival e ainda comemorando o título.

Mais uma vez a história dos confrontos entre Moto e Imperatriz em finais se repete e o time que tinha a vantagem mais uma vez acabou perdendo o título.

O Moto abriu o placar no primeiro tempo com Léo Paraíba. O Imperatriz empatou no início do segundo tempo com Tibiri. De pênalti, Matheus colocou o Moto na frente mais uma vez. O Imperatriz empatou dois minutos depois com Lucas Campos. A partida já estava nos acréscimos quando Adauto marcou o terceiro para alegria do torcedor do Cavalo e desespero dos rubro-negros.

Esse foi o terceiro título de campeão maranhense conquistado pelo Imperatriz. Antes, o Cavalo já havia feito a festa em 2005, diante do próprio Moto e em 2015, quando bateu o Sampaio na decisão.

Além do título, o Imperatriz garantiu a classificação para a Copa do Nordeste em 2020 e que deverá render ao clube algo em torno de mais de R$ 1,2 milhões.

O Cavalo será um dos representantes do futebol maranhense na Copa do Brasil em 2020. O outro será o Moto vice-campeão.

Campanha do Imperatriz

11 jogos – 5 vitórias – 5 empates – 1 derrota – 15 gols pró – 8 gols contra – saldo 7 gols

Jogos

Imperatriz 2 x 1 Santa Quitéria
Moto 1 x 0 Imperatriz
Sampaio 1 x 1 Imperatriz
Imperatriz 2 x 2 Pinheiro
Imperatriz 1 x 0 Maranhão
Cordino 1 x 3 Imperatriz
Imperatriz 2 x 0 São José
Sampaio 0 x 0 Imperatriz
Imperatriz 1 x 1 Sampaio
Imperatriz 0 x 0 Moto
Moto 2 x 3 Imperatriz

Foto: João Ricardo/Globoesporte.com

10 comentários »

Secma abre credenciamento para o São João

0comentário

A Secretaria de Estado da Cultura (Secma) divulgou, na quinta-feira (11), edital de credenciamento cultural para o São João do Maranhão 2019. A inscrição está prevista para o período de 23 de abril a 2 de maio. O edital está no site da Secma: http://www.cultura.ma.gov.br

O credenciamento tem por objetivo a habilitação e seleção de atividades artísticas e culturais que irão compor a programação oficial dos festejos juninos apoiados pelo Governo do Maranhão, por meio da Secma.

Este ano, novas categorias artísticas foram contempladas no edital como artes cênicas, cordel e repente. A ideia é ampliar a diversidade cultural do São João.

“Já está disponível para consulta no site da Secma, o edital de credenciamento cultural para o São João do Maranhão 2019. O modelo de contratação artística democrático e transparente foi implementado pelo governo Flávio Dino. As inscrições começam dia 23 de abril e contemplam sete categorias: artes cênicas, banda/show musical, bumba meu boi, cordel e repente, danças regionais, forró pé de serra, grupo alternativo e tambor de crioula. Participe!”, disse o secretário de Cultura, Diego Galdino.

“A expectativa é a melhor possível. Desde que implementamos esse modelo transparente e democrático na contratação de serviços artísticas, temos conseguido alcançar cada vez mais artistas maranhenses. A expectativa é seguir nessa crescente e contribuir para a preservação e difusão da cultura do Maranhão”, finalizou.

São João do Maranhão 

O São João do Maranhão, promovido pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de São Luís, terá, este ano, a presença de 400 atrações.

Em São Luís, estão confirmados os arraiais do Ipem (Centro Social dos Servidores do Estado – Calhau), Praça Maria Aragão (Beira-Mar), Praça Nauro Machado (Centro Histórico de São Luís), além de apoios aos festejos tradicionais de diversos bairros da cidade.

O evento também está previsto para acontecer em Imperatriz, com palco na Avenida Beira-Rio, um dos cartões-postais e principal ponto de lazer da cidade.

Atendimento

O atendimento para o edital terá prazos específicos para cada categoria artística e será realizado na Secma, no setor de Credenciamento Cultural (Av. dos Holandeses, 1803, São Marcos – ao lado da Fribal), no horário das 14h às 18h. O resultado preliminar da habilitação das propostas está programado para o dia 8 de maio.

Bumba Meu Boi e Tambor de Crioula ………………. 23 a 25/04/2019

Danças regionais e Grupos Alternativos …………… 26 e 29/04/2019

Artes Cênicas, Banda/Show, Cordel, Repente e Forró Pé de Serra ………. 30/04 e 02/05/2019

Foto: Divulgação

sem comentário »

Projeto de Hildo é debatido na Marcha dos Prefeitos

0comentário

O deputado federal Hildo Rocha é o autor da emenda que inclui na Lei Complementar 157/2016 a partilha correta  do ISS sobre cartão de crédito e de débito, plano de saúde e leasing. O parlamentar foi convidado pela Confederação Nacional de Municípios para fazer palestra sobre o tema, durante a realização da XXII Marcha dos Prefeitos a Brasília, ontem.

Mudança relevante

A Lei Complementar 157/2016 alterou a Lei Complementar nº 116, de 2003 (Lei do ISS), que permite ao prestador do serviço eleger o domicílio fiscal para recolhimento do ISS. Significa dizer que, na prática, apenas alguns municípios localizados no Estado de São Paulo eram beneficiados. A emenda de Hildo Rocha muda essa regra.

Recursos para aliviar crise

De acordo com estimativas da Confederação Nacional de Municípios (CNM) a arrecadação anual apenas com serviços prestados pelas administradoras de cartões ultrapassa R$ 2 bilhões. As empresas de arrendamento mercantil geram aproximadamente R$ 4 bilhões), totalizando assim R$ 6 bilhões ao ano, segundo a CNM.

Derrubada dos vetos

A lei foi sancionada com vetos, em 2017. Mas, o parlamentar maranhense se associou à luta travada pela CNM e, diante da forte mobilização de mais de cinco mil prefeitos, na Sessão do dia 01/06/2017 a Câmara Federal derrubou o veto. Dessa forma, o direito dos municípios foi mantido. Mas, a FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) recorreu ao STF e, por meio de liminar concedida pelo Ministro Alexandre de Moraes, os municípios foram impedidos de receber os repasses.

 “A decisão do ministro Alexandre de Moraes suspendendo a eficácia de artigos da lei complementar 157 foi equivocada, pois não há indefinição em relação ao tomador do serviço”, contestou Hildo Rocha.

O deputado informou que o Congresso Nacional já iniciou uma pequena complementação na legislação. “Estou atento, acompanhando e empenhado para que a solução aconteça o mais rápido possível”, enfatizou.

A aprovação da PEC 61 no Senado Federal, que faz mudanças na destinação das emendas impositivas individuais, também foi tema da palestra do deputado Hildo Rocha.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Câmara discute contratação de bombeiros em SL

0comentário

A Câmara Municipal de São Luís realizou, nesta última sexta-feira (12) audiência pública para discutir o cumprimento da Lei nº 6.227, de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), sancionada em agosto de 2017 pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Raimundo Penha, também autor do requerimento para realização da audiência pública, explicou que a lei dispõe sobre a obrigatoriedade de contratação de bombeiros civis pelos estabelecimentos comerciais e hospitais, campi universitários, escolas, creches etc, na capital maranhense.

A audiência pública contou com a presença do secretário municipal de Segurança com Cidadania, Heryco Oliveira Coqueiro, dos coronéis França e Wellington, do Corpo de Bombeiro Militar, do presidente do Sindicato de Bombeiros Civis do Maranhão, Iomar Santos de Jesus, além de representantes da Defesa Civil e de diversas entidades comunitárias.

“Achamos que trazer esta discussão para esta Casa é da maior importância, porque hoje os bombeiros civis representam uma categoria que não pode ser ignorada, em razão da função essencial que eles prestam à sociedade”, ressaltou Penha.

O vereador Ricardo Diniz (PRTB) louvou a iniciativa de Raimundo Penha: “Não há como negar a importância desta audiência pública, num momento em que se discute a efetividade da lei municipal dos bombeiros civis em São Luís, em face de tantas tragédias que vêm ocorrendo em nosso país. E o trabalho destes profissionais não pode, de forma alguma, ser relevado em nossa sociedade”, frisou.

Penha disse que a lei municipal de sua autoria torna obrigatória a contratação de bombeiros civis, profissão regulamentada nos termos da Lei Federal nº 11.901, de 12 de janeiro de 2009 pelos seguintes estabelecimentos: shoppings centers, hospitais, casas de saúde, locais de show, espetáculos, hipermercados, supermercados, mercados, feiras, grandes lojas de departamento, campi universitários, escolas, creches, cursos profissionalizantes.

Pela lei, ficam ainda obrigados a contratar bombeiros civis quaisquer estabelecimentos de reunião pública educacional ou de eventos em área pública ou privada que receba grande concentração de pessoas, em número acima de 500, ou com circulação média de mil pessoas por dia, conjuntos de lojas, onde se exerçam atividades comerciais localizadas ao longo de ruas e avenidas com grande concentração diária de gente e feiras expositivas ou qualquer outro local que receba grande público, seja população fixa ou móvel.

De acordo com a lei, na prestação de serviços mencionados anteriormente, o número de bombeiros profissionais civis será proporcional ao quantitativo de pessoas existentes no evento ou na entidade.
Por exemplo, de 500 a 1000 pessoas, dois bombeiros civis; De mil até 1.500, três profissionais. E assim, sucessivamente, aumentando-se um bombeiro civil a cada quantitativo adicional de 500 pessoas.

Pela Lei, todos os estabelecimentos citados ficam obrigados a possuir um Plano de Atendimento a Emergência compatível aos riscos existentes e possíveis no local, mesmo ambientais, e, havendo bombeiros civis na planta, o conhecimento do PAE local lhes é obrigatório.

Os bombeiros terão por incumbência identificar e avaliar riscos nos locais de aglomeração pública, inspecionar, periodicamente, os equipamentos de combate a incêndio, aplicando testes de manutenção básica em mangueiras e acessórios de alarmes, motores, bombas e instrumentos similares, entre outras diversas funções.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Clarisse e Dijé convidam para Feirinha São Luís

0comentário

Vejam só que coisa bem legal…

Clarisse Milhomem e Dijé estão no Rio de Janeiro em temporada da comédia maranhense Pão com Ovo, no Teatro dos Grandes Atores, na Barra da Tijuca, mas mesmo de longe mandaram um convite todo especial para a Feirinha São Luís que será atração no Centro Histórico, neste domingo (14).

“Ei, Clarisse minha irmã se tu estivesse em São Luís, domingo tu ia fazer o que?”, pergunta Dijé.

“Domingo? Ah, meu amor com certeza eu iria para a Feirinha da Praça Benedito Leite, coisa chique!!”, responde Clarisse.

De fato, a Feirinha promovida pela Prefeitura de São Luís, na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior é a grande opção do domingo em São Luís.

Fomentando o empreendedorismo na cidade, a Feirinha São Luís fortalece o comércio, gerando renda e emprego.

Com 200 permissionários cadastrados para exporem e comercializarem seus produtos em barracas e foodtrucks, o evento é dividido entre setores que agregam gastronomia, artesanato, cultura e produtos agroecológicos.

Sempre pensando em trazer inovação ao público, podem ser encontrados ainda os serviços que vão desde massagem, tranças afro e até drinks ou bebidas artesanais. A venda de produtos possibilitou a circulação de capital da ordem de R$ 24 milhões.

“Seguimos fomentando a cultura local e incentivando cada vez mais o sentimento de pertencimento da população a cada domingo, com o público sempre mais próximo dos artistas locais e do nosso folclore. Também promovemos a valorização dos artesãos, que criam artefatos cada vez mais procurados. Além disto, a Feirinha contribui para a formalização e desenvolvimento dos pequenos negócios”, destacou o secretário da Semapa e coordenador da Feirinha, Ivaldo Rodrigues.

Atrações deste domingo

8h – Banda da Feirinha
9h – Tambor de Crioula Pungar da Ilha
10h – grupo de Capoeira GiraMundo
11h – Paulo Vilela
12h – Lúcio Cordas
13h – Cajuína Roots

sem comentário »

Sentindo na pele

1comentário

A notícia de que o Maranhão pode ficar fora de um pacote de ações de fomento à agricultura desenvolvido pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) reacendeu o debate sobre os constantes ataques do governador Flávio Dino (PCdoB) ao presidente da República.

Alguns aliados do comunista entendem que ele não pode ser culpado por esse tipo de retaliação. Dizem que Bolsonaro não tem o direito de punir todo um estado por conta de querelas políticas com seu governante. Estão cobertos de razão nesse ponto.

Nunca é demais lembrar, no entanto, que o governador maranhense está sofrendo na pele, agora, o que tem feito vários de seus adversários sofrerem desde 2015.

Um dos mais notórios exemplos é o da cidade de São Pedro dos Crentes. Administrada pelo prefeito Lahésio Rodrigues (PSDB), que faz dura oposição a Flávio Dino, a cidade é constantemente boicotada pelo Governo do Estado.

No mais recente dos casos, o Executivo cortou o repasse de verbas para a Saúde municipal, segundo denunciou o tucano. Mas os aliados comunistas que hoje reclamam de Bolsonaro e do possível boicote ao Maranhão, nunca levantaram um dedo em reação aos boicotes de Dino contra seus adversários em nível local.

Falando nisso

Apesar da divulgação das microrregiões do plano de agricultura sem nenhum polo no Maranhão, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, garante que o estado não será deixado de lado.

Segundo o coordenador da bancada maranhense em Brasília, deputado Juscelino Filho (DEM), o Maranhão só ficará de fora do projeto destinado ao semiárido, mas entrará em outros pacotes.

“A ministra nos afirmou que o Maranhão está incluso no programa porque ele vai abranger todo o Nordeste e apenas parte do programa será específica para o semiárido nordestino”, declarou o democrata.

Estado Maior

1 comentário »

Prefeitura realiza ‘Dia D’ contra a gripe em São Luís

0comentário

A Prefeitura de São Luís realiza neste sábado (13) o Dia D de Vacinação contra a Influeza. A vacinação acontece nas unidades de saúde, das 8h às 12h. A ação, executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), integra as atividades da Campanha Nacional contra a Influenza, coordenada pelo Ministério da Saúde.

A campanha de vacinação tem como público-alvo crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas acima dos 60 anos de idade, trabalhadores da área da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, além da população privada de liberdade, dos funcionários do sistema prisional e das pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

O Dia D de Vacinação é mais uma ação para a melhoria da saúde pública, especialmente na área da atenção básica. Contribuindo com os objetivos da campanha nacional que incentiva as pessoas a buscarem a vacina. Durante o Dia D Municipal será feito um alerta aos pais para conscientizá-los sobre a importância da vacinação da gripe em crianças como o meio de imunização mais eficaz que pode evitar as complicações da doença.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influeza acontece até o dia 31 de maio Para ampliar o alcance da ação, além das unidades de saúde, a Semus vai disponibilizar pontos de vacinação em locais públicos. Nos dias 26 e 27 de abril, e em maio (nos dias 3 e 4, 10 e 11, 17 e 18, 24 e 25), a vacina estará disponível nos shoppings Rio Anil (na avenida São Luís Rei de França, Turu), da Ilha (na avenida Daniel de La Touche, Cohama) e São Luís (na avenida Carlos Cunha, Jacarati). Entre as estratégias, também estão previstas ações em escolas da rede municipal de ensino.

A gripe é responsável atualmente por grande parte das internações hospitalares. A febre é um dos sintomas mais evidentes e comuns da enfermidade e dura, normalmente, em torno de três dias. Além deste sintoma, a gripe também pode vir acompanhada de tosse, dor de garganta e dor de cabeça.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Moto ou Imperatriz: quem vai ser campeão?

1comentário

Chegou o dia de conhecer o campeão maranhense de 2019. Moto e Imperatriz voltam a campo neste sábado (13), às 17h, no Estádio Castelão. No primeiro jogo houve empate por 1 a 1.

O resultado deixou o Moto a um novo empate do título. Ao Imperatriz somente a vitória interessa.

Pelo que vimos no primeiro jogo, o Moto não quer nem saber de vantagem. Saiu para o jogo em Imperatriz e por pouco não retornou com uma vitória.

Agora, nesta segunda partida, mesmo diante da sua torcida, o Moto deve manter a sua forma de jogar e não pode se apegar a uma vantagem que só deverá valer após o apito final do árbitro.

Que ninguém pense que o Imperatriz está batido. Já vimos aqui em São Luís, o Cavalo de Aço realizar grandes jogos e sair vitorioso. Quem não lembra do mata-mata da Série D no ano passado?

O Imperatriz tem um bom time e todas as condições de voltar com o título prá casa. Se o Moto entrar em campo achando que já ganhou pode se dar muito mal.

Não posso deixar de admitir que pela campanha e pelo primeiro resultado, o Moto está perto de conquistar o seu objetivo, mas noventa minutos é muito tempo para o Imperatriz buscar o resultado que necessita.

Como tenho dito, o torcedor do Moto pode ser o diferencial rubro-negro, mas precisará lotar o Castelão. O Imperatriz não vai temer o jogo em São Luís até porque tem uma equipe experiente e acostumada a jogar no Castelão.

É isso que esperamos dessa grande decisão que vale a bolada de R$ 1,2 milhões com a conquista da vaga direta na Copa do Nordeste. Esse é mais um componente interessante deste jogão.

Que vença o melhor…

Foto: Divulgação

1 comentário »