Cais será revitalizado

0comentário

GIlCutrim

Ótima notícia para os moradores de São José de Ribamar e turistas que, diariamente, visitam o município. O Governo do Estado apresentou nesta quarta-feira (17) projeto de requalificação do cais da cidade, localizado na orla marítima da região da sede.

De responsabilidade da Empresa Maranhense de Administração Portuária, o cais, um dos principais pontos turísticos do município e que também funciona como terminal para embarcações de pequeno porte, está com sua entrada interditada desde o ano passado devido à degradação de parte de sua infraestrutura.

No mês de janeiro, o prefeito Gil Cutrim e o presidente da Emap, Ted Lago, realizaram inspeção no local, oportunidade na qual Cutrim solicitou ao governo estadual urgência na recuperação do logradouro público e colocou a administração municipal a inteira disposição para contribuir com o trabalho.

O projeto de revitalização e urbanização prevê melhorias na área do entorno, entroncamento, ponte e píer. Contempla, ainda, restauração da iluminação, pavimentação e recuperação estrutural, construção de uma área de passeio público com praça, arborização, ciclovias e academia ao ar livre. Além disso, está prevista a instalação de um posto policial.

O objetivo é transformar o logradouro público em uma área de convivência para a comunidade, mas sem perder de vista a vocação turística da cidade.

“Estamos extremamente felizes e satisfeitos em constatar que o governo estadual atendeu nosso pedido. Essa obra irá contribuir muito com a atividade turística da cidade”, avaliou Gil Cutrim.

A licitação para execução da obra, segundo a Emap, está prevista para acontecer em julho, sendo que os trabalhos devem ser iniciadas em setembro.

sem comentário »

Audiência pública

0comentário

WellingtondoCurso

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa realizou, na manhã desta sexta-feira (19), em atendimento ao requerimento do deputado Wellington do Curso (PPS), uma audiência pública que discutiu sobre os direitos dos aprovados no último concurso do Tribunal de Justiça, realizado em 2011.

Presidida pelo deputado Wellington, que é vice-presidente da Comissão, a audiência contou com a presença da representante da Procuradoria Geral do Estado, Cláudia Gonçalves; do presidente do Sindjus, Aníbal Lins; dos coordenadores do movimento “Nomeação Já”, Gilsana e Laercio; da advogada dos aprovados, Aline Moraes, entre outros representantes da categoria.

A coordenadora do movimento “Nomeação Já”, Gilsana Penha, discorreu sobre os desafios enfrentados pelos aprovados no concurso, que desde 2011 esperam para serem, sequer, ouvidos. Gilsana afirmou, ainda, que os aprovados não estão pedindo emprego, mas cobrando aquilo que lhe é de direito: a nomeação.

O presidente do Sindjus, Aníbal Lins, exaltou o empenho e atuação do deputado Wellington do Curso em defesa das minorias e das diversas classes que vem representando, além de dizer, também, que cobrará do Poder Judiciário soluções para o caso e o Sindicato estará à disposição dos aprovados.

Para a advogada dos aprovados, Aline Moraes, ainda existem muitas irregularidades no concurso que precisam ser apuradas.

Na oportunidade, o deputado Wellington relembrou a Indicação nº 048, de sua autoria, que solicita à desembargadora Cleonice Freire, Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, que adote providências no sentido de convocar os aprovados do último concurso do Poder Judiciário, promovido em 2011.

“Recebemos o Ofício número 208/2015, em resposta ao Ofício nº 043 desta Casa, encaminhando a nossa Indicação ao presidente do TJ. A discussão travada no presente feito, ganha maior relevo ao se observar, ainda, a realidade sócio-econômica estadual, sendo o acesso ao cargo público uma das fontes de democratização ao acesso e consolidação de rendas locais como condição para proporcionar maior dignidade e bem-estar àqueles que se submetem e logram a aprovação nesse tipo de certame. Prezando o compromisso com a qualidade de prestação dos serviços públicos, coloco-me à disposição da Direção do Tribunal de Justiça do Maranhão e da Comissão de Concursados para servir como um dos interlocutores desta Casa Legislativa para o debate das alternativas e soluções para viabilizar a convocação de todos os candidatos aprovados no certame”, enfatizou.

Dentre os encaminhamentos levantados ao final da Audiência, ficou acertado um possível acordo com o TJ, através de uma outra audiência, com a participação do Sindicato, da Comissão dos Aprovados e com deputados e representantes da Assembleia. Foram solicitados, também, uma cópia do dossiê encaminhado pelo Sindjus ao CNJ, o recolhimento de todos os documentos e assinaturas para que sejam protocolados no CNJ e o posicionamento do Governo do Estado, além da oficialização de denúncia ao Ministério Público e a realização de uma Reunião Geral para o dia 4 de julho, na qual será feita a preparação para uma ação judicial coletiva antes do término final do prazo do concurso. Os aprovados solicitaram, ainda, dados ao CNJ e requisitaram a prestação de contas ao TCE sobre os gastos com pessoas do TJ.

sem comentário »

PEC da Terceirização

0comentário

PEC

O Projeto de Lei nº 4330/2004, também chamado de PEC da Terceirização, foi tema central do debate realizado na manhã desta sexta-feira (19), no auditório Viriato Correia, IFMA Monte Castelo. O evento, que teve como convidado especial o deputado federal Sibá Machado (PT-AC), líder do PT na Câmara Federal, foi uma iniciativa do SINDSEP (Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado do Maranhão), em parceria com vereador Honorato Fernandes e o deputado federal Zé Carlos.

Integraram a mesa de diálogos: deputado federal Zé Carlos (PT-MA); Adriana Oliveira, presidente da CUT-MA; vereador Honorato Fernandes (PT-MA); Cleber Reis, diretor de Organização e Relações Sindicais da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Maranhão; Pedro Armengol, dirigente nacional da CUT e o secretário geral do SINDSEP, Valter Cezar, que coordenou o debate.

Abrindo o evento o deputado federal Sibá Machado fez um resgate histórico das lutas enfrentadas pela classe trabalhadora ao longo dos anos, pontuando algumas direitos conquistados   como às 8 horas diárias de trabalho. Direitos estes, que, segundo o parlamentar, vêm sendo ameaçados com o avanço do pensamento de direita no Congresso Nacional.

O deputado apontou ainda os aspectos negativos do trabalho terceirizado, como a falta de expectativa de crescimento no ambiente laboral, jornadas excessivas e desvalorização salarial. De acordo com Sibá Machado, o único ponto positivo da PEC da Terceirização é a tentativa de regulamentação do serviço terceirizado, pois até hoje não existe legislação direcionada a esta modalidade de trabalho. Quanto à contratação de trabalhadores terceirizados para atividades-fim, Sibá posicionou-se contra, alegando que a proposta abre margem para a precarização do trabalho, uma vez que trabalhadores contratados para prestação de serviços não são cobertos pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Integrando a mesa do debate, o vereador Honorato Fernandes (PT-MA) ratificou a posição do deputado federal Sibá Machado, quando pontuou os avanços pelos quais o Brasil passou nos últimos anos, destacando a ascensão da classe C. Frisou ainda a importância do debate para fortalecer o processo de resistência contra as ameaças aos direitos trabalhistas.

“Este debate se faz necessário, pois todos precisam estar engajados na luta contra a precarização das relações de trabalho, sobretudo no que diz respeito à modalidade de terceirização, na qual os trabalhadores já sofrem com a enorme falta de perspectiva”, destacou o vereador Honorato Fernandes.

Na sua fala o deputado federal Zé Carlos destacou o papel da bancada feminina do PT e ressaltou a necessidade da união dentro do Partido para uma defesa consistente do Governo. Zé Carlos declarou que é necessário bater com mão não mesa e dizer não a projetos que ferem os direitos dos trabalhadores.

visita

Visita – Ainda na manhã desta sexta-feira o deputado Siba Machado, acompanhado do vereador Honorato Fernandes; do deputado federal Zé Carlos; do deputado estadual Zé Inácio; do presidente do Diretório Estadual do PT, Raimundo Monteiro o presidente do Diretório Municipal, Fernando Magalhães; visitaram o presidente da Assembleia Legislativa Humberto Coutinho.

A visita do deputado Siba Machado à São Luís foi encerrada com uma reunião com a executiva estadual e municipal do Partido dos Trabalhadores. Durante a reunião Sibá Machado falou sobre a necessidade do partido ficar unido e forte e que desta forma os problemas serão vencidos.

“As dificuldades são muitos mais temos história e ideais e não podemos esquecer do que nos faz forte: a nossa história e nossa união”, disse.

sem comentário »

Representação na Justiça

0comentário

SousaeAdriano

Três deputados estaduais entraram na tarde desta sexta-feira (19) com uma representação na Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão contra o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, por comportamento e conduta incompatível com o cargo público que ocupa.

A representação, assinada também pelos deputados estaduais Adriano Sarney e Andrea Murad, foi motivada principalmente pelas recentes declarações que Jefferson Portela deu em suas redes sociais ao se manifestar contra aqueles que não compartilham das convicções político-partidárias dele e do grupo político que atualmente governa o Maranhão.

Na Representação, os parlamentares destacam que, para o secretário, qualquer um que seja do político adversário são “lacaios da família Sarney” e todos os problemas enfrentados na segurança resultam de “malfeitos dos quatro desgovernos dessa Roseana”, como ele afirmou nas redes sociais. “Quais malfeitos? Estão apurados em processos judiciais? Não Tudo parte da opinião pessoal político-partidária-policial do representado”, ressaltam eles, no documento.

Sousa Neto também expôs ao Ministério Público que, nas redes sociais, o secretário também afirmou que “os cofres do Estado foram fechados e o sarneismo esperneia”, definindo que toda e qualquer crítica somente existe porque os críticos, com ou sem mandato, são “lacaios da família Sarney”.

“Fica evidenciado que Jefferson Portela ocupa o cargo de secretário contra os opositores do seu grupo político e todo e qualquer sarneista será alvo do Estado policial. As notícias correntes no Maranhão é que a prioridade do secretário de Segurança é adotar medidas policiais contra os sarneistas, especialmente contra gestores da administração passada”, conclui a representação.

Com a representação, os deputados argumentam que Jefferson Portela fere os princípios da impessoalidade, da moralidade e da eficiência na gestão pública. E propõem ao Ministério Público que ele seja processado por improbidade administrativa.

sem comentário »

Erro grosseiro no Ipem

3comentários

Ipem

Pegou mal para o Governo do Maranhão o erro grosseiro cometido no Arraial do Ipem. De forma acertada, o governo decidiu homenagear o cantador do Boi de Axixá, Donato Alves dando nome ao Arraial do Ipem e o nome de Humberto de Maracanã ao Arraial da Vila Palmeira.

Mas num erro grosseiro a placa colocada no Arraial do Ipem no lugar de Donato Alves – nome conhecido da nossa cultura, eis que aparece Nonato Alves. Mas quem é Nonato Alves mesmo?

Como é possível um erro desses? Não posso acreditar em desconhecimento. A secretaria de Cultura, Ester Marques é jornalista e pesquisadora da área. Além disso existe uma Secretaria de Comunicação exatamente para cuidar de toda a publicidade do Governo do Maranhão.

Para piorar ainda mais a situação, ninguém no governo conseguiu observar esse erro grosseiro e a tempo de corrigi-lo antes do início da programação oficial. Não apareceu ninguém, sequer para mandar retirar a placa antes que o nome fosse corrigido.

Será que o Governo do Maranhão não sabe sequer o nome de quem está homenageando?

3 comentários »

CPI no Maranhão

0comentário

Pedrinhas

A CPI do Sistema Carcerário Brasileiro da Câmara dos Deputados realizará a visita in loco ao sistema prisional maranhense. Os parlamentares que integram a CPI farão audiência pública com oitivas e uma visita ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, localizado em São Luís – MA. A previsão é que os deputados façam a visita no período da manhã de terça-feira(23), e as oitivas à tarde.

O pedido de diligência no sistema prisional maranhense é de autoria da deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA). Para ela, o histórico de problemas carcerários no Maranhão é reflexo do que acontece no restante do país.

“É uma agenda importante, pois o Maranhão faz parte da rota nacional de situação de vulnerabilidade no sistema prisional. […] Nós realizaremos oitivas e visitas no estado. Esta será uma contribuição importante da CPI para o país, pois a partir da realidade do Maranhão e dos dados que iremos colher, poderemos trabalhar para promover mudanças no sistema nacional brasileiro”, destacou Eliziane Gama (PPS-MA) que é membro da CPI.

De acordo com o presidente da CPI, Alberto Fraga os deputados também pretendem ouvir depoimentos de agentes penitenciários e parentes de detentos. Além disto, as entidades que acompanham a situação do sistema prisional do Maranhão também deverão ser ouvidas.

Conhecido como um dos estados com um dos piores sistemas penitenciários do país, o Maranhão nos últimos anos tem sofrido com superlotação, mortes, rebeliões, fugas e precariedade na estrutura das unidades.

sem comentário »