Veja os vencedores do Troféu Mirante Esporte 2018

3comentários

A TV Mirante escolheu nesta quinta-feira (31) os melhores atletas de 2018, na 14ª edição Troféu Mirante Esporte.

A grande noite de premiação aconteceu no Teatro Arthur Azevedo e teve como convidado e homenageado especial o ex-jogador de futebol Bebeto, tetracampeão do mundo pela Seleção Brasileira em 94.

Foram escolhidos os melhores atletas em 27 modalidades esportivas, o atleta do ano pelo júri técnico e votação popular, federação destaque, alem de homenagens especiais a empresas e personalidades que contribuem com o desenvolvimento do esporte no Maranhão, dentre eles o técnico de natação Alexandre Nina, além do ex-jogador Wamberto e da atleta de handebol, Ana Paula Rodrigues.

Veja os vencedores:

Atletismo – Francisco de Sousa Sena Neto
Automobilismo – André Luiz Rodrigues de Carvalho Filho
Badminton – Kleber Zaidan de Carvalho Silva
Basquete – Alcidésia Mendes Matias
Beach Soccer – Adriele Rocha da Silva
Capoeira – Gercivania Santos Martins (Amarauê Capoeira)
Ciclismo – Paulo Sérgio Cabral
Fisiculturismo – José Ribamar Galvão
Futebol – William da Conceição Silva
Futsal – Liamara Diniz Abreu
Ginástica – Letícia Aparecida Soares Garcez
Handebol – Carlos Magno da Silva Santos
Jiu-Jitsu – Gabriel Soares
Jogo de Damas – Karoliny Santos Vieira
Judô – Márcio Mesquita Barbosa
Karatê – Hanna Gabrielle Silva Nunes
Kitesurf – Bruno Lobo
Motociclismo– Constantino Ferreira de Castro
Natação – Thayara França Cardoso
Sinuca – Marcos Vinícius Araújo Silva (Anaconda)
Surf – Carlos Eduardo de Castro Silva
Tênis de Mesa – Thomas Kalvin Aguiar Oliveira Sousa
Tênis de Quadra – Luis André Gurgel Figueiredo
Tiro Esportivo Emir Wendler
Triathlon – Sara Dutra
Voleibol – Pablo Neruda Linhares Silva
Xadrez – Nicolau Duailibe Leitão
Federação destaque – Voleibol
Melhor atletaVoto popular – Letícia Melo (Fisiculturismo)
Melhor atleta/júri técnico – Bruno Lobo (Kitesurf)
Homenagens especiais – Bebeto (ex-jogador), Ana Paula (Handebol), Wamberto (ex-jogador) e Alexandre Nina (Natação)

3 comentários »

Moto vence o Santinha e assume a liderança

2comentários

Em mais uma partida de baixo nível técnico no Campeonato Maranhense, o Moto venceu o Santa Quitéria, nesta quinta-feira (31), por 1 a 0, no Estádio Pinheirão.

Com o resultado, o time rubro-negro mantém 100% de aproveitamento e assumiu a liderança da competição com 9 pontos ganhos, após a terceira rodada.

O técnico Wallace Lemos optou por uma equipe mista e o Moto caiu muito de produção em relação aos dois primeiros jogos no Estadual. Valeu apenas os três pontos e nada mais.

O gol da vitória foi marcado no segundo tempo. Numa cobrança de faltas, Léo Paraíba bateu e o goleiro Alan Costa rebateu nos pés de Vitor Salvador que fez 1 a 0.

Com o gol, o Moto passou a explorar os conta-ataques, mas errava sempre no passe final. O Santa Quitéria foi com tudo buscar o empate e aproveitava as várias faltas laterais feitas pelos jogadores do Moto.

O Moto ainda teve o zagueiro Lucas Dias expulso por reclamação, o que complicou muito no fim do jogo, obrigando o goleiro Rodolfo a fazer algumas defesas.

O próximo jogo do Moto será o clássico com o Sampaio, no sábado (9) de fevereiro, às 17h, no Estádio Castelão. O Santa Quitéria enfrenta o maranhão, no domingo (10), às 16h, no Estádio Castelão.

Foto: França Melo

2 comentários »

Edivaldo antecipa salários de servidores do município

0comentário

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior inicia o ano antecipando em quatro dias o pagamento dos servidores municipais e os salários de janeiro dos servidores municipais estarão nas contas nesta sexta-feira (1º). Conforme o decreto N° 51.777, que estabelece as datas máximas de quitação da folha de pagamentos, o salário seria pago no dia 5 de fevereiro. Assim como nos anos anteriores, a gestão municipal elencou como prioridade a valorização do funcionalismo público municipal.

“Nossa política de valorização do servidor tem como um de seus principais pilares o pagamento em dia e, sempre que é possível, antecipamos a folha por entendermos que isso é uma forma de valorização dos nossos servidores. A medida também tem impacto positivo na economia da nossa cidade, pois incentiva o comércio de bens e serviços. Nossa prioridade é manter em dia o calendário de pagamentos, reconhecendo a importância do servidor municipal para a prestação de um serviço de qualidade à população”, enfatiza o prefeito Edivaldo.

O secretário municipal da Fazenda (Semfaz), Delcio Rodrigues, frisa que a Prefeitura vem equilibrando as contas públicas a partir de um rígido planejamento orçamentário. “Quem faz o serviço público são os nossos servidores, que merecem ser valorizados. A antecipação salarial é resultado de muita organização e planejamento da gestão do prefeito Edivaldo”, garantiu o titular da pasta.

Os servidores municipais podem ter acesso às informações dos seus vencimentos em todos os terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. Basta acessar a opção Outros Serviços, escolher a opção Contracheque BB e depois informar o número da matrícula e o mês desejado do documento.

Além dos terminais do Banco do Brasil, a informação sobre vencimentos também pode ser acessada pelo site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), no Portal do Servidor, no menu esquerdo da home, informando a matrícula e a senha.

sem comentário »

MP aciona Prefeitura de Paço do Lumiar

0comentário

O Ministério Público do Maranhão ajuizou Ação Civil Pública (ACP) com o objetivo de garantir a implantação da Ouvidoria do Sistema Único de Saúde (SUS) em Paço do Lumiar.

Foi pedido ao Poder Judiciário, em caráter liminar, que determine ao Município a instalação da Ouvidoria no prazo de 90 dias, instituída, preferencialmente, por lei. Devem ser considerados, segundo o MPMA, estrutura organizacional, cargos e funções.

Desde abril do ano passado, a 1ª Promotoria de Justiça tem tentado, extrajudicialmente, fazer com que o Poder Executivo cumpra com a obrigação de instalar o órgão. Mesmo assim, nenhuma medida foi adotada.

Em 10 de abril, foram expedidos ofícios ao procurador geral do Município e ao secretário municipal de Saúde requisitando informações sobre a existência da Ouvidoria e, em caso negativo, as dificuldades para instalar o órgão e os cronogramas de ações.

No mês seguinte, foi realizada reunião na sede do MPMA em Paço do Lumiar com o secretário municipal de Saúde, o assessor jurídico da pasta e o procurador-geral adjunto do Município.

Na ocasião, a promotora de justiça Gabriela Brandão da Costa Tavernard propôs a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) prevendo diversas obrigações a serem cumpridas pela Prefeitura de Paço do Lumiar. A minuta do documento foi entregue ao procurador adjunto.

Foi fixado prazo de dez dias para que a Secretaria Municipal de Saúde avaliasse as cláusulas da minuta de TAC e no dia 1º de maio haveria nova reunião para o Município se manifestar. Em resposta, no dia 11 de maio, a Procuradoria Geral do Município informou que Paço do Lumiar estaria habilitado a utilizar o Serviço Nacional de Ouvidoria do SUS e ainda encaminhou cópia do projeto de lei sobre a criação da Ouvidoria Municipal de Saúde.

Em junho, o Ministério Público requisitou informações à Secretaria Municipal de Saúde e à Procuradoria Geral do Município informações sobre o encaminhamento do projeto de lei à Câmara Municipal.

Também foi realizada nova reunião na sede das Promotorias de Justiça com representantes da Secretaria Municipal de Saúde e assessoria jurídica. Foi estabelecido prazo de 15 dias para cumprimento das medidas.

Após esse período, o Ministério encaminhou novos ofícios aos representantes do Município de Paço do Lumiar e, em agosto, foi emitida Recomendação ao prefeito Domingos Dutra e ao secretário municipal de Saúde para que adotassem providências administrativas imediatas para instalar a Ouvidoria. O Poder Executivo deveria se manifestar em 30 dias úteis, mas não adotou nenhuma providência.

“Contudo, o Município permaneceu inerte, não apresentando qualquer resposta ou justificativa. Assim, outra alternativa não teve este Órgão Ministerial a não ser propor a presente ação, como forma de exigir a prestação de obrigação de fazer por parte do ente municipal, a bem da saúde pública”, afirmou, na ACP, a promotora de justiça Gabriela Tavernard.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Espetáculo ‘Pãozinho com Ovo’ no Rio de Janeiro

0comentário

Aos maranhenses que estarão neste fim de semana no Rio de Janeiro (RJ), não podem perder o espetáculo “Pãozinho com Ovo”, que chega ao palco do Teatro Clara Nunes (Shopping Gávea) com o tema “O Sequestro do Riso” no sábado (2), às 17h e domingo (3), às 16h.

Uma oportunidade única para fechar a temporada de férias com muito humor maranhense, inclusive, meia-entrada para quem é do Maranhão, ou seja, pode escolher qualquer sessão e pagar apenas 50%.

Para quem ainda não conhece a peça, temos a certeza que vai se divertir muito. Clarisse Milhomem resolve se vestir de Xuxa e fazer um show para conseguir dinheiro. Zé Maria, com toda sua ingenuidade e fã incondicional da Xuxa, deixa-se enganar por Clarisse. Mas, é claro, que Dijé descobre a farsa.

Após desmascarar Clarisse, eles recebem uma visita bem inusitada, que lhes lança um castigo: “O riso será preso pra sempre, e o mundo não poderá mais sorrir, a menos que eles completem uma missão”. Assim, Dijé e Zé Maria decidem ir atrás de Clarisse, para que, juntos, comecem uma aventura hilária e didática.

Afinal, que missão seria mais nobre que essa: a de fazer o mundo voltar a sorrir?

Um espetáculo que propõe mexer com a memória afetiva dos pais e contemplar o universo infantil dos filhos. “Pãozinho com ovo: o sequestro do riso” é um painel de grandes sucessos infantis de várias gerações.

Entre várias gargalhadas, músicas e outras personagens que marcaram as gerações, a trupe do Pão com Ovo abordará, com muito bom humor, valores universais. E convidamos você a embarcar nessa grande aventura!

Serviço:

Pãozinho com Ovo
Onde: Teatro Clara Nunes – R. Marquês de São Vicente, 52 – Gávea, Rio de Janeiro
Quando: Sábado (02), às 17h e domingo (03), às 16h
Texto: Bruno Magno
Direção musical: Lauande Aires
Direção Geral: César Boaes
Informações: (21) 2274-9696
Realização: Santa Ignorância Cia

Foto: Ayrton Valle

sem comentário »

Hildo quer melhorar serviço de saneamento ambiental

1comentário

Em debate, na TV Câmara, sobre mudanças na legislação referente aos serviços de saneamento ambiental, o deputado federal Hildo Rocha foi enfático ao afirmar que “sem atualização da legislação não haverá melhorias nos serviços de saneamento ambiental”. Mediado pela apresentadora Vânia Alves, o debate teve a participação do deputado Afonso Florence (PT/BA).

Hildo Rocha foi presidente da Comissão Especial da Medida Provisória 844/2018, que reformula o Marco Legal do Saneamento Básico no Brasil. O parlamentar tem demonstrado preocupação com as questões referentes ao setor, em especial, quanto ao que poderá acontecer se o parlamento brasileiro não promover uma reformulação na legislação pertinente ao tema.

“Se  não modernizarmos a legislação referente ao setor de saneamento ambiental, em poucos anos haverá um colapso no abastecimento de água, e sérios problemas decorrentes da precariedade da coleta e tratamento de resíduos domiciliares”, argumentou Hildo Rocha.

Nova proposta já tramita na Câmara Federal

Aprovada no ano passado, na Comissão Especial, a Medida Provisória 844/2018, que foi presidida pelo parlamentar maranhense, poderia representar um grande avanço. Entretanto, o dispositivo perdeu a eficácia no final de dezembro de 2018 por não ter sido votado no plenário da Câmara.

Preocupado com a situação, Hildo Rocha apresentou um Projeto de Lei com teor semelhante ao da MP 844 objetivando modernizar toda a área de saneamento no país.

“O modelo atual está esgotado. É preciso que sejam feitas mudanças na legislação a fim de que sejam criadas condições para atrair investimentos privados para o setor de saneamento – sem abandonar as metas de universalização e qualidade na prestação dos serviços, por isso apresentei um projeto de lei que poderá suprir a urgente necessidade de atualização da nossa legislação”, explicou Hildo Rocha.

Segurança jurídica

O deputado disse que é necessário permitir que empresas da iniciativa privada também possam fazer saneamento. “O poder público não tem recurso suficientes para investir. Sem investimentos os serviços irão piorar. Então, é necessário atrair investimentos. Mas, para isso os investidores precisam ter a certeza de que irão atuar num ambiente propício para a realização das suas atividades, onde haja a necessária segurança jurídica pois só assim eles terão condições de ofertar serviços eficientes e, consequentemente, promover melhorias no setor”, destacou o parlamentar.

A preocupante realidade

Atualmente, 36% da população brasileira não tem água tratada; mais da metade da população não tem direito ao esgotamento sanitário, nas suas residências. Estimativas do Governo Federal, indicam que, para resolver as enormes carências no tratamento de água e esgoto são necessários recursos da ordem de R$ 300 a R$ 500 bilhões.

“Esses números mostram que algo tem que ser feito urgentemente. No meu entendimento, o ponto inicial dessa mudança é a modernização da nossa legislação. Sem isso a parcela mais pobre da população permanecerá desassistida, a situação irá se agravar. Portanto, o parlamento brasileiro não pode ficar alheio a esse debate” advertiu Hildo Rocha.

1 comentário »

Times criticam árbitro: ‘xingou atletas’

10comentários

Críticas e mais críticas ao árbitro Maycon Matos Nunes que dirigiu a partida entre Sampaio e Imperatriz pelo Campeonato Maranhense. Profissionais das duas equipes dispararam contra o árbitro após o empate por 1 a 1, no Castelão.

A entrevista do técnico Flávio Araújo, do Sampaio caiu como uma bomba.

“O árbitro não pode querer aparecer desse jeito. Quem entrou atrasado no início e no intervalo do jogo? A arbitragem. Aí no jogo, teve um lance que foi decisivo. Rômulo sofre a falta, o árbitro não marca e continua o lance. O jogador do Imperatriz entra em nossa área totalmente impedido, mas a arbitragem deixa seguir e ele sofre o pênalti do empate. Tem mais, o árbitro ficou o jogo todinho xingando os atletas. Isso não existe. Ele que se imponha com cartões, se for o caso”, disse.

O atacante Maxuel Samurai também criticou. Classificou a arbitragem como “ridícula” e disse que Maycon prejudicou o Sampaio.

“É lamentável falar da arbitragem. Porque, meu amigo, não existe isso aí não. Prejudicou nossa equipe, com lances que não houve falta e que não tinha necessidade de cartão. Eu não sei o que estava acontecendo com ele hoje. Eu não costumo falar de arbitragem até porque eles acabam marcando a gente, mas foi ridículo”, afirmou.

Jogadores do Imperatriz também reclamaram. O volante Daniel Barros foi um deles.

“Pra gente foi um resultado com sabor de derrota, pois empatamos com um time que depois que teve um jogador expulso abdicou do jogo e tem um goleiro que demora muito tempo para repor a bola em jogo. E outra coisa, esse árbitro é muito arrogante. Passou o jogo inteiro xingando os jogadores”, disse.

O presidente da Ceaf, Marcelo Filho que é pai do árbitro Maycon Matos Nunes divulgou uma nota e negou os xingamentos.

“Estava reunido com os árbitros até agora. Coloquei para eles ouvirem as entrevistas dos jogadores do Sampaio, Imperatriz e treinador do Sampaio. Ouvi também a entrevista do treinador do Imperatriz que nada comentou sobre arbitragem. O árbitro e assistentes ficaram surpresos com essas declarações. Nenhum momento teve xingamentos entre a arbitragem e jogadores segundo eles. Ouve reclamações normal de lance no jogo. Porém com respeito. Vou conversar com alguns repórteres que se encontravam nas proximidades. Não vou comentar nada agora sobre o comportamento do treinador do Sampaio, quando fiz curso de instrumento de arbitragem, analista de arbitragem, assessor de arbitragem pela FIFA/CBF aprendi que a ética profissional é a arma do respeito com outro profissional. Com certeza tudo será apurado”, destacou.

10 comentários »

Relatório da CPI da Cyrela aponta irregularidades

0comentário


O deputado Zé Inácio (PT) entregou, na tarde desta quinta-feira (30), o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou e confirmou a existência de irregularidades cometidas pela construtora Cyrela em empreendimentos imobiliários de São Luís..

O documento, com 65 páginas, já se encontra publicado no Diário Oficial da Assembleia e traz as considerações da Comissão, que confirmam os imensuráveis problemas nas estruturas dos prédios construídos pelo Grupo Cyrela, bem como as providências que devem ser tomadas, a partir de agora, pelos órgãos públicos responsáveis pela fiscalização.

Presidida pelo deputado Zé Inácio, a CPI da Cyrela foi instalada no dia 14 de novembro de 2018, iniciando os trabalhos no dia 27 de novembro. Portanto, o relatório final foi entregue dentro do prazo legal previsto no Regimento Interno, de 78 dias. A Comissão funcionou, inclusive, durante o recesso parlamentar, quando foram realizadas audiências para oitivas em São Luís e São Paulo.        

Integraram a Comissão, além de Zé Inácio, os deputados  Vinícius Louro  (Vice-Presidente), Rogério Cafeteira (Relator), Wellington do Curso, César Pires, Bira do Pindaré, Francisca Primo e os suplentes Eduardo Braide, Léo Cunha, Sousa Neto, Neto Evangelista, Paulo Neto, Júnior Verde e Edson Araújo como suplentes.

Considerações finais

Além de graves defeitos na execução da construção dos empreedimentos imobiliários do Grupo Cyrela, tais como vazamento de gás, irregularidades no sistema elétrico e hidraulico e revestimentos cerâmicos inadequados, a CPI constatou, durante as investigações,  sérios danos ambientais ocasionados pela má execução dos empreendimentos. Também aponta a omissão de órgãos públicos.   

Um dos problemas apontados no relatório da CPI diz respeito ao Condomínio Vitória, cuja parte da construção ocupa Área de Preservação Permanente. Além disso, foi constatado que a Estação de Tratamento de Esgosto (ETE), a quadra esportiva e a piscina foram construidos nas margens do rio Paciência, em áreas sujeitas a alagamentos.

De acordo com o relatório da CPI,  “a empresa Cyrela e os órgãos públicos tinham conhecimento de que parte da área estava sujeita às inundações”.

No Condomínio Jardins, outro problema grave foi constatado pela CPI. Conforme o relatório, “o então secretário de Urbanismo do Município e atual secretario municipal de Obras, Antônio Araujo Costa, denunciou que o Grupo Cyrela, quando da construção do condomínio, invadiu a àrea de domínio da Avenida Eduardo Magalhães. Do eixo da via até a construção deveria ser de 21 metros, mas hoje se encontra em apenas 15 metros, ou seja, foi invadido pela empresa área de bem público em seis metros, sendo tal invasão visível até aos olhos de um leigo”.

A CPI constatou que mesmo com a invasão da faixa de domínio, o Grupo Cyrela conseguiu todas as licenças e autorizações para construção do empreedimento Condomínio Jardins. O relatório confirma que “o Grupo Cyrela tinha a perfeita noção dos ilícitos cometidos e não se importou em causar transtornos aos seus consumidores e à sociedade maranhense”.

Em relação aos órgãos públicos municipais, o relatório aponta inúmeras omissões no tocante às licenças ambientais e concessão do Habite-se. “Não podemos afirmar se essas omissões foram propositais ou falta de estrurura e organização dos órgãos públicos do município de São Luís”, destaca o documento.

O relatório da CPI destaca que houve omissão da Caema em relação ao não acompanhamento de obras de constriução da estação de tratamento de esgotos de condomínios. Também após análise de documentos de vistorias no Condomínio Vitória, foi constatado que houve negligência do Corpo de Bombeiros quando  da emissão do Certificado de Aprovação do empreendimento.

Recomendações

O relatório da CPI traz, também, as recomendações aos órgãos públicos para que a fiscalização e os mecanismos de punição comecem a funcionar de fato. Sugere a elaboração de uma Comissão Especial para estudar e apresentar propostas de suplementação da lei que institui o Estatuto da Metrópole (Lei Federal 13.089/15)  e  da lei que institui o Código de Proteção do Meio Ambiente e dispõe sobre o Sistema Estadual do Meio Ambiente e o uso adequado dos recursos naturais do Estado do Maranhão (Lei Estadual 5.405/92).

À Câmara Municipal foi solicitada a criação de uma Comissão Especial para atualização da Lei Municipal 3.253/92, que dispõe sobre zoneamento, parcelamento, uso e ocupação do solo urbano, e a averiguação das concessões das Licenças Ambientais, Licença de Ocupação do Solo e Habite-se.

À Prefeitura caberá desenvolver meios mais eficazes para a fiscalização dos grandes empreendimentos imobiliários em São Luís, bem como sistemas de integração entre as secretaria municipais de Meio Ambiente,  Urbanismos e Habitação,  e de Trânsito e Transporte.

Foi solicitado, ainda, que o Executivo municipal tome medidas judicias cabíveis, relativas ao processo de invasão da faixa de domínio da avenida Eduardo Magalhães, pelo Grupo Cyrela, referente ao Condomínio Jardins.

Ao Ministério Público caberá promover acareação entre secretários municipais e ex-secretários com funcionários e ex- funcionários da empresa, oitiva entre engenheiros, investigação de omissões de certificados de projetos aprovados, das responsabilidades de agentes públicos e técnicos e montar uma força tarefa para agilizar a conclusão dos inquéritos sobre os empreedimentos do Grupo Cyrela que tramitam no órgão.

Já o Governo do Estado terá a responsabilidade de desenvolver meios eficazes de fiscalização das outorgas de uso de recursos hídricos e de emissão de efluentes, bem como aprovar o Projeto de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário nos grandes empreendimentos imobiliarios no Estado. Além disso, terá de melhor fiscalizar os municípioshabilitados a licenciarem pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, entre outras responsabilidades. 

Foto: Divulgação

sem comentário »

Troféu Mirante escolhe os melhores do esporte

0comentário

Noite de gala no esporte maranhense. A TV Mirante vai premiar nesta-quinta-feira (31), a partir de 19h30, no Teatro Arthur Azevedo, os melhores atletas de 2018, no Maranhão, na 14ª edição Troféu Mirante Esporte

Serão premiados os atletas de 27 modalidades indicados pelas Federação e escolhidos pelo júri formado por jornalistas e radialistas esportivos do Grupo Mirante.

Também será conhecidos o atleta do ano pelo juri técnico e votação popular, federação destaque e uma série de grandes homenagens a profissionais e empresas que contribuem com o desenvolvimento do esporte no Maranhão.

A premiação que será apresentada por Biguá e Heloísa Batalha terá a participação de Bebeto, tetracampeão mundial pela seleção brasileira de futebol em 94.

Foto: Divulgação

sem comentário »