Ivaldo Rodrigues reúne militância do PDT

0comentário

O secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues, reúne a militância do PDT de São Luís na próxima quinta-feira (22), na sede do partido, para o anúncio de importantes decisões que vão influenciar diretamente no pleito de 2020.

Ivaldo Rodrigues é vereador licenciado da capital maranhense e já foi eleito por quatro vezes consecutivas. É idealizador da Feirinha São Luís que é o produto de maior sucesso da administração Edivaldo Holanda Júnior.

Pedetista orgânico, Ivaldo Rodrigues é político de apenas um partido. Tem como referência política, o governador Jackson Lago, Neiva Moreira e o grande líder Leonel Brizola.

Ivaldo mantém estreita relação com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e com o senador Weverton Rocha, que pode ser considerado como fiel escudeiro do presidente do PDT, eles militam juntos desde o tempo do movimento estudantil, passando por várias eleições, inclusive o secretário tem contribuindo diretamente nas disputas eleitorais dos dois, demonstrando seu engajamento e sua fidelidade ao PDT.

A sede do PDT em São Luís fica na Rua dos Afogados, número 468 no Centro da capital.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Deputados discutem criação do Maranhão do Sul

1comentário

O projeto que prevê a criação do estado do Maranhão do Sul – em tramitação no Congresso Nacional, por iniciativa do senador Siqueira Campos (DEM-TO) – foi o principal tema em discussão na sessão desta terça-feira (20), no plenário da Assembleia Legislativa.

O primeiro parlamentar a abordar o assunto foi o deputado Antônio Pereira (DEM). Ele fez uma enfática defesa do projeto e conclamou que todos os parlamentares maranhenses estejam unidos e dêem sua contribuição para que o projeto seja aprovado no Congresso Nacional.

“É muito importante que todos os colegas deputados aqui desta Casa possamos juntos, em igualdade, lutarmos por essa causa que considero justa para todos os maranhenses. Conto com a bancada federal, os deputados federais e os senadores e conto, principalmente, com a população do Maranhão do Norte, com a capacidade de compreensão da população do Maranhão do Norte. Que Deus abençoe essa causa e nos dê sabedoria para conduzi-la”, ressaltou Antônio Pereira.

Ele explicou que o senador Siqueira Campos protocolou um projeto de decreto legislativo propondo a realização de um plebiscito por parte da Justiça Eleitoral, para a criação do Maranhão do Sul.

O deputado Rigo Teles (PV) também defendeu com ênfase o projeto, lembrando que já foi presidente da Comissão de Assuntos Municipais e sempre se manifestou a favor da criação de novos municípios, como também a favor da criação de um novo estado no Maranhão.

“O Maranhão, geograficamente, é um estado muito extenso. De São Luís a Balsas ou de São Luís a Imperatriz são setecentos, oitocentos quilômetros. Então, nós estamos ali, em Barra do Corda, a minha cidade, nós estamos a trezentos e setenta quilômetros de Imperatriz, do rio Tocantins. Estamos a quatrocentos e trinta quilômetros da capital, São Luís. Então, um estado com extensão territorial muito longa. E deve haver, sim, essa divisão”, argumentou Rigo Teles.

Ele sugeriu a criação de uma comissão parlamentar para ir a Brasília convencer os senadores, para que eles aprovem o projeto o quanto antes.

No mesmo tom, os deputados Professor Marco Aurélio (PCdoB), Wellington do Curso (PSDB), Pastor Cavalcante (Pros), Zé Inácio (PT) e Hélio Soares (PR) também defenderam o projeto do senador Siqueira Campos.

“Sabemos que esse sonho de uma autonomia, de uma nova unidade administrativa é um sonho que por mais que estivesse adormecido por um momento, talvez por um momento político conturbado, talvez pela situação da crise nacional, mas este sonho é um gigante, um gigante que poderia até estar adormecido, mas é um gigante que tem muita força”, salientou o deputado Professor Marco Aurélio.   

O deputado Wellington do Curso disse que, mesmo não sendo da cidade de Imperatriz, tem um carinho e um respeito muito grande pelo Sul do Maranhão.

“Defendo políticas públicas para Imperatriz, defendo a cidade de Imperatriz. E podem contar não só com meu apoio, com a minha solidariedade, mas com toda as minhas ações ombreando juntamente os demais parlamentares e principalmente todos aqueles que anseiam, que desejam a criação do Estado do Maranhão do Sul”, frisou Wellington do Curso.

Os deputados Pastor Cavalcante, Zé Inácio e Hélio Soares afirmaram que a Assembleia Legislativa vai ter que debater o assunto, a partir de agora, como tema de sua pauta também.

“O Senado vai se debruçar sobre esse tema, que é muito importante. E nós, maranhenses, vamos ter que nos manifestar sobre a importância ou a necessidade ou não de se dividir o estado, criar o Estado do Maranhão do Sul. Agora, é importante dizer que os últimos estados criados, tanto o Estado do Tocantins como o Estado do Amapá, se desenvolveram consideravelmente após terem autonomia política administrativa e financeira”, afirmou Zé Inácio.

E complementou: “É um grande debate que nós temos que trazer para esta Casa. Muito embora a primeira decisão seja do Congresso Nacional, mas esta Casa Legislativa, que representa o povo do Maranhão, precisa trazer esse debate para cá e destacar a importância desse grande debate”.

O deputado Arnaldo Melo (MDB), por sua vez, disse que os deputados estaduais e federais devem tratar desse assunto, a partir de agora, de forma prioritária.

Arnaldo Melo frisou que sempre foi favorável às emancipações: “Sempre defendi essa bandeira, mas nós temos alguns percalços para superar. Por isso eu me coloco à disposição também para nós conseguirmos unir a classe política em torno desse assunto. A classe política da Região Tocantina, que será área emancipada, é a mesma classe política de todo o estado. É preciso entender que é importante que aquela região, tão pujante, tenha a sua própria estrutura governamental”, declarou Arnaldo Melo.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Braide será coordenador da Frente da Advocacia

0comentário

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) foi escolhido, nesta terça-feira (20), como coordenador da Frente Parlamentar da Advocacia no Maranhão.  A indicação ocorreu durante o lançamento da frente, que conta com o apoio de 199 parlamentares.

“Como advogado, me sinto honrado em ter sido escolhido como coordenador da Frente Parlamentar da Advocacia no Maranhão. Procurarei estreitar o diálogo com a OAB-MA e demais entidades, para que juntos possamos fortalecer esse tão importante ofício”, destacou Braide.

A Frente Parlamentar da Advocacia, que tem como presidente o deputado Fábio Trad (PSD-MS), irá acompanhar e apoiar a atuação dos advogados no país.

“A medida foi uma reivindicação do Colégio de Presidentes de Seccionais da OAB neste ano. O nosso papel no Maranhão, será reforçar o trabalho da seccional da ordem, buscando aperfeiçoar a legislação relacionada à carreira e suas atribuições”, finalizou Eduardo Braide.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Umbelino recebe crianças de comunidades na Câmara

1comentário

O vereador Umbelino Junior (Cidadania 23) recebeu, na manhã desta terça-feira (20) dezenas de crianças que fazem parte do “Club Infantil de Aventureiros”, projeto que faz parte da Igreja Adventista do Sétimo dia, distrito Divinéia. Na visita, os integrantes puderam conhecer as dependências da Câmara Municipal de São Luís, em especial a galeria, os gabinetes e o plenário Simão Estácio da Silveira, local onde é debatido projetos e temas importantes para o desenvolvimento da cidade.

As crianças ainda aprenderam quais trabalhos são realizados pelos vereadores e a importância da Câmara Municipal de São Luís para os ludovicenses.

“Esse momento é bastante importante para as crianças. É preciso que desde cedo elas aprendam que tem direitos e deveres e que nós estamos trabalhando para garantir uma cidade melhor para elas que são o futuro do nosso país”, destacou Umbelino.

O projeto integra crianças de aproximadamente 11 comunidades e trabalha focado em ações sociais voltadas para o desenvolvimento delas, o que engloba diversas atividades. “É importante que elas conheçam nossas autoridades e o trabalho dos vereadores até para que compreendam e desenvolvam a questão social de cada criança”, argumentou Andréa Suzana, coordenadora distrital do grupo.

No encerramento da atividade, Umbelino destacou que é importante o vereador visitar as comunidades, mas também que é fundamental que a população conheça a Casa do Povo. “Estamos de portas abertas para todos nos visitarem. Esse espaço é para os ludovicenses, as crianças estão visitando e provavelmente irão conversar com os pais sobre essa atividade e assim despertar o interesse deles, o que é muito importante. Quando era criança não tive essa oportunidade e creio que elas ficaram felizes em conhecer o espaço”, concluiu Umbelino.

Foto: Divulgação

1 comentário »

O Programa Espacial e o Acordo de Salvaguardas

1comentário

Por Allan Kardec Barros

Faz 50 anos que Neil Armstrong pôs os pés na lua, desembarcando da Apolo 11. Várias publicações estão celebrando o feito enquanto novos desafios estão postos em função do imenso avanço tecnológico do último século. Igualmente, a dinâmica das relações de poder mudou, assim como novos players se integram à realidade aeroespacial, inaugurando uma nova fase de comunicações e revoluções científicas e tecnológicas.

Corria o ano de 1961 quando foi criada a Comissão Nacional de Atividades Espaciais (CNAE), vinculada ao CNPq. Naqueles dias, brasileiros visionários compreenderam que na atividade espacial está uma das maiores janelas de oportunidade para o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação. Ou seja, da soberania. O grande marco histórico seguinte foi a criação, do Centro de Lançamento de Alcântara em 1983

Basta olhar ao redor para reconheceremos que os desafios postos nos dias atuais nos obrigam a fazer largo uso das tecnologias da informação. Prova disso é que hoje, das cinco maiores empresas do planeta, todas são empresas de informação: Microsoft, Apple, Amazon, Alphabet e Facebook.

Atualmente existem satélites de várias altitudes e órbitas, servindo a diferentes propósitos, sejam eles militares ou civis. Em seu conjunto, a existência de uma constelação de satélites, com distintas funções, pode representar relevante aporte ao planejamento do desenvolvimento tecnológico. Não por acaso, Elon Musk, do Facebook, planeja lançar uma constelação de 12 mil satélites de baixa órbita nos próximos anos.

O Programa Espacial Brasileiro ao longo de quase seis décadas teve muitos êxitos, mas também recorrentes obstáculos. Alguns fatores que travaram o seu desenvolvimento são a inconstância e as insuficiências no financiamento, além de um sistema de governança com unidade precária de propósitos. Por fim, um dos principais impasses é o de natureza social e fundiária, relacionado ao desenvolvimento de sua principal infraestrutura operacional, o Centro de Lançamento de Alcântara.

Cabe também destacar a busca pela formação de recursos humanos de alto nível – um dos fundamentos de um programa espacial exitoso. Em 2018, foi criado, na Universidade Federal do Maranhão, o curso de graduação em Engenharia Aeroespacial. Acrescente-se a este o Mestrado em Rede em Engenharia Aeroespacial formado pelo UFMA, UFRN, UFPE e UEMA, o que uniu o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), e à unidade do INPE, no Rio Grande do Norte.

Essas instituições garantem que a formação dos recursos humanos tenha altíssima qualidade. Os dois cursos – graduação e mestrado – aparecem como mecanismo de desenvolvimento do Brasil, dado que são os primeiros da região, atendendo assim a uma demanda de várias décadas e invertendo a lógica de concentração do desenvolvimento através do combate às desigualdades regionais em Ciência e Tecnologia.

É nesse contexto que se insere o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), hoje tramitando no Congresso Nacional. Considerando a nova realidade da exploração do espaço por diferentes países, a proposta do MCTIC é tornar Alcântara um local de exploração comercial de lançamentos de foguetes para exploração do mercado de satélite. Isso implica a inauguração do Centro Espacial de Alcântara (CEA). Se uma empresa, de determinado país, se propuser a colocar em órbita um satélite, o CEA – controlado pelo Estado Brasileiro – poderá fazê-lo, contratando uma empresa lançadora de foguetes. Esta empresa lançadora poderá ser de qualquer país do mundo.

De fato, o AST é um mecanismo de proteção de tecnologias e patentes entre Brasil e EUA contra o uso ou a cópia não autorizada nos lançamentos comerciais. Uma metáfora mais conhecida seria a da Formula 1. Quando uma empresa usa um box brasileiro na corrida, ela tem garantias de reserva de acesso àquele box. Uma vez encerrado o evento, as empresas saem dos sítios que se instalaram provisoriamente. Ou seja, Interlagos continua sendo brasileira assim como Alcântara continuar sendo controlada pelo Estado nacional.

Em síntese, temos uma grande oportunidade de continuar avançando na área espacial. Esse avanço depende, em larga medida, da aprovação de um AST benéfico para o Brasil. Sejamos claros, sem algum entendimento que hoje se traduz no AST, o Programa Espacial Brasileiro tende a apequenar-se ou mesmo inviabilizar-se, pois o país não possui o nível de amadurecimento tecnológico de grandes potências. Temos uma oportunidade de dar um pequeno passo para Alcântara e um grande passo para o Brasil!

*Allan Kardec Barros é Pró reitor de Pesquisa, Pós Graduação e Inovação e Vice-reitor eleito da UFMA.

1 comentário »

Qual o melhor adversário para Sampaio e Imperatriz?

0comentário

Já classificado para o mata-mata de acesso à Série B, o Sampaio faz as contas para saber quem deve enfrentar na briga pelo acesso.

Com 31 pontos, o Sampaio só perde a primeira colocação caso perca para o Imperatriz e o Náutico pelo menos empate com o Santa Cruz.

Se for o primeiro do seu grupo, o Sampaio deve enfrentar Remo, Ypiranga-RS, São José-RS, Volta Redonda-RJ ou Paysandu.

Se for o segundo e o clássico entre Paysandu e Remo termine empatado e o Sampaio termine na primeira colocação, tudo leva a crer que o adversário tricolor venha a ser o Remo.

Mas se o Sampaio for o segundo. Neste caso, a possibilidade de enfrentar um dos gaúchos ou o Paysandu é maior.

Em relação ao Imperatriz, se for o terceiro colocado, pode pegar Remo ou Paysandu, ou mesmo São José-RS ou Volta Redonda-RJ. Mas se terminar na quarta colocação, deve enfrentar o Juventude-RS ou o Paysandu caso o bicolor paraense vença o clássico contra o Remo e o time gaúcho tropece contra o Ypiranga.

O fato é que antes de pensar nos adversários, o Imperatriz tem que vencer o Sampaio para não depender de ninguém.

Quanto ao Sampaio é melhor enfrentar Ypiranga-RS, São José-RS ou mesmo Volta Redonda-RJ. Seria bom fugir do confronto contra Paysandu e Remo.

Da mesma forma que Remo e Paysandu também não vão querer enfrentar o Sampaio agora…

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

sem comentário »

Raimundo Penha beneficia moradores da Liberdade

0comentário

O fim de semana foi de muita alegria e prestação de serviços no bairro da Liberdade, em São Luís.

O vereador Raimundo Penha (PDT) realizou a primeira edição do projeto Movimentação, iniciativa idealizada pelo pedetista que tem como principal objetivo levar à população ludovicense serviços básicos em vários setores, colaborando, desta forma, com o aumento da autoestima e o fortalecimento da garantia de direitos.

A programação teve início na sexta-feira e foi concluída no sábado. Oficinas de grafitagem; teatro e bonecos; artesanato; bordado e indumentárias; além do curso de chapeiro foram oferecidas à comunidade.

Foram beneficiados com a iniciativa, além de moradores, estudantes da Escola Municipal Mario Andreazza e do Centro de Ensino Estado do Pará.

Equipes da Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária estiveram no bairro oferecendo serviços de emissão de Carteira de Trabalho; cadastro no programa Mais Renda; consulta e abertura de pedido ao FGTS; e cadastro no Sistema Nacional de Emprego (SINE).

No setor da saúde, foram disponibilizadas consultas oftalmológicas, de clínico geral, além de atendimento em fisioterapia.

“O resultado foi excelente. Fico em feliz em sair do gabinete e estar no meio das pessoas, ainda mais podendo levar benefícios. O Movimentação terá continuidade. Ainda este mês estaremos na Cohab”, afirmou o vereador.

Foto: Divulgação

sem comentário »

JEMs e ParaJEMs: ensinamentos para a vida inteira

0comentário

Por Carlos Brandão

Em todos os campos da vida, temos que conviver com uma certeza irremediável: em tudo que se faz, se pode ganhar ou se pode perder. Afinal, todas as nossas decisões tem a sua probabilidade de dar certo ou de dar errado. É assim. Simples. O que nos diferencia é o saber lidar com as adversidades, o que aprender com elas e como elas podem nos tornar pessoas melhores, realmente vencedoras. Entender o significado das vitórias talvez seja ainda mais importante. Vencer não pode se tornar um perigo. Não podemos deixar que a sensação de vitória nos faça esquecer o sublime atributo do valor da humildade.

Há alguns dias, em São Luís, tive a oportunidade de participar da abertura da maior competição estudantil do Maranhão: os Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) e os ParaJEMs. Milhares de jovens reunidos praticando cidadania em plena harmonia. Meninos e meninas que apostam no esporte como um meio de integração social e aprendizado. Que deixam suas cidades, seus lares, para lhes representar. Sim, porque quando estão nas quadras, nos tatames, nas piscinas, defendem suas próprias bandeiras, seus próprios sonhos.

Há aqueles que não percebem o tamanho da energia e do amor que essa juventude doa por aquilo que ama. Nas arquibancadas, adolescentes orcem, entregam-se à emoção, criam uma irmandade. É o poder do esporte que vai além de coroar vencedores. E é essa chama que não podemos deixar se apagar. Ainda mais quando estamos na semana onde se comemorou o Dia Internacional da Juventude (último dia 12) e que celebramos, oficialmente, a Semana da Juventude, no Maranhão, instituída pela Lei n° 11.082, sancionada por mim – quando governador em exercício -, dia 24 de julho deste ano.

Como diria um bom técnico: ganhar ou perder faz parte do jogo. Particularmente, conheço times campeões que sofreram grandes derrotas e que, a partir delas, trabalharam para voltar a vencer. A derrota foi decisiva para o jogo, mas não para o sempre.

Mesma atitude devemos ter diante dos obstáculos da vida. Um revés, se for bem analisado, pode nos ensinar muito mais do que qualquer vitória. As vitórias sucessivas podem cegar e desviar nossa atenção diante de erros que elas encobrem. Aprendi em meu tempo de atleta – quando jogava basquete e também participava dos jogos escolares com o mesmo entusiasmo que percebo nos atletas que competem nos JEMs e nos ParaJEMs -, que saber perder também é importante para nosso crescimento.

O americano Walt Disney tem uma frase que diz muito: “a diferença entre ganhar e perder é, muitas vezes, não desistir”. E o “não desistir”, o “levantar-se”, o “prosseguir”, talvez sejam os grandes ensinamentos que competições como essa deixam para o futuro desses jovens. Cidadãos maranhenses que voltarão para as suas cidades, para as suas casas, com a sensação de terem participado de um momento único, grandioso. Por suas terras, por suas escolas ou por si mesmos – com a certeza de que o mais importante que ganhar ou perder é defender algo no que se acredita. E, isso, fica para a vida.

*Carlos Brandão é vice-governador do Maranhão

sem comentário »

São José de Ribamar realiza mutirão de cirurgias

0comentário

O Hospital Municipal de São José de Ribamar já possui destaque no estado pela qualidade no atendimento, modernidade e conforto das instalações e equipe médica de ponta. No entanto, outro destaque vem chamando a atenção e agradando tanto a população ribamarense quanto dos demais municípios da região metropolitana; a realização periódica de cirurgias eletivas, que através dos mutirões aos fins de semana atendem um grande público e tem diminuindo a quase zero a fila de espera por esses procedimentos.

No último sábado foi a vez dos procedimentos oftalmológicos, que já eram esperados por algumas pessoas que ansiavam restabelecer a uma condição saudável um dos sentidos mais importantes do ser humano, a visão. Foram oferecidos os procedimentos cirúrgicos para os problemas de catarata e pterígio à 50 pacientes da Rede Municipal de Saúde.

O objetivo dessas ações é potencializar o número de procedimentos, diminuindo a fila de espera de pacientes e garantindo maior qualidade na saúde. O sistema de saúde municipal é pioneiro na efetivação desse tipo de procedimento de pequena e média complexidade, permitindo maior conforto aos pacientes, que não precisam ser transferidos para unidades de alta complexidade na capital.

O prefeito Eudes Sampaio esteve no Hospital Municipal durante a realização do mutirão de cirurgias e, acompanhado do secretário municipal de saúde, Thiago Fernandes, pode ver de perto o tratamento e atenção que estão sendo dados aos pacientes que são submetidos aos procedimentos cirúrgicos bem como os que buscam atendimento na emergência.

Eudes Sampaio conversou com médicos, além de pacientes que passaram pelos procedimentos e ainda vistoriou as instalações do Hospital e da Maternidade Municipal. Na oportunidade ele verificou o funcionamento de diversos serviços, passando por alas da enfermaria e maternidade, reafirmando o compromisso da gestão municipal em se fazer presente em todas as áreas onde as políticas públicas são mais necessárias.

De acordo com o prefeito essas ações são necessárias para desenvolver e aprimorar ainda mais a qualidade na assistência desta que é uma das unidades de saúde mais bem estruturadas do estado.

“Esse trabalho importante vem sendo realizado para zerar essa grande demanda de cirurgias. Fizemos no primeiro semestre e ao longo desse segundo semestre iremos fazer outros mutirões de cirurgias eletivas e exames laboratoriais, para que a nossa população tenha o atendimento que merece, oferecido através do esforço da Prefeitura”, comentou Eudes Sampaio.

Para o médico oftalmologista Daniel Campos, os procedimentos realizados durante o mutirão não apenas concebem mais saúde aos pacientes atendidos, mas influem diretamente na qualidade de vida deles através de mudanças significativas.

“A catarata é a maior causa de cegueira irreversível no mundo, com o procedimento de hoje a gente restabelece a visão do paciente, que tem uma melhora significativa na visão e já sente os efeitos positivos no dia seguinte”.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Consenso

0comentário

À coluna, o deputado federal Hildo Rocha (MDB) demonstrou forte otimismo para a aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) Brasil/EUA amanhã (21).

Segundo ele, a maior parte dos membros da Comissão de Relações Exteriores é a favor da matéria.

O texto foi submetido na última reunião a pedido de vista da deputada Perpétua Almeida, do mesmo partido do governador Flávio Dino, o PCdoB.

Será? 

De acordo com Hildo Rocha, que também é relator do texto na Câmara, deputados federais filiados a partidos de oposição como PDT, PSB, PT e PSOL, vão surpreender e votar contra o posicionamento de seus partidos.

Ao ser confrontado, contudo, o parlamentar não citou nomes. Internamente em Brasília, apesar do otimismo, a impressão é de que a oposição tentará evitar a votação novamente.

Estado Maior

sem comentário »