Sampaio vence em Araraquara pela LBF

1comentário

Atrás no placar a menos de três minutos para o fim, o Sampaio Basquete buscou a reação para vencer o SESI Araraquara no Gigantão por 66 a 63 e conquistar a quinta vitória consecutiva na temporada. A equipe do argentino Cristian Santander tem agora 14 triunfos em 17 jogos, com 82,4% de aproveitamento na segunda posição – a Bolívia já sabe que irá encarar o Ituano Basquete nas quartas de final.

Pela primeira vez na temporada, houve tríplice empate de cestinhas. Silvinha, do SESI, Agustina Leiva e Raphaella Monteiro, do Sampaio, fizeram 18 pontos cada. A ala do tubarão ainda teve um duplo-duplo com 14 rebotes, além de 4 assistências e 29 de eficiência para ser a MVP no Gigantão. Aline Moura veio logo atrás, com 17 pontos e 8 rebotes para as donas da casa.

Se o primeiro período foi do Sampaio, que venceu por todo o tempo e fechou com parcial 18-13, o segundo quarto foi de domínio araraquarense, que com o auxílio dos 9 pontos de Silvinha, foi mais eficiente e fez o dobro de pontos do adversário para ir ao intervalo com 5 de vantagem.

No segundo tempo, a Bolívia usou o jogo interno de Rapha Monteiro para tirar a diferença e se manter no jogo. No quarto final, Moura e Leiva travaram bom duelo no garrafão, com a argentina convertendo 10 dos 20 pontos finais do Sampaio.

A três minutos do fim, Monteiro empatou e virou a partida para o tubarão, ao passo que Leiva converteu 5 pontos a menos de dois minutos por jogar para consolidar a quinta vitória boliviana no returno.

As duas equipes encerram suas participações na primeira fase fora de casa, nesta quinta-feira (27), às 19h. O SESI pega o São Bernardo às 19h, enquanto o Sampaio Basquete joga em Campinas contra o líder Vera Cruz Campinas, em nova reedição das Finais de 2018 – a equipe paulista venceu o primeiro embate da temporada no Maranhão.

O Sampaio Basquete tem o patrocínio da Cemar e do Governo do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Foto: Ellen Costa

1 comentário »

Juscelino defende diálogo sobre concessão dos Lençóis

0comentário

O coordenador da bancada federal do Maranhão, deputado Juscelino Filho (DEM), classificou como “excelente” a reunião desta terça-feira (25) com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para discutir a possível concessão do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que está inserido em três municípios maranhenses: Barreirinhas, Primeira Cruz e Santo Amaro. De acordo com o parlamentar, este primeiro diálogo serviu para que a bancada maranhense tomasse conhecimento dos detalhes relacionados à intenção do governo federal em conceder a exploração econômica do parque à iniciativa privada.

Juscelino Filho garantiu que ainda não existe nenhuma definição sobre o assunto. Segundo o coordenador da bancada, nem mesmo um modelo de como seria realizada essa possível concessão é definido pelo governo federal. Por isso, defendeu um diálogo mais profundo a respeito do tema.

“Segundo o ministro, ainda não existe um modelo pronto. O Ministério está iniciando com um primeiro lote de concessão que vai ser de quatro parques nacionais no Rio Grande do Sul e que, dependendo do diálogo com a bancada, com o Estado e com as comunidades, nosso Parque dos Lençóis pode vir ou não a entrar no segundo lote, junto com a Chapada das Mesas, Parque Nacional de Jericoacora, Chapada dos Veadeiros, Jalapão. O ministro nos garantiu que esse modelo ia ser construído e que ia ser feito todo o diálogo possível com as comunidades  visando sempre o melhor para todas as partes envolvidas no processo. Foi essa a linha de discussão. É preciso dialogar mais”, afirmou o deputado federal.

Ainda de acordo com Juscelino Filho, o momento é de acompanhar de perto os rumos dessa discussão junto ao governo federal, que já se posicionou favorável à concessão por estar sem condições orçamentárias de investir e cuidar melhor da área. O ministro Ricardo Salles disse à bancada do Maranhão ser importante aproveitar o ecoturismo para atrair investidores ao país.

“Vamos acompanhar de perto para saber como vai ser o desenrolar e o modelo que o governo federal vai adotar nesse primeiro lote de concessão, que vai ser com quatro parques nacionais no Sul do Brasil. O ministro nos disse hoje o setor público está sem condições orçamentárias de investir e cuidar melhor da área. Ele citou a situação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que é responsável em fiscalizar essas áreas, mas que tem um déficit de pessoal e orçamentário, o que impossibilita que ele possa fazer isso bem feito”, revelou.

Na reunião, o ministro do Meio Ambiente defendeu que a concessão possa atrair investidores para o Brasil por meio do ecoturismo. Ricardo Salles se comprometeu, ainda, a fazer uma visita oficial, no segundo semestre, ao Parque dos Lençóis e à Chapada das Mesas com a bancada maranhense.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Felipe Camarão comemora números da Educação

2comentários

Desde 2015, o Maranhão melhorou todos os indicadores avaliados do Ensino Médio e do Fundamental. Os dados são do Anuário Brasileiro da Educação Básica, divulgado nesta terça-feira (25) pela ONG Todos Pela Educação.

A melhora se deu ao mesmo tempo em que o Programa Escola Digna se espalhou pelo Estado, com a entrega de mais de 850 colégios construídos ou reformados desde então.

O Ensino Médio foi um dos que mais avançaram. Na rede pública, essa fase é de responsabilidade do Estado. As demais estão na esfera municipal. A taxa de matrículas no Ensino Médio era de 59,1% em 2014. Em 2018, subiu para 63,5%. O desempenho é melhor que a média do Nordeste, que ficou em 60,4%.

Considerando os jovens de 19 anos que concluíram o Ensino Médio, a taxa passou de 45,2% para 52% no período. Ainda de acordo com a pesquisa, a escolaridade média da população entre 18 e 29 anos subiu de 9 anos de estudo para 10,5 anos de estudo de 2014 a 2018.

Ideb – Outro índice mencionado pelo estudo do Todos pela Educação – e que já era conhecido – é o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que passou de 2,8 para 3,4 entre 2013 e 2017. Essa nota mede a qualidade das escolas públicas do Ensino Médio.

“Os dados apresentados pelo relatório do Todos pela Educação só reforçam nossa certeza de que a educação é um investimento extremamente importante. A ascensão dos índices maranhenses apresentados no documento coincide com os esforços envidados pelo governador Flávio Dino, que com o Programa Escola Digna tem tentado corrigir muitos déficits que o Maranhão acumulou ao longo de décadas”, diz o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

“Esses resultados só nos engrandecem e motivam para continuarmos nesse caminho da transformação social, que passa pela educação”, acrescenta.

Ensino Fundamental e creches – O Anuário também mostra que o Maranhão aumentou as matrículas no Ensino Fundamental de alunos entre 6 e 14 anos de 96,5% para 97% entre 2014 e 2018. Nas creches, o índice de frequência de crianças até 3 anos subiu de 26% para 29,6% entre 2014 e 2017. Os dados de 2018 não foram incluídos.

Na pré-escola, com crianças de 4 e 5 anos, o índice cresceu de 93,8% para 97,2% entre 2014 e 2017.

Blog do Jorge Aragão

2 comentários »

Adriano reivindica melhorias para policiais civis

0comentário

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta terça-feira (25), para apresentar a pauta de reivindicações dos policiais civis do Maranhão.

Segundo o líder da oposição, os policiais civis estão reivindicando aposentadoria digna, nova política salarial, contratação de novos policiais civis e maior respeito ao direito de progressão, reposição infracionária, reajuste salarial igualitário e diárias antecipadas.

“A Polícia Civil passa por um momento muito delicado, em que precisa ter um diálogo com o Governo do Estado. Existe uma ameaça de greve que será muito prejudicial à segurança pública do Estado do Maranhão”, afirmou o deputado.

O parlamentar lembrou que no final de 2018 foi aprovado na Assembleia Legislativa do Maranhão o orçamento que previa a nomeação de novos policiais civis e militares. No entanto, o Governo do Estado não nomeou os profissionais.

“A Assembleia Legislativa tem uma grande importância na intermediação entre Polícia Civil e Governo do Estado. Nossa última atuação foi mediante o Projeto de Lei em que o governador reduzia o adicional noturno e insalubridade dos policiais civis. Identificamos a alteração, nos reunimos com os policiais civis, denunciamos na imprensa e o resultado foi uma vitória da oposição. O governador reenviou o projeto a esta casa sem alteração dos benefícios dos servidores”, disse o deputado.

Adriano participou, na manhã desta terça-feira (25), da manifestação pública em defesa da aposentadoria e dignidade dos policiais civis, realizada em frente à Delegacia Geral pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Raimundo Penha assegura apoio à Cultura Popular

0comentário

O vereador Raimundo Penha (PDT) prestigiou, recentemente, diversos arraiais juninos espalhados na Grande Ilha de São Luís.

Somente no último fim de semana, o parlamentar esteve nos bairros da Forquinha, Liberdade, São Bernardo, Cohab, Vila Passos, Miritiua e Juçatuba – estes dois últimos pertencentes ao município de São José de Ribamar.

Em alguns dos eventos, o pedetista participou das atividades acompanhado do deputado estadual licenciado e atual secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser.

Raimundo Penha foi o padrinho dos Bois de Miritiua, Leonardo e Juçatuba. Ao todo, foram mais de 20 batizados.

“Estamos, desde a semana passada, participando de uma maratona de visitas à arraiais e batizados de grupos de Bumba Boi. Para mim, é uma satisfação poder estar prestigiando as nossas brincadeiras e, claro, esta também é uma oportunidade de rever amigos e de ouvir a população”, afirmou.

Além da maratona de visitas aos terreiros juninos e participação em batizados, Penha também está apoiando várias brincadeiras e circuitos alternativos, como foi o arraial do Liceu Maranhense, tradicional escola pública da capital maranhense.

Também participou e apoiou o arraial da Feliz Idade, evento que aconteceu no Centro de Convivência dos Servidores do IPAM, no bairro do Olho D’Água, e reuniu centenas de idosos que participam de projetos sociais da prefeitura e também de ações desenvolvidas através de recursos de emendas destinadas pelo próprio vereador.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Diego Galdino destaca importância do Nosso Centro

1comentário

Merecidamente, o Centro Histórico de São Luís vai receber um conjunto de ações estruturantes para promover ainda mais a cultura e o turismo, movimentar a economia e valorizar a área. Essa é a proposta do programa Nosso Centro, iniciativa do Governo do Estado, lançado nesta segunda-feira (24), no Palácio dos Leões. (Clique aqui e veja o vídeo).

O Nosso Centro consiste em obras de infraestrutura como a construção de acessos, novas áreas de estacionamento, melhoramento de estruturas como calçadas, meios fios e outros elementos. O trabalho será desenvolvido em polos prioritários agregando cultura-lazer-gastronomia, e também o habitacional, institucional, comercial, turístico e tecnológico. A intervenção compreende áreas de tombamento estadual, federal e zona central da cidade, com obras do Governo do Maranhão, Prefeitura de São Luís e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“Esse é um projeto fantástico. No que tange a nossa pasta, vamos potencializar o fomento à ocupação da área, com realização de atividades e apresentações culturais, tornando o Centro Histórico referência de Cultura e lazer para a população e turistas, além de preservar e difundir o patrimônio cultural material e imaterial do Estado”, destacou o secretário Diego Galdino.

A Secma já vem desenvolvendo uma série de atividades no Centro Histórico de São Luís, como é o caso do Natal Encantado na Praça Pedro II, o Carnaval que contagiou a Beira Mar, o Projeto Mais Cultura e Turismo, o São João que atualmente tem levado multidões e Paraia Grande e muito mais.

Foto: Reprodução

1 comentário »

Goleada deixa Sampaio em alerta na Série C

4comentários

A goleada sofrida pelo Sampaio para o Imperatriz pelo Campeonato Brasileiro Série C acendeu a luz amarela no Tricolor.

Nos últimos quatro jogos, foram três derrotas e apenas uma vitória. O Sampaio foi goleado pelo então lanterna Treze em Campina Grande por 3 a 0. Depois perdeu, em São Luís para o Náutico por 2 a 0. Venceu o lanterna ABC com o placar magro de 1 a 0 e ontem foi goleado pelo Imperatriz por 3 a 0, no Frei Epifânio.

Quem o técnico Julinho Camargo pensa que vai enganar ao tentar justificar que o Sampaio foi melhor do que o Imperatriz é mesmo assim levou três patadas do Cavalo?

Para o goleiro Andrey foi vergonhoso, mas para Julinho injusto. Não sei não, mas tem algo muito grave acontecendo no Sampaio.

Os resultados mostram que o time comandado pelo técnico Julinho Camargo anda em queda livre e por isso já se comenta nos bastidores do clube uma possível mudança no comando técnico. Mas será que vão esperar perder mais uma?

Derrotas em jogos fora de casa numa competição equilibrada como é a Série C até parecem normal, mas no caso do Sampaio o que preocupa é a forma como a equipe vem jogando.

Não vamos tomar como parâmetro os jogos com o Palmeiras pela Copa do Brasil, pois nem de longe aquele é o padrão de jogo do Sampaio.

A mim parece que Julinho Camargo não tem o comando da equipe e que os jogadores indicados por ele ainda não corresponderam.

A partida do próximo domingo pode ser o divisor de águas no Sampaio. Um novo tropeço diante do Confiança e não restará outra alternativa ao Sampaio, senão mudar o treinador, além de buscar reforços que resolvam de verdade.

Não vejo, ainda, o Sampaio correndo risco de rebaixamento, mas o fato de começar a se afastar do G4 é muito ruim, pois as outras equipes parecem começar a reagir e o Sampaio segue despencando, por isso algo precisa ser feito o quanto antes.

O fato é que a luz amarela está acesa e o futuro do Sampaio passou a ser uma grande interrogação.

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

4 comentários »

Policiais protestam por melhores condições de trabalho

0comentário

Policiais civis fazem protesto desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (25) em frente ao prédio da Delegacia Geral, na Avenida Vitorino Freire, na Praia Grande, em São Luís. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol), a manifestação atende a duas pautas, uma nacional e outra estadual.

No protesto, os policiais colocarem cruzes na calçada da Delegacia Geral em alusão aos policiais civis mortos durante a gestão do governador Flávio Dino. “Mais de 40 policiais civis faleceram nesse governo sem a valorização prometida”, diz sindicato. Depois das 11h30, os policiais saíram em passeata até o Palácio dos Leões, sede do governo.

Na pauta estadual, o sindicato cobra do governo melhores condições no ambiente de trabalho, pedindo o aumento do efetivo, o fim do desvio de função em alguns casos, além de reposição inflacionária, reajuste salarial, progressões na carreira e pagamento de diárias e horas-extras.

No âmbito nacional, a reclamação atende a uma convocação da Cobrapol (Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis) e protesta contra a reforma da Previdência. Nesta demanda, os policiais civis têm o apoio de policiais federais e rodoviários federais.

Mais protestos

Outra manifestação, também nesta terça-feira (25), é da categoria dos vigilantes. Neste caso, a concentração foi na porta da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no Outeiro da Cruz. A reclamação é por atraso de salários de terceirizados de uma empresa de vigilância patrimonial que presta serviço para a SSP.

Os funcionários reclamam de dois meses de atraso e a empresa reclama da falta de repasse de verba há cerca de cinco meses por parte do governo. Desde o fim de semana, os vigilantes não estão nos postos de trabalho, deixando sem vigilância delegacias e superintendências ligadas a segurança pública.

G1 entrou em contato com a SSP para saber o posicionamento da secretaria sobre as duas manifestações e aguarda resposta.

G1 MA

sem comentário »

Famem oferece curso eSocial para órgãos públicos

0comentário

A Escola de Gestão Municipal da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Famem, vai iniciar sua programação do segundo semestre, oferecendo o curso eSocial para Órgãos Públicos, ministrado por Cícero Viana de Sousa.

O curso será realizado no dia 2 de julho na sede da Famem (Avenida dos Holandeses, 6 – Quadra 8, Calhau) e tem carga horária de quatro horas. As inscrições são gratuitas e já estão abertas.

O eSocial é um banco de dados único contendo informações trabalhistas, estatutárias, previdenciária, fiscal, fundiária e tributárias dos órgãos públicos e empregados. Qualquer pagamento feito a pessoa física tem obrigatoriamente de ser informado ao eSocial.

A administração pública, direta e indireta, envolvendo órgãos e instituições públicas, está incluída dentre os empregadores obrigados a informar pelo eSocial, tendo suas responsabilidades definidas pela Constituição, leis e regulamentos.

Assim, todos os empregadores estão obrigados, incluindo o Poder Público federal, estadual e municipal. Para o poder público, a implantação do eSocial foi iniciada em 14 de janeiro deste ano, conforme resolução nº01 do Comitê Diretivo.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Assembleia aprova ‘Lei da Recompensa’ contra o crime

0comentário

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou nesta segunda-feira (24) a “Lei da Recompensa”, de iniciativa do deputado estadual Dr. Yglésio (PDT). Se antes o crime organizado pagava pelo silêncio, agora o Sistema de Segurança Pública contra-ataca recompensando o cidadão comum por informações que possam servir à prevenção, à repressão e à investigação de crimes.

O deputado estadual Dr. Yglésio (PDT), autor do anteprojeto de lei, considera que é mais fácil vencer o crime com informação. “No que tange à segurança pública, sempre considerei que é mais fácil vencer o crime com informação em detrimento da truculência repressiva. O caminho para vitória contra os bandidos é ataca-los no coração de seus planos criminosos.”, defendeu Yglésio.

Para o deputado agora é o momento de maturação da lei para que a população possa ter conhecimento dessa possibilidade de contribuir para a redução da criminalidade no estado do Maranhão. “Agora temos que divulgar plenamente perante a sociedade para discuti-lo e que a sociedade conheça de fato que agora esse é mais um instrumento de combate ao crime, com inteligência”, ponderou Yglésio. Agora a lei segue para a sanção do governador Flávio Dino.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »