Por que os planetas são redondos?

0comentário

O mundo é uma bola. Ou, pelo menos, parece uma. Mas o formato arredondado não é exclusividade da Terra

O mundo é uma bola. Ou, pelo menos, parece uma. Mas o formato arredondado não é exclusividade da Terra entre os planetas do sistema solar. Mercúrio, Marte, Vênus, Júpiter e os demais também são redondos, e não se trata de uma simples coincidência segundo o pesquisador José Williams Vilas Boas, da Divisão de Astrofísica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

 O especialista explica que os planetas têm esse formato pela combinação de dois fatores: a força da atração da gravidade e a sua massa. Todos os corpos no espaço se atraem entre si, pela gravidade, que é maior quanto maior for a massa do planeta. Na Terra, por exemplo, é essa força que nos puxa para o chão, que faz com o que os objetos caiam no solo, que mantém os oceanos presos à superfície e que impede que os gases da atmosfera escapem para o meio interplanetário.

E essa força é tão grande no caso dos planetas, lembra Vilas Boas, que acaba provocando um efeito semelhante ao que se teria se fosse possível fazer uma imensa pilha com milhares de tijolos. A partir de um determinado momento, o peso dos tijolos seria tão grande que a pilha se esmagaria sobre si mesma. E foi mais ou menos isso que aconteceu quando os planetas se formaram.

No início, quando havia pouca massa, a Terra, ainda jovem, poderia ser disforme ou parecer uma pedra gigante com qualquer formato, como ocorre com os asteróides. No entanto, a atração gravitacional juntou mais massa no planeta, aumentando o seu peso, o que ocorreu também com os demais integrantes de sistema solar.

Com o crescimento, a gravidade de um planeta fica tão forte que tudo é esmagado na direção do centro e o material que forma o planeta finalmente se distribui em forma de uma bola, uma vez que essa força puxa tudo para o centro.

sem comentário »

De onde vem a palavra coração?

0comentário

O termo vem de coratio, cujo radical latino é “cor” (ainda usado na expressão “falar de cor e salteado”) ou “cord” (era assim que se pronunciava no latim arcaico). Da palavra aplicada ao órgão da anatomia vieram outras, como “cordial” (de quem age conforme o coração), “concordar” (partilhar o mesmo coração) e “discordar”. É bom “recordar” (levar de volta ao peito) que o coração está em lugares até inesperados, como no social “misericórdia” (ter um coração atento aos pobres: “miser” gerou “miserável”, por exemplo).

sem comentário »

Pfizer despede 800 cientistas

0comentário

yip_10.jpg

A Pfizer, a maior companhia farmacêutica do mundo, vai despedir 800 cientistas durante 2009.

A notícia é avançada na edição desta terça-feira do ‘The Wall Street Journal’, que refere que a redução destes 800 postos de trabalho representa cerca de oito por cento dos funcionários da Pfizer ligados à investigação científica.

Em Setembro, a empresa já tinha anunciado a intenção de centrar a sua investigação científica em seis áreas – Alzheimer, cancro, esquizofrenia, dor, inflamação e diabetes -, abandonando todas as outras, incluindo a área cardiovascular.

A Pfizer já eliminou 13.500 postos de trabalho e fechou oito fábricas, na sequência de uma reestruturação iniciada em Janeiro de 2007.

sem comentário »

Jornais

0comentário

O jornal de maior circulação do mundo é o Financial Times londrino, e não o The New York Times. 

sem comentário »

Presidentes americanos fumantes

0comentário

smoking_395.jpg 

Quatro importantes presidentes dos Estados Unidos eram fumantes:

Franklin Delano Roosevelt

John F. Kennedy

Gerald R. Ford

Bill Clinton

e agora Barack Obama 

sem comentário »

Comédias românticas prejudicam vida afetiva, diz estudo

0comentário

romcom_12191.jpg 

Pesquisa mostra que filmes criam expectativas pouco realistas sobre o amor.

Assistir a comédias românticas ou ler revistas femininas e masculinas pode prejudicar a vida amorosa e afetiva, afirma uma pesquisa da Heriot-Watt University, em Edimburgo, divulgada nesta quarta-feira.
Segundo os cientistas do Laboratório de Relações Pessoais e de Família da universidade, os filmes e as revistas mostram situações idealizadas, distantes da realidade de seu público, criando expectativas que não serão correspondidas.
A equipe liderada pelos psicólogos Bjarne Holmes e Kimberly Johnson estudou 40 das comédias românticas mais assistidas entre 1995 e 2005, além das revistas, e concluiu que elas trazem um tema comum: a idéia de uma “alma gêmea”, que estamos todos predestinados a conhecer e que deveria nos conhecer instintivamente tão bem que poderiam “quase ler nossas mentes”.
Depois de estudar os filmes, os pesquisadores pediram a centenas de pessoas que respondessem a um questionário descrevendo suas crenças e expectativas sobre seus relacionamentos.
Segundo os cientistas, os fãs de filmes como “Mensagem para você”, “O casamento dos meus sonhos” e “Enquanto você dormia” normalmente não conseguem se comunicar efetivamente com seus parceiros. Para Holmes, as conclusões podem ter implicações profundas em nossas vidas.

  Terapia

“Terapeutas de casais vêem com freqüência casais que acreditam que os homens e as mulheres querem coisas bem diferentes de suas relações, que o sexo deve ser perfeito sempre, e que se uma pessoa foi ‘feita para você’, então ela vai saber o que você quer, sem que você precise comunicá-lo.”
“Agora temos algumas evidências que sugerem que a mídia popular tem um papel em perpetuar essas idéias na mente das pessoas.”
Para Holmes, a pesquisa descobriu uma verdade pouco confortável: “O problema é que enquanto que a maioria de nós sabe que a idéia de um relacionamento perfeito não é realista, alguns de nós somos mais influenciados pelas imagens mostradas na mídia do que nos damos conta”.
“Os filmes capturam a excitação de um novo relacionamento, mas eles também sugerem, erradamente, que a confiança e o amor comprometido existem a partir do momento em que as pessoas se conhecem, enquanto que essas qualidades, normalmente, levam anos para se desenvolver”, diz Kimberly Johnson.
Os pesquisadores agora pretendem lançar uma pesquisa global sobre a influência da mídia nos relacionamentos, e pedem aos interessados que participem respondendo a um questionário pela internet.

sem comentário »

Obama e a atividade física

0comentário

016198432-fmm00.jpg

Foto do presidente eleito dos Estados Unidos foi publicada na capa do jornal “New York Post” nesta terça-feira (23).

Barack Obama passa a semana de Natal no Havaí juntamente com a mulher, que também foi flagrada de maiô, e as duas filhas.

Obama, que teve a sua forma física elogiada pelo diário americano, irá assumir o cargo de presidente no próximo dia 20 de janeiro.

sem comentário »

Lula é a 18ª pessoa mais poderosa do mundo, segundo revista

0comentário

lula-da-silva-yr1801-wide-horizontal.jpg

Levantamento foi feito pela revista americana ‘Newsweek’.
Barack Obama é o primeiro da lista, seguido por presidente chinês.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva apareceu em 18º Lugar na lista das 50 pessoas mais poderosas do mundo, segundo um levantamento realizado pela revista americana “Newsweek”.

O primeiro colocado no ranking da publicação é o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, que assumirá o cargo em 20 de janeiro, seguido pelo presidente chinês Hu Jintao , e pelo presidente francês Nicolas Sarkozy.

“O estudo sobre o poder não é somente para divertir, mas também para iluminar”, diz a revista antes de divulgar a lista dos top 50.
Uma posição à frente de Lula está Sonia Gandhi, a presidente do governante Partido do Congresso na Índia, e uma atrás aparece o bilionário Warren Buffet, investidor americano.
Aparecem também na lista o Papa Bento XVI (37º), o terrorista Osama bin Laden (42º), o líder budista Dalai Lama (46º) e a apresentadora americana de TV Oprah Winfrey (47º) . A última posição é ocupada pelo empresário Jim Rogers.

sem comentário »

Entenda a escala Richter

0comentário

icpssmb52171208211007photo00.jpg

sem comentário »

Médico australiano diz ter criado vinho ‘mais saudável do mundo’

0comentário

015010124-ex00.jpg 

Um médico e vinicultor australiano diz ter criado o vinho mais saudável do mundo.
Nos últimos três anos, Philip Norrie, médico especialista nas propriedades terapêuticas do vinho, observou vários pacientes que morreram de doenças que, segundo ele, poderiam ser prevenidas. Depois disso, estudou e patenteou um tipo de vinho medicinal.
A fórmula consiste em adicionar doses extras de um polifenol antioxidante conhecido como resveratrol, extraído da casca da uva.
Norris adiciona, a cada litro de vinho, até 100 vezes mais resveratrol do que o normal. Segundo ele, com essa dose adicional, a ingestão do vinho “limpa” as artérias sangüineas, além de ajudar a prevenir ataques cardíacos, derrames e diabetes em 50%.
“A concentração do antioxidante é colocada dentro da garrafa de vinho antes do lacre”, explicou ele à BBC Brasil.
O resveratrol já é conhecido por combater problemas cardíacos, como limpar depósitos de gordura nas artérias, mas geralmente é encontrado em apenas pequenas quantidades no vinho – de três a seis miligramas por litro nos vinhos tintos e apenas um miligrama nos brancos.

  Gosto

Segundo o médico, aqueles que gostam de um bom vinho não conseguem perceber a diferença no gosto nem no aroma da bebida.
“Os consumidores têm apenas que continuar a sua rotina, bebendo geralmente de duas taças, para mulheres, e de três ou quatro, para os homens”.
Especialistas, entretanto, alertam que é preciso evitar beber quantidades excessivas de resvertarol.
“Ainda não foram realizados testes suficientes sobre isso, então é melhor não exagerar”, afirmou o professor Andrea Markus, da Universidade de Sydney.
Norrie é um dos exemplos da tradição australiana de vinicultores-médicos, que existe há mais de 160 anos na Austrália.
Ele escreveu oito livros relacionando saúde e vinho, e atualmente escreve sobre a história do vinho na medicina nos últimos 5 mil anos.
Os vinhos medicinais de Norrie colocados no mercado são de uvas do tipo Shiraz e Chardonnay.

sem comentário »