Primeira reunião

3comentários

roseanasarney

A governadora Roseana Sarney, acompanhada de secretários de Estado e de representantes do Ministério Público, do Judiciário e do Legislativo, presidiu a 1ª reunião do Comitê Gestor de Ações Integradas, na tarde desta sexta-feira (10), no Palácio dos Leões. Ela ressaltou que assinou o Decreto nº 29.757, de criação do Conselho, uma das 11 medidas a serem implementadas por meio da parceria entre os Governos do Estado e Federal e que vai contribuir para a resolução da crise no sistema penitenciário.

“O conselho já começou a funcionar hoje e tem metas, tarefas e datas marcadas para o cumprimento das ações que estão previstas. Esperamos que, com essas ações possamos debelar essa crise instalada em parte da Penitenciária de Pedrinhas”, afirmou a governadora.

Roseana ressaltou que as 11 medidas, apresentadas pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante coletiva de imprensa na quinta-feira (9), serão adotadas em conjunto pelos órgãos estaduais e federais, para acontecerem de forma mais rápida. “Uma ação complementa a outra. E nós criamos equipes, e cada equipe vai tomar conta de uma ação, pois elas são específicas de cada área, é como se fosse um mutirão de trabalho para darmos uma resposta imediata ao povo do Maranhão”, completou.

Participaram da reunião os secretários de Estado, Aluísio Mendes (Segurança Pública), Sebastião Uchoa (Justiça e Administração Penitenciária), João Abreu (Casa Civil), Luiza Oliveira (Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania), Catharina Bacelar (Mulher) e o adjunto de Inteligência da SSP, Laércio Costa.

Também presentes o presidente do Tribunal de Justiça (TJ), Cleonice Freire; o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo; o deputado Roberto Costa; o defensor geral do Estado, Aldy Mello Filho; o coordenador da Unidade de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário, desembargador Froz Sobrinho; a corregedora –geral de Justiça, desembargadora Nelma Sarney; o coordenador do Centro de Apoio Operacional (Caop) Criminal, Claudio Cabral Marques; a delegada Geral da Polícia Civil, Cristina Meneses; o comandante da PMMA, coronel Aldimar Zanoni Porto; entre outras autoridades federais e do estado.

Foto: Geraldo Furtado

3 comentários »

Manifestação em São Luís

2comentários

movimento

Aproximadamente 200 pessoas foram às ruas hoje (10) à tarde, em São Luís para pedir mais segurança na cidade e a intervenção federal no sistema carcerário no Maranhão.

A manifestação começou na praça Deodoro, no Centro e seguiu até o Palácio dos Leões, sede do governo do Estado.

2 comentários »

Huck fala sobre Ana Clara

0comentário

O apresentador da TV Globo, Luciano Huck escreveu em rede social sobre a violência sofrida pela menina maranhense Ana Clara que morreu após ter sido vitima de bandidos que queimaram ônibus em São Luís.

“Estou de férias. Aqueles dias que voce tira para descansar, ler, ir a praia, viajar, ficar sem fazer nada, acordar tarde, refletir, namorar, curtir os filhos. Curtir os filhos? Sim, coisa que a mãe da Ana Clara não vai mais poder fazer”, escreveu.

mais adiante Huck pergunta: “Por que? Porque um bando de monstros atraídos pelos trocados de um coletivo, atearam fogo na menina da 6 anos.  Vi as imagens. Me coloquei no lugar daquela mãe. Me senti morto”.

“Não estou discutindo o que fazer ou onde estão este lixos humanos que promoveram esta barbaridade.  Não importa se isso aconteceu no Maranhão, Rio de Janeiro, São Paulo ou Tocantins”, acrescentou.

huck

Bela reflexão…..

sem comentário »

Carnaval 2014

0comentário

franciscogonçalvesEstão abertas a partir desta sexta-feira (10) as inscrições para o Desfile e Concurso Oficial de Passarela do Samba para os Blocos Organizados, Blocos Tradicionais do Grupo A e B, Blocos Afros, Tribos de Índios, Turmas de Samba e Alegorias de Rua.

O Concurso Oficial de Passarela é uma iniciativa promovida pela Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC) e pela Academia de Blocos Tradicionais do Estado do Maranhão (ABTEMA), em conjunto com a Prefeitura de São Luís, através da Fundação Municipal de Cultura, entidade promotora.

Só poderão participar do Carnaval da Passarela as agremiações que se inscrevem por meio do edital de regulamentação. Entre as exigências está a entrega no ato da inscrição: histórico da agremiação, sinopse da apresentação e letra do samba, com identificação do nome artístico e o nome completo dos autores e/ou compositores.

Vale ressaltar que a inscrição para o Desfile de Passarela não vincula qualquer tipo de participação no Concurso de Passarela do Carnaval 2014. A premiação deste ano oferecerá o valor de R$ 20 mil ao 1º lugar do Concurso de Blocos Tradicionais do Bloco A e R$ 15 mil aos vencedores do Concurso dos Blocos Tradicionais do Grupo B e dos Blocos Organizados.

Os editais e modelo da ficha de inscrição estão disponíveis no Blog da Func (www.funcsl.wordpress.com), e as inscrições vão até o dia 30 de janeiro, no horário das 8h às 19h (2ª a 5ª feira) e de 8h às 14h (6ª feira), na sede da Func, localizada na Rua Isaac Martins, 141, Centro.

sem comentário »

Avaliação positiva

4comentários

robertocostaO presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, deputado Roberto Costa (PMDB) participou, na tarde desta quinta-feira (9), da reunião com a governadora Roseana Sarney e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no Palácio dos Leões. No encontro, que contou com a presença de representantes do Judiciário, Segurança Pública, Ministério Público e Defensoria Pública, foram definidas medidas a serem executadas pelos Governos Federal e do Estado para a solução dos problemas no sistema carcerário do estado.

Entre as ações acordadas estão a criação do Comitê de Ações Integradas, que deverá ser presidido pela governadora, a remoção de presos para presídios federais de segurança máxima, a realização de mutirão das defensorias públicas e do plano de ação integrada de inteligência e segurança nacional.

O deputado Roberto Costa não acredita na necessidade de uma intervenção nacional, já que a governadora tem feito o papel dela e direcionado investimentos para o setor, além de ter cumprido também o acordo e atendido todas as solicitações exigidas pelo Conselho Nacional do Ministério Público. “O governo do Estado já vinha fazendo grandes investimentos na área da segurança pública e reaparelhando das unidades prisionais já existes. E, mesmo com a onda de ataques violentos ocorrido nos últimos dias, a Policia Militar cumpriu o seu papel e prendeu todos os envolvidos. Estive recentemente do Complexo Penitenciário e constatei que a normalidade está presente na rotina carcerária e, em curto prazo, com as obras do Cadet finalizadas, haverá um desafogamento nas celas”, frisou.

Contudo, acha que a parceria entre as esferas de governo venham a solucionar a crise do sistema penitenciário no Estado, agravado pela briga de facções criminosas. “A parceria com o Governo Federal vai contribuir para solucionarmos a crise do sistema penitenciário. O governo está fazendo um grande investimento, na ordem de R$ 131 milhões, para reforçar o sistema, com a construção de mais dez novas unidades prisionais no Estado. Além disso, com as medidas acordadas, como a criação do Comitê Gestor Integrado, deverá acelerar o processo e dar respostas mais imediatas à sociedade”, apontou Roberto Costa.

Leia mais

4 comentários »

Olhar no Maranhão

4comentários

No twitter, a presidenta Dilma Rousseff diz estar acompanhando “com atenção”, a situação nos presídios do Maranhão.

A presidenta diz que as medidas adotadas no Maranhão são as mesmas de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná e Alagoas.

E confirma que a governadora Roseana Sarney coordenará as ações do comitê gestor integrado para acompanhar a crise no sistema prisional no Maranhão.

dilmarousseffpresidentadilma

4 comentários »

Copa do Brasil

7comentários

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizou hoje pela manhã (10). O sorteio dos grupos da Copa do Brasil 2014. O Maranhão terá dois representantes na competição, o Sampaio e o MAC.

Na primeira fase, o Sampaio vai enfrentar Interporto-TO. O jogo de ida será fora de casa. O adversário do MAC será Paysandu-PA. A primeira partida no Castelão, em São Luís. As datas dos jogos deverão ser confirmadas ainda hoje pela CBF.

Se passar para a 2ª fase, o Sampaio vai enfrentar o vencedor do confronto entre Palmeiras-SP e Vilhena-RO. Já o Maranhão poderá enfrentar em caso de classificação Sport-PE ou Brasília-DF.

O presidente Sérgio Frota gostou do adversário e disse que o Sampaio tem a obrigação de passar pelo adversário do Tocantins. O diretor de fytebol, do MAC, Carlos Eduardo avaliou que o Paysandu é um adversário do mesmo nível.

7 comentários »

Intervenção federal

31comentários

janotA crise no sistema carcerário é nacional. Estados como Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Norte, entre outros, enfrentam problemas na gestão penitenciária. O Maranhão entra como mais uma fatia desse bolo indigesto.

Então, pergunto: Por que só o Maranhão deve ser alvo de uma intervenção federal?

Vale esclarecer que, em julho deste ano, por exemplo, o integrante do Conselho nacional de Justiça inspecionou estabelecimentos prisionais em Natal (RN) e sintetizou em relatório a situação daquele estado: “enfrenta um momento de grave crise, com necessidade de medidas urgentes, mesmo que medidas mínimas, pois o estado democrático de direito está em risco”.

Em Santa Catarina, a crise se agravou no início deste ano e também chamou a atenção da imprensa nacional e de órgãos de defesa dos direitos humanos. Então, repete-se a pergunta: Por que só o Maranhão deve ser alvo de uma intervenção federal?

flaviodinoA resposta não é tão simples e merece algumas considerações sobre o quê rola e quem circula pelos bastidores de toda essa questão. Vale destacar que o braço direito do procurador geral da República, Rodrigo Janot, no Ministério Público Federal (MPF) é o procurador Nicolao Dino, irmão do pré-candidato ao governo Flávio Dino, de oposição ao grupo da governadora Roseana Sarney.

Nicolao, inclusive, já foi apontado pela imprensa como o interlocutor do irmão político com a classe jurídica. Além disso, o colunista Lauro Jardim, da Veja, já chegou a tratar do caso, destacando o parentesco e observando Flávio Dino como “histórico desafeto da família Sarney”.

Nos bastidores, esse está sendo considerado um dos principais fatores de tanto endurecimento, de tanta rigidez com o Maranhão diante de uma crise que é nacional.

Vele lembra  que o outro irmão de Flávio Dino, o Sálvio Dino foi Secretário de Justiça no governo de José Reinaldo Tavares. A situação de caos nos presídios maranhenses já era uma realidade.

* Este texto foi publicado inicialmente no dia 21 de dezembro do ano passado.

31 comentários »

Comunicação e relacionamento

10comentários

São curiosos os comentários postados em rede social toda vez que o secretário de Comunicação, Márcio Jerry divulga ações da Prefeitura de São Luís.

Fica claro que relacionamento não é o forte do homem que comanda a comunicação na Capital. Os internautas reagem com dureza e até agressividade para cobrar a Prfeitura de São Luís que benefícios cheguem aos seus bairros.

Vale lembrar que Jerry até nem divulga tanta coisa assim da administração municipal até porque o tempo é dividido com outras atividades.

Resultado: relacionamento ruim de Jerry acaba sendo confundido com a imagem da Prefeitura de São Luís e em especial do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Tem algo errado…

marciojerry

marcio1marcio4marcio2marcio3

10 comentários »

Provocou, levou

16comentários

roseanaNa entrevista que concedeu ontem à noite ao lado do ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, para falar das medidas para resolver os problemas dos presídios, a governadora Roseana Sarney (PMDB) reagiu com firmeza a uma situação imprevista. Uma repórter dirigiu ao ministro uma pergunta na qual tentou politizar o contexto falando sobre “a relação entre o Governo Federal e a família Sarney”.

Roseana pediu a palavra e foi enfática: – Isso não existe como família. Sou Roseana, tenho sobrenome Sarney, mas sou uma pessoa que tenho passado, presente e, se Deus quiser, futuro. Quem manda aqui não é a família, sou eu. Quem foi eleita, em primeiro turno, fui eu. Assim como representei o Maranhão no Congresso. Querem o quê? Se querem penalizar alguém por isso, penalizem a mim, não a família. Eu que sou a governadora.

A reação da governadora fez todo sentido. Principalmente porque, desde os ataques aos ônibus, os grandes jornais vêm tentando de todas as maneiras politizar o problema.

Com o objetivo, às vezes camuflado, mas explícito na maioria dos casos, de atingir o senador José Sarney e, por via de desdobramento, a governadora e seus familiares. E alguns repórteres, sem o cuidado maior de investigar melhor os fatos, embarcam na tentação de “bater” na família Sarney.

O episódio durante a entrevista de ontem mostrou bem essa intenção política. E a governadora, consciente do seu papel e da sua responsabilidade, reagiu no tom da provocação. Muitos dos presentes a aplaudiram.

Coluna Estado Maior, O Estado

16 comentários »