Irresponsabilidade no Castelão

44comentários

sampaio

Quem vai explicar a irresponsabilidade cometida durante a partida entre Sampaio e Macaé pelo mata-mata da Série C?

Estou me referindo à superlotação do Castelão. O público oficial foi de quase 40 mil pagantes e uns 3 mil não pagantes, mas segundo o major Jessé, pelo menos 55 mil pessoas estavam no Castelão.

O que houve? Venderam mais ingressos do que a capacidade do Castelão? Ou será que 12 mil entraram com ingressos falsos?

Ainda bem que não tivemos nenhum incidente no Castelão. Mas se algo tivesse acontecido? Quem iria explicar: Sampaio, FMF…. Quem?

O fato é que o Castelão recebeu um público além da sua capacidade e o “responsável ou irresponsável” pela superlotação precisa explicar afinal o torcedor que pagou ingresso teve que ficar nos corredores de acesso às cadeiras.

Que isto não se repita mais.

44 comentários »

Moto tem vantagem

28comentários

escudomotoDeu empate por 2 a 2, na primeira partida entre Cordino e Moto pela semifinal do primeiro turno da Copa São Luís – competição que vale vaga para a Copa do Brasil em 2014.

Com o resultado, o Moto por ter obtido melhor campanha na primeira fase joga por um simples empate, em São Luís para ir à final confra o finalista do confronto entre Balsas e Sampaio.

O Cordino abriu o placar com Glaidson, aos 44 minutos do 1º tempo. O Moto empatou a 2 minutos do 2º tempo e ampliou aos 14 minutos com gols de Ulisses. O empate do Cordino foi marcado por Baby, aos 33 minutos.

O jogo de volta entre Moto e Cordino será no domingo (27), às 17h, no Nhozinho Santos.

A outra semifinal entre Balsas e Sampaio que aconteceria nesta terça-feira, em Balsas foi adiada pela Federação Maranhense de Futebol (FMF) para o dia 30 de outubro.

A decisão da FMF de transferir a partida desagradou dirigentes de Moto e Balsas, uma vez que o Sampaio vinha utilizando apenas os reservas nos três primeiros jogos.

28 comentários »

Educação e tecnologia

0comentário

educacao

Cerca de 900 alunos de escolas da rede estadual localizadas em comunidades e povoados em regiões de difícil acesso de 19 municípios maranhenses estão recebendo aulas do ensino médio regular mediado pela tecnologia. Trata-se do Programa de Mediação Tecnológica (M Tec), desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a Secretaria de Estado Ciência e Tecnologia e Ensino Superior (Sectec).

O M Tec contempla uma das prioridades do governo do Estado para a educação, que é a universalização do ensino médio em todo o Maranhão, com o foco na qualidade no processo ensino-aprendizagem.

Iniciado em setembro, o programa funciona em escolas situadas em povoados de difícil acesso e que tenham carências de professores com formações específicas para ministrar as disciplinas do currículo do ensino médio regular. “Todos os professores que atuam no programa são especialistas e aptos para lecionar as determinadas disciplinas”, destacou a supervisora de Tecnologia Educacional da Seduc, Akemi Wada.

Ministradas em tempo real e via satélite, a partir da plataforma tecnológica da Universidade Virtual do Maranhão (Univima), as aulas acontecem em 30 salas, com horário único (vespertino) e com seis aulas diárias, com o mesmo rigor do ensino médio regular.

Além disso, as salas possuem dois professores locais que suscitam e orientam a discussão durante as aulas. “Acontecem em tempo real, com 50 minutos, sendo 30 de aula e outros 20 minutos de interatividade para dirimir as dúvidas dos alunos”, completou Akemi Wada.

Para a professora de Língua Portuguesa, Literatura e Redação, Wanessa Soares, além da oferta de um ensino de qualidade ministrado por professores especialistas, a ação possibilita maior interatividade com os alunos com a utilização da tecnologia. “É uma experiência maravilhosa e inovadora no ensino médio. Os alunos têm uma oportunidade única de interatividade diária com excelentes professores, diminuindo as distâncias e possibilitando ensino de qualidade”, afirmou.

A primeira etapa do programa já está acontecendo em 21 unidades escolares localizadas nos municípios de São Raimundo das Mangabeiras, Tuntun, Itaipava do Grajaú, Caxias, Buriti, Tutóia, Chapadinha, Brejo, Itapecuru-Mirim, Dom Pedro, Icatu, Rosário, Alto Alegre do Pindaré, Santa Inês, Pastos Bons, Palmeirândia, Olinda Nova, São Vicente Férrer e Centro Novo. Ao todo, 11 regiões do Maranhão estão sendo beneficiadas com o M-Tec. A meta da secretaria é expandir de 30 para 300 salas de aula no próximo ano letivo.

Ilha Canárias

Localizada no município de Araioses, a Ilha Canárias foi uma das beneficiadas pelo Programa de Mediação Tecnológica. “Dada à distância e a logística complicada para chegar à ilha, o programa trará um grande avanço para a formação da população de Canárias e qualidade no ensino para os alunos”, ressaltou o gestor da Unidade Regional de Educação (URE) de Chapadinha, Jânio Rocha.

O gestor relatou que ao explicar a finalidade e metodologia do programa aos alunos na comunidade, eles demonstraram grande expectativa. “Logo no primeiro dia percebeu-se grande expectativa por parte dos alunos quanto ao sistema e a metodologia utilizados. Eles estavam curiosos e confirmaram o interesse em participar ativamente das aulas”, contou.

sem comentário »

Ainda mais perto…

14comentários

sampaio

Se depender dos resultados alcançados em todos os jogos disputados fora ou dentro de casa neste Campeonato Brasileiro Série C, o torcedor do Sampaio tem motivos de sobra para se sentir tranquilo para a decisão do próximo sábado em Macaé.

O Sampaio, jamais foi derrotado por uma diferença superior a um gol. É claro que o regulamento da competição da primeira para a segunda fase propõe situações diferentes, mas quem tem a vantagem é o Sampaio.

O time maranhense pode empatar ou até perder por um gol de diferença que ainda assim garantirá o tão sonhado acesso à Série B. E tem um fato que sempre me deixa confiante em relação ao Sampaio. O time do Flávio Araújo é sempre muito aplicado e competente em jogos fora de casa.

Desde o ano passado quando assumiu o Sampaio, Flávio tem surpreendido muitos adversários fora de casa. Que diga o Fortaleza na semana passada.

O fato é que, tínhamos que ganhar e ganhamos. E ganhamos com diferença de dois gols e essa vantagem é que interessa agora.

Mas espero que o Sampaio não vá a Macaé apenas para administrar essa vantagem que também não é tão grande assim.

Que joque o excelente futebol que o credenciou até aqui ao acesso à Série B.

14 comentários »

Reconhecimento de professores

11comentários

edilaziojuniorDois professores com os quais tive a oportunidade de conversar durante a partida entre Sampaio e Macaé pelo Campeonato Brasileiro Série C fizeram questão de destacar que pela primeira vez puderam utilizar o benefício da Lei nº 9.683 que garante à categoria a meia-entrada nos eventos de cultura e lazer.

A lei já estava valendo desde o ano passado, mas não vinha sendo cumprida. Esta semana, o deputado Edilázio Júnior (PV) que é autor da Lei nº 9.683 deciiva.

Edilázio foi alvo de duras críticas por parte de torcedores, mas na verdade estava mais do que certo, afinal se a lei existe é para ser cumprida.

Assim, professores, a exemplo de idosos e estudantes puderam usufruir do benefício. O registro é necessário porque muitas leis que são aprovadas no parlamento nunca foram colocadas em prática.

Não é mais o caso da Lei nº 9.683.

11 comentários »

Copa São Luís

6comentários

moto

Cordino e Moto abrem hoje, às 16h, no Estádio Leandrão, em Barra do Corda a semifinal do primeiro turno da Copa São Luís – competição que vale vaga na Copa do Brasil 2014.

Pela melhor campanha, o Moto joga por dois empates e pode ser considerado favorito nesta disputa. O time do técnico Celinho tem 100% de aproveitamento na competição.

A expectativa no time rubro-negro é para a entrada de Ulysses no meio-campo possivelmente no lugar do garoto Felipe.

O Cordino terminou a fase de classificação na 2ª colocação do Grupo A com 4 pontos ganhos.

6 comentários »