Comitês de Bacias

2comentários

victormendesO secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Victor Mendes, esteve reunido com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo na tarde desta segunda-feira, 4. Na pauta, os projetos de criação dos Comitês de Bacia Hidrográfica dos Rios Mearim e Munim, para os quais o secretário pediu celeridade na aprovação.

De iniciativa do governo do Estado, os projetos constituem-se em mais uma etapa do processo de implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos. “Esta é uma pauta prioritária para o Maranhão e uma reivindicação da sociedade civil, que já luta pela criação dos comitês há bastante tempo. Ciente da importância, a Sema está trabalhando para atendimento dessa demanda e nesse sentido a nossa visita ao presidente da Assembleia, buscando sensibilizar os deputados para essa demanda. Através da criação desses comitês, a política de recursos hídricos do Estado se fortalece e outras ações de preservação e uso desses recursos podem ser adotadas com mais efetividade”, afirmou o secretário.

Segundo ele, o Maranhão abriga um conjunto de 12 bacias hidrográficas. A criação dos Comitês do Mearim e do Munim deve ser o ponto de partida para a organização dos demais comitês estaduais. “Os comitês são importantes instrumentos de participação popular. A formação desses dois primeiros será muito importante para que o Estado possa organizar sua atuação, em parceria com a sociedade civil, atuando para resolver as principais demandas nessas regiões. A criação desses Comitês é, portanto, uma conquista importante para a sociedade e poder público, que poderão exercer um controle mais efetivo das ações empreendidas para a preservação dos rios, das águas subterrâneas e superficiais”, frisou ele.

De acordo com o secretário, a criação desses Comitês fortalece a gestão dos recursos hídricos do Estado, possibilitando à sociedade civil e ao governo vão deliberar sobre a realização de investimentos nas bacias hidrográficas, especialmente no que se refere ao controle da poluição e ao comprometimento das matas ciliares e nascentes de rios, dentre outros aspectos.

“Precisamos desses marcos legais para que a gente possa ter ação e participação da sociedade civil. O comitê formado pelo poder público e sociedade civil vão participar efetivamente das políticas públicas dos recursos hídricos no Estado, da sociedade civil. Esse é mais um palanque, instrumento para participar do diálogo dos recursos hídricos”, finalizou.

O deputado Arnaldo Melo ressaltou a importância da iniciativa, garantindo o empenho da Assembleia em favor da aprovação dos projetos. “O  secretário de Meio Ambiente, Victor Mendes, tem dado toda atenção a esse tema, que é uma política geral do Pais, que o Maranhão vem acompanhando, dada a relevância dos recursos hídricos, uma das riquezas do Maranhão”, afirmou.

“A Assembleia Legislativa também tem se preocupado muito com essa temática desde a gestão do deputado João Evangelista, que a Casa já discute com a sociedade a importância de zelar pelos  recursos hídricos. “A sociedade civil sempre nos cobrou muito, e agora, por determinação do governo e por meio do secretário Victor Mendes, colocaram como prioridade. Hoje, temos a satisfação de receber das mãos do secretário os dois projetos da Bacia do Munim e Mearim”.

Melo adiantou que a partir dos próximos dias a Assembleia Legislativa vai trabalhar com mais intensidades em cima dos dois projetos. “É preciso concluir esses projetos em razão da importância das bacias para o Maranhão e também para São Luís, que abastecesse o projeto Italuís”. Arnaldo Melo finalizou dizendo que o objetivo principal é o de regularizar todas as bacias hidrográficas do Maranhão.

2 comentários »

Turismo Participativo

0comentário

lulafylhoCom o objetivo de criar um canal de diálogo entre comunidade, comerciantes, trade turístico e poder público, a Secretaria Municipal de Turismo (Setur) dará início, nesta terça-feira (5), às reuniões do Programa Turismo Participativo, às 19h, na sede da Setur (Rua da Palma, 53, Centro).

Para o secretário de Turismo Lula Fylho, esta primeira etapa será fundamental para traçar metas e mostrar a disposição da Prefeitura em discutir com a comunidade melhorias para o setor turístico.

“Uma das indicações do prefeito Edivaldo Holanda Júnior é de que nossas ações envolvam a comunidade, buscado uma gestão alinhada com os anseios desta. Este um programa tem tudo para ser referência na melhoria do turismo em São Luís”, reforçou Lula Fylho.

O Programa Turismo Participativo considera o diálogo como principal ferramenta para desenvolvimento do setor em São Luís. Todos os participantes (empresários, comunidade, comerciantes e poder público) terão espaço para apresentar propostas, projetos, dúvidas e anseios relativos às potencialidades de cada eixo criado pelo programa.

Nesta primeira etapa as reuniões acontecerão em três eixos, todas durante este mês: Centro Histórico no dia 5; Lagoa da Jansen e Ponta D’Areia no dia 19; e Litorânea e Olho D’Água no dia 26. Mais informações podem ser obtidas com a Coordenação de Qualidade e Qualificação da Setur pelo telefone (98) 3212-6205 ou pelo e-mail [email protected].

Foto: Fabrício Cunha

sem comentário »

Saúde no Maranhão

11comentários

saude

 

11 comentários »

Mais Médicos

0comentário

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) receberá quatro novos profissionais do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, que atuarão em comunidades de alto índice populacional em São Luís. A recepção será nesta terça-feira (5), às 9h, na sede da Semus, no Parque do Bom Menino.

Os novos médicos devem ser integrados aos Centros de Saúde Janaína, Carlos Macieira (Sacavém), Antônio Guanaré (Coroadinho) e outro na região Cohab/Anil. A definição será dada durante a recepção.

Atualmente, seis profissionais estão integrados ao Mais Médicos em São Luís, atuando em comunidades da zona rural do município. Com estes, sobe para dez o número de médicos vinculados ao Programa na capital.

O programa “Mais Médicos” tem o objetivo de aumentar o número de médicos atuantes na rede pública de saúde em regiões carentes. O programa foi instituído por meio de medida provisória assinada pela presidenta Dilma Rousseff e regulamentado por portaria conjunta dos Ministérios da Saúde e da Educação.

sem comentário »

Aula diferente

0comentário

robertocosta

Uma aula diferente para um grupo de professores e alunos da escola pública estadual Governador Sarney, de Bacabal. Eles estiveram em São Luís na semana passada e foram recepcionados pelo deputado estadual Roberto Costa (PMDB). Foi a primeira visita a São Luís para muitos alunos.

“Muitos alunos de Bacabal não conhecem a capital, não sabem da sua importância para o Estado, não conhecem os pontos turísticos, como o Centro Histórico e, principalmente as praias. Então, estamos proporcionando uma aula diferente a eles”, afirmou a professora Sônia Lúcia.

O grupo chegou logo cedo, foi recepcionado para o café da manhã na casa do senador João Alberto. Em seguida, seguiram rumo ao Palácio dos Leões, no Centro Histórico da capital, onde também visitaram pontos turísticos, acompanhados por Roberto Costa, como a Igreja da Sé e o Tribunal de Justiça.

roberto1
Pela Praia Grande, os alunos puderam conhecer a exposição em homenagem aos 80 anos do cantor e compositor maranhense João do Vale e ainda assistir o documentário sobre a história do artista, em cartaz no Teatro que leva o seu nome. O passeio durou toda a manhã e terminou no plenário da Assembleia Legislativa.

Para o aluno Rafael Paz de Jesus, a viagem só veio a acrescentar mais no aprendizado diário aplicado em sala de aula. “Estou achando muito interessante porque é um conhecimento novo que estamos tendo a oportunidade de ter. Estamos tendo uma nova fronteira de estudo, saindo da sala de aula, nas ruas e aprendendo mais e mais. A expectativa é conhecer um pouco mais da histórica de São Luís”, disse.

Durante a tarde, o grupo seguiu para as orla marítima de São Luís, encerrando assim a viagem à capital maranhense. O deputado Roberto Costa, que acompanhou os alunos e professores no passeio-aula, disse que acha “de suma importância proporcionar novas experiências e complementar para o aprendizado adquirido dentro da sala de aula. Este é um programa que desejo dar continuidade durante o meu mandato ”, afirmou.

sem comentário »

Nada definido

14comentários

sampaio17072013Os jogos no sistema mata-mata são sempre muito perigosos. Quando uma equipe, a exemplo do Sampaio consegue um resultado expressivo fora e leva a decisão para os seus domínios logo aparecem os torcedores mais empolgados. Ainda bem que são bem poucos…

Este post serve de alerta a esses torcedores. O Sampaio foi muito bem no Serra Dourada, em Goiânia, mas nem de longe a parada com o Vila já está definida.

O fato de jogar em São Luís diante da sua imensa torcida é de fato uma vantagem muito boa, mas o Sampaio terá que vencer o jogo. Mas este será um confronto muito perigoso porque, o empate com gols, por exemplo dará vantagem ao adversário.

E ainda bem que em meio ao grupo de jogadores e comissão técnica do Sampaio não tem essa de já ganhou. O técnico Flávio Araújo nestas ocasiões sabe muito bem administrar o que todos chamam de vantagem.

Todos sabem que este é um jogo em 180 minutos e os primeiros 90 minutos terminaram empatados por 0 a 0. Portanto, todo cuidado é pouco. E o respeito ao adversário se faz mais do que o necessário.

O Sampaio tem apenas a vantagem de jogar em casa e com o apoio da sua torcida, mas terá que ser competente para fazer valer esta vantagem e chegar à decisão do título da Série C contra o vencedor do confronto entre Luverdense e Santa Cruz.

14 comentários »

Obra concluída

0comentário

luisfernandoOs secretários Luís Fernando Silva (Sinfra), Hildo Rocha (Secid), o prefeito Sebastião Madeira e deputado Léo Cunha (PSC), entregaram na semana passada, no povoado Bom Jesus, em Imperatriz, a obra de pavimentação asfáltica dos cinco quilômetros e quinhentos metros do acesso ao novo Campus da UFMA.

Léo Cunha agradeceu ao governo por atender mais um dos seus pleitos, pois desde o mês de agosto de 2011, o parlamentar teve aprovado na Assembleia Legislativa, o projeto que garantiu a obra de pavimentação asfáltica, sarjetas e sinalização da via de acesso ao novo Campus, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no bairro Bom Jesus, em Imperatriz.

A conclusão da obra põe fim uma das maiores preocupações dos alunos que desde o início da construção do novo campus, vinham reivindicando a recuperação do acesso. “Vi a preocupação dos alunos e firmei o compromisso de levar a solicitação ao governo do Estado, a fim de assegurar que a obra fosse feita,” disse o deputado Léo Cunha.

Segundo Renata Alves, estudante do 4º período de Engenharia de Alimentos da UFMA, a falta de pavimentação da via era algo que causava muitos transtornos aos alunos. “Tinha muita poeira, era preciso fechar as janelas do ônibus, ou do carro. Quando chovia, ficava só lama, a estrada tava pior que a lua, cheia de crateras. Agora está muito bom, até chegamos mais cedo na universidade, acabou a poeira. Esse projeto do deputado foi importante juntamente com a luta dos alunos. Porque foram anos tentando inaugurar o campus, depois mais algum tempo para conseguir o asfaltamento da estrada. Foi uma ótima iniciativa”, disse.

sem comentário »

Combate à aftosa

1comentário

campanha_aftosaA Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) e a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) realizam nesta segunda-feira (4), às 16h, no Parque Independência. com apoio da Associação dos Criadores do Estado do Maranhão (Ascem), o lançamento oficial da 2ª etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Maranhão para  tentar sensibilizar os criadores para a importância da vacinação para manter o estado com a classificação sanitária de zona livre da doença, conquistado no início do mês de setembro deste ano.

Nessa etapa da campanha, segundo levantamento da Aged o Maranhão precisa imunizar mais de 7,5 milhões de cabeças de bovinos e bubalinos até o dia 30 deste mês, quando será encerrado o período oficial de vacinação determinado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

”A obrigatoriedade da vacinação permanece, assim como em praticamente todos os estados brasileiros que conquistaram a zona livre – apenas Santa Catarina é dispensada da obrigatoriedade da vacinação anual -, porém, brevemente esperamos receber a certificação internacional de zona livre, o que, apesar de não nos eximir do dever de imunizar o rebanho nos permitirá exportar nosso gado para os principais mercados compradores de carne do mundo”,  garante Cláudio azevedo, secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Juntamente com o Maranhão, foram certificados nacionalmente como zonas livres de febre aftosa com vacinação os estados do Pará, Ceará, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas. A Assembleia Geral da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que decidirá se os estados receberão ou não a certificação internacional de zona livre da doença, está marcada para acontecer em maio de 2014.

1 comentário »