Imperatriz tropeça na estreia da Série D

3comentários

O Imperatriz empatou por 0 a 0 com o América-RN, no Frei Epifânio D’Abadia, pelo Campeonato Brasileiro Série D.

A partida foi fraca tecnicamente e o resultado foi ruim para o Imperatriz, pois numa competição rápida como é o Brasileirão Série D a vitória em casa é fundamental, principalmente porque o time de Natal é o adversário mais forte no grupo.

O meia Eloir que estreou no Imperatriz teve atuação apenas discreta.23

O resultado só não foi pior para o Imperatriz porque no outro jogo pelo grupo A¨, o Guarani de Juazeiro-CE empatou com o Belo Jardim-PE por 3 a 3.

Agora, o Imperatriz viaja no fim de semana para Pernambuco onde enfrenta o Belo Jardim, no domingo (29), às 16h. O América joga na terça (1º), às 16h, contra o Guarani de Juazeiro.

Foto: Antonio Pinheiro Silva

3 comentários »

Escândalo na PM é culpa de Flávio Dino, diz Adriano

4comentários

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) condenou, na tribuna da Assembleia nesta segunda-feira (23), a tentativa do governo Flávio Dino (PCdoB) de desqualificar a denúncia de utilização das forças policiais no interior para espionar opositores políticos. Segundo o parlamentar, está claro que houve uma ordem superior na hierarquia da Polícia Militar, que está subordinada diretamente ao governador do Estado, que é o comandante-chefe das forças de Segurança Pública.

“Por várias vezes nos últimos três anos subi a esta tribuna para denunciar as perseguições deste governo comunista. Uma delas foi o ocorrido em Mirinzal, quando o ex-prefeito, então candidato, foi preso no dia da eleição. Eu trouxe esse caso para a Assembleia. Discutimos isso em reunião e ficou claro que se tratava de uma prisão ilegal e imoral, de viés político eleitoral”, destacou Adriano.

Segundo o parlamentar, a base governista tenta defender as ações deste governo, mas falta argumentos para justificar tantas irregularidades. “Não adianta atacar a imprensa livre ou o grupo político adversário. Não adianta tentar botar a culpa em subordinados. A culpa disso tudo que está acontecendo é do governador, que é o chefe maior da Segurança Pública”, ressaltou o deputado.

Foto: Agência Assembleia

4 comentários »

Andrea Murad pede intervenção na Segurança

2comentários

Na tarde desta segunda-feira (23), a deputada Andrea Murad (PRP) protocolou Representação na Procuradoria Geral da República, denunciando o conteúdo dos documentos do Comando de Policiamento do Interior, sobre o monitoramento de lideranças de oposição ao governador Flávio Dino. O memorando encaminhado a todos os Comandos de Policiamento de Área e divulgado pela imprensa revelam o uso da estrutura do governo para benefício de um único partido, um único pré-candidato ao governo.

Os documentos pedem que “os comandantes deverão informar as lideranças que fazem oposição ao governo local, ‘ex-prefeito, ex-deputado, ex-vereador’, ou ao governo do estado que podem causar embaraço no pleito eleitoral”. E além desse levantamento eleitoral, solicitaram nome, telefone e demais informações pessoais dos juízes eleitorais, promotores e prefeitos de cada município.

“São ilícitos gravíssimos com o único objetivo de favorecer a reeleição do governador Flávio Dino do PCdoB. O secretário de segurança, Jefferson Portela, vale lembrar é filiado ao PCdoB, é membro do partido comunista, trabalha para beneficiar os projetos do seu grupo. Está ali, desde sempre, operando para engrandecer os projetos políticos de seu partido. Por que vocês acham que ele nunca saiu da secretaria. O governador o mantém permanentemente e diligentemente no cargo para favorecer os interesses particulares do partido comunista. A mando de quem? Lógico, do governador Flávio Dino. Por isso, estou requerendo que a procuradoria represente ao Supremo Tribunal Federal para que seja feita intervenção federal na Segurança Pública do Estado, a fim de que sejam designados interventores para comandar a Secretaria de Estado de Segurança do Maranhão e o Comando da Polícia Militar do Maranhão no pleito eleitoral de 2018”, discursou Andrea Murad.

Andrea ressaltou que o livre exercício das liberdades individuais e das eleições livres e democráticas, assegurado a todos os brasileiros na Constituição Federal, está sendo violentado pelo governador Flávio Dino ao transformar a Polícia Militar em polícia política típica dos sistemas totalitários como fez Hitler com a Gestapo e Stalin com a KGB. Em discurso, a deputada voltou a citar os escândalos que têm tomado a gestão do governador Flávio Dino e destacou a necessidade de demitir o secretário Jefferson Portela.

“Este memorando da PM é apenas um dos fatos criminosos que chocaram a todos nós com ampla repercussão nacional, inclusive com a abertura de investigação de ofício pelo Procurador Regional Eleitoral, Dr. Pedro Henrique. Cito ainda o enforcamento do médico Mariano, os habeas corpus do secretário de saúde para evitar uma investigação que pode derrubar o governo e culminar com sua prisão, todos negados. A delação forçada de um réu para incriminar um deputado desta casa de iniciativa do secretário de segurança Jefferson Portela. E quero, já requerer aqui verbalmente, quais as providências que esta Casa adotará para defender o Deputado Cutrim, alvo de um psicopata que usa, a mando de Flávio Dino, a Polícia Militar do Estado para fins políticos eleitorais, superando todos os limites. Se o governador não demiti-lo imediatamente é porque comandou a ordem para que a polícia perseguisse a oposição onde pudesse haver embaraços eleitorais ao governador na sua campanha para a reeleição”, destacou.

Leia o documento na íntegra

Foto: Nestor Bezerra

2 comentários »

Torcida do Moto tem obrigação de lotar Nhozinho

13comentários

A torcida do Moto tem mais do que obrigação de dar uma grande resposta aos seus jogadores no próximo domingo (29), às 16h, contra o Sparta-TO, pelo Campeonato Brasileiro Série D.

Após a conquista do Campeonato Maranhense, mesmo com graves problemas financeiros e atraso de salários, os jogadores do Moto deram mais uma grande demonstração de comprometimento com o clube.

Foram ontem ao inteior do Rio Grande do Norte e bateram o Assu, por 1 a 0, na estreia do Campeonato Brasileiro Série D.

Agora, o próximo jogo será em São Luís e o torcedor rubro-negro terá que mostrar a sua força e encher o estádio Nhozinho Santos.

No aspecto técnico, a presença do torcedor será fundamental para empurrar o Moto a mais uma vitória e no aspecto financeiro será decisiva para ajudar a amenizar o sufoco dos jogadores. Ou será que os torcedores não reconhecem o comprometimento desses guerreiros rubro-negros?

Nada justificará a ausência do torcedor Moto, no Nhozinho Santos, pois o time está bem focado e precisa do apoio do seu torcedor nesta caminhada rumo ao acesso à Série C. Ficar apenas reclamando nas redes sociais e blogs e não comparecer ao estádio não vai adiantar nada, pelo contrário só ajuda a agravar o momento tão difícil fora de campo.

Por outro lado, mesmo a torcida tendo a obrigação de fazer a sua parte, dirigentes e conselheiros devem também fazer a sua parte e garantir os recursos para que o clube possa atualizar o salário dos jogadores, pois já demonstraram que são homens e guerreiros que honram a camisa que vestem.

Restam aos dirigentes, honrarem, também os seus compromissos.

Foto: Lucas Almeida

13 comentários »

Fake news revelam preocupação com Roseana

7comentários

A preocupação com a possível candidatura da ex-governadora Roseana Sarney ao governo do Maranhão pelo visto vem atormentando o Palácio dos Leões.

No fim de semana, os “asseclas” que defendem o Palácio espalharam, inicialmente que Roseana não seria candidata ao governo, abrindo passagem ao irmão Sarney Filho.

A semana começou e já começaram espalhar o fake news que Roseana agora será candidata a deputada.

Em uma semana, Roseana foi candidata ao governo, ao Senado e agora à Assembleia Legislativa.

Até o governador entrou na onda de seus “asseclas” ao afirmar no fim de semana numa rede social: “Espero que a princesa da oligarquia dispute a eleição para o govervo”.

Mas Roseana se mantém alheia a tudo isso e sem dar nenhuma importância, no que entendo ser uma postura correta, pois ela, neste momento só pode dizer mesmo que pré-candidata e não vejo necessidade alguma de ficar afirmando isso todos os dias, pois por enquanto temos apenas pré-candidatos.

Roseana, realmente só deve assumir uma candidatura no momento oportuno como estabelece a legislação eleitoral.

Por enquanto, os fake news dos “asseclas” de Flávio só servem para mostrar que Roseana Sarney incomoda muito e verdadeiramente é uma ameaça ao governo comunista.

Vale o ditado popular: “Quem desdenha quer comprar!”

Foto: Paulo Soares/ O Estado

7 comentários »

Flávio Dino critica, mas quer aparecer no plim, plim

17comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) precisa decidir se realmente quer ou não quer aparecer na programação da TV Mirante. Ele “chora” direto nas redes sociais.

Mas é na TV que ele tanto critica que, ao mesmo tempo reclama por não aparecer como gostaria.

Por conta da reportagem exibida ontem pelo Fantástico sobre o uso político da Polícia Militar pelo Governo do Maranhão, Flávio Dino partiu para o ataque na rede social. Um, dois, três… um monte de posts seguidos.

Em uma das postagens, Flávio Dino define o jornalismo da emissora: “Só maldade e perseguição todos os dias, o dia inteiro. E chamam isso de “jornalismo”.

Mas entra em contradição ao reclamar que a emissora não cobre nada do seu governo.

“Essa tal TV do Sarney não faz reportagem sobre um único programa governamental. Nada”, disse.

Ora, se a “TV do Sarney” não faz jornalismo por qual motivo Flávio Dino quer tanto aparecer no plim, plim?

Nas suas críticas, Flávio Dino mostra que a mídia que lhe apoia e as redes sociais não tem o peso que gostaria que tivesse ou do contrário não ficaria o tempo todo incomodado com a TV do Sarney. Dói mais não aparecer na TV do Sarney do que aparecer em outros veículos.

Pelo visto, a audiência da TV do Sarney é mais uma obsessão do governador Flávio Dino…

Foto: Reprodução/ Rede social

17 comentários »

Deputados devem pedir intervenção nas eleições

3comentários

O deputado Eduardo Braide (PMN) disse que pretende chamar os policiais envolvidos no caso para serem ouvidos na Assembleia Legislativa. “Apresentarei um requerimento de convocação dos policiais que assinaram esses ofícios para prestar esclarecimentos à Assembleia sobre fatos. O argumento de que este foi um fato isolado sem a ordem do governo do estado não é verdade. Todos nós sabemos que a Polícia Militar é organizada com base na hierarquia e disciplina e nenhum policial tomaria uma atitude dessa sem uma ordem superior”, disse Braide.

O deputado Edilázio Júnior (PSD) revelou que já tinha suspeita de monitoramento de políticos que fazem oposição ao governo. “É um verdadeiro absurdo, que choca o estado de democracia, que temos que continuar vivendo no Maranhão. Mas, de forma velada, nós da oposição, já tínhamos a suspeita que isso tudo já vinham acontecendo, como grampos telefônicos clandestinos. O problema agora é colocar isso no papel. Chegamos a pedir uma auditoria no sistema guardião, que é utilizado pela Polícia Civil do Maranhão, para os devidos esclarecimentos, mas à época não tivemos apoio necessário. Agora vamos levar este assunto à tribuna da assembleia, pois usar a polícia dessa forma pode ser considerado até crime de responsabilidade”, disse o deputado.

Outro deputado, Sousa Neto (PRP), disse que teme este tipo de ação por ter relação a modelos seguidos por países como Venezuela e Coréia do Norte. “A Polícia Militar do Maranhão foi ordenada pelo governador do Estado do Maranhão a perseguir os opositores, a transformar o Maranhão numa Venezuela, numa Coréia do Norte. Isso é um acinte à democracia.”, destacou o deputado Sousa Neto.

“O memorando não esclarece ou motiva de forma idônea as razões da necessidade do ‘levantamento eleitoral’ solicitado. Também não observa direitos fundamentais presentes na Constituição que garantem a liberdade de manifestação e de expressão, bem como o livre exercício da convicção política”, diz trecho da nota do MPF.

A Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão se pronunciou por meio do seu vice-presidente. “Isso tem que ser apurado pelo Ministério Público, pois atenta contra o estado democrático de direito, além da liberdade de expressão e os princípios que norteiam o pleito eleitoral. Então é indiscutível que tenha que existir investigação para saber todos os que estão envolvidos neste ato”, Pedro Alencar, vice-presidente da OAB.

Nas redes sociais, o governador Flávio Dino (PCdoB) afirmou que a ordem não partiu dele e que mandou demitir o oficial que assinou o documento que assinou que, segundo o governador não tem valor legal.

“Não ordenei, não autorizei, não concordei. Mandei demitir o oficial que assinou aquele papel sem nenhum valor legal. Ele responderá a um processo disciplinar”, disse o governador em uma de suas publicações em uma rede social.

Leia no G1

3 comentários »

Bom Dia Brasil mostra ‘Polícia política’ de Flávio Dino

3comentários

Depois do programa Fantástico, foi a vez do Bom Dia Brasil exibir reportagem, nesta segunda-feira (23) sobre o uso político Polícia Militar pelo governo do Maranhão.

O escândalo com o surgimento da circular da PM que mandava monitorar políticos da oposição no Maranhão ganhou definitivamente repercussão nacional.

Os partidos de Oposição anunciaram que vão pedir intervenção federal nas eleições no Maranhão.

Nesta segunda-feira, na Assembleia Legislativa, um grupo de deputados vai pedir a apuração do caso.

“A Polícia Militar do Maranhão foi ordenada pelo governador do Estado do Maranhão a perseguir os opositores, a transformar o Maranhão numa nenezuela, numa Coréia do Norte. Isso é um acinte à democracia.”, disse o deputado Sousa Neto (PRP).

Nas redes sociais, o governador Flávio Dino afirmou que a ordem não partiu dele e que mandou demitir o oficial que assinou o documento que assinou que, segundo o governador não tem valor legal. O secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela nega que a ordem tenha partido dele ou do governador.

Veja a reportagem do Bom Dia Brasil

3 comentários »

Mais Saúde atende mais de 10 mil em Ribamar

0comentário

Mais de dez mil pessoas receberam atendimento médico durante todo o dia de sábado (21), e domingo (22), na 12ª edição do Mais Saúde, realizada na sede do Liceu Ribamarense I, no bairro do Mirititiua, em São José de Ribamar. O projeto, desenvolvido pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Saúde, em parceria com a Prefeitura de São José de Ribamar ofereceu diversas especialidades, serviços, e medicamentos voltados à crianças, jovens, idosos e gestantes.

De acordo com o prefeito Luis Fernando, esta foi a maior ação voltada a saúde já oferecida no município, fruto de parcerias constantes firmadas com o Governo do Estado. “Não temos dúvida de que esta é a maior ação social já realizada com oferta de serviços médicos à nossa população. A Prefeitura entrou com o espaço, profissionais da área e especialistas, a exemplo dos nossos oftalmologistas, e o Governo do Estado com o aporte de toda a estrutura, equipes médicas, e medicamentos. O resultado é sem dúvida o mais significativo possível, pois diminuímos distancias e proporcionamos atendimento”, disse o prefeito.

O governador Flávio Dino, que esteve presente a ação, falou da alegria em visitar mais uma vez o município, principalmente levando serviços tão significativos para a população em parceria com a Prefeitura.

“Me sinto muito feliz em retornar ao município de Ribamar ao qual sou tão bem recebido todas as vezes que por aqui passo. Hoje, de forma especial, visitando mais uma edição do Mais Saúde, realizada em parceria com o prefeito Luis Fernando, gestor ao qual tenho grande admiração pelo comprometimento que imprime em sua gestão. Não tenho dúvida que estamos alcançando a população com a aproximação e disponibilização de serviços importantes voltados a saúde”, garantiu o governador.

Na oportunidade, o governador Flávio Dino também foi homenageado pela Câmara Municipal com o título de Cidadão Ribamarense, proposto pela vereadora Marlene Monroe exatamente pela prestação de serviços voltada à diversas áreas do município. “O governador tem sido parceiro e tem contribuído de forma significativa no processo de reconstrução do nosso município”, lembrou a vereadora.

“Só posso agradecer e dizer que estou honrado em receber tamanha dedicatória lembrada pelo presidente da casa, Beto das Vilas, além é claro da dileta vereadora Marlene Monroe, reiterando a cada dia meu compromisso em trabalhar em prol dos ribamarenses e todo o povo do Maranhão”, agradeceu.

Acompanhado do prefeito Luis Fernando e do vice-prefeito Eudes Sampaio, o governador ainda visitou as instalações da Maternidade Municipal. O equipamento, que também foi reconstruído e equipado pelo prefeito Luis Fernando na sua gestão anterior, hoje conta com salas amplas e equipadas, além de enfermarias, leitos e salas de amamentação e embelezamento, esta última, criada especialmente para que às gestantes pós-parto recebam atendimento voltado a oferta de serviço de beleza. A Maternidade já se tornou referência na oferta de serviços, projetos e programas voltados às gestantes ribamarenses.

Mais Saúde

Durante todo o sábado e domingo, foram oferecidas consultas médicas nas áreas de clínico geral, pediatra, oftalmologia, dermatologia, orientações sobre saúde bucal, tabagismo, diabetes e hipertensão, além da emissão do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ainda foram oferecidos na Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer, exames preventivos, laboratoriais e consultas odontológicas. Durante o Mais Saúde, vacinas foram disponibilizadas para atualização da carteira de vacinação das crianças.

Também foram oferecidos testes rápidos (sífilis, HIV e hepatites), serviços de enfermagem (aferição de pressão e teste de glicemia) e serviço social. A ação disponibilizou, ainda, posto do VIVA Cidadão com emissão de RG, CPF e antecedentes criminais.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Fantástico repercute uso político da PM no Maranhão

1comentário

O programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, exibiu na sua edição deste domingo (22) reportagem sobre a circular da Polícia Militar que mandava monitorar políticos da oposição no Maranhão.

O Ministério Público Federal (MPF) instautou um procedimento para apura o caso e pediu esclarecimentos ao governo do Maranhão. Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral (PGE) o documento fere a Constituição e a ordem pode ser considerada abuso de autoridade porque usa agentes públicos para beneficiar um candidato ou partido político.

“A Polícia Militar do Maranhão foi ordenada pelo governador do Estado do Maranhão a perseguir os opositores, a transformar o Maranhão numa Venezuela, numa Coréia do Norte. Isso é um acinte à democracia.”, destaca o deputado Sousa Neto (PRP).

“Amanhã mesmo apresentarei um requerimento de convocação dos policiais que assinaram esses ofícios para prestar esclarecimentos à Assembleia sobre fatos”, disse o deputado Eduardo Braide (PMN).

“A gente vê uma organização prévia da nossa polícia que é uma política de estado, ela não tem lado político se organizando para ser uma política de governo querendo escolher lado para atuar nas eleições”, Pedro Alencar, vice-presidente da OAB.

Nas redes sociais, o governador Flávio Dino afirmou que a ordem não partiu dele e que mandou demitir o oficial que assinou o documento que assinou que, segundo o governador não tem valor legal.

O secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela nega que a ordem tenha partido dele ou do governador.

Veja a reportagem na íntegra

1 comentário »