Há 33 anos, presidente

0comentário

Por José Sarney

Estava fazendo as minhas orações de deitar quando minha mulher me lembrou a data que chegava ao fim: 15 de março. Ela então acrescentou: “Você se recorda que, há 33 anos, nesta data, assumia a Presidência da República?” Eu respondi-lhe: “Não, não me lembrava.”

Lembrei-me do que tinha ocorrido no dia 24 de abril de 1985: estava eu no sepultamento de Tancredo Neves, em São João Del-Rei, no Cemitério da Igreja de São Francisco de Assis – projetada pelo Aleijadinho, com algumas obras notáveis, como São Francisco recebendo os estigmas, no frontão -, quando, depois da cerimônia, em que eu estava preso de profunda emoção, lembrei-me, já às 11 horas da noite, que, naquele dia, eu completava 55 anos de idade. A tragédia que vivíamos com a morte do nosso líder, que até hoje lamento e me comove, me fizera esquecer até a data do meu aniversário – nem ninguém se lembrou dela.

Hoje, 33 anos depois, recordo a dificuldade que tive quando caiu em minhas mãos a transição democrática, passar o país de um regime autoritário para um regime democrático. A tarefa me enchia de temor e de angústia, sobretudo porque eu olhava para o tempo e não sabia o que seria o futuro.

Como já disse, a transição, muitas vezes, destrói ídolos e lideranças – eu não era nem uma coisa, nem outra. Mas hoje tenho um profundo orgulho de que a democracia não morreu em minhas mãos. Ao contrário, criamos uma sociedade democrática, com afirmação dos direitos do cidadão e das conquistas sociais.

Assim é que, nesses 33 anos, posso recordar que me coube, juntamente com Alfonsín, a tarefa histórica, de repercussão mundial, de retirar a América Latina da corrida nuclear, esse problema que ameaça a humanidade. E vemos o quanto é grave com o que ocorre hoje com a Coreia do Norte e a luta para que o Irã não possua armas nucleares, sobretudo agora quando o presidente Putin anuncia que tem a arma de destruição total – o míssil inalcançável, capaz de levar muitas ogivas nucleares a qualquer parte do mundo sem ser interceptado.

Por outro lado, também com o grande amigo e estadista Alfonsín, acabamos com a grande rivalidade histórica entre Argentina e Brasil e criamos o Mercosul, que mudou a face da América Latina e, se ocorresse nosso sonho, no futuro, se transformaria no Mercado Comum da América do Sul.

Lembro também que, com meu espírito de fé, fiz colocar em nossas cédulas de dinheiro a expressão “Deus seja louvado”, que tentaram tirar, e o povo não deixou. O maior programa de alimentação das crianças do mundo inteiro, o Programa do Leite, que distribuía 8 milhões de litros de leite por dia; o Vale-Transporte, com que o trabalhador anda hoje nos ônibus sem tirar do seu salário; o Vale-Alimentação; a impenhorabilidade da casa própria; a universalização da saúde, com que todos passaram a ter direito a assistência médica, quando antes o pobre não tinha nem onde tomar uma injeção; a Fundação Palmares, para ascensão da raça negra; o Conselho Nacional da Mulher; a lei de proteção às pessoas com deficiência; os incentivos fiscais à cultura (Lei Sarney); a menor taxa de desemprego; a Assembleia Nacional Constituinte; o crescimento econômico de cinco por cento ao ano, até hoje não repetido; o 13° salário para funcionários civis e militares: tudo isso aconteceu naqueles anos. E passamos de oitavo para sexto país na economia mundial, com o terceiro maior saldo de exportação do mundo, só perdendo para China e Alemanha.

Tempo de construção. Os ventos da liberdade varreram o Brasil como nunca. E até hoje as eleições livres, a plena democracia, os direitos do consumidor, da mulher, do trabalhador, dos funcionários ficaram inscritos em lei, e vivemos uma das maiores sociedades democráticas do mundo.

Minha mulher teve razão ao lembrar-me aqueles dias: tenho a consciência de, neles, ter ajudado o Brasil a crescer e democratizar-se.

sem comentário »

Temer diz que segue na Presidência

0comentário

O presidente Michel Temer afirmou nesta sábado (20), em pronunciamento de 12 minutos e meio no Palácio do Planalto, que ingressará no Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido de suspensão do inquérito aberto com autorização do ministro Edson Fachin para investigá-lo por suspeita de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa.

O pedido foi protocolado por volta das 16h, depois de concluído o pronunciamento.

Ele também afirmou que não deixará a Presidência da República. “Digo com toda segurança: o Brasil não sairá dos trilhos. Eu continuarei à frente do governo”.

“Li hoje no jornal ‘Folha de S.Paulo’ notícia de que perícia constatou que houve edição no áudio de minha conversa com o sr. Joesley Batista. Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos. Incluída no inquérito sem a devida e adequada averiguação, levou muitas pessoas ao engano induzido e trouxe grave crise ao Brasil. Por isso, no dia de hoje, estamos entrando com petição no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito proposto até que seja verificada em definitivo a autentiticidade da gravação”, declarou o presidente.

Leia mais

sem comentário »

Célio Sérgio é aclamado presidente do Moto

3comentários
Célio Sérgio e Neco Figueiredo são aclamados presidente e vice do Moto Club

Célio Sérgio e Neco Figueiredo são aclamados presidente e vice do Moto Club

Por aclamação, o designer Célio Sérgio foi eleito na noite desta sexta-feira (25), novo presidente do Moto. Ele terá como vice o ex-presidente Neco Figueiredo.

Duas chapas estavam inscritas, mas antes de iniciar a votação, a Chapa 1 encabeçada por Luciano Moura e Eduardo Maciel desistiram da candidatura em nome da união no clube.

Célio Sérgio disse que nunca viu um clube tão democrático como o Moto que naquele momento estava colocando um torcedor de arquibancada na sua presidência.

O novo presidente confirmou o nome de Waldemir Rosa, no departamento de futebol que a partir de agora intensificará a montagem da equipe com vistas ao Campeonato Maranhense, Copa do Nordeste, Copa do brasil e Campeonato Brasileiro Série C.

Célio Sérgio também confirmou que o ex-jogador Kleber Pereira retorna ao clube para comandar as divisões de base e a imediata instalação da loja oficial do Moto Club.

Foto: Divulgação

3 comentários »

Semana é decisiva para futuro do Moto

3comentários
Torcida do Moto Club comemora conquista do 25º título de campeão maranhense

Ano do Moto Club foi de conquista do Campeonato Maranhense e do acesso à Série C

A semana é decisiva para o futuro do Moto Club. A escolha do novo presidente que vai substituir a Hans Nina que entregou o cargo no início do mês deve ser definida nos próximos dias, mas os nomes para presidente e vice já estariam definidos.

A notícia tranquiliza a torcida rubro-negra que após a conquista do acesso à Série C, do Campeonato Maranhense e das vagas para a Copa do Brasil e Copa do Nordeste viu o Moto ficar sem presidente.

Pelas informações que obtive neste domingo, o nome do novo presidente sairá mesmo do grupo que atualmente comanda o time rubro-negro dando continuidade ao trabalho iniciado por Roberto Fernandes e em seguida Hans Nina.

Além disso, estaria garantida a permanência de Waldemir Rosa, no departamento de futebol. Ele inclusive estaria bastante adiantado no contato com os jogadores para a montagem do elenco para a temporada 2017.

A eleição do novo presidente do Moto Club será no dia 25 de novembro.

Foto: O Estado

3 comentários »

Lula candidato

0comentário

Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (28), em entrevista para a rádio Itatiaia, em Montes Claros (MG), que, “se necessário”, vai entrar na disputa das eleições em 2018. Ele deu a declaração após ser questionado se será candidato.

Lula respondeu que ainda não sabe se vai concorrer e acrescentou que, no caso de entrar na disputa, vai trabalhar para que a oposição não ganhe as eleições.

“Não sei [se vou ser candidato]. Não posso dizer nem que sou nem que não sou. Sinceramente, espero que tenha outras pessoas para serem candidatas. Agora, uma coisa pode ficar certa. Se a oposição pensa que vai ser candidata, que vai ganhar, que não vai ter disputa, que o PT está acabado, pode ficar certo o seguinte: que se for necessário, eu vou para a disputa e vou trabalhar para que a oposição não ganhe as eleições”, afirmou o ex-presidente.

Leia mais

sem comentário »

Gildo Moraes é o único nome no Moto

1comentário

No Moto Club é grande a expectativa da torcida para a escolha da nova diretoria. Até aqui, pelo que se tem notícia, o nome cotado para assumir o conselho diretor é o de Gildo Morares, atual diretor financeiro. Para confirmar o seu nome, Gildo Espera contar com o apoio de grandes conselheiros que estão afastados do clube. A eleição está marcada para a próxima segunda-feira (19).

1 comentário »

Decisão equilibrada

2comentários

Ficou para o dia 19 de julho a definição sobre o novo presidente do Moto Club. A decisão foi tomada durante a reunião de ontem à noite. Os conselheiros presentes decidiram adiar a escolha porque não apareceu nenhum candidato disposto a assumir a presidência dos clubes.

De imediato, os conselheiros decidiram que a prioridade é quitar os débitos de salários dos jogadores que disputaram a Copa União, para isso eles esperam a liberação imediata dos recursos por parte da iniciativa privada.

Os conselheiros também decidiram que vão aguardar a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva sobre o escândalo da 2ª divisão no futebol maranhense. A intenção dos rubro-negros é de levar a questão até o STJD.

O julgamento dos recursos voluntários no TJD-MA está marcado para a próxima segunda-feira (dia 5).

2 comentários »

Eleição no Moto

0comentário

Está marcada para hoje à noite, a escolha do novo presidente do Moto que substituirá a Junta Governativa. A expectativa é grande para saber quem vai ficar com o abacaxi na mão e carregar a missão de tirar o clube do buraco onde se encontra.

Não temos a informação sobre candidatos, mas algum rubro-negro de verdade deverá colocar o seu nome à disposição na hora da eleição. A primeira medida do novo presidente será resolver o problema dos jogadores que foram contratados para a Copa União e que continuam hospedado no Paranã.

sem comentário »

Crise no Moto

12comentários

O Conselho Deliberativo ainda não encontrou saída para destituir a Junta Governativa do Moto. O jeito foi se afastar e retirar a ajuda finaceira ao clube.

Agora, o presidente da Junta, Arimatéia Viegas terá que se virar sozinho. Pior para o Moto. O diretor de futebol, o boliviano Artur Carvalho não suportou tanta bagunça e já jogou a toalha. Não restou outra coisa aos jogadores, senhão iniciar uma greve. è a demonstração que ninguém que o Arimatéia mais.

O time vai continuar mergulhado nesta crise administrativa que parece não ter fim. A onda fuxico continuará. E o torcedor do Moto que assiste a tudo isso passivamente é quem vai continuar sofrendo.

12 comentários »

Patrícia Amorim é eleita no Flamengo

1comentário

0,,33369391-DP,00A presidência do Flamengo será de Patrícia Amorim no triênio 2010/11/12. Ela venceu a eleição com 792 votos dos 2.342 contabilizados nesta segunda-feira, na Gávea. Ou seja, menos da metade dos 5.315 sócios adimplentes participaram do pleito – nas últimas eleições, em 2006, foram 1.684 votantes.

Patrícia teve 93 votos a mais que o segundo colocado, Delair Dumbrosck, que foi votado por 699 sócios. Clóvis Sahione teve 388. Plínio Serpa Pinto conseguiu 311. Pedro Ferrer foi votado por 89 sócios. Lysias Itapicurú foi o menos votado: 49. Foram 11 votos em branco e três nulos.

– Estou no Flamengo há 32 anos, trabalhei para isso. Vou dormir feliz, mas vou acordar preocupada em como pagar os salários, em qual será o patrocinador do Flamengo. Queremos um patrimônio melhor, o Flamengo não tem uma sede digna, da qual possa se orgulhar. É preciso ter equilíbrio. Nem no meu maior sonho eu esperava por isso.

Patrícia pretende ter como primeiro ato no futebol a renovação do vínculo do treinador hexacampeão.

– O Andrade vai continuar. É só manter a base e trazer alguns reforços – garantiu.

A vencedora ainda não decidiu quem será o comandante do futebol do clube. Ela cogita a hipótese de manter Marcos Braz como vice.

– Ainda não conversei com o Marquinhos, mas reconheço nele uma grande liderança – admitiu.

Patrícia elogiou Delair e falou sobre a emoção de ser a primeira mulher a comandar o Flamengo.

– Ser a primeira mulher presidente do Flamengo, o maior clube do mundo, é melhor do que qualquer sonho que eu pudesse sonhar. Eu sonhei e cheguei.
Delair, você sempre foi elegante comigo, nunca vou esquecer isso. Temos de parar de criticar quem veio antes ou depois. Abrimos mão da nossa saúde pelo clube e todo mundo merece. Você apresentou uma melhoria no time, conquistou o título ontem. Tenho essa gratidão por você como rubro-negra. O clube quer melhorias. O futebol já chegou, o basquete já chegou. Agora, o clube tem de chegar.

Um dia sem polêmicas

A votação começou às 8h desta segunda-feira, no ginásio Hélio Maurício, na Gávea. Tudo transcorreu tranqüilamente até o encerramento às 21h. O único incidente ocorreu de manhã com o presidente Marcio Braga. Um sócio foi impedido de votar por estar inadimplente. Irritado, ele começou a insultar o dirigente, que estava votando no momento. Os seguranças tiveram que retirar o sócio do local.

Delair e Patrícia Amorim lideraram as pesquisas de boca de urna feita no clube ao longo do dia. Mas, como mais de 600 sócios não declararam seus votos, a decisão final só foi conhecida após a contagem. O presidente Marcio Braga não disputou as eleições por já ter exercido dois mandatos seguidos, como limita o estatuto do clube.

Alguns atletas e ex-atletas participaram do pleito ao longo do dia. Entre eles, Júnior, Bebeto, Isabel, Mariana Brochado, os irmãos Hypolito (Daniele e Diego). Personalidades como Ziraldo, Sandra de Sá, o deputado federal Miro Teixeira e o ator Milton Gonçalves também votaram.

Patrícia Amorim é vereadora no município do Rio de Janeiro e tem 40 anos. Foi nadadora do clube e vice-presidente de Esportes Olímpicos. Ela terá o ex-presidente Hélio Ferraz como vice-geral.

Rodrigo Benchimol, do Globoesporte.com

1 comentário »