Sampaio e Imperatriz empatam no Castelão

0comentário

Sampaio e Imperatriz empataram por 0 a 0, no Estádio Castelão, na primeira partida pela semifinal do Campeonato Maranhense.

O resultado deixa a decisão da vaga em aberto, embora a vantagem do empate do Imperatriz que joga em casa seja bastante grande.

As duas equipes se enfrentam novamente no sábado (6), às 20h, no Estádio Nhozinho Santos.

Resumo da partida

O Sampaio teve maior posse de bola, mas não conseguiu traduzir essa vantagem em gols. As poucas chances foram no primeiro tempo, mas o Tricolor finalizou muito mal.

No segundo tempo, o Sampaio dominou o adversário, mas não levou perigo ao gol de Jean. Faltou ousadia ao técnico Julinho Camargo nas substituições que não surtiram qualquer resultado.

O Imperatriz veio a São Luís com a proposta de buscar o empate e até arriscou sair para o jogo no início da partida, mas fez pouco. No segundo tempo, o Cavalo de Aço jogou na defesa para segurar a vantagem do empate.

Avaliação dos técnicos

“Fizemos um jogo mediano e não uma partida com a competência para que a gente merecesse o placar. Vamos decidir na casa do adversário. Vamos lá buscar o resultado, sabendo que tem uma ótima equipe do outro lado. A gente já teve que buscar resultado fora contra o Santa Quitéria e buscamos. Foi assim também contra o PAC e buscamos e vamos lá buscar de novo, mesmo sabendo que vamos enfrentar uma grande equipe que está na mesma série que nós e na casa deles, mas vamos buscar a vitória”, avaliou o técnico Julinho Camargo, do Sampaio.

“Vamos jogar diante da nossa torcida e nossa equipe deve render mais. Foi um jogo igual e as duas equipes tocaram a bola. Ninguém merecia vencer, acho que o placar foi justo. Nosso time ficou alguns dias sem jogar, perdemos alguns atletas por contusão e perdemos um pouco o ritmo . Ficamos muito tempo sem jogar e precisamos fazer jogos com times amadores, que não é a mesma coisa. Percebemos que alguns atletas sentiram. O jogo foi bom pelo que os times apresentaram”, disse Ruy Scarpino, técnico do Imperatriz.

Foto: Elias Auê

sem comentário »

Eduardo Braide denuncia situação de policiais no MA

0comentário

O deputado Eduardo Braide (PMN-MA) denunciou nesta terça-feira (2) da tribuna da Câmara, a situação dos 1800 soldados em formação da PM, que aguardam suas nomeações pelo Governo do Maranhão.

O parlamentar ressaltou a aprovação do orçamento estadual de 2019 com a previsão de 2000 novas nomeações.

“É preciso respeitar esses pais e mães de família que deixaram seus empregos e não podem ficar sem resposta, além de reforçar a segurança pública que é um direito de todos!”, disse o Braide.

sem comentário »

Gastão discute acordo sobre uso da Base de Alcântara

0comentário

O deputado federal Gastão Vieira (Pros-MA), esteve reunido nesta terça-feira (2), com o secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Júlio Semeghini.

Na pauta, Gastão falou sobre os termos do acordo entre Brasil e Estados Unidos para o uso da Base de Alcântara. Segundo ele, o país deixou de lucrar 4 bilhões e meio de dólares por não lançar nenhum foguete em quase 20 anos, e que embora o Brasil tenha investido 2 bilhões no acordo com a Ucrânia, o país não obteve lucros.

Em publicação em sua rede social, o deputado defendeu a ideia de uma renda mínima para cada habitante do município “Essa renda deverá ser retirada da receita proferida pelo lançamento que a Base vai fazer. Os americanos lançam os foguetes e a Base cobra por isso. A população deve ser a maior beneficiada nesse acordo”, afirmou.

O deputado também aproveitou a visita para viabilizar a possibilidade de recursos para a expansão dos IEMA´s (Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão) e de cursos profissionalizantes.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Daniella Tema pede poço em Conceição do Lago Açu

0comentário

Nova Indicação da deputada estadual Daniella Tema (DEM) solicita a
instalação de poço artesiano no Povoado Mirim, em Conceição do
Lago-Açu. De acordo com a Indicação da deputada, o abastecimento de
água daquela localidade é feito através de carro-pipa e não passa pelo
tratamento adequado para o consumo dos moradores.

“A preocupação é com a qualidade da água consumida por essas pessoas.
Além disso, o caminhão pipa tem dificuldade para chegar no povoado e
entregar a água devido às condições precárias da estrada”, reforçou a
parlamentar.

A Indicação da deputada já foi publicada no Diário Oficial da
Assembleia Legislativa e segue para avaliação do governador Flávio Dino.

Caso consiga o pleito, Daniella Tema realizará um sonho antigo de toda essa população, que seguem esperando dias melhores e mais dignos.

Foto: JR Lisboa/Agência Assembleia

sem comentário »

Bárbara defende mais mulheres na Mesa da Câmara

1comentário

Vereadora Bárbara Soeiro encabeça mais uma grande luta dentro do parlamento municipal a favor do empoderamento das mulheres.

Dentro da votação para aprovação da proposta do novo Regimento Interno da Casa, a parlamentar com muita ciência e veemência defendeu a participação efetiva e significativa de vereadoras na composição da Mesa Diretora.

Apesar de fortes debates, embates de ideias e posicionamentos com seus colegas de parlamento, a sua emenda conseguiu aprovação, trazendo a propositura de que a Mesa Diretora da CMSL tenha em sua composição, no mínimo, 30% de mulheres.

Garantir espaços nas tomadas de decisões e gerar oportunidades para as mulheres na política colabora para que a tão sonhada paridade de gênero vá se concretizando, fazendo ecoar as aspirações e necessidades do público feminino em diversos segmentos, promovendo maior valorização e segurança de direitos.

O parlamento ludovicense, com certeza, eleva seu nível ao ter esse grande expoente em defesa do segmento mulher que é a Vereadora Bárbara Soeiro, sua atuação faz toda a diferença.

Foto: Paulo Caruá

1 comentário »

Adriano diz que governo Dino estoura limite de gastos

0comentário

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) revela que o governo comunista afronta a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) editando a Medida Provisória nº 291/2019, que promove uma minirreforma administrativa, reorganiza órgãos, extingue a Comissão Central Permanente de Licitação (CCPL), recria secretarias estaduais e, consequentemente, cria cargos. Adriano informou que, segundo relatório da Secretaria de Planejamento (Seplan), referente ao 3º quadrimestre de 2018, foi excedido o limite prudencial de despesa com pessoal, que é fixado pela LRF em 46,55% das receitas, mas chegou a 46,83% na gestão comunista. “Esta situação compromete, por exemplo, a contratação de servidores, como os mais de 1.800 concursados da Polícia Militar que protestaram em frente ao Palácio dos Leões nos últimos dias”, alertou Adriano.

Adriano ressaltou que, conforme o Artigo nº 22 da LRF, é vetada a concessão de vantagem, aumento, reajuste ou readequação de remuneração de qualquer tipo; também a direção de cargo, emprego ou função. “E é isso que a MP Nº 291 está fazendo, criando cargos, ou seja, o governador Flávio Dino desrespeita a LRF e a Assembleia Legislativa chancela a imprudência, a irresponsabilidade do governo. Eu não vou fazer parte disto”, declarou Adriano, que votou contra a MP nº 291 e ainda prometeu oficializar ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado todas as informações sobre o caso.

“A respeito da MP nº 291/2019, o governo Flávio Dino (PCdoB) está, em resumo, promovendo o inchaço da máquina pública, provavelmente para abrigar aliados políticos e acabar de vez com a transparência. Vejam só: em uma só medida o governo reorganiza a estrutura da Empresa Maranhense de Administração de Recursos Humanos e Negócios Públicos (EMARHP), extingue a Comissão Central Permanente de Licitação (CCPL), recria a Secretaria de Estado do Turismo, transforma a Secretaria Extraordinária de Programas Especiais em Secretaria de Estado de Programas Estratégicos”, relatou Adriano.

O deputado ressaltou que o esfacelamento da CCPL representa um retrocesso da gestão pública. No governo Roseana, a Comissão representou um marco de modernização, um grande avanço na transparência e no combate à corrupção. “O governo comunista extinguiu a Comissão e retrocedeu ao modelo anterior, devolvendo o gerenciamento das licitações às secretarias estaduais para entrega-las aos partidos políticos e aliados que os apoiaram nas últimas eleições”, afirmou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Umbelino defende redução da jornada para psicólogos

0comentário

O vereador Umbelino Junior (Cidadania 23) declarou apoio aos profissionais da área da psicologia, durante a sessão desta segunda-feira (1). No Senado, tramita um projeto de lei que determina a redução de 40 para 30 horas semanais da jornada dos psicólogos.

Os profissionais que atuam na área alegam que o trabalho do psicólogo exige formação continuada para lidar com assuntos complexos como prevenção ao suicídio, abuso de crianças e atendimento prisional.

Umbelino declarou ainda que a redução na jornada de trabalho é importante para os cuidados pessoais do psicólogo. “É de extrema importância que estes profissionais cuidem primeiramente da própria saúde mental, o que demanda tempo. Os psicólogos não podem andar sobrecarregados, já que lidam com doenças que necessitam de uma maior atenção desses profissionais”, ressaltou.

O vereador Umbelino Junior solicitou ainda o apoio dos senadores maranhenses para a classe. “Nos próximos dias estarei apresentando um requerimento solicitando a redução da jornada de trabalho para os psicólogos e também venho pedir o apoio dos senadores Roberto Rocha, Weverton Rocha e da senadora do nosso partido, Eliziane Gama. Acredito que a proposta será atendida. Nós sabemos da importância desse profissional para nossa sociedade, principalmente nesta era que estamos vivendo, por isso precisamos apoiar a classe”, concluiu o parlamentar.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Relatores recebem propostas de Eliziane Gama

0comentário

Os três projetos de lei que compõem o pacote anticrime do Senado já estão nas mãos de relatores e podem receber emendas dos demais senadores ao longo desta semana.

PL 1.864/2019, com diversas alterações nos códigos Penal (Decreto-Lei 2.848, de 1940) e de Processo Penal (Decreto-Lei 3.689, de 1941), ficou com o senador Marcos do Val (PPS-ES). O PL 1865/2019, que tipifica o crime de caixa 2 no Código Eleitoral (Lei 4.737, de 1965), será relatado pelo senador Marcio Bittar (MDB-AC). Por fim, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) foi designado para relatar o PLP 89/2019, que determina que o julgamento de crimes comuns conexos ao processo eleitoral seja realizado pela Justiça comum.

Os três projetos foram entregues pela senadora Eliziane Gama (PPS-MA). Eles são idênticos a propostas levadas à Câmara dos Deputados pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em fevereiro. O objetivo é dar andamento imediato ao pacote de Moro, enquanto a Câmara se ocupa com a reforma da Previdência. A apresentação de novas versões dos textos foi o único jeito de encaminhar as medidas para o Senado, porque projetos de autoria do Poder Executivo devem começar a tramitar pela Câmara.

“Optamos que o foco da Câmara dos Deputados esteja na reforma da Previdência, e o Senado inicie o debate acerca desse outro tema de igual modo importante, que é o tema da segurança”,, disse a senadora.

Na Câmara, o pacote anticrime encaminhado por Moro foi despachado inicialmente para um grupo de estudos, composto por quatro deputados, que fará uma avaliação prévia antes do envio às comissões temáticas. Os projetos de Eliziane já estão na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

A comissão pode ter a palavra final sobre dois deles: os PLs 1.864 e 1.865, se forem aprovados na CCJ, só irão ao Plenário em caso de requerimento especial — caso contrário, poderão seguir diretamente para a Câmara. Já o PLP 89 terá que passar pelo Plenário de qualquer maneira, por se tratar de projeto de lei complementar (que regulamenta dispositivos da Constituição).

A iniciativa de Eliziane teve o apoio de Moro. Em audiência na CCJ na última quarta-feira (27), o ministro disse que não tem “nenhuma objeção” a que o Senado tome a dianteira nesses debates, porque o importante é que os projetos sejam discutidos e aprovados “o mais rápido possível”, com os aprimoramentos do Parlamento.

Leia mais

sem comentário »

Penha quer lista dos maiores sonegadores de impostos

0comentário

O Plenário da Câmara Municipal de São Luís aprovou requerimento, de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), solicitando ao prefeito Edvaldo Holanda Júnior (PDT) e ao Secretário Municipal da Fazenda (Semfaz), Delcio Rodrigues, a relação dos 100 maiores devedores de impostos municipais.

A  iniciativa busca apurar a situação dos devedores de tributos para pessoas físicas e jurídicas do município de São Luís, no período compreendido entre os anos de 2013 a 2018, contendo nome, CPF ou CNPJ e valor do débito tributário atualizado.

“A intenção não é perseguir ninguém, mas saber quem são os bons pagadores e os maus pagadores. Quem está devendo a nossa cidade e saber o que a prefeitura está fazendo para fazer a cobrança deste crédito, pois é com este dinheiro que o município pode honrar seus compromissos, a exemplo, da folha de pagamento, compra medicamentos dentre outros, só é possível  com o dinheiro do contribuinte ”, disse Penha que acatou a sugestão da emenda do vereador Marquinhos (DEM) para aumentar de 10 para 100 a lista de nomes.

Ao justificar o pedido, o vereador do PDT ressaltou que a Câmara não pratica ato ilícito ao solicitar ao prefeito acesso à lista. “Como dispõe o artigo 31 da Constituição Federal, a fiscalização do município será exercida pelo Poder Legislativo, mediante controle externo, bem como pelos sistemas interno do Executivo”, citou.

O parlamentar alega que a apresentação destes devedores tem um significado muito importante, uma vez que revela a intenção da prefeitura de efetivamente cobrar essa dívida de grandes sonegadores, sendo o primeiro passo para outras providências que possam contribuir para equilibrar as contas do município.

“A lista é só o primeiro passo, no segundo momento vamos comparar o que a prefeitura ajuizou de execução fiscal, quem deve e  quem deixou de pagar via  administrativa e está sendo cobrado via judicial. Este vai ser um trabalho não só  do Penha, mas de toda a Câmara, vamos envolver a Comissão de Orçamento, técnicos da Casa, buscar  referências de outras cidades para saber o que  foi feito para receber os tributos devidos”, finalizou Penha.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Gestão de Edivaldo promove inclusão de autistas

0comentário

Mais igualdade com mais inclusão, prioridade da Prefeitura de São Luís na garantia de direitos às crianças e jovens autistas. A política inclusiva executada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior garante mais eficiência na educação e assistência social contribuindo para a qualidade de vida destas pessoas. No Dia Mundial de Conscientização sobre Autismo – 2 de abril – a gestão contabiliza importantes iniciativas nessa área.

“A política de inclusão implantada em nossa gestão tem como objetivo garantir que todo cidadão sinta-se integrado à sociedade. Contabilizamos avanços e vamos prosseguir possibilitando que haja sempre mais inclusão e mais igualdade”, pontuou o prefeito.A gestão obteve nos últimos anos um aumento significativo na promoção e oferta de serviços e acesso para crianças e jovens com deficiência ou altas habilidades.

A rede municipal conta atualmente com 70 escolas nos núcleos urbano e rural, equipadas com salas de recursos, totalizando 141 salas, para atender também os alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA). As ações são executadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Superintendência da Área de Educação Especial.

Nas salas especializadas de recursos é desenvolvido um trabalho educativo diferenciado com o apoio de professores, com a finalidade de estimular o estudante nas áreas em que ele tem mais necessidade, de forma que desenvolva habilidades que lhe possibilite um desenvolvimento maior na sala comum. Ao todo, mais de 1.200 estudantes são beneficiados com o trabalho desenvolvido pelo município na área da Educação Especial, destes, 395 são autistas.

“Um direito garantido por lei e uma prioridade no rol da política inclusiva do prefeito Edivaldo. A escola é um direito de todas as crianças e o ingresso de uma criança autista em escola regular, garantido em lei. A inclusão é uma bandeira desta gestão que a reforça com diversas políticas voltadas à Educação Especial”, destaca o secretário de Educação (Semed), Moacir Feitosa.

A rede municipal conta ainda com equipe multiprofissional, que realiza atendimento pedagógico nas escolas, formada por pedagogos, assistente social, psicólogos, fonoaudiólogos e terapeuta ocupacional. Desde 2016, a gestão desenvolve o Projeto de Intervenção Pedagógica com Estudantes com Transtorno do Espectro Autista (PROJTEA). A iniciativa atende crianças com TEA no nível 3 – que têm comprometimento mais acentuado.

“O serviço busca proporcionar às famílias mais autonomia nos cuidados, ajudando-os e orientando-os no desenvolvimento dos cuidados básicos, promovendo, ainda, ações de apoio ao fortalecimento de vínculos entre pais e filhos acometidos por alguma deficiência. Por determinação do prefeito Edivaldo trabalhamos no sentido de garantir a melhoria de vida dessas pessoas, oferecendo a elas dignidade, fortalecendo sua autoestima, além de oferecer um acompanhamento socioassistencial”, destaca a titular da Semcas, Andréia Lauande.

As unidades contam com atuação de equipes especializadas composta de coordenadores técnicos, psicólogos, terapeutas e cuidadores promovendo atividades de lazer, educativas, culturais, autocuidado e de capacitação”, disse Andréia Lauande. O Centro-Dia Adulto e Infantil funciona no Centro Educacional São José Operário, na Cidade Operária, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. A base infantil atende crianças até os seis anos.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »