Duarte participa de inaugurações no aniversário de SL

0comentário

Nos dias 6 e 7 de setembro, o deputado estadual Duarte Jr participou da inauguração de importantes obras do Governo do Maranhão que fazem parte das comemorações do aniversário de 407 anos de São Luís, comemorado no dia 8 de setembro. A capital do Estado recebeu novos equipamentos voltados para a segurança pública, educação, trabalho, habitação e lazer.

As entregas começaram na manhã de sexta-feira (6), com a inauguração do novo prédio do Batalhão Tiradentes, na Avenida Jackson Lago/IV Centenário, bairro Liberdade. Parte do conjunto de intervenções do PAC Rio Anil, o novo batalhão pode abrigar cerca de 350 policiais militares e será ponto de apoio tático para policiamento da região metropolitana. Crianças do Instituto Iziane e outros representantes do bairro participaram da entrega.

Ainda na Liberdade, Duarte participou da inauguração do Centro de Iniciação ao Trabalho (CIT), na Praça Negro Cosme. O CIT oferecerá formação e capacitação para a inclusão de jovens no mundo do trabalho. Uma entrega simbólica para a população, em um dos bairros de São Luís historicamente mais necessitados de políticas públicas, na praça que leva o nome do líder quilombola considerado um dos heróis da Balaiada (1838-1841).

As comemorações da sexta-feira foram coroadas com a cerimônia “Um Canto de Amor – Homenagem aos 407 Anos de São Luís”, promovida pela Defensoria Pública do Estado do Maranhão, realizada na Praia Grande, Centro de São Luís.

São Luís é destaque no Feriado da Independência

Já no sábado, dia 7 de setembro, Independência do Brasil, a população de São Luís continuou a receber presentes. Pela manhã, Duarte Jr acompanhou a entrega de cheques para 300 famílias contempladas pelo “Cheque Minha Casa” – programa voltado para reforma, ampliação e melhorias de residências de famílias de baixa renda, com prioridade para as instalações sanitárias do imóvel.

A tarde do dia 7 foi marcada pela inauguração do Parque do Rangedor, uma das obras mais aguardadas do Aniversário de São Luís. O evento teve a presença de centenas de pessoas, que agora dispõem de um amplo espaço com equipamentos de ginástica, pistas para caminhada, ciclovia, praças para práticas esportivas e 120 hectares de área preservada.

O fim de semana em homenagem a São Luís terminou com o deputado estadual prestigiando o jogo entre Sampaio Corrêa-MA e São José-RS pelas quartas de final do Campeonato Brasileiro Série C – partida que garantiu o acesso do time maranhense à série B.

“Tenho muito orgulho de colaborar para o crescimento de um governo justo e que se preocupa em cuidar das pessoas. Neste fim de semana de comemorações, pude ouvir as histórias de cada família e as suas dificuldades. Impossível não se emocionar, impossível não se importar. Parabenizo o governo por cada ação, pois, mesmo durante uma recessão econômica, segue inaugurando obras, descentralizando serviços públicos e garantindo direitos”, disse o deputado.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Para minha amada São Luís

0comentário


Por Edivaldo Holanda Junior

São Luís chega aos seus 407 anos em um momento muito especial da sua história, onde o sentimento de pertencimento e de amor a esta terra é cultivado por seus habitantes e os que a visitam. Como prefeito e ludovicense, nascido no Caminho da Boiada, no Centro da cidade, me orgulho muito desta terra, e mais ainda de fazer parte deste resgate. Então, hoje, a melhor forma de homenagear São Luís é reafirmando o meu compromisso de continuar trabalhando para que a cidade continue no caminho certo.

Mesmo com todas as dificuldades para administrar uma capital com mais de um milhão de habitantes, ao longo da minha gestão temos incansavelmente nos dedicado ao enfrentamento e busca de solução para os problemas que impactam na qualidade de vida do cidadão. E temos conseguido conquistar avanços significativos em todas as áreas, como na saúde, educação, trânsito e transporte, infraestrutura urbana, promoção do desenvolvimento econômico e social, política de cultura e preservação do patrimônio, promoção do turismo e, sobretudo, ações que, de modo em geral, promovem a inclusão e cidadania, melhoram as condições de vida da população e geram oportunidades para todos. Tudo isso tem contribuído para a transformação da maneira de viver e do ludovicense enxergar a própria cidade.

Um bom exemplo são as ações de reforma, revitalização e reocupação do Centro Histórico, executadas em parceria com o Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Sem dúvida, um dos principais legados que a minha gestão deixa para a cidade é o resgate de toda essa região, voltando a ser frequentada pelas famílias, a ser o palco mais cativo para as apresentações culturais da cidade, a atrair turistas do mundo todo e a despertar o interesse por nossa história que emana nessas ruas, becos e casarões centenários. Com o conjunto de investimento feitos na região, o título de Patrimônio Mundial está cada vez mais vivo aos olhos e corações em São Luís, como há décadas não se presenciava. A bela paisagem, os prédios históricos, a música e poesia de tantos imortais, a gastronomia, a forma de se expressar, tudo virou orgulho de ser ludovicense, sentimento que é expressado até mesmo por aqueles que não nasceram aqui – mas que adotaram São Luís como sua terra.

Para além das ações de melhoria no Centro Histórico e toda região central, os bairros da cidade também estão recebendo toda a atenção necessária da minha gestão. Recentemente lancei o São Luís em Obras, que com orgulho afirmo que é o maior programa de investimento que a cidade já recebeu. Por meio dele, vamos intensificar o trabalho em toda cidade, com ações que incluem asfaltamento, drenagem, intervenções no trânsito, reforma e construção de praças, mercados, reforma de escolas, e postos de saúde, entre outras. É uma iniciativa que está levando mais dignidade para o cidadão, melhorando a sua qualidade de vida. 

As ações deste macroprograma, que vai resultar em mais desenvolvimento para todos, já iniciaram, a exemplo da reforma do Estádio Nhozinho Santos e Fonte das Pedras, e ainda há ainda muitas por vir. Na sexta-feira (6), como mais uma de nossas homenagens aos 407 anos de São Luís, assinei mais ordens de serviço, agora de reforma do Parque do Bom Menino, Praça da Bíblia e o entorno. Durante a solenidade, me emocionei ao lembrar que quando criança meu pai ia, depois de um dia cansativo de trabalho, me levar para brincar no parque. Hoje, como prefeito, estou tendo a oportunidade de revitalizar um local tão marcante para mim e que, sem dúvida, faz parte da história também de muitos ludovicenses. 

Assim como eu me emocionei e me emociono agora escrevendo essas palavras, tenho a certeza de que milhares de ludovicenses também se sentem dessa forma quando veem a cidade avançando e cada vez mais bonita. Seguirei determinado em fazer com que toda essa transformação seja cada vez mais nítida e que chegue para todos. Em breve, teremos outras obras iniciando, na região central e nos bairros. Algumas já foram anunciadas, como reforma do Largo do Carmo, Praça João Lisboa e Rua de Nazaré e construção da Praça das Mercês, em parceria com Iphan e a Vale; e reforma da Fonte do Bispo, praças da Misericórdia e Saudade; entre muitas outras obras em diferentes regiões e bairros de São Luís.

Com ações integradas que resultam em desenvolvimento e melhores condições para a população e uma cidade aconchegante para quem visita, a capital completa seus 407 anos com a certeza de que tem muitos motivos para comemorar. Mais admirada, preservada e valorizada são características da nova São Luís que temos construído dia após dia e que está cada vez mais visível por todos os cantos da cidade, dando ainda mais sentido para o título de Ilha do Amor. Parabéns, São Luís e a todos que aqui vivem.

*Edivaldo Holanda Junior é prefeito de São Luís

sem comentário »

Edivaldo e Flávio Dino parabenizam São Luís

3comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Jr. (PDT) e o governador Flávio Dino (PCdoB) parabenizaram São Luís, nas redes sociais pelos seus 407 anos.

Edivaldo lembro que São Luís respira história, cultura e belezas seculares.

“É com alegria que saúdo os 407 anos da nossa querida São Luís. Uma cidade construída com a força de vários povos e que respira história, cultura e belezas seculares, que lhe concederam o título de Patrimônio Cultural da Humanidade. Parabéns, São Luís!”, destacou.

O governador Flávio Dino destacou que São Luís é patrimônio material e imaterial.

“São Luís, a capital do Maranhão, faz 407 anos. Gratidão a Deus pelo nosso patrimônio natural. E obrigado às gerações que se sucederam nesses séculos e teceram as belas tradições culturais das quais somos guardiães, construindo nosso patrimônio material e imaterial”, escreveu.

O vive-governador Carlos Bandrão (PRB), também homenageou São Luís.

“Parabéns, São Luís, pelos 407 anos de história e de conquistas! Cidade que inspira cultura e que tem na garra do ludovicense e daqueles que aqui contribuem para o seu progresso a sua característica mais marcante.…”

Foto: Reprodução / Redes Sociais

3 comentários »

Alcione é atração no aniversário de São Luís

0comentário

A cantora Alcione será a grande atração neste domingo (8) dentro das comemorações dos 407 anos de São Luís, na Praça Maria Aragão, onde desde a última quinta-feira (5) acontecem vários shows promovidos pela Prefeitura de São Luís.

A noite terá ainda apresentações de artistas como César Nascimento e Companhia Barrica, que fará um mix de sucessos do Bicho Terra e Boizinho Barrica.

Mais uma vez, o prefeito Edivaldo mostra que a sua gestão valoriza os artistas da terra, incentivando a cultura e dando oportunidade ao público de curtir gratuitamente e com uma grande estrutura nomes da música local e nacional.

Os eventos iniciaram na quinta-feira (5) com o show de reggae Vibrações Positivas com a Tribo de Jah e na sexta (6) com a banda Mesa de Bar e o cantor Lucas Seabra.

O consagrado show Terra de Adoração, foi realizado neste sábado (7), shows católicos, tendo como atrações o padre Joãozinho, Léo Rabelo (Banda Dominus), Clay Viana e Diego Fernandes. Em seguida, foi a vez do show gospel com apresentações de Fernandinho, Paulo César Baruk, Midian Lima, Maurício Paes, Pastor Célio e Lidia Carollini.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Minha São Luís dos franceses

0comentário

Por José Sarney

São Luís tem nome de Rei, Rei Santo e povo sem pecados. Pensava-se que os franceses tinham aqui passado três anos. Da chegada (1612) de La Ravardière e seu frades do convento de Saint Honoré até 1614, quando Jerônimo de Albuquerque e Diogo de Campos Moreno.

Quando chegou a Guaxenduba, Albuquerque avisou a seu Capitão de Campo: — “Amanhã terei índios do Maranhão comigo”. E apostou dois pares de meia de seda…

Teve, ganhou a batalha e assinou no documento da rendição, juntando ao seu nome o do nosso Estado: “Jerônimo da Albuquerque Maranhão”. Daí os Albuquerques Maranhão!

Essa era a história da memória e dos arquivos portugueses. Depois os arquivos franceses mostraram que franceses passaram aqui, não 3, mas 8 anos!…

Conta Abeville que os caciques locais levaram de presente para os frades umas indiazinhas, cheirando a flores e águas dos rios da Ilha, onde banhavam-se o dia inteiro. Diferente das mulheres francesas, com dez peças de roupas, sem banho e cheiro de corpo. Os frades recusaram. Os caciques ficaram furiosos e disseram: — Como vocês recusam nossas filhas que lhes oferecemos, se há 40 anos os franceses com elas têm filhos?

Assim, esse amor que nós devotamos aos franceses, numa cidade tão portuguesa, vem do sangue. Essas lindas caboclas, gente do nosso povo, que encontramos de olhos azuis, cabelos loiros, mulatos cambaios guardam dos fundadores, nos genes que os séculos não apagam, a singularidade do nosso Maranhão.

Tenho muito orgulho de possuir uma relíquia única daqueles tempos: os franceses, sem saber que La Ravardiére tinha sido derrotado na Batalha de Guaxenduba, o forte já era português, os franceses expulsos, mandaram reforço para missão dos frades capuchinhos. Chefiava o frade Bourdemére, cujo retrato do século 17 comprei de um colecionador em Paris, depois de descoberto por Napoleão Sabóia.

Cheguei a São Luís aos doze anos. Aqui vivi todos os amores da minha vida. Da cidade, da família, da esposa, dos filhos, dos amigos, dos poetas, do sonho de transformá-la, pela minha mão, riscando avenidas às quais dei os nomes dos conquistadores e venerando todos os seus valores.

A cada 8 de Setembro ouço o ruído das águas das carrancas do Ribeirão. Elas falam da eternidade dos nossos valores, das louças da China, dos marinheiros que aqui passaram, das caravelas de todos os mares, dos nossos irmãos da África, de Angola, da Mina dos nagôs, dos cabindas, dos mandingas e de todos os santos.

Cidade sem pecado, da convivência e do amor.

sem comentário »