Há algo na vida mais importante que as mulheres?

0comentário

Há dois dias comemorou-se o Dia Internacional da Mulher, data que por tamanha importância, não poderia deixar de tecer alguns comentários, até como demonstração de gratidão, respeito e reconhecimento pela importância que as mesmas dispõem na minha vida.

Deixei meu coração e meus pensamentos soltos para que pudesse dizer o que sentia sem a preocupação de retocá-los ao falar sobre as mulheres. Comecei a me fazer inúmeras perguntas e as respostas sempre apontavam para as mulheres. Se não, vejamos: o que há de mais importante na vida do que as mulheres? O que seria de nós homens se as mulheres não existissem? Como nasceríamos sem as mulheres? Como iríamos prorrogar a espécie humana, sem as mulheres?   Como seria nosso crescimento, nosso desenvolvimento, sobretudo nos primórdios? Quem nos amaria, sem ser as mulheres? Quem nos defenderia quando estamos inseguros e indefesos? Quem nos colocaria no colo nas angústias, no sofrimento e na dor? Quem cuidaria dos nossos filhos mais que as mulheres? Quem nos daria prazer com paixão? Quem nos acompanharia até a morte e umas preferem inclusive morrer a deixar que o homem morra?

Fui mais longe quando constatei que minha inquietude refletida nestas perguntas obscureceu minha razão, ao ver que em tudo a mulher está presente, e, exercendo um papel indispensável em vários sentidos da vida. Poderia eu, até sem exagero, dizer que não fossem as mulheres, nós não existiríamos ou se viéssemos a existir certamente não seria na forma como nós nos concebemos, pois está na mulher, nossa maior inspiração.

Então, percebo que é muito pequeno o tributo às mulheres quando se consagra apenas um dia, mesmo sendo internacional, para exaltá-las e referenciá-las, pois são elas as grandes razões da vida. Portanto deveríamos exortar nossa gratidão sempre, todos os dias.

Este reconhecimento do valor de vocês mulheres na vida não é só meu e sim de todos. Apesar disto, ainda não sanamos nossa dívida com vocês. Fomos maus, injustos, preconceituosos, arrogantes ao segregá-las, subjugá-las, discriminando-as ao longo da história.

Foram séculos de dominação machista sem a qual cresceríamos bem mais do que crescemos na vida, porém graças a sua arrojada capacidade de luta, sua tenacidade, braveza e inconformação, estão virando jogo adquirindo reconhecimento, importância, notoriedade e valor e, sobretudo dignidade pela relevância de seu ser.

Há quem diga, erroneamente, que por trás de um grande homem há uma grande mulher. Nenhuma mulher está por trás de homem nenhum, a mulher ou está na frente ou no mínimo ao seu lado, para compartilhar. Homem e mulher são faces distintas de uma mesma moeda. Nenhum é mais importante do que o outro, sobretudo em gêneros. Homem e mulher devem estar um do lado do outro sempre para dar sentido à vida.

Quero, portanto, nesta minha crônica, homenageá-las tão somente, reconhecendo de forma muito modesta o quão são importantes e imprescindíveis na vida, ao mesmo tempo pedir a Deus que as protejam sempre e que prossigam com suas lutas de reconquitas.

Para finalizar gostaria de enviar um beijo e um abraço muito carinhoso às mulheres mais importantes de minha vida, sem as quais não chegaria a lugar algum: Rita Palhano, minha mulher, Pilar e Ludmila, minhas filhas e a minha mãe Lalá Palhano, que embora já tenha falecido, a mantenho viva dentro de mim. Parabéns às mulheres!

 

Sem comentário para "Há algo na vida mais importante que as mulheres?"


deixe seu comentário