Dino a caminho de se aliar ao PSB contra Dilma

0comentário

Mesmo tendo feito parte do governo Dilma Roussef como presidente da Embratur, o comunista Flávio Dino estaria a caminho de se aliar ao PSB e montar palanque para o presidenciável Eduardo Campos no Maranhão.

É o que afirma o jornal O Estado de São Paulo, em reportagem assinada pelos jornalistas João Domingos e Eduardo Bresciani, segundo os quais o PT está fazendo alianças nos estados para garantir controle da CPI da Petrobrás.

No trecho que se refere ao Maranhão, o texto diz o seguinte: A crise na Petrobrás também deverá empurrar o PT do Maranhão para uma aliança com o senador José Sarney (PMDB/AP) e com a governadora Roseana Sarney (PMDB).

Até agora uma forte ala do PT insistia em romper com os Sarney e apoiar Flávio Dino, do PCdoB. Mas por causa da CPI da Petrobrás o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva praticamente fechou acordo para que os petistas desistam de Dino.

Por isso, o PSB do governador Eduardo Campos formalizará aliança com o maior adversário de Sarney, lançando ao senado o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha. A matéria do Estado foi mal apurada feita no ouvir dizer, e contém algumas inverdades sendo a maior delas o PT usar a CPI da Petrobrás como item de negociação eleitoral.

A decisão do PT de se aliar com o PMDB no Maranhão foi tomada muito antes de o imbrólio da Petrobrás vir a tona. Além do mais os senadores maranhenses são aliados do governo – Edson Lobão é ministro de Monas e Energia! E com o tamanho político que tem o senador José Sarney jamais faria um acordo dessa natureza.

Já aliança de Flávio Dino com PSB no Maranhão é mais que provável, e ganha corpo a relação cada vez mais estreita do comunista com os socialistas. Tanto que a turma do PT que quer apoiá-lo deixou o partido – o deputado estadual Bira do Pindaré está no PSB e o federal Domingos Dutra, no Solidariedade – e devem seguir Dino na aliança com o PSB.

Nesse ponto, a reportagem do Estadão confirmou o que já vinha sendo desenhado. O encontro de sábado em Timom, quando o prefeito Luciano Leitoa (PSB) declarou apoio a Flávio Dino, é a confirmação de que o comunista pode ficar contra a presidente Dilma Rousseff.

Coluna Estado Maior/O Estado

Sem comentário para "Dino a caminho de se aliar ao PSB contra Dilma"


deixe seu comentário