Sampaio bate o líder e segue vivo na Série B

0comentário

Se faltou futebol sobrou garra e vontade ao Sampaio na vitória muito importante contra o Fortaleza, no Estádio Castelão, em São Luís.

Na situação em que o Sampaio se encontra o que menos interessa é jogar bem e encher os olhos do torcedor, o que interessa mesmo é vencer e o Sampaio venceu.

No duelo entre o lanterna e o líder do Campeonato Brasileiro Sërie B, o Sampaio fez 1 a 0, com gol de Bruninho diante do Fortaleza de Rogério Ceni e segue vivo na luta contra o rebaixamento.

Mesmo com vários desfalques, principalmente na defesa, o Sampaio soube segurar a pressão do Fortaleza e foi melhor na partida.

Com o resultado, o Sampaio chegou a 25 pontos, um a mais do que o último colocado e apenas a quatro pontos do Paysandu que é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Sampaio enfrenta o Avaí, no sábado (22), às21h, na Ressacada, em Florianópolis em mais uma decisão para o Tricolor.

Vamos, Sampaio!!!!

Foto: Lucas Almeida

 

sem comentário »

Andrea Murad visita lideranças de sua região

0comentário

Em constante visita às cidades de Coroatá, Timbiras, São Mateus, Alto Alegre do Maranhão e Peritoró, a deputada Andrea se reuniu em comitês, visitou povoados, conversou com comerciantes e encontrou várias lideranças.

Durante toda a semana ela percorreu a região, ouvindo as demandas e reafirmando o compromisso de continuar defendendo os interesses de seus munícipes, que reclamam principalmente da queda na qualidade da saúde pública e do aumento dos impostos prejudicando comerciantes e consumidores.

“Estão todos empenhados para mudar essa realidade e voltar ao que era, com o padrão de qualidade na saúde com Ricardo Murad e Roseana. É uma tristeza ouvir dos moradores que não têm mais o acesso aos serviços que tinham antes, até parto precisam sair da sua cidade, como ouvi em Peritoró, última cidade da minha série de visitas para mobilizar a chegada do nosso gigante da saúde, Ricardo Murad, com Roseana”, disse Andrea. 

A comitiva do gigante irá percorrer no sábado (15), nesse primeiro momento, as cidades de Alto Alegre do Maranhão, Peritoró e Coroatá, ao lado da candidata Roseana e seus senadores.

“Vamos encerrar o sábado com o grande comício em Coroatá, onde vamos agrupar todos os nossos eleitores, lideranças e cidadãos empenhados em nossa vitória”, finalizou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Roseana garante ajuda para manter hospitais

0comentário

A candidata a governadora Roseana Sarney movimentou o município de São João do Paraíso nesta sexta-feira (14), onde liderou uma grande caminhada pelas ruas da cidade. Ao lado dos candidatos a vice, Ribinha Cunha, e ao Senado, Sarney Filho e Edison Lobão, do ex-prefeito José Aldo Oliveira e de outras lideranças da região, ela garantiu que, se eleita, retomará o repasse de recursos aos municípios para garantir o funcionamento dos hospitais de 20 leitos construídos em seu governo.

O ex-prefeito José Aldo Oliveira declarou apoio à candidatura de Roseana ao destacar que ela realizou a maior obra de São João do Paraíso, que foi a interligação por asfalto do município com a Belém Brasília. “Ela também construiu aqui um hospital de 20 leitos, que hoje encontra-se fechado por falta de apoio do atual governador”, ressaltou ele.

Roseana lamentou o fechamento do hospital construído para que a população de São João do Paraíso tivesse atendimento de qualidade em sua própria cidade. “Mas infelizmente essa importante unidade de saúde foi fechada por falta do repasse de recursos. Nós vamos retomar a parceria com os municípios para que os cidadãos tenham assistência à saúde”, afirmou.

Em seu discurso, a candidata garantiu, ainda, que retomará os programas sociais Viva Luz, Viva Água e do Leite, além de reduzir a alíquota do ICMS para estimular a geração de emprego e renda no estado. “Vamos retomar o desenvolvimento do Maranhão para que os maranhenses tenham melhor qualidade de vida”, concluiu ela.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Ricardo Murad lança desafio a Flávio Dino

2comentários

O ex-secretário de Saúde e candidato a deputado federal pelo PRP, Ricardo Murad lanlou um desafiou nas redes sociais ao governador Flávio Dino.

Segundo Murad, o governador tem afirmado que o efetivo da Polícia Militar é de 15 mil policiais nas ruas no Maranhão. Mas este número seria pouco mais de 10 mil.

Murad prometeu renunciar da sua candidatura se Flávio Dino mosstrar que existem 15 mil policiais no Maranhão.

“Desafio a Flávio Dino. Ele está abusando nas mentiras. Como candidato tenho pouco tempo na TV e não posso debater direto com ele. Mas vou desafia-lo aqui. Um governador não pode mentir. Flávio afirma que a Polícia Militar tem um efetivo de 15 mil policiais nas ruas. Tem apenas 10.137. Renunciarei à minha candidatura de deputado federal se ele provar que tem 15 mil. Um político não pode mentir, e é só o que ele faz”, disse Ricardo Murad.

É claro que o governador já deve ter conhecimento do desafio.

Desafio feito, fica o espaço ao governador Flávio Dino mostrar que o Maranhão tem 15 mil policiais nas ruas.

Foto: Reprodução

2 comentários »

Municípios do MA perderão mais de R$ 12 mi de FPM

0comentário

As prefeituras do Maranhão perderão neste mês de setembro mais de R$ 12 milhões em recursos federais de transferência do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte mantenedora das cidades do estado.

O déficit já foi registrado no pagamento da primeira parcela, ocorrido no último dia 10.

A segunda parcela, de acordo com prognóstico da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), também sofrerá decréscimo no próximo dia 20. Juntas, as cotas irão se configurar como as que sofreram as maiores perdas registradas este ano, segundo previsão da Secretaria Nacional do Tesouro Nacional.

Diante do quadro atual de escassez de recursos, o presidente em exercício da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Djalma Melo (Arari), está orientando os seus colegas prefeitos e prefeitas a usarem de prudência; conterem investimentos com obras e pagamento de fornecedores, por exemplo, com o objetivo de, pelo menos, manter em dia a folha de servidores públicos.

“Registraremos, este mês, as maiores quedas de recursos provenientes do FPM. E não temos como prever como irão se comportar estas transferências até o fim do ano. Portanto, a orientação que estamos dando é para que os gestores se comportem utilizando da prudência visando manter os serviços essenciais e honrar o pagamento do funcionalismo público”, explicou Melo.

A Famem, desde o ano passado, vem trabalhando junto ao Congresso Nacional para que a liberação do acréscimo de 1% no valor do FPM seja concretizada. No entanto, em virtude da intervenção militar no estado do Rio de Janeiro, o governo federal acabou recuando em relação ao pagamento.

A Federação maranhense continua se mobilizando, juntamente com a CNM, para que os recursos extras sejam liberados com a maior brevidade possível.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Ramon Zapata propõe ‘rebelião dos trabalhadores’

0comentário

O candidato ao governo do Maranhão, Ramon Zapata (PSTU), afirmou em entrevista ao JMTV 1ª edição nesta sexta-feira (14) que, se eleito, pretende retomar o crescimento da produção agrícola do estado através da reforma agrária. (Clique aqui e veja a entrevista na íntegra).

A proposta pretende fazer a desapropriação do latifúndio e do agronegócio, dando oportunidade aos trabalhadores rurais que estão desempregados e sem renda. Para o candidato, o Maranhão não é um estado altamente produtivo, mas não autossuficiente.

“Temos que fazer uma grande revolução no campo, uma reforma agrária gigantesca. Somos os maiores concentradores de terra do Brasil e os governos que nós tivemos e o atual não fizeram nada em relação a isso. Os indígenas e os quilombolas não tem suas terras demarcadas, não tem suas terras tituladas e nós precisamos fazer que isso aconteça para que a gente possa produzir alimento. Por exemplo, o Maranhão ele não é autossuficiente em produção de absolutamente nada. Ele produz, mas não tem autossuficiência. Nós temos que fazer uma reforma no campo, desapropriar o latifúndio, o agronegócio que não emprega e está matando com essa liberação dos agrotóxicos”, afirmou.

Ainda segundo Ramon Zapata, o modelo de produção que predomina atualmente não tem dado resultados positivos ao Maranhão.

“Esse modelo de desenvolvimento econômico ele não serve no Maranhão, porque os maranhenses estão passando fome, vivendo na miséria, abaixo do nível de pobreza, em torno de 3,5 milhões de pessoas”, afirmou.

Questionado sobre o modelo de atuação do PSTU dentro da política, o candidato disse que é necessária uma mobilização geral dos trabalhadores para uma rebelião contra uma ‘minoria detentora das riquezas do estado’.

“Querer ser governador do Maranhão é uma necessidade hoje. O PSTU está fazendo um chamado para que a classe trabalhadora, os negros, as mulheres negras, os homens negros, os indígenas, os quilombolas, os LGBTs se rebelem. Porque o Maranhão precisa acabar com esse massacre que tem sido feito ao longo da história do Maranhão. Ou seja, vivemos um caos e se nós vivemos no caos, nós temos que nos rebelar contra o caos. Por isso que nós estamos fazendo esse chamado a rebelião para que a gente possa promover uma revolução socialista nesse estado, nesse país e no mundo, porque é necessário. Mais de dois terços da humanidade vivem na miséria, vivem na pobreza, enquanto alguns se apropriam de toda a riqueza e vivem da produção da riqueza que a classe trabalhadora produz.

Zapata disse não acreditar que o caminho para a solução dos problemas da classe trabalhadora aconteça por meio das eleições.

“Por isso que existe uma necessidade de nos colocarmos nessa eleição para fazer esse chamado e dizer para toda classe trabalhadora que ela não pode ter nenhuma ilusão com as eleições, porque as se eleições tivessem que mudar as nossas vidas, nós já vivíamos no paraíso. Porque de dois em dois anos nós temos eleições nesse país e as condições da classe trabalhadora, as condições do menos favorecidos elas continuam cada vez piores. Por isso nós estamos aqui para colocar o nosso nome, o nome do PSTU que é um partido que está no cotidiano das lutas, pois não somos um partido das eleições e sim das lutas e onde há uma mobilização dos trabalhadores nós estamos lá, apesar de sermos poucos os militantes do PSTU, apesar de termos poucos recursos financeiros, apesar de termos pouco tempo de TV mas nós estamos na luta, pois isso é um espaço de luta”, afirmou.

Leia no G1

sem comentário »

Alexandre consolida campanha na região Leste

0comentário

A força do advogado, deputado estadual e candidato ao Senado Federal mais jovem do Brasil, Alexandre Almeida, ficou evidenciada está semana, na região Leste do Maranhão. Alexandre Almeida intensificou sua campanha em caminhada ao lado dos candidatos a Câmara Federal Paulo Marinho Junior, na cidade de Caxias, e Chiquinho do SAAE, em Codó.

Caxias

Acompanhado do candidato a deputado federal Paulo Marinho Júnior, Alexandre Almeida participou, na última quarta-feira (12), da caminhada pelas ruas na Vila São José, na Volta Redonda, em Caxias. Ao fim do trajeto, no bairro da Santa Teresinha, discursou sobre suas propostas e enfatizou a necessidade de um “novo Maranhão, livre do atraso dos velhos políticos profissionais corruptos”.

“É de grande interesse ter Alexandre eleito senador. Ele sempre foi um parceiro de Caxias, sempre nos ajudou. Queremos Alexandre Almeida no Senado”, declarou Paulo Marinho Junior, atual vice-prefeito do município. Um dos exemplos de atuação de Alexandre Almeida em favor de Caxias citado por Paulinho, como é conhecido, foi a aplicação de uma emenda no valor de R$ 500 mil, que deverá ser aplicada sob critério da Prefeitura na rede de saúde municipal.

Alexandre agradeceu a energia da população caxiense e reforçou o compromisso de levar uma nova consciência ao Senado Federal. “Sinto-me energizado por todo o carinho que vocês me transmitiram nesta caminhada. Hoje estamos juntos em um projeto que busca o fortalecimento da nossa região. Caxias está muito bem representada com Paulinho para candidato federal. Nós dois, juntos, vamos provar que é possível fazer diferente no Congresso Nacional”, enfatizou Alexandre.

Codó

Na quinta-feira (13), foi a vez de Alexandre participar de agendas no quinto município mais populoso do Estado, Codó. Com total apoio do candidato a Câmara Federal, Chiquinho do SAAE, ele percorreu o Mercado Central do município. “A quantidade de pessoas que participaram desta caminhada, mostra a força da juventude no nosso Estado. A candidatura de Alexandre aqui na Região dos Cocais só tende a crescer até a vitória”, enfatizou Chiquinho do SAAE.

Foto: Roberta Aline

sem comentário »

Revista Veja aponta fracasso do governo Dino

4comentários

Enquanto os comunistas e seus asseclas comemoram números falsos, os números reais, mais uma vez, comprovam o fracasso do Governo Flávio Dino no Maranhão.

A Revista Veja apresenta, nesta semana, a matéria “Lições para driblar a crise”, onde ficou demonstrada algumas maneiras de driblar a crise, conseguir avançar e melhorar os serviços à população.

Na matéria foi feito um Ranking de Competitividade dos Estados, que foi organizado pelo Centro de Lideranças Públicas em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Unit, instituto que faz análises econômicas para a revista inglesa The Economist.

A nota do Ranking dos Estados é calculada com base na média ponderada obtida em dez pilares, entre solidez fiscal, educação e segurança pública, variando em pontos de 0 a 100.

De acordo com o Ranking, São Paulo segue em primeiro lugar com 89,1% e o destaque positivo ficou com Alagoas, o Estado administrado por um emedebista, Renan Filho, saltou oito posições e ocupa a 16º colocação com 42,5 pontos.

Já o Maranhão, na gestão fracassada de Flávio Dino, ocupa a vergonhosa penúltima colocação. Isso mesmo, o Maranhão é apenas 26º colocado, ficando somente na frente do Acre. Para piorar, o Maranhão com 32,6%, ainda acabou caindo uma colocação, com relação ao levantamento anterior.

Ou seja, o Ranking dos Estados é mais um levantamento nacional que demonstra em números o fracasso do Governo Flávio Dino (reveja aqui), que além de não conseguir manter o que encontrou, teve a proeza de conseguir piorar, afinal contra fatos e números, não existem argumentos.

Blog do Jorge Aragão

4 comentários »

Sérgio Frota empolga em caminhadas por São Luís

9comentários

O deputado Sérgio Frota (PR) está levando milhares de pessoas nas caminhadas que realiza pelos bairros de São Luís. Na segunda-feira sua comitiva agitou o tradicional centro comercial da nossa capital.

Acompanhado do seu colega de partido, o deputado Josimar de Maranhãozinho, percorreu a rua Grande, rua de Santana, praça da Alegria e foi aclamado por uma multidão que lhe acompanhou até as proximidades da Praça Deodoro.

“Estou muito contente com esse contato direto com o povo. As pessoas estão acreditando em nossas propostas e entendendo que o trabalho deve continuar” comemorou Sérgio Frota.

Acompanhando de perto o dia a dia do Sampaio, Sergio está se desdobrando para também seguir sua agenda de campanha, que tem crescido a cada dia, graças ao apoio maciço da população.
Na terça, Sérgio Frota voltou a reunir uma multidão em mais uma caminhada no Bairro do Fumacê.

Com um forte trabalho social naquela área, Sérgio contou com o carinho dos moradores. “Sérgio Frota esteve presente apoiando nosso esporte amador, são mais de 80 crianças fazendo jiu jitsu no nosso projeto esportivo que sabem da importância de um deputado que carregue a bandeira do esporte” declarou animado o Pr. Willian, líder dos Atletas de Cristo.

A onda tricolor ainda continuou nesta quinta-feira, com Sérgio Frota percorrendo o Maiobão e reunindo com a comunidade da Raposa. 
Hoje, Sérgio concentra todas as suas forças em apoiar o Sampaio que enfrenta o Fortaleza, as 21h30 no Castelão.
 Pelo andar da carruagem, Sérgio Frota deve repetir o resultado obtido na sua eleição para deputado, quando conquistou o primeiro lugar entre os mais votados na grande Ilha.

Foto: Divulgação

9 comentários »

Alvo da PF na Emap, doa R$ 10 mil a Flávio Dino

0comentário

Alvo de uma operação da Polícia Federal na Empresa Maranhense Portuária (EMAP), o engenheiro José Eugênio Mendonça de Araújo Cavalcante, diretor de engenharia do órgão, é um dos doadores da campanha do governador Flávio Dino (PCdoB).

Segundo dados do DivulgaCand, plataforma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhamento de contas eleitorais e candidaturas, Cavalcante fez uma transferência eletrônica de R$ 10 mil para a conta de campanha comunista no dia 30 de agosto.

O diretor da EMAP foi um dos investigados pela Polícia Federal no bojo da Operação Draga, deflagrada em julho de 2017. Ele chegou a ser afastado cautelarmente do cargo, ficou impedido de acessar o órgão e os federais cumpriram mandados de busca e apreensão em sua residência.

Segundo a PF, a investigação que envolveu um dos doadores de campanha de Flávio Dino teve início com as declarações de um ex-funcionário da empresa que administra o Porto de Itaqui em São Luís. Esse ex-funcionário afirmou que, apesar de ocupar a função de gerente de projetos, cargo no qual deveria acompanhar a execução da obra, o andamento da obra foi deliberadamente omitido dele, com o possível objetivo de ocultar fraudes.

A responsabilidade pela execução dos contratos coube ao coordenador de projetos, enquanto que o gestor do contrato foi José Eugênio Mendonça.

Segundo declarações do ex-funcionário e indícios colhidos durante a investigação, a Empresa FOTOGEO, contratada para a fiscalização, não estava realizando a batimetria, mas apenas copiando dados fornecidos pela própria empresa responsável pela execução da obra, JAN DE NUL, e esses fatos eram de conhecimento do coordenador de projetos e diretor de engenharia. A lancha, por exemplo, supostamente utilizada pela Empresa FOTOGEO para realizar a batimetria, estava alocada para a Empresa JAN DE NUL.

Há também indícios de fraudes na obra de dragagem em si, como a ausência de fiscalização (batimetria) pela Empresa FOTOGEO, a aparente manipulação na sindicância instaurada para apurar os fatos referentes à fiscalização e o sobrepreço dos custos de mobilização/desmobilização e da obra de dragagem em si.

O custo de mobilização/desmobilização da obra foi de R$ 32 milhões, enquanto que o custo da obra em si foi de R$ 28 milhões, ou seja, o custo da mobilização/desmobilização foi superior ao da própria obra.

Mais – À época da Operação Draga, José Eugênio Mendonça manifestou-se sobre a ação policial. Na sua página pessoal no Facebook, o engenheiro se disse vítima de “denúncias infundadas de um ex-funcionário da empresa, que de forma inconsequente faz afirmações que não condizem com a realidade dos fatos”.

O Estado

sem comentário »