Nova reunião pode definir patrocínio ao futebol

10comentários

O presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antonio Américo e o secretário de Esporte e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira estiveram reunidos nesta quarta-feira (5). Em pauta, o patrocínio do governo do Maranhão no Campeonato Maranhense por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Segundo Américo, uma nova reunião ficou marcada para a próxima sexta-feira (7) para definição do patrocínio.

Pelo que apuramos, a intenção da Sedel é fazer dois projetos. Um seria a campanha de Combate ao trabalho infantil e o outro destinado aos clubes.

Em conversas que tive no ano passado com o secretário Rogério Cafeteira, ele revelou que estava discutindo com a Sefaz, a realização de um projeto a exemplo do Viva Nota para o futebol, mas acredito que isso não tenha saído do papel.

Rogério Cafeteira também já deixou claro que não vê com bons olhos a utilização da Lei de Incentivo ao Esporte para times de futebol, daí a prefetência pelo Viva Nota.

O problema é que o Campeonato Maranhense já vai para a terceira rodada e qualquer mudança agora no projeto original pode atrapalhar que o repasse aos clubes saia antes do término da competição.

Tentamos contato por telefone com o secretário Rogério Cafeteira, mas este não atendeu as ligações.

Nas redes sociais, Rogério Cafeteira comentou a visita de Antonio Américo, mas não falou sobre o patrocínio.

“Esta tarde recebi o presidente da Federação Maranhense de Futebol, Antonio Américo, aqui na Sedel. Tivemos uma conversa muito produtiva sobre a Lei de Incentivo ao Esporte, Campeonatos Maranhense e sobre o calendário deste ano para a modalidade. Muito obrigado pela visita Antonio Américo, foi muito bom bater esse papo com você!”, disse.

Foro: Divulgação

10 comentários »

FMF aguarda parceria com governo para o futebol

6comentários

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) aguarda definição do governo do Maranhão em relação ao projeto de patrocínio do Campeonato Maranhense 2020 que este ano comemora 100 anos.

Desde o ano passado a FMF encaminhou o projeto à Sedel e aguarda a definição e liberação do certificado. No ano passado, a parceria rendeu R$ 1,2 milhões aos times de futebol e FMF, mas este valor deverá ser corrigido e pode chegar a R$ 1,5 milhões.

A competição mais uma vez deverá ser assinada pela Equatorial e Governo do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, desenvolvendo ações e campanha de combate ao trabalho infantil.

As partidas serão transmitidas pela TV FMF na internet. Inclusive neste fim de semana serão mostrados três jogos: Maranhão x Imperatriz (sábado), Juventude x Moto (domingo) e Sampaio e São José (segunda-feira).

Bem, como vocês já sabem o Campeonato Maranhense já começa neste fim de semana mas, infelizmente a exemplo dos anos anteriores, o anúncio da parceria só deve ocorrer mesmo bem depois da bola rolar.

Foto: Divulgação

6 comentários »

Sampaio Basquete vive expectativa da nova temporada

1comentário

O Sampaio Basquete vive a expectativa da confirmação da sua participação na Liga de Basquete Feminino (LBF) temporada 2020.

O clube tem até o dia 20 de janeiro para assegurar a sua participação, mas aguarda o sinal verde do governo do Maranhão por meio da Secretaria de Desporto e Lazer (Sedel) com a liberação do certificado da Lei de Incentivo ao Esporte.

No fim do ano passado, o governador Flávio Dino e o secretário Rogério Cafeteira confirmaram a manutenção da parceria vitoriosa com o Sampaio Basquete. Além da conquista do título, o Maranhão mostrou mais uma vez que tem a maior torcida do basquete feminino no pais.

Atual campeão da LBF, o Sampaio mais uma vez promete uma equipe forte e competitiva para brigar pelo tricampeonato.

A conquista do Sampaio foi tão importante que já começa a despertar o interesse de outras marcas fortes na região Nordeste. O Sport Recife já confirmou o seu retorno e o Bahia também deve disputar a competição.

Mais do que nunca, o Sampaio tem a necessidade de dar a saída na frente para que possa conseguir trazer mais uma vez as principais atletas para cá, mas tudo depende desse sinal verde da Sedel.

Já falei aqui da importância desse projeto para o esporte maranhense. A cada ano ele tem sido melhorado ao ponto de conseguir revelar inclusive atletas maranhenses para a equipe.

E o investimento por parte do poder público e a parceria com a iniciativa privada tem sido determinantes para o seu sucesso. E não tenho a menor dúvida de que esse ano não será diferente.

 Foto: Matheus Marques

1 comentário »

Davi Hermes é convocado para Mundial na Turquia

0comentário

A temporada de 2019 do nadador maranhense Davi Hermes, paratleta patrocinado pelo Grupo Mateus e pelo governo do Estado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, foi repleta de bons resultados. As conquistas estaduais, nacionais e até mundiais colocaram o jovem de 16 anos entre os melhores do paradesporto brasileiro. Tanto que a Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (CBDI) convocou Davi para representar o Brasil nos Jogos Mundiais para Atletas com Síndrome de Down: o Trisome Games 2020, evento que será realizado em Antalya, na Turquia.

Ao todo, a CBDI convocou cinco nadadores para participar do Mundial do ano que vem e, Davi Hermes, é o único do Nordeste a ser chamado para integrar a Seleção Brasileira na Turquia. Vale lembrar que, em 2018, Davi sagrou-se campeão mundial de natação para Síndrome de Down nas provas dos 25m livre e 25m borboleta.

“Estou muito feliz pela convocação. Agradeço a Deus, à minha família e aos meus técnicos. Vou treinar muito e me dedicar para competir bem na Turquia”, disse o jovem Davi Hermes.

De acordo com o cronograma oficial, o Trisome Games ocorrerá de 31 de março a 7 de abril de 2020.

(mais…)
sem comentário »

Natação do Maranhão dá um salto para o futuro

0comentário

A natação maranhense tem dado grandes saltos nas piscinas e em águas abertas, graças aos projetos apoiados pela Lei de Incentivo do Governo do Estado e acolhidos por empresas como o Grupo Equatorial Energia/Cemar. Maratonas Aquáticas do Maranhão para o Mundo e Tóquio 2020, por exemplo, já beneficiaram diretamente mais de 300 pessoas, dentre elas, atletas de ponta – destaques nacional e internacional, além de crianças e adolescentes de escolas públicas de São Luís. A solenidade de lançamento desses dois projetos reuniu nadadores, pais, os apaixonados pela modalidade, imprensa e diversas autoridades que acreditam na concretização de sonhos.

A cerimônia foi aberta com uma exposição de objetos colecionados ao longo da carreira de Julia Nina, a maior nadadora de competição do estado. Foram expostos troféus, medalhas, uniformes de competição, uniformes de seleção, souvenirs de viagens, fotos dos eventos e a tocha olímpica Rio 2016, quando a nadadora participou do revezamento em São Luís.

Mais do que conquistas de troféus e medalhas, Julia e todos os envolvidos nos projetos socio-esportivos como Maratonas Aquáticas do Maranhão para o Mundo e Tóquio 2020 vivenciam uma perspectiva de vida melhor através do esporte, deixando um legado às futuras gerações, como bem frisou na solenidade Jeane Pires, representante da Cemar. “O legado nem é a medalha, pois a medalha é só uma consequência do trabalho e do esforço de cada atleta. O mais importante é a diferença que esses nadadores de elite fazem na vida de crianças e adolescentes que passam e passarão pelo projeto. Esse é o diferencial”. Ela ressaltou ainda a Lei de Incentivo, que direciona ao esporte parte dos recursos públicos advindos de impostos que beneficiam os próprios contribuintes. É graças à Lei de Incentivo que o Grupo Equatorial Energia/Cemar tem investido na natação e outras modalidades no Maranhão.

A cerimônia de lançamento dos projetos Maratonas Aquáticas do Maranhão para o Mundo e Tóquio 2020 aconteceu na escola Olinda Desterro, cujos alunos já participam das aulas de iniciação e outros já competem em eventos nacionais pela Escola Nina. “Nós sabemos que a educação se faz através do esporte. Uma porta se abre para muitos valores importantes na formação das nossas crianças. O governo municipal só tem que agradecer por essa oportunidade”, disse a professora Denise Cutrim.

A Escola São Camilo de Lellis também recebeu bolsas de iniciação à natação através do Tóquio 2020. “Nossa escola comunitária participa com enorme prazer desse e de outros projetos da Escola Nina desde 2005. Por isso queremos estender nossa gratidão aos pais, que junto conosco incentivam seus filhos a participar, crescer e ir além”, falou a professora Ana Lúcia.

Os atletas que já competem entre os melhores da natação nacional, Átila Brandão, Carol Hertel, Heitor Rayol, Júlia Nina e Thayara Cardoso foram só agradecimento ao Governo do Estado e ao Grupo Equatorial/Cemar por abraçarem os projetos e continuarem incentivando a natação do Maranhão. “Sonhamos sonhos possíveis de se realizar. Tanto que chegamos até aqui por acreditar nisso. Trabalhamos muito para mostrar que é possível chegar longe. Queremos ir além”, comentou Thayara Cardoso, a melhor atleta de natação de 2018.

 A solenidade do projeto Tóquio 2020 encerrou com a entrega de um kit contendo mochila, camiseta, roupa de treino (maiô para as meninas e sunga para os meninos), touca e toalha de banho aos atletas e alunos da escolinha.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Lei de Incentivo garante projeto na Vila Conceição

2comentários

Uma iniciativa que tem transformado a vida de crianças do bairro da Vila Conceição, em São Luís. Assim pode ser definido o Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol que, desde o início do ano, tem sido uma oportunidade de aliar a prática esportiva para meninos de 8 a 12 anos ao aprendizado pedagógico. E, como ação integrante deste projeto desenvolvido por meio da Lei de Incentivo ao Esporte com os patrocínios do governo do Estado, do El Camiño Supermercados e das Drogarias Globo, foi realizado, no último sábado (20), um torneio para a garotada.

A disputa do Campeonato de Futebol Educação e Esporte contou com a participação de todos os 40 garotos que integram o projeto, além da Escolinha Algarismo Romano, do bairro Vicente Fialho, convidada para abrilhantar o evento realizado na Associação dos Médicos, no Altos do Calhau.

Esta foi a primeira competição dos meninos do Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol. Acompanhados dos pais, que fizeram questão de prestigiar os filhos em campo, os garotos chegaram cedo para iniciar a disputa. Quando a bola rolou, era hora da garotada mostrar os resultados dos treinos para satisfação de todos os presentes.

“É visível a evolução dos fundamentos dos meninos dentro de campo. Apesar de pouco tempo de treinamento e de ser apenas a primeira competição que eles participam, gostei muito do desempenho deles. Nossos garotos deram o máximo dentro de campo e aproveitaram muito bem a oportunidade”, afirmou Magno Frós, técnico do Projeto Educação e Esporte.

Apesar de ser um torneio de futebol em que estaria em disputa troféus e medalhas, o mais importante foi perceber a alegria da garotada com a oportunidade que eles estavam tendo naquele momento.

“Muito gratificante ver o sorriso desses meninos. O projeto está tendo um significado muito grande para a vida de cada um deles. Aqui, queremos que estes meninos se tornem cidadãos de bem e é por isso que acreditamos nesse trabalho. Aqui, conseguimos unir o esporte, a educação e a família, porque os pais deles acompanham de perto. Agradecemos ao governo do Estado, ao El Camiño Supermercados e às Drogarias Globo por terem acreditado nesse projeto”, disse o coordenador do projeto, Kléber Muniz.

Após o término da competição, uma surpresa bem agradável para os meninos: um show de mágica com Rian Razzani. A divertida apresentação contagiou a todos antes da premiação do torneio.

Premiações

Mas como a garotada estava participando de um torneio, era preciso ter um time campeão. E foram os meninos da Escolinha Algarismo Romano que ficaram com o título. Além do troféu de campeão, a escolinha do bairro Vicente Fialho ainda garantiu dois prêmios individuais: Felipe foi eleito o melhor jogador, e Guilherme foi o artilheiro da competição.

O título pode não ter vindo para os meninos do Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol. No entanto, os meninos da Vila Conceição comemoraram a escolha de Israel como o melhor goleiro da disputa do último fim de semana.

Além dos troféus entregues aos times campeões, todos os atletas participantes do Campeonato de Futebol Educação e Esporte foram premiados com medalhas. Após a solenidade de premiação, foi oferecido um “coffee break” especial a atletas, pais e professores.

Projeto Educação e Esporte

Atualmente, o Projeto Educação e Esporte – Escolinha de Futebol atende 40 crianças entre 8 e 12 anos que moram na Vila Conceição e Adjacências. Semanalmente, os treinos ocorrem na Associação dos Médicos e, paralelamente ao trabalho em campo, a garotada recebe acompanhamento educacional.

As aulas ministradas às crianças servem como uma espécie de reforço escolar, o que ajuda os meninos a conseguirem melhorar o rendimento na escola. Este é o grande diferencial do projeto, que consegue oportunizar benefícios para a formação de cidadãos melhores por meio da união do esporte com a educação.

As atividades são realizadas sempre duas vezes por semana: às segundas e quartas-feiras no turno vespertino. Nos dias dos treinos, sempre há o acompanhamento de uma pedagoga e um lanche para as crianças.

Foto: Paulo de Tarso Jr.

2 comentários »

Sedel certifica projetos esportivos pela Lei de Incentivo

3comentários

O secretário de Esporte e Lazer do Governo do Maranhão, Rogério Cafeteira, entregou, na manhã desta sexta-feira (12), o certificado de Mérito Esportivo às instituições que tiveram seus projetos aprovados pela Lei de Incentivo ao Esporte, que tem como finalidade o fortalecimento do esporte no estado. A ação é desenvolvida em parceria com o Grupo Equatorial Cemar, uma das incentivadoras dos projetos. 

À frente da Secretaria de Esporte e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira destacou a importância de subsidiar ações esportivas, contribuindo com o desenvolvimento dos cidadãos maranhenses e do esporte no estado.  “O fomento ao esporte diminui as desigualdades sociais. Sabemos dos efeitos benéficos que uma política pública para o esporte traz para uma nação. Realizamos esse investimento com convicção, por entender que o esporte é fundamental para que haja a qualidade de vida do cidadão, o bem viver, assim como também o incentivo à prática saudável, proporcionando mais expectativa de vida ao maranhense ”, comentou.

Ao fundamentar a ação, o secretário Rogério Cafeteira ressalta que o esporte é uma ferramenta de inclusão e resgate, diante disso, a certificação é importante para que os projetos incentivados possam receber os recursos da Lei de Incentivo ao Esporte. “A nossa intenção é realizar uma aproximação tanto com a empresa, quanto dos projetos, para que haja uma fiscalização efetiva, e, ao mesmo tempo, identificarmo quais trabalhos estão sendo executados. O Grupo Equatorial Cemar sempre foi um grande parceiro nesses projetos que são feitos através da Lei de Incentivo ao Esporte, além de ser muito criteriosa com a questão dos benefícios sociais”, destacou Rogério Cafeteira.

Segundo o presidente do Grupo Equatorial Cemar, Augustos Dantas, a empresa vem investindo desde 2012 na Lei de Incentivo, o que tem contribuído para levar o nome do Maranhão a todos os cantos do Brasil e do mundo. “A Lei de Incentivo mobiliza a iniciativa privada, o Governo do Maranhão e a sociedade. Esta iniciativa muda a vida de quem mais precisa, além de contribuir para o crescimento e desenvolvimento do Estado. A nossa intenção é valorizar e divulgar esses projetos, além de incentivar a participação da sociedade”, afirmou.

A presidente do Centro de Desporto do Maranhão de Cegos (Cedemac), Elcilene Frazão, responsável pelo projeto de formação de Futebol de 5, modalidade paralímpica que consiste na adaptação do futebol regular para atletas cegos.  “Estamos hoje, mais uma vez, muito gratos pelo apoio do Governo do Maranhão e do Grupo Equatorial, o que nos proporcionou muitos resultados e conquistas. Esse ano, no Futebol de 5, já garantimos o vice-campeonato brasileiro, o 3 º lugar da região Nordeste, já subimos para a série A do Campeonato Brasileiro. No Judô, disputamos a Copa Maranhense de Judô e ficamos em 3º lugar, no masculino e feminino, com os nossos atletas cegos disputando com atletas sem deficiência”, contou orgulhosa. 

A gestora da Associação de Pais e Amigos Excepcionais de São Luís (Apae), Christiane Diniz, utilizou sua fala para expressar a bandeira da inclusão. “Tivemos momentos maravilhosos durante o  ‘Festival Nossa Arte’, onde todas as Apaes estiveram integradas. Vale ressaltar que é de extrema importância essa integração do todo, pois através desta vivência é que eles percebem que podem desenvolver diversas atividades e até mesmo conquistar um espaço no mercado de trabalho. Assim como todos, só temos a agradecer a este projeto do Governo do Maranhão em parceria com a Cemar”, pontuou.

Feliz com o alcance nacional do projeto ‘Inclusive, Praia’, a idealizadora, Alessandra Pajama conta do reconhecimento da Câmara Federal em relação a ideia pioneira no país. “Nós somos a primeira e única estação de lazer com múltiplos formatos acessíveis no Brasil, e, agora , em primeira mão, quero anunciar que nós fomos indicados ao prêmio da Câmara Federal como destaque em acessibilidade. Isso não quer dizer que já ganhamos, mas só pelo fato da indicação já nos enche de orgulho. Somos um coletivo que chegou para falar de acessibilidade, e, acima de tudo, dizer que o lazer é um direito de tudo e de todos. Estamos muito emocionados com esse aporte realizado pela Cemar e Governo do Maranhão”, resumiu.

O projeto “Inclusive, Praia” conta com uma estrutura com rampas de acesso, cadeiras anfíbios (para uso na água), jogos adaptados, piscinas, brinquedos e áreas de vivência e socialização à beira mar. 

“O projeto nasceu devido às dificuldades que minha mãe tinha de ter acesso a alguns espaços por conta da baixa mobilidade. Ele foi acolhido por um grupo de pessoas que resolveram dar as mãos e formar o Coletivo Tiquira com Cuxá, para quebrar as barreiras do preconceito ainda presentes na sociedade, especialmente quando se trata de pessoas com deficiência, além de possibilitar o convívio com as diferenças, de forma harmoniosa, com lazer”.

3 comentários »

Lei de Incentivo: o que é certo apoiar no esporte?

0comentário

Sampaio, Moto e Imperatriz que ainda disputam o Campeonato Brasileiro não deverão mesmo contar com o apoio do governo do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Dirigentes das três equipes já estiveram visitando o secretário de Esporte, Rogério Cafeteira e fizeram pleitos para que o governo do Maranhão fosse parceiro dos mesmos na competição, mas pelo andar da carruagem terão que buscar outros caminhos ou parcerias com a iniciativa privada, neste caso com a ajuda do governo também.

Rogério Cafeteira defende que a Lei de Incentivo ao Esporte deve ser utilizada apenas para fomentar o esporte amador e que existem outros meios para desenvolver o futebol profissional. Mas sabe também que o governador pode entender ser importante manter o atual modelo e que caberá a Flávio Dino a decisão final.

Um dos caminhos pode ser a criação de um programa semelhante ao que já foi feito como o “Nota na Mão”nos jogos de futebol, mas isto só aconteceria no ano que vem.

Muitos condenam a utilização da Lei de Incentivo ao Esporte para o futebol por se tratar de profissional. E muitos comentam também, que por trás dos projetos apoiados pela Lei, sempre está um político que se utiliza do mesmo para seus fins eleitorais. Ontem, por exemplo o governador esteve no bairro Divinéia, numa grande festa de um projeto incentivado pela Lei de Incentivo e que tem a participação do vereador Marquinhos. (Vejam as fotos).

O que está certo e o que está errado se levarmos em conta as duas situações citadas até porque o futebol de profissional mesmo no Maranhão só tem mesmo o nome? Como evitar que políticos estejam por trás desses projetos?

Muito se questiona o apoio ao beach soccer e ao basquete feminino também. Mas vejam vocês o quanto a ajuda foi importante para impulsionar as duas modalidades no Maranhão.

É correto o uso da Lei de Incentivo para reformar quadras, ginásios, campos? O governo não pode disponibilizar recursos para isso no seu orçamento? Acredito que esse é um excelente momento para se discutir tudo isso.

Acredito que o apoio ao esporte é fundamental. Sem dinheiro não se faz modalidade alguma aqui no Maranhão. Independentemente do modelo, vamos torcer para que Rogério Cafeteira encontre o melhor caminho e dê a sua contribuição, também ao futebol pela sua importância, por ser fator de inclusão, geração de emprego e renda e pelo fato de ser a maior paixão nacional.

Tudo isso é polêmico e merece muita reflexão…

Fotos: Divulgação / Secap

sem comentário »

Governo estuda apoio a times para o Brasileirão

2comentários

O secretário de Esporte e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira recebeu ontem (23), a visita de representantes do Imperatriz que disputa o Campeonato Brasileiro Série C. O time da Região Tocantina solicitou a ajuda no valor de R$ 240 mil através da Lei de Incentivo ao Esporte.

Na semana passada, Rogério Cafeteira já havia recebido a visita e o pedido de ajuda do presidente do Moto, Natanael Júnior e do Sampaio, Sérgio Frota.Não temos a confirmação sobre o pedido que também seria feito pelo MAC.

Rogério Cafeteira entende que se atender o pedido de uma equipe terá que fazê-lo para as demais e levará o assunto ao governador Flávio Dino que deverá bater o martelo. Até hoje, Flávio Dino tem destinado apoio aos clubes de futebol no Campeonato Brasileiro.

Muito se fala sobre apoio do governo do Maranhão ao futebol por se tratar de “profissional”, mas todo mundo sabe que nossos clubes dependem muito dessa parceria para que possam sonhar com vôos mais altos em competições nacionais.

Na verdade, o apoio aos clubes não deve ser visto apenas como “ajuda ao futebol”. Todos nós sabemos a força que o futebol tem e a cadeia de empregos que é gerada em torno dele.

Vejo, por exemplo, Ceará e Fortaleza que disputam a Série A com o patrocínio do Governo do Ceará. O mesmo se repete com o CSA, na Série A e CRB, na Série B, estampando a marca da Prefeitura de Maceió e do Governo de Alagoas. Aqui no Maranhão, sempre que se fala nesse assunto surge uma polêmica.

Espero mesmo que o secretário Rogério Cafeteira e o governador Flávio Dino possam mais uma vez contribuir com os nossos clubes para que eles possam alcançar acessos e com isso possam levar bem mais longe o nome do Maranhão.

Foto: Reprodução / TV Mirante

2 comentários »

Clubes terão R$ 1,2 mi na reta final do Maranhense

6comentários

Os clubes que disputam o Campeonato Maranhense deverão receber nos próximos dias, recursos oriundos do apoio da Cemar e Governo do Maranhão, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

A competição está na sua última rodada da primeira fase e entra agora na fase semifinal e final, mas os clubes já vinham divulgando em seus uniformes as marcas da Cemar e do Governo do Maranhão. E a FMF já vem transmitindo os jogos pela internet.

Segundo o secretário de Desporto e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira o certificado será entregue à Federação Maranhense de Futebol (FMF), na próxima terça-feira (19).

O valor aprovado pelo Governo do Maranhão é menor do que o patrocínio do ano passado e será de R$ 1 milhão 200 mil reais.

O presidente da FMF, Antonio Américo disse que ainda vai definir o valor que cada clube vai receber.

Em contato com a assessoria de Comunicação da Cemar, conseguimos apurar que a empresa agilizará ao máximo o pagamento dos recursos ainda na próxima semana ou no mais tardar na última semana de março.

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

6 comentários »