Danilo ganha bateria de presente da Secma

0comentário

A história do menino Danilo Silva, de 14 anos que montou a sua própria bateria com sucata em São Mateus começou a mudar a partir de hoje. Ele sonha dar um futuro diferente à sua família.

“Quanto mais sonhar, mais longe você vai. Eu quero chegar a uma banda profissional e aí dar um futuro melhor para a minha família”, diz Danilo.

Um dia após reportagem mostrada pela TV Mirante, o secretário de Cultura do Maranhão, Anderson Lindoso trouxe Danilo e toda a sua família a São Luís. (Clique aqui e veja o vídeo).

O menino esteve na Escola de Música do Maranhão, onde tocou pela primeira vez numa bateria profissional. Danilo esteve acompanhado de um professor e mostrou que tem muito futuro.

Além da visita à Escola de Música, Danilo ganhou de presente da Secma uma bateria profissional e deve se apresentar neste domingo (14), na programação da Feirinha São Luís, na Praça Benedito Leite.

“Estamos ajudando com a bateria. Em São Mateus existe uma escola de música. Vou conhecer esta semana e identificar o que precisa para fortalecer a escola. Precisamos agir em conjunto, Estado com Municípios para fortalecer as escolas de música”, destacou Anderson Lindoso.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Gastão voto contra destaque que beneficiava policiais

0comentário

O deputado federal Gastão Vieira (PROS) foi um dos quinze deputados – entre os 513 – a votar contra o destaque que suavizava as regras de aposentadoria para policiais da união – policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais legislativos e policiais civis do DF. Policiais militares, civis e bombeiros de outros estados não estavam contemplados na proposta do Governo.

Foram 467 votos a favor da emenda e 15 contra, com um acordo firmado entre o governo e representantes da categoria. Para Gastão, único da Bancada do Maranhão a votar contrário, faltou coerência na proposta.

”Faltou coerência na votação da diminuição da idade de aposentadoria para policiais federais. Eu fui um dos 15 deputados a registrar o não, porque acredito que a reforma precisa ser unânime. Não dá pra privilegiar uns e outros não. Se estou dando um salário mínimo pra quem está na ponta, não posso dar vantagem para outros”, afirmou Gastão Vieira.

“As forças policiais são importantíssimas, profissionais que prestam um serviço essencial para o desenvolvimento do país, mas tenho convicção que não é assim que vamos equalizar as contas. O que precisamos é de coragem para continuar tendo coerência e responsabilidade em nossas posições”, concluiu.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Série Estado Quebrado: pedaladas e apropriações

1comentário

Por Adriano Sarney

Em mais um artigo desta série, relatarei com números oficiais o drama vivido pelo governo do estado do Maranhão. Por falta de dinheiro, os comunistas se apropriaram de um dos maiores vetores da nossa economia, o Porto do Itaqui.

Ao invés de atuar em ações pragmáticas de avanços operacionais e comerciais, preocupam-se em maquiar apresentações de resultados financeiros com o objetivo de mostrar que realizam uma gestão eficiente, mas na prática o que assistimos é outra realidade.

Enquanto isso, toda a produção dos estados do Tocantins e do Mato Grosso, que deveria ser escoada pelo Itaqui, está indo diretamente para o porto Vila do Conde, em Barcarena, no Pará. Porque não foram construídos os berços que expandiriam a capacidade de operação do nosso Porto. E sabem porque? Foram aproximadamente 150 milhões de reais desviados do convenio federal, por saques indevidos para suprir a irresponsabilidade e desequilíbrio das contas públicas do estado.

Diante disso, a Câmara dos Deputados atendeu um pedido do deputado Edilázio Junior, que propôs uma vistoria da Comissão de Fiscalização e Controle por ¨sérias acusações, dentre as quais, apropriação indevida de recursos do Porto do Itaqui, em flagrante descumprimento às cláusulas contratuais firmadas e por serem objeto de processos administrativos e judiciais¨.

O pedido do Deputado foi acatado pela Câmara Federal, embasado nos seguintes argumentos: desrespeitar o convênio firmado com o governo federal, apropriar-se de recursos oriundos do Porto do Itaqui sem respaldo legal, à revelia de ordens já emitidas, infringindo as leis e por se negar a fornecer informações aos órgãos competentes, tal como a ANTAQ.

De tão graves as acusações, tramita em âmbito judicial, a ação popular nº 1003590-28.2018.4.01.3700, na 3ª Vara Federal, pedindo a revogação dos atos administrativos que reduziu o capital social da EMAP e de transferências irregulares para o Tesouro Estadual.

De acordo com a denúncia, a Emap só poderia fazer aumento de capital com recursos repassados pelo Tesouro do Estado, haja vista que as receitas portuárias não são próprias, apenas administradas, assim como os lucros apurados nos finais de cada exercício financeiro. Estes são recursos da União, não do Estado.

Por outro lado, a Advocacia Geral da União (AGU) diz que nem a Emap e o Governo do Maranhão poderiam dar destinação diversa aos recursos obtidos na exploração (nem aos ganhos financeiros deles decorrentes), sob pena de incorrerem em grave violação do convênio de delegação, bem assim da Lei que viabilizou a descentralização dos portos.

A Justiça Federal já proibiu nova retirada de recursos da receita portuária e agora estão discutindo como farão a devolução desses recursos. Segundo informações, além da gestão estadual, as tratativas contam com a participação da AGU.

Ao admitir a retirada dos valores e ao negociar com o governo federal, os comunistas querem afastar qualquer probabilidade de responder por improbidade administrativa, impedindo mais um escândalo a nível nacional do governo Flávio Dino. Com isso, cai por terra o argumento antes defendido de que não havia efetuado qualquer tipo de saque da Emap.

Assim sendo, o que realmente interessa aos maranhenses é a eficiência e o crescimento deste tesouro prospectado há cerca de 50 anos. O que interessa é que esteja nas mãos da melhor gestão, seja ela estadual ou federal.

Continuarei cumprindo com o meu papel de fiscalizar os atos do governo para impedir que mais irregularidades sejam cometidas, e principalmente para evitar que o Porto do Itaqui, que gera receita para o Maranhão, tenha a sua operação prejudicada.

1 comentário »

Duarte propõe criação de app de recarga de passagens

0comentário

Depois de viabilizar a abertura de novos postos de recarga de passagem em São Luís, o deputado estadual Duarte Jr. (PCdoB) anuncia mais uma boa notícia para os consumidores do transporte público da capital. Dessa vez, trata-se da criação de um aplicativo para recarga de passagens, proposta encaminhada para o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) através da indicação parlamentar nº 936/2019, de autoria de Duarte Jr.

O aplicativo deverá ser desenvolvido pelo SET e será uma opção de recarga descentralizada, que poderá ser feita pelo consumidor a qualquer hora e a qualquer dia. Baixando o aplicativo, que será gratuito, o consumidor poderá efetuar recargas no cartão de meia-passagem ou de vale-transporte de forma imediata, podendo pagar online via cartão de débito, crédito ou boleto.

Duarte Jr. informou que o aplicativo de recarga de passagens está de acordo com o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor, que estabelece que os órgãos públicos são obrigados a fornecer serviços essenciais de forma eficiente e contínua. “Nesse sentido, convém resgatar a previsão contida no artigo 207 da Lei Orgânica de São Luís, que define o transporte coletivo urbano como um serviço público de caráter essencial”, declarou o deputado.

“Dessa forma, um aplicativo de recarga de cartões eletrônicos poderá evitar enormes transtornos para os usuários do transporte público coletivo da capital, principalmente os estudantes, que não possuem um método alternativo que garanta a fruição do direito à meia passagem”, acrescentou. “Tal indicação visa garantir a supremacia do interesse público na busca da melhoria e ampliação do serviço”, concluiu Duarte Jr.

Foto: JR Lisboa / Agência Assembleia

sem comentário »

Sedel certifica projetos esportivos pela Lei de Incentivo

3comentários

O secretário de Esporte e Lazer do Governo do Maranhão, Rogério Cafeteira, entregou, na manhã desta sexta-feira (12), o certificado de Mérito Esportivo às instituições que tiveram seus projetos aprovados pela Lei de Incentivo ao Esporte, que tem como finalidade o fortalecimento do esporte no estado. A ação é desenvolvida em parceria com o Grupo Equatorial Cemar, uma das incentivadoras dos projetos. 

À frente da Secretaria de Esporte e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira destacou a importância de subsidiar ações esportivas, contribuindo com o desenvolvimento dos cidadãos maranhenses e do esporte no estado.  “O fomento ao esporte diminui as desigualdades sociais. Sabemos dos efeitos benéficos que uma política pública para o esporte traz para uma nação. Realizamos esse investimento com convicção, por entender que o esporte é fundamental para que haja a qualidade de vida do cidadão, o bem viver, assim como também o incentivo à prática saudável, proporcionando mais expectativa de vida ao maranhense ”, comentou.

Ao fundamentar a ação, o secretário Rogério Cafeteira ressalta que o esporte é uma ferramenta de inclusão e resgate, diante disso, a certificação é importante para que os projetos incentivados possam receber os recursos da Lei de Incentivo ao Esporte. “A nossa intenção é realizar uma aproximação tanto com a empresa, quanto dos projetos, para que haja uma fiscalização efetiva, e, ao mesmo tempo, identificarmo quais trabalhos estão sendo executados. O Grupo Equatorial Cemar sempre foi um grande parceiro nesses projetos que são feitos através da Lei de Incentivo ao Esporte, além de ser muito criteriosa com a questão dos benefícios sociais”, destacou Rogério Cafeteira.

Segundo o presidente do Grupo Equatorial Cemar, Augustos Dantas, a empresa vem investindo desde 2012 na Lei de Incentivo, o que tem contribuído para levar o nome do Maranhão a todos os cantos do Brasil e do mundo. “A Lei de Incentivo mobiliza a iniciativa privada, o Governo do Maranhão e a sociedade. Esta iniciativa muda a vida de quem mais precisa, além de contribuir para o crescimento e desenvolvimento do Estado. A nossa intenção é valorizar e divulgar esses projetos, além de incentivar a participação da sociedade”, afirmou.

A presidente do Centro de Desporto do Maranhão de Cegos (Cedemac), Elcilene Frazão, responsável pelo projeto de formação de Futebol de 5, modalidade paralímpica que consiste na adaptação do futebol regular para atletas cegos.  “Estamos hoje, mais uma vez, muito gratos pelo apoio do Governo do Maranhão e do Grupo Equatorial, o que nos proporcionou muitos resultados e conquistas. Esse ano, no Futebol de 5, já garantimos o vice-campeonato brasileiro, o 3 º lugar da região Nordeste, já subimos para a série A do Campeonato Brasileiro. No Judô, disputamos a Copa Maranhense de Judô e ficamos em 3º lugar, no masculino e feminino, com os nossos atletas cegos disputando com atletas sem deficiência”, contou orgulhosa. 

A gestora da Associação de Pais e Amigos Excepcionais de São Luís (Apae), Christiane Diniz, utilizou sua fala para expressar a bandeira da inclusão. “Tivemos momentos maravilhosos durante o  ‘Festival Nossa Arte’, onde todas as Apaes estiveram integradas. Vale ressaltar que é de extrema importância essa integração do todo, pois através desta vivência é que eles percebem que podem desenvolver diversas atividades e até mesmo conquistar um espaço no mercado de trabalho. Assim como todos, só temos a agradecer a este projeto do Governo do Maranhão em parceria com a Cemar”, pontuou.

Feliz com o alcance nacional do projeto ‘Inclusive, Praia’, a idealizadora, Alessandra Pajama conta do reconhecimento da Câmara Federal em relação a ideia pioneira no país. “Nós somos a primeira e única estação de lazer com múltiplos formatos acessíveis no Brasil, e, agora , em primeira mão, quero anunciar que nós fomos indicados ao prêmio da Câmara Federal como destaque em acessibilidade. Isso não quer dizer que já ganhamos, mas só pelo fato da indicação já nos enche de orgulho. Somos um coletivo que chegou para falar de acessibilidade, e, acima de tudo, dizer que o lazer é um direito de tudo e de todos. Estamos muito emocionados com esse aporte realizado pela Cemar e Governo do Maranhão”, resumiu.

O projeto “Inclusive, Praia” conta com uma estrutura com rampas de acesso, cadeiras anfíbios (para uso na água), jogos adaptados, piscinas, brinquedos e áreas de vivência e socialização à beira mar. 

“O projeto nasceu devido às dificuldades que minha mãe tinha de ter acesso a alguns espaços por conta da baixa mobilidade. Ele foi acolhido por um grupo de pessoas que resolveram dar as mãos e formar o Coletivo Tiquira com Cuxá, para quebrar as barreiras do preconceito ainda presentes na sociedade, especialmente quando se trata de pessoas com deficiência, além de possibilitar o convívio com as diferenças, de forma harmoniosa, com lazer”.

3 comentários »

O sonho do menino baterista no Maranhão

1comentário

Em um vilarejo da zona rural de São Mateus, no norte do Maranhão, vive um menino movido pelo sonho de dar um futuro melhor para a sua família. Danilo Silva tem 14 anos, é estudante e escolheu na bateria o caminho para ser profissional um dia. A reportagem é de Sidney Pereira da TV Mirante.

“Quanto mais sonhar, mais longe você vai. Eu quero chegar a uma banda profissional e aí dar um futuro melhor para a minha família”, afirma o menino.

Danilo vasculha nos quintais os equipamentos para montar seu próprio instrumento. São engrenagens velhas, arame, tiras de pano velho, sobras de madeira e até restos de demolição usados na bateria de sucata de onde ele tira notas musicais.

“As coisas no interior é muito difícil de se conseguir. Sofro. Eu queria dar uma casa para minha mãe”, diz, chorando, o menino que carrega os traumas de uma infância pobre.

O baterista não conheceu o pai e a mãe foi para longe em busca de emprego. Danilo foi criado pela avó, uma quebradeira de coco que sonha os sonhos do neto.

Nossa condição é pouca. Nós não têm condição, vive de um ‘salarinho’. Eu sinto um vazio no meu coração, na minha alma porque eu não tenho condição de realizar os sonhos dele”.

O dom de Danilo enche de orgulho o produtor musical Silas do Carmo, que foi um dos primeiros a enxergar o talento do menino na bateria de sucata.

“Música significa tudo na vida da gente. Minha história que está aqui nessa bateria. Comecei a aprender teclado, mas é um instrumento muito triste. A bateria é mais animada”, conta Danilo.

“Raramente a gente vê pessoas com o mesmo compasso, mesmo ritmo, como o Danilo. Ele exerce a música, o ritmo, com precisão, com exatidão”, afirma o produtor.

O carisma de Danilo conquistou primeiro as primas. Agora, o menino também tem a admiração e o respeito de colegas da escola.

“Ele luta pelos sonhos dele. Ele não desiste. Por isso eu acredito nele”, diz Yasmim Kelly, prima de Danilo.

“Com o carisma que ele tem, vai muito longe. Sou fã número um do Danilo”, conta a prima Luciana da Costa.

“Do lixo ele tirou aquilo e é o sonho dele. Daí, eu acho muito legal ele falar que o sonho dele é construir a casa da mãe dele”, afirmou o estudante João Pedro.

Leia mais no G1 MA

1 comentário »

Academia Personal Group agita férias na praia

0comentário

Cultura, esporte e lazer…. Tudo isso em um evento gratuito.

A academia Personal Group preparou uma programação extensa a fim de agitar e promover saúde e interação em todos os fins de semana de julho, hoje (13) e nos dois próximos sábados (20) e (27).

As inscrições para as atividades esportivas podem ser feitas nas  recepções das academias ou no local/dia do evento. O evento é aberto ao público.

Confira a programação deste sábado (13) e tenha a opção ideal no mês das férias:

17h: Vôlei de Praia
17h: Gym Kids
17h: Feirinha Arte/Gastronomia
17h: Espaço Kids
17h: Djs Convidados
18h: Aulão Hiit Dance

Serviço:

Verão Personal: Viva essa experiência
Local: Pracinha da Delman (Península).
Hora: A partir das 17h.

sem comentário »

Plano Diretor: precisamos conhecer todos os pontos

0comentário

Por Honorato Fernandes

Estamos chegando ao fim do primeiro semestre de atividades da Câmara Municipal de São Luís e o assunto mais esperado para ser analisado e votado, sem dúvida, é o novo texto do Plano Diretor. O projeto começará a tramitar somente após a volta do recessso, fruto de um acordo firmado entre os vereadores da capital e o presidente da Casa, Osmar Filho (PDT). 

Este acordo possibilitará que o texto apresentado pela Prefeitura de São Luís seja analisado, de forma detalhada, tanto pelos vereadores quanto pela sociedade civil organizada.Mesmo com a proposta ainda na mesa do presidente da Câmara, e estando de recesso, pontos poderão ser abordados para iniciar um debate dentro da sociedade, o que darei início a partir deste artigo. 

Uma das muitas questões do novo Plano Diretor de São Luís que incomoda não somente a mim e outros vereadores, mas, também, membros de associações de moradores, sindicalistas, representantes de movimentos ambientalista, enfim, uma parcela significativa da população, diz respeito à redução da área da Zona Rural.Pela proposta da Prefeitura de São Luís, 41% do que hoje é território rural da capital será transformado em área urbana.
Em termos práticos, o que isso significa? A grosso modo, significa que parte dos moradores da Zona Rural terão “novidades” que pesarão em seus bolsos, tais como, energia elétrica mais cara, pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), além de especulação imobiliária, que pode retirar de suas terras os cidadãos que vivem, basicamente, da agricultura familiar e da pesca.

E fica outra pergunta? Quais os estudos feitos pelo Município que apontam para a necessidade de aumentar a área urbana de São Luís? E já adianto que, por hora, não consegui encontrar uma justificativa plausível para uma mudança tão brusca, e que atingirá não somente os moradores e a cidade.

A sociedade toda sofrerá com essas mudanças, pois a redução da área rural significa restringir as reservas de recarga de aquíferas e reservas ambientais de nossa cidade, como a Área de Preservação Ambiental (Apa) do Maracanã. Prejuízo alto para o Meio Ambiente, exatamente num momento em que o Brasil foi pressionado, por outros países, por reduzir áreas de preservação como vem propondo o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Prejuízos aos moradores da área rural, ao meio ambiente e também a todos os cidadãos. Com esta transformação, aumentarão as especulações imobiliárias, por exemplo: bairros novos, residenciais e condomínios poderão surgir. E, então, teremos outra pergunta: qual o planejamento da Prefeitura de São Luís para garantir serviços básicos como transporte público, serviço de saúde, escolas, infraestrutura para esta nova São Luís , de certa forma mais urbana, que a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) pretende?

Se compararmos o que é disponibilizado aos bairros da Zona Rural atualmente, fica difícil de pensar o que poderá melhorar com a tal mudança. Pontos como este da redução da área rural são realidades dentro da perspectiva da Prefeitura de São Luís. 

Como vereador da capital, cobrarei explicações técnicas que possam justificar esta redução de quase 50% da área rural. Vou voltar a levar a questão para os moradores da Zona Rural (venho fazendo isto em encontros com as comunidades, a fim de debater as propostas apresentadas pelo Município) e espero contar com a Prefeitura de São Luís para, além de explicar suas pretensões, ouça o que pensam as pessoas que serão atingidas diretamente por tais mudanças.

No próximo artigo, farei uma comparação entre o que chegou a ser proposto em anos anteriores para adequação do Plano Diretor e o que foi feito, na atualidade, e inserido no documento que já chegou a Câmara Municipal de São Luís.

*Honorato Fernandes é vereador de São Luís

sem comentário »

Sampaio e Imperatriz podem confirmar boa fase

0comentário

A rodada deste fim de semana pode deixar os dois representantes maranhenses ainda em situação muito mais tranquila no Campeonato Brasileiro Série C.

O Sampaio recebe o Globo-RN, no Castelão, neste domingo (14), às 17h. No primeiro jogo, o Sampaio levou a melhor e venceu por 1 a 0. O Imperatriz enfrenta o Treze-PB, também no domingo, às 16h, em Campina Grande. No primeiro confronto houve empate por 2 a 2.

Os confrontos agora são bem diferentes. Enquanto no primeiro turno a competição apenas começava, desta vez as equipes tem objetivos bem distintos na competição. Enquanto Sampaio e Imperatriz brigam pelo G4, Globo e Treze lutam contra o rebaixamento.

É óbvio que, pelo melhor momento dos maranhenses, nossas equipes tem tudo para conquistar mais uma vitória, mas é preciso muito cuidado para não ser surpreendido.

Os últimos resultados do Sampaio no Castelão não tem sido bons, daí o cuidado que deve ser dobrado com o Globo. O Imperatriz tem surpreendido em jogos fora de casa e pode tranquilamente conquistar uma outra vitória diante do Treze.

O Sampaio se vencer se mantém na briga por classificação para o mata-mata e o Imperatriz praticamente afasta qualquer possibilidade de rebaixamente e, definitivamente chega para brigar por vaga no G4.

A expectativa é das melhor e acredito que nossos dois representantes vão fazer grandes jogos e obter bons resultados neste domingo.

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

sem comentário »