GRÁFICA E EDITORA

0comentário

Os convidados à inauguração dos novos prédios da Gráfica e da Editora da Universidade Federal do Maranhão ficaram espantados com o dia e hora da solenidade, marcada para terça-feira passada, às 8:30 horas da manhã.
Rigorosamente, como rezava o convite, o evento foi iniciado com as presenças dos deputados Carlos Brandão e Pinto Itamaraty, pois o reitor Natalino Salgado desejava homenageá-los antes de embarcar para Brasília.
Os parlamentares do PSDB eram autores das emendas que destinaram à Universidade Federal do Maranhão os recursos para a construção das obras inauguradas.
PRESTAÇÃO DE CONTAS
O reitor Natalino Salgado realizou, na semana passada, um ato que o diferencia dos gestores maranhenses.
A seu convite, deputados e senadores da bancada federal do Maranhão compareceram a um almoço num restaurante em Brasília.
No rega-bofe, o reitor mostrou o que vem executando na Universidade Federal do Maranhão e, com transparência, prestou conta dos recursos recebidos por meio de emendas parlamentares e como estão sendo aplicados.
No final, a garantia dos deputados de que a Ufma continuará prestigiada por emendas de bancadas e individuais.
NOGUEIRA NEVES
Os membros da família Nogueira Neves, que se acham espalhados pelo Brasil afora, vão se encontrar em São Luis, este mês.
Quase todos oriundos de Itapecuru aproveitarão o encontro para reverem-se fraternalmente e trocarem informações sobre o que fazem nas cidades onde moram.
A nova geração Nogueira Neves também marcará presença na confraternização familiar.
OS IRMÃOS AZEVEDO
Os irmãos Maria Thereza e Américo Azevedo vão lançar livros numa mesma noite. O evento ocorrerá a 14 de novembro, na Galeteria Pingão, na Avenida dos Holandeses, às 19 horas.
Maria Thereza deixará de lado a timidez para lançar o seu romance Café ou Chocolate. Américo, que se acha envolvido com as atividades do Cazumbá, grupo artístico por ele criado para divulgar a cultura popular do Maranhão, reaparecerá publicamente para mostrar a sua mais nova obra em prosa: História realmente geral.
HUMBERTO DE CAMPOS
Não é comum no Maranhão a gente ver prefeito fazer obra em homenagem aos que se dedicaram à cultura ou deixaram seus nomes marcados na vida pública e privada e, portanto, merecem ser lembrados eternamente.
Quando isso acontece, há que se louvar o gesto do prefeito do município de Humberto de Campos, que prepara um memorial em homenagem ao filho mais ilustre da cidade.
O memorial deve ficar pronto em janeiro do ano próximo. Para inaugurá-lo os membros da Academia Brasileira e Maranhense de Letras serão convidados.
AUSÊNCIA DE MILSON
Na solenidade de outorga de medalhas comemorativas dos 200 anos do Tribunal de Justiça do Maranhão, uma ausência bastante lamentada.
A de Milson Coutinho. Na condição de escritor e ex-desembargador dedicou-se a um trabalho gigantesco de pesquisa e de levantamento da história do Poder Judiciário do Maranhão, dos tempos coloniais aos de agora.
Não compareceu ao festivo evento por encontrar-se em São Paulo, onde se recupera plenamente de uma delicada cirurgia.
AML HOMENAGEADA
Quatro membros da Academia Maranhense de Letras foram homenageados pelo Tribunal de Justiça, com medalhas comemorativas aos 200 anos de sua criação.
Os acadêmicos Benedito Buzar, Jomar Moraes, Carlos Gaspar e Sálvio Dino.
Os três primeiros indicados pelo desembargador Lourival Serejo; o último pelo desembargador Kleber Carvalho.
TERÇO MASCULINO
Várias igrejas estão praticando um evento religioso pouco comum em São Luis.
A reza do terço só com figuras do sexo masculino. As igrejas que adotaram esse tipo de liturgia passaram a contar com numerosos fiéis acostumados a comparecer aos templos católicos apenas aos domingos.
Além de participarem religiosamente da liturgia, os homens mostram-se mais contritos e concentrados do que as mulheres.
TENOR ITAPECURUENSE
Na quinta-feira passada, a Academia Maranhense de Letras promoveu um significativo evento cultural.
Um concerto musical executado pela orquestra de câmara, sob a regência do professor Joaquim Santos, da Escola de Música do Estado do Maranhão.
O concerto, em homenagem ao poeta e compositor Catulo da Paixão Cearense, pelos 150 anos de seu nascimento, em São Luis.
Depois da apresentação da orquestra de câmara, uma agradável surpresa proporcionada pelo presidente da AML, Benedito Buzar. Trouxe de Itapecuru o jovem tenor- Silas Gomes, que, com a sua maravilhosa voz, encantou a platéia e dela recebeu calorosos aplausos.
MULHER DO PREFEITO
A TV Globo vem exibindo às sextas-feiras o seriado “A mulher do prefeito”, baseado nas artimanhas de um casal à frente de uma prefeitura no interior do país.
Quem assiste ao seriado não hesita dizer que a ficção da TV Globo, transmitida pela TV Mirante, parece inspirada num casal que, no exercício passado, administrou uma prefeitura no interior do Maranhão.
A trama do seriado, salvo pequenos detalhes, tem tudo a ver com o marido e a esposa que se revezavam no comando da gestão municipal e praticavam as mais absurdas maquinações, algumas hilárias, outras lesivas aos cofres públicos.
QUADROS DO POETA
O poeta José Maria Nascimento, que nas horas vagas pratica a arte fotográfica, está rindo com as paredes.
Motivo: o empresário Mauro Fecury comprou dez quadros da exposição recentemente lançada em São Luis pelo poeta-fotógrafo.
Os quadros da coleção “Equilíbrio Marinho” vão ornamentar as salas de aula do Ceuma.
PRESIDENTE DA AML
NA última reunião da Academia Maranhense de Letras um assunto ganhou prioridade: a apresentação de chapa, como reza o estatuto, para dirigir a instituição a partir de fevereiro de 2014.
O atual presidente da AML, Benedito Buzar, havia anunciado não disputar mais o cargo, a fim de que uma nova diretoria pudesse dirigi-la.
Mas os acadêmicos insistentemente quebraram a resistência de Buzar, convencendo-o a ficar mais um biênio à frente da Casa de Antônio Lobo.

Sem comentário para "GRÁFICA E EDITORA"


deixe seu comentário