Projeto Produtor de Água do Pipiripau é finalista de concurso que conta agora com votação popular

0comentário
-

O Projeto Produtor de Água do Ribeirão Pipiripau (um dos afluentes do rio Paranaíba no Distrito Federal) é o representante do Brasil num importante concurso internacional: o Water ChangeMaker Awards. Promovido pela Global Water Partnership (GWP), organização respeitada internacionalmente com mais de 30 anos de história e com sede na Suécia, o prêmio reconhece iniciativas mundiais que promovem mudanças socioambientais por meio de questões relacionadas à água. 

O concurso recebeu 350 inscrições de 80 países e já passou por três estágios de julgamento. O projeto Produtor de Água do Pipiripau é um dos 12 finalistas e o escolhido será decidido por meio de votação popular que está em andamento e se encerra nesta segunda-feira, 25. O vencedor será anunciado nesse mesmo dia durante a Cúpula de Adaptação do Clima 2021, evento que acontecerá on-line. 

Nesta fase final, o projeto concorre com ações realizadas em Bangladesh, Bolívia, Butão, Canadá, Egito, Equador, Filipinas, Honduras, México e Quênia. Para participar da votação basta um clique no ícone localizado abaixo do projeto na página gwp.org/vote. O regulamento do concurso permite que a mesma pessoa vote novamente a cada 24 horas. O projeto do Pipiripau até o momento é o segundo mais votado.

“Esse prêmio traz visibilidade para um projeto importante não só para o DF, mas também para o Brasil. Entre os benefícios já gerados estão o reflorestamento de áreas degradadas, o cerceamento de nascentes e áreas de preservação permanente, adequação de estradas rurais, conservação do solo e controle de erosão e a melhoria da infiltração da água e da sua quantidade e qualidade em nascentes e cursos d´água”, explica o diretor da Adasa e pesquisador da Embrapa, Jorge Werneck. “Esse trabalho é um sucesso e tem mudado a realidade dos produtores rurais da região. É tido como exemplo para embasar as políticas nacionais de pagamentos por serviços ambientais. Não é à toa que é um dos finalistas desse concurso”, ressalta a pesquisadora da Embrapa Fabiana Aquino. 

O projeto produtor de água na bacia do ribeirão Pipiripau foi iniciado em 2010 e é coordenado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). Os trabalhos contam com a participação de 17 organizações, dentre instituições públicas e privadas, sendo uma delas a Embrapa. O objetivo é minimizar os conflitos de água na bacia do Pipiripau por meio de boa governança, gestão integrada de recursos hídricos e implementação de boas práticas de gestão e conservação do solo e da água. A bacia do ribeirão Pipiripau ocupa uma área de 23.527 hectares a nordeste do DF na divisa com o município de Formosa (GO).

O projeto é uma iniciativa promovida pelo Programa Produtor de Águas criado pela Agência Nacional de Águas (ANA) em 2001 com o objetivo de promover e apoiar iniciativas de revitalização ambiental de bacias hidrográficas em todo o Brasil. Os trabalhos apoiados são executados por meio da participação voluntária de instituições e colaboradores que atuam em suas próprias regiões para recuperar mananciais nas áreas rurais. Para atingir seus objetivos, os projetos associam a execução de práticas de reflorestamento, conservação de solo e saneamento rural com a política de pagamentos por serviços ambientais (PSA). O PSA é financiado por instituições e comunidades usuárias de água que remuneram os produtores rurais pelos serviços ambientais hídricos prestados. 

Votação e mais informações:
acesse o site gwp.org/vote e clique no coração abaixo da descrição do Projeto. 

Conheça mais sobre o Projeto em http://www.produtordeaguapipiripau.df.gov.br
ou acesse aqui o livro “A experiência do Projeto Produtor de Água na Bacia Hidrográfica do Ribeirão Pipiripau”

sem comentário »

Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado

0comentário
um tubo de ensaio etiquetado com a vacina é visto na frente do logotipo da AstraZeneca. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

Os 2 milhões de doses da AstraZeneca contra a covid-19 que devem chegar da Índia nesta sexta-feira (22) serão distribuídas aos estados a partir da tarde de sábado (23). Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a Força Aérea Brasileira está à disposição para agilizar a distribuição da vacina pelo país.

“Pode ter certeza que a Aeronáutica está aí para servir o Brasil e essa vacina, se chegar hoje à noite, amanhã começa a chegar a seus destinos”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro falou com a imprensa ao deixar o Palácio da Alvorada, após café da manhã com parlamentares na residência oficial. Ele reafirmou que a vacinação não será obrigatória e recomendou que as pessoas leiam os estudos dos imunizantes.

“Ela tem que ser voluntária, afinal de contas não está nada comprovado cientificamente com essa vacina ainda. E peço que o pessoal leia o contrato com a empresa para tomar pé de onde chegaram as pesquisa e porque não se concluiu ainda dizendo que uma vacina é perfeitamente eficaz. Pelo que tudo indica, segundo a Anvisa, ela vai ajudar que casos graves não ocorram no Brasil, para quem for vacinado”, afirmou.

AstraZeneca

As vacinas devem chegar ao Brasil nesta sexta-feira, no fim da tarde. A carga vinda da Índia será transportada em voo comercial da companhia Emirates ao aeroporto de Guarulhos e, após os trâmites alfandegários, seguirá em aeronave da Azul para o Aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de janeiro.

De acordo com a Fiocruz, assim que chegarem à instituição, as vacinas passarão por checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem, com etiquetagem das caixas com informações em português. A previsão é que esse processo seja realizado até manhã de sábado (23) por equipes treinadas em boas práticas de produção. As vacinas devem ser liberadas para distribuição no período da tarde.

“Ao longo de todo o trajeto até Bio-Manguinhos/Fiocruz, as vacinas estarão armazenadas em seis caixas do tipo pallets, que serão acondicionadas em envirotainers, pequenos containers utilizados para transportes de carga que necessita de controle de temperatura. Nesses envirotainers, as vacinas serão mantidas na temperatura entre 2 a 8ºC”, informou a Fiocruz.

sem comentário »

Moradores reclamam de transtornos causados pelo prolongamento da Litorânea no Olho d’Água

0comentário

O prolongamento da Avenida Litorânea, para implantação do novo corredor de transporte, está causando uma série de transtornos na área abrangida, sobretudo na região do Olho d’Água, em São Luís. Pessoas que residem nas imediações estão fazendo muitas reclamações, pois o caos é geral. Os moradores alegam que as obras já deveriam ter sido concluídas há muito tempo e que, por causa dessa demora, a própria segurança deles está comprometida, tendo em vista que o Posto de Guarda-Vidas está em situação precária e sob ameaça de ser demolido.

Segundo informações dos moradores, os guarda-vidas estão encontrando dificuldades para trabalhar por causa da indefinição do Governo do Estado com relação à situação do posto, que fica na Praia do Olho d’Água. O imóvel está deteriorado e rodeado de lama em virtude das obras para implantação do BRT, cuja previsão de entrega era em dezembro do ano passado, segundo cronograma da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB). Para agravar ainda mais o cenário, a base do grupamento, da Guarda Municipal de São Luís, está correndo risco de ser derrubado.

Outra denúncia feita pelos moradores é a ameaça constante de despejo igualmente por conta do projeto do BRT e do prolongamento da Litorânea. Sem saber o que fazer, os habitantes do Olho d’Água não sabem mais para quem recorrer, uma vez que o próprio Governo do Estado se mostrou conveniente com o caos. Inclusive, eles pretendem fazer uma grande manifestação, por tempo indeterminado, e convocar a imprensa caso a MOB não resolva logo o problema.

Eles pedem que, pelo menos, uma equipe da MOB compareça ao trecho do prolongamento na Praia do Olho d’Água, para verificar a situação e dar uma satisfação sobre o porquê da demora e da indefinição acerca de alguns pontos colocados em questionamento.

sem comentário »

Assembleia firma convênio para garantir acesso de servidores a curso de Mestrado

0comentário
Divulgação

Assembleia firma convênio para garantir acesso de servidores a curso de MestradoJuliana Guerra, da Escola do Legislativo, com a vice-diretora geral e assessora jurídica do Cest, Maria da Conceição Lima Melo Rolim, na assinatura do convênio

A Assembleia Legislativa do Maranhão, por meio da Escola do Legislativo, firmou convênio com a Faculdade Santa Terezinha – CEST, com o objetivo de garantir o acesso de servidores e seus familiares aos cursos oferecidos pela instituição, entre eles, o curso de Mestrado Interinstitucional (MINTER) em Direito Político e Econômico, em parceria com a Universidade Presbiteriana Mackenzi.

Juliana Gerra, da Escola do Legislativo, informou que a Assembleia fará outro convênio para todas as graduações e cursos de extensão. “Quero adiantar que, além desse convênio-MINTER, vamos firmar mais um convênio com direito a todas as graduações e cursos de extensão na Faculdade Santa Terezinha”,.  

De acordo com o convênio firmado com o CEST, deputados, servidores e familiares terão direito a um desconto de 20% na mensalidade. As inscrições vão até o dia 30 de janeiro. Não foi informado a quantidade de vagas disponíveis.

sem comentário »

Planejamento Estratégico – Assembleia realiza diagnóstico de qualificação dos servidores

0comentário

O assessor de Planejamento da Assembleia Legislativa do Maranhão, Aziz Júnior, afirmou, na manhã desta sexta-feira (22), que a elaboração do Planejamento Estratégico do Poder Legislativo Estadual está em fase de diagnóstico de qualificação dos servidores, com previsão de conclusão até meados de fevereiro.

“Essa etapa é de fundamental importância, uma vez que identificará em que áreas vamos precisar qualificar os servidores da Casa para a execução do Planejamento Estratégico. Por intermédio da Intranet da Assembleia, os servidores estão respondendo a um questionário que disponibilizamos, no qual eles manifestam suas necessidades de qualificação nas diversas áreas de abrangência e atuação das atividades desenvolvidas pelo Poder Legislativo estadual”, esclareceu Aziz Júnior.

Segundo Aziz Júnior, após o diagnóstico, a etapa seguinte será a de análise dos projetos a serem executados quando da implementação do Planejamento Estratégico. “Essa também é outra etapa fundamental, pois define as ações a serem desenvolvidas quando da sua execução”, explicou.

Planejamento Estratégico

É todo o processo de criação e execução de uma estratégia para alcançar objetivos dentro de uma organização. Desde a definição das metas, até as tomadas de decisão, mobilizações e efetivas ações para alcançar o que se propôs com foco na consecução dos objetivos definidos.

De acordo com Aziz Júnior, o trabalho de elaboração do Planejamento Estratégico da Assembleia segue seu cronograma de execução com as adaptações feitas em razão da pandemia do novo coronavirus (Covid-19). “Em breve, o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), deverá anunciar sua conclusão e o início de sua execução”, concluiu.

sem comentário »

CÃO-GUIA: MAIS QUE UM AMIGO!

0comentário

Saiba mais sobre o incrível trabalho dos cães treinados para auxiliar pessoas cegas 

Amigáveis, espertos, eficientes e completamente focados no trabalho, os cães-guias são considerados verdadeiros exemplos de companheirismo e lealdade. Quando devidamente treinados, em muitos casos, estes companheiros tornam-se grandes responsáveis pela melhoria da qualidade de vida, socialização e até mesmo autoestima de seus tutores cegos.

Segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo 582 mil pessoas cegas e 6 milhões com baixa visão. Entretanto, não são todos que conseguem ter acesso a este recurso, já que, além do alto custo necessário para o treinamento, alguns deficientes visuais chegam a não se adaptar com a presença do novo amigo de quatro patas.

Outro fator que contribui para a dificuldade é a duração do processo de adestramento, que costuma ser longo e exige atuação de profissionais especializados e até mesmo participação de voluntários para ensinarem os filhotes a conviverem com outros seres humanos. Além disso, o futuro dono precisa receber orientações específicas para aprender a dar instruções ao animal. 

“O treinamento de cães-guias deve ser feito sempre por adestradores especialistas e geralmente é iniciado já com os filhotes, quando é iniciada a fase de socialização. Em modo geral, todo processo pode ser concluído quando o cão atinge entre um ano e meio e dois anos de vida”, explica a médica veterinária da PetMania, Rayule Cristina.

A profissional destaca ainda algumas curiosidades sobre estes fiéis companheiros, confira:

  • É proibido brincar com os cães-guias 

Estes cães são orientados a permanecerem sempre ao lado esquerdo e um pouco à frente de seus donos, para ajudá-lo a se movimentar em qualquer direção. Segundo a médica veterinária, é importante que as pessoas saibam que, ao acompanharem seus donos, estes animais devem continuar focados em sua função e não podem ser distraídos com petiscos ou brincadeiras, ao menos que o condutor autorize.

“Apesar de serem animais dóceis, não acaricie, alimente ou simplesmente chame atenção destes cãopanheiros, pois estão em trabalho, podendo causar até mesmo acidentes para os deficientes visuais que necessitam destes guias”, destaca.

  • Acesso livre

Conforme a Lei n° 11.126, de 2005, pessoas deficientes visuais e seus cães-guias têm direito de livre acesso a veículos e nos estabelecimentos públicos e privados de uso coletivo.

  • Raças mais indicadas

Labrador e o Golden retriever são as raças mais escolhidas no Brasil, porém também podem ser treinados o pastor alemão, border collie ou boxer. “Geralmente destacam-se os cães de médio ou grande porte e, principalmente, que já apresentem personalidade sociável e dócil desde a ninhada”, afirma Rayule.

  • Todo cão-guia deve se aposentar

Um fato que muitas pessoas não sabem é que estes animais precisam de descanso após alguns anos atuando na função. Portanto, o indicado é que todo cão-guia se aposente com cerca de 8 anos de trabalho, podendo permanecer com seu tutor cego ou adotado por pessoas de seu convívio.

  • Cães também auxiliam pessoas com outras deficiências e transtornos 

De acordo com a médica veterinária, o contato com animais também é um grande aliado no tratamento de diversas doenças físicas e mentais, como por exemplo, os cães de assistência que auxiliam pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

sem comentário »

INSCRIÇÕES PRORROGADAS PARA MESTRADO INTERINSTITUCIONAL EM DIREITO CEST & MACKENZIE

0comentário
Ao centro o Pres. da OAB-MA Thiago Diaz e a Vice – Dir. e Ass. Jurídica Conceição Melo Rolim ladeados por assessores na assinatura do Convênio

CONVÊNIOS FIRMADOS COM A OAB-MA E ESMAN-MA GARANTEM DESCONTOS EM MATRÍCULAS  

A Reitoria da Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP) anunciou a prorrogação do prazo de inscrições para o  MINTER  / Mestrado Interinstitucional em Direito Político e Econômico que será realizado em São Luís ainda nesse primeiro semestre; em parceria com o Curso de Direito da Faculdade Santa Terezinha / CEST. Agora os interessados terão até o dia 30 de janeiro para fazer a inscrição no processo seletivo desse renomado programa que conta com nota 5 da Capes.

As linhas de pesquisa do programa não poderiam ser mais relevantes e necessárias nesses tempos de grandes desafios sociais: “Cidadania Modelando o Estado” e “O Poder Econômico e seus Limites Jurídicos”. Mas vale lembrar que serão apenas 25 vagas. Maiores informações pelo link cest.edu.br/mestradoemdireito.

O Prof. Dr. Fernando Gomes, Coord. do MINTER e a Ass. Jurídica do CEST Dra. Maria da Conceição Melo Rolim na assinatura do Convênio com a ESMAM representada pelo Des. José Ribamar Froz Sobrinho

E para estimular o ingresso de profissionais maranhenses do Direito no MINTER foram firmados dois importantes convênio de cooperação.  A Vice – Diretora Geral e Ass. Jurídica do CEST Dra. Maria da Conceição Melo Rolim esteve com o Presidente da OAB-MA Thiago Diaz, representando a Escola Superior de Advocacia da OAB-MA e com o Des. José Ribamar Froz Sobrinho, Dir. da ESMAM / Escola Superior da Magistratura do Estado do Maranhão, firmando os dois convênios, que garantem descontos especiais para desembargadores e magistrados, advogados, assessores e servidores da OAB-MA e do TJMA.

sem comentário »

Ludovicense de Letras vai ter Nova Sede no Palácio Cristo Rei

0comentário
O Reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado Filho, autorizou que a Academia Ludovicense de Letras passe a ocupar uma sala do histórico Palácio Cristo Rei

O Reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado Filho, autorizou que a Academia Ludovicense de Letras passe a ocupar uma sala do histórico Palácio Cristo Rei, de propriedade da UFMA, localizado na Praça Gonçalves Dias, n. 351, Centro, CEP 65020-240, São Luís – Maranhão.

O ato se deu mediante convênio assinado pelo Magnífico Reitor e pelo Presidente da ALL, escritor e advogado Daniel Blume.

O termo tem por objeto estabelecer a mútua cooperação entre a UFMA e a ALL, visando a promoção de exposições do aparato histórico da Universidade Federal do Maranhão, além de fomentar a difusão de informações culturais e literárias. Compete à Academia Ludovicense de Letras: colaborar com a manutenção do prédio – Palácio Cristo Rei, bem como com a Fundação UFMA, além de difundir a história da Universidade, de São Luís e do Maranhão; fomentar a difusão, na Universidade e nas escolas, de informações culturais e literárias, especialmente quando das visitas ao Palácio Cristo Rei; e ratificar o desenvolvimento e a difusão da cultura e da literatura ludovicense, bem como a defesa das suas tradições literárias.

O Palácio Cristo Rei vai ser a sede da Academia Ludovicense de Letras.

Tombado pelo Iphan, o Palácio Cristo Rei é um sobrado de três pavimentos construído em 1838 pelo arquiteto Manoel José Pulgão. Teve como primeiros donos o comendador José Joaquim Teixeira Vieira Belfort e sua esposa. Foi sede de diversas instituições de ensino ao longo dos anos. Comprado pela Universidade Federal do Maranhão na década 70, passou a abrigar a sede da reitoria. Em outubro de 1991, o prédio quase foi destruído por um incêndio, tendo sido restaurado, e passando a receber um memorial para resgatar e preservar a história, as relíquias e os tesouros patrimoniais e arquitetônicos da UFMA e de São Luís. Em 2021, passa a sediar a Academia Ludovicense de Letras.

Estrutura do Palácio Cristo Rei: O prédio continua com todas as atividades normais em relação a UFMA: Funcionam Biblioteca, Memorial dos Reitores, museu, sala de exposição das obras de Gonçalves Dias (a fase de construção em parceria com o Governo do Estado) e a sala dos Colegiados e gabinete oficial da Reitoria.

sem comentário »

Crescimento do mercado de pets no país estimula procura por cursos da área

0comentário

Brasil já é o segundo país no mundo em quantidade de animais de estimação, aponta IBGE.

Nos últimos anos é notório o crescimento do mercado de pets no Brasil. A quantidade de animais de estimação nos lares brasileiros pode ser um dos motivos que estimulou a expansão do setor. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o Brasil já é o segundo país no mundo em quantidade de animais de estimação. Além disso, já existem mais cães e gatos do que crianças nas residências brasileiras.

A cadeia Pet brasileira (toda produção ligada ao setor) também ocupa o segundo lugar no ranking mundial de faturamento com relação aos serviços e produtos, perdendo apenas o primeiro lugar para os Estados Unidos. Entre os segmentos destacam-se o Pet Vet, Pet Care, Pet Food, entre outros serviços específicos.

Para a empresária Melissa Minohara, o crescimento no setor é um reflexo do cuidado e atenção redobrada que os tutores vem oferecendo aos seus pets. “Vejo isso muito claro nas nossas unidades do PetMania. Para os tutores os bichinhos são muito mais que um animal de estimação, eles fazem parte da família e por isso não medem esforços para oferecer o melhor, garantindo assim vida longa aos seus filhos”, acredita a especialista em groomer, que tem mais  43 cães e 3 gatos.

Já a professora do curso de Medicina Veterinária da Estácio, Erika Ribeiro Aragão, acredita que a busca por informações pela sociedade a respeito dos cuidados com os animais de estimação é um dos fatores que levou ao aumento no número de animais em residências. “Os tutores hoje têm se interessado mais em buscar informações sobre os melhores cuidados para o seu pet, gerando um aumento em toda cadeia, como consultas, especialidades, exames, medicamentos e, principalmente, estética também”, ressalta.

“Percebo ainda que tem crescido os chamados para o protocolo vacinal e vermifugação em animais babys (gatos, cães e coelhos). Ou seja, quanto mais cresce a procura para vacinar, menos eles adoecem. Antes tínhamos que insistir e explicar muito sobre os perigos que os animais passavam e nos faziam passar por causa das zoonoses [doenças que passam dos animais para os seres humanos]”, completa.

Outro destaque apontado pela professora é para a linha de nutrição, com inúmeros petiscos e ‘palitos’ com a finalidade nutritiva, e até terapêutica. “Tem petiscos calmantes, para limpar os dentes, para aumentar a imunidade da pele, divididos em geriátricos, baby e por raça, tamanho e coloração da pelagem”, conta.

Procura por formação

A professora observa ainda que com o crescimento do mercado, consequentemente, o curso de Medicina Veterinária tem atraído cada vez mais jovens interessados em se especializar na área. “Alguns anos atrás nem se ouvia falar em médicos veterinários, muito menos em veterinários especializados em oftalmo, dermato, ortopedista, odonto. Hoje a maioria dos alunos já entra com um plano traçado e uma afinidade já determinada”, comemora.

Ela explica ainda que o mercado para o profissional da área é amplo, podendo atuar, por exemplo no programa de Saúde da Família, fazendo a fiscalização de comércios de alimentos e processamentos, bem como no desenvolvimento de políticas públicas em órgãos governamentais, e proteção do ambiente e na interação ecológica desse ambiente com os seres que o habitam. “Atua também na área de produção [suína, aves, bovina, ovina e caprina], e com a saúde de animais silvestres, que hoje cresce demais a preferência aos pets exóticos e selvagens”, completa.

sem comentário »

JANEIRO BRANCO: A SUA MENTE PRECISA DE ATENÇÃO!

0comentário

Campanha serve de alerta para o cuidado com a saúde mental

Janeiro é o mês marcado pela expectativa de novidades para o novo ciclo que se inicia. É comum que durante e após a passagem de ano, muitas pessoas repensem suas ações e construam metas para os próximos doze meses. Porém, há um fator essencial para a vida que muitos não incluem em seus planos: o cuidado com a saúde mental e emocional.

“Em termos simbólicos e culturais, neste período todos nós estamos propensos a refletir sobre nossas vidas. Por isso, a campanha também é caracterizada pela cor branca, sendo uma espécie de convite ou uma folha em branco para que todos sejam inspirados a escolher os nossos novos caminhos e claro, cuidar da mente”, afirma a psicóloga do Hapvida Saúde, Celiane Lopes.

Destaque também por ser tema da redação do último Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a pauta é uma das mais levantadas e discutidas durante a pandemia, uma vez que suas consequências contribuem significativamente para o desenvolvimento de transtornos psicológicos como ansiedade e depressão.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que a doença afeta 4,4% da população mundial. Sendo o Brasil, com 5,8% da população atingida, o segundo país com maior número de pessoas com depressão nas Américas, atrás somente dos Estados Unidos, com 5,9% de depressivos. 

A população brasileira também é a que possui maior índice de pessoas com ansiedade no mundo, com quase 19 milhões de brasileiros apresentando a doença, o que equivale a 9,3% da sociedade. Além disso, o suicídio já é considerado a terceira principal causa externa de mortes no país, com 12,5 mil casos em 2017, ficando atrás dos acidentes e agressões, segundo o Ministério da Saúde (MS).

Para a psicóloga, dados como estes tendem a crescer, devido aos danos causados pela pandemia do novo Coronavírus. “Hoje é possível perceber que o isolamento social, o desafio do home officie e a perda de familiares e amigos são fatores que mais estão ligados ao desencadeamento de crises de ansiedade e picos de estresse”, detalha.

Como cuidar da saúde mental e emocional?

Diante das diversas dificuldades causadas pelo adoecimento da mente, a saída pode parecer distante, mas com estratégias simples ou auxílio profissional, é possível começar a ter uma mente mais saudável. Confira algumas dicas:

  1. Pratique exercícios físicos regularmente e tenha hábitos saudáveis

A dopamina, mais conhecida como hormônio da felicidade, é uma substância liberada durante as atividades físicas. Portanto, este é um dos hábitos mais indicados para cuidar do corpo e da mente. Além disso, a prática de exercícios físicos servem também como refúgio, já que sempre exige foco e respiração adequados. 

“Manter sempre uma boa noite de sono e outros cuidados básicos, como na alimentação, também contribuem para a prevenção de diversos transtornos psicológicos”, afirma Celiane Lopes.

  1. Pratique o autocuidado

Olhar para si com carinho e gentileza, respeitar o seu corpo e seus limites também são atos em prol da sua saúde e que, sem dúvidas, são essenciais para aumentar o seu bem estar físico e emocional. 

  1. Consulte um psicólogo 

Em momentos de angústia, buscar ajuda é sempre o melhor caminho. Por isso, as redes de apoio tornaram-se cada vez mais importantes, sejam elas compostas por familiares, amigos ou psicólogos.

“O acompanhamento psicológico é fundamental para auxiliar as pessoas a compreenderem a si mesmos. Pois é através de orientações e estímulos que podemos encontrar a causa dos nossos desconfortos e buscar estratégias que ajudem a organizar nossas vidas e administrar nossas emoções”, explica.

  1. Adquira novas habilidades 

Que tal tentar um novo hobby ou até mesmo voltar a praticar aquilo que você mais gostava? 

Tocar instrumentos, fazer artesanato, ler, escrever, assistir um bom filme ou série e praticar esportes, podem ser atividades que proporcionam prazer e exercitam bem o cérebro. Mas vale lembrar que manter o equilíbrio entre as responsabilidades e as atividades de lazer permanece sendo fundamental.

  1. Preserve um tempo para a família e amigos

Na correria do dia a dia, muitas pessoas acabam se distanciando de familiares e amigos, perdendo assim momentos únicos de afeto e felicidade durante a pressão do trabalho ou estudos. Portanto, converse, sorria, abrace e relaxe.

sem comentário »
https://www.blogsoestado.com/marciohenrique/wp-admin/
Twitter Facebook RSS