DRIVE TRHU JUNINO E BOX “SONHO DE CATIRINA” NA VILLA DO VINHO BISTRÔ

0comentário
Werther Bandeira, da Villa do Vinho Bistrô e o Box Junino “Sonho de Catirina” com um mix do melhor da culinária maranhense

Menu Junino disponível Disponível para retirada no restaurante ou pedidos no IFood

Já virou tradição o menu junino da Villa do Vinho Bistrô e ele está de volta! Com o melhor das delícias típicas da culinária maranhense. E está disponível para encomendas com retirada no restaurante ou pedidos via IFood, no período das 10h às 23H30 de segunda a sábado e aos domingos até à 16h.

As delícias do nosso São João à venda diariamente no Drive Thru Junino da Villa do Vinho Bistrô na Cohama

Os clientes provaram, aprovaram e já é sucesso…. Todas as delícias podem ser pedidas em porções individuais ou o menu completo no Combo Junino Sonho de Catirina, com pratos como Arroz de Batipuru e Cuxá; Tortas de Camarão e Caranguejo; Vatapá; Mingau de Milho; Bolos de Tapioca, Fubá Cremoso e Macaxeira; Manuê e Canjica.

Há também o prato típico composto por porções de Torta de Camarão; Arroz de Cuxá, Vatapá e Farofa. Tudo com o sabor, qualidade e alto padrão da Villa do Vinho Bistrô direto para a casa dos clientes.

No Box “Sonho de Catirina” um menu completo com diversas porções do melhor da gastronomia junina maranhense

 

sem comentário »

Justiça cancela arraial em Turiaçu que custaria R$ 1,75 milhão aos cofres do Município

0comentário
Prefeito de Turiaçu, Edesio Cavalcanti, teve o seu arraial proibido pela Justiça

A pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), a Justiça determinou, nesta quarta-feira, 22, a suspensão liminar do evento Arraial Resgate Junino, que seria realizado pela Prefeitura de Turiaçu, no período de 24 a 29 de junho. O evento custaria R$ 1,75 milhão aos cofres municipais, apesar da precariedade da prestação de diversos serviços públicos na cidade. A programação contava com nomes Eli Cantor, Biu do Piseiro, entre outros. A festança se estende até o dia 29 de Junho.

Proferida pelo juiz Pedro Pascoal, a decisão é resultado das solicitações feitas na Ação Civil Pública ajuizada contra o Município, na última terça-feira, 21, pelo promotor de justiça Hagamenon de Jesus Azevedo, que responde temporariamente pela comarca.

O Município está proibido de realizar pagamentos referentes aos contratos dos 14 artistas para o arraial. Também está proibida a contratação de atrações artísticas similares, durante o trâmite do processo.

A multa por descumprimento é R$ 50 mil diários a serem pagos pelo Município, até o limite de 30 dias.

Se o valor dos contratos já tiver sido pago parcialmente, o montante deve ser devolvido aos cofres municipais. Outra determinação é divulgar, em 24 horas, na página principal do site da Prefeitura de Turiaçu, o cancelamento do evento.

“Custear a contratação de 14 artistas, no valor de R$ 1.750.000,00, aos cofres públicos, além dos gastos acessórios escapa aos preceitos da moralidade, proporcionalidade, razoabilidade e impessoalidade. Empregar verbas públicas em evento desta natureza em detrimento de serviços públicos essenciais de atribuição do município contraria a eficiência no trato com a coisa pública”, afirma o magistrado, na decisão.

PRECARIEDADE

Em 14 de junho, o MPMA solicitou que o prefeito Edesio Cavalcanti encaminhasse informações sobre a regularidade do pagamento de servidores pelo Município, contratos firmados para realização dos shows e respectivos processos licitatórios e processos de pagamento. Não houve resposta do Município.

Também foi encaminhada Recomendação ao gestor municipal, solicitando que não fossem utilizados recursos públicos para o Resgate Junino. O acatamento do pedido deveria ter sido comprovado por escrito. Outra vez, não houve retorno.

Igualmente foram solicitadas informações relativas ao procedimento licitatório realizado para o Resgate Junino, com indicação da forma de contratação dos artistas, além de cópias dos contratos firmados. As informações pedidas incluíam o valor dos gastos acessórios ao evento, atual disponibilidade financeira do Município para a realização do evento e existência de decreto de emergência ou calamidade pública vigente no município.

CARÊNCIA

Segundo o promotor de justiça, já foram ajuizadas diversas ações, para corrigir omissões da administração municipal. Entre elas, estão irregularidades no fornecimento de alimentação e transporte escolares, serviços de atenção básica, metas vacinais, baixa cobertura de tratamento integral à saúde e falta de adequação de prédios de escolas.

Ainda de acordo com o representante do MPMA, existem casos de precariedade conhecidos, relativos à conservação do asfalto da cidade, falta de saneamento básico, baixa iluminação pública, falta de estrutura do Conselho Tutelar, entre outros. “A falta de serviços públicos essenciais na cidade é notada regularmente”.

SEM TRANSPARÊNCIA

Apesar da divulgação do evento incluir apoio do governo estadual, não foi encontrado nenhum convênio para realização do evento no portal da transparência municipal, o que demonstra que o instrumento não vem sendo alimentado.

Além disso, segundo a Lei Orçamentária Anual do Município, o valor dos contratos para a realização do evento ultrapassa o orçamento anual da Secretaria Municipal de Cultura em R$ 501,5 mil.

“O Ministério Público não tem nada contra a realização de eventos festivos. Entretanto, devido à atual precariedade enfrentada pela população local, especialmente, nas áreas de saúde, educação e saneamento básico, a realização do evento afronta os princípios de legalidade, moralidade, eficiência, proporcionalidade e razoabilidade que orientam a administração pública”.

Redação: CCOM-MPMA

sem comentário »

A pedido do Ministério Público, Justiça cancela show de Matheus Fernandes, Romin Matta e Bruno Shinoda, que seria custaria mais de R$ 300 mil à Arari

0comentário
O cantor Matheus Fernandes

A pedido do Ministério Público do Maranhão, por meio da Promotoria de Justiça de Arari, a Justiça determinou, nesta quinta-feira, 23, a suspensão liminar do evento Arraial “São João do Povo”, que seria realizado pela Prefeitura de Arari, no período de 26 a 30 de junho. O evento custaria mais de R$ 332 mil aos cofres municipais, apesar da precariedade da prestação de diversos serviços públicos na cidade. Com isso, o Município fica proibido de realizar pagamentos referentes aos contratos dos 14 artistas que participariam do arraial, entre os quais os cantores Matheus Fernandes, Romin Matta e Bruno Shinoda. Também está proibida a contratação de atrações artísticas similares durante o trâmite do processo.

Proferida pelo juiz João Paulo de Sousa Oliveira, a decisão é resultado das solicitações feitas na Ação Civil Pública (ACP) ajuizada contra o Município e contra o prefeito, Rui Fernandes Ribeiro Filho, na última quarta-feira, 22, pela promotora de justiça titular da Comarca, Patrícia Fernandes Gomes Costa Ferreira.

A multa por descumprimento é R$ 50 mil diários a serem pagos pelo Município, até o limite de 30 dias.

O cantor Romin Matta

A decisão judicial determina que sejam cancelados os contratos de imediato e devolvidos aos cofres públicos os valores que já tenham sido pagos, ou, em via de serem destinados pela Prefeitura à empresa L&L Promoção e Produção de Evento Ltda. O total dos gastos com o São João do Povo seria de R$ 466 mil.

Outra determinação é que o Município divulgue, em 24 horas, na página principal do site da Prefeitura de Arari, o cancelamento do evento.

O cantor Bruno Shinoda

O magistrado, ao decidir pelo deferimento pedido na Ação do MPMA, ponderou: “O caso concreto é delicado e exige uma análise reflexiva sobre de um lado estar a proteção das necessidades básicas e direitos sociais de todos os cidadãos, bem como educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, transporte, segurança assistência aos desamparados assegurados pela Carta Magna, e por outro lado, o direito à cultura, também previsto pela Constituição Federal”.

Fez menção ainda à condenação do Município em caso de abandono de prédio escolar e de ausência na prestação de serviço de transporte escolar à comunidade de Ilhota I, zona rural de Arari. “Nessa atual conjuntura de crise econômica e dependência, os gestores públicos necessitam incentivar políticas públicas mais essenciais”, decidiu o magistrado.

PRECARIEDADE

Em 13 de junho do ano corrente, o MPMA oficiou recomendação à Prefeitura e ao prefeito, Rui Fernandes Ribeiro Filho, para que encaminhasse informações sobre a regularidade nos contratos firmados para realização dos shows e respectivos processos licitatórios e de pagamento. O Município informou que parte desses recursos, R$ 150 mil, viriam do orçamento da Secretaria de Estado da Cultura e os recursos próprios destinados aos eventos seriam pouco mais de R$ 182 mil.

Segundo a promotora de justiça titular da Comarca de Arari, já foram ajuizadas diversas ações para corrigir omissões da administração municipal. Entre elas estão irregularidades nos serviços básicos e infra estruturais, sobretudo, em saúde e educação.

Redação: CCOM-MPMA

sem comentário »

Inovar e Grêmio em vantagem para avançar às semis da Taça Ilha

0comentário
Grêmio precisa de um empate para avançar às semifinais da Taça Ilha. (Divulgação)

As equipes do Inovar e do Grêmio estão perto de avançar às semifinais do torneio Sub-15 da primeira edição da Taça Ilha de São Luís de Futebol de Base, competição patrocinada pelo governo do Estado e pelo El Camiño Supermercados por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Após vencerem os duelos de ida, os dois times voltam a campo neste fim de semana para confirmar suas vagas para a próxima fase. Os duelos decisivos da categoria Sub-15 ocorrerão no domingo (26), no Campo do Leão Dourado, na Maioba, a partir das 14h15.

A rodada será aberta com o duelo entre Grêmio e 15 de Novembro. No jogo de ida, a equipe gremista levou a melhor e venceu o duelo por 1 a 0. Com o triunfo, o Grêmio precisa de um empate no domingo para seguir na competição. A garotada do 15 de Novembro precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para se classificar no tempo normal. Se vencer por um gol de diferença, o semifinalista da Taça Ilha será conhecido nos pênaltis.

Na sequência, às 15h40, o Inovar tenta aproveitar a boa vantagem obtida no jogo de ida para chegar às semifinais. Após ter vencido a Afasca por 2 a 0, o Inovar pode perder por um gol de diferença que mesmo assim seguirá na competição. Ao time da Afasca, resta vencer por dois gols para forçar os pênaltis ou por três tentos para ir às semis.

Equipe do Inovar está perto de avançar às semifinais da Taça Ilha. (Divulgação)

Sub-13

Neste fim de semana, também serão realizadas duas partidas válidas pelas quartas de final do torneio Sub-13 da Taça Ilha de São Luís de Futebol de Base. No sábado (25), a partir das 8h, a bola rola para Olímpica x Palmeirinha e Juventude x Cruzeiro. Os jogos de ida ocorrem no Campo do Leão Dourado, na Maioba.

Tudo sobre a Taça Ilha de São Luís de Futebol de Base está disponível no Instagram oficial da competição. O endereço é o @tacailhaslz.base.

sem comentário »

BRK Destaca a relação entre as questões ambientais e Serviços de saneamento

0comentário
Programa social da BRK Cozinha Sustentável foca na alimentação saudável e aproveitamento de alimentos

A concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em São José de Ribamar e Paço do Lumiar reforça a importância da preservação do meio ambiente e do uso responsável dos recursos naturais

Junho é o mês mundial do Meio Ambiente. A data de 05 de junho foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1972, com o objetivo de relembrar as pessoas da necessidade de preservação do meio ambiente e do uso responsável dos recursos naturais.

A preservação ambiental é fundamental para a sobrevivência das futuras gerações e a BRK destaca a importância de ações voltadas às questões ambientais, que ligadas aos avanços dos indicadores de saneamento, transformam e impactam na qualidade de vida e saúde da população.

Neste ano, o tema lançado pela ONU para a Semana do Meio Ambiente é “Uma Só Terra” e tem como foco a vida sustentável em harmonia com a natureza. E a concessionária aproveita o tema para reforçar os programas socioambientais que pratica tanto internamente, no incentivo de seus funcionários, quanto na sensibilização das comunidades em que atua.

Dos 20 programas sociais da BRK no Maranhão, onze deles falam diretamente com a preservação do meio ambiente, conscientização e educação ambiental. O Designer Sustentável e o Cozinha Sustentável, são cursos de capacitação oferecidos pela BRK em parceria com o sistema FIEMA, com o objetivo de trabalhar com resíduos que seriam descartados, alguns de forma a agredir o meio ambiente. No Designer as alunas aprendem a transformar resíduos em artesanato, como caixas de leite que viram bolsas tipo carteira, e no Cozinha o foco é a utilização de resto de alimentos que ganham novo significado em receitas, como o bolo de casca de abóbora, por exemplo.

Voltado para as crianças, o Patrulha Ambiental apresenta aos alunos do ensino fundamental noções de educação ambiental por meio de uma programação com atividades lúdicas a respeito do meio ambiente e boas práticas sustentáveis.

GrafitArte, programa social da BRK combate a pichação e a depredação do patrimônio por meio de intervenções artísticas utilizando o grafite

Já o GrafitArte traz uma solução como combate à pichação e a depredação do patrimônio público e privado por meio de intervenções artísticas utilizando o grafite como arte e no combate à poluição visual.

Em parceria com a Rede Asta, a BRK traz como novidade do seu portfólio de projetos sociais, o Mulheres Mais Renda, produção e distribuição de absorventes de tecido reutilizáveis e promoção de geração de renda para costureiras em bairros de alta vulnerabilidade nos dois municípios em que atua. A distribuição dos absorventes será feita para mulheres e adolescentes em comunidades vulneráveis, trazendo o benefício da inclusão social, o empreendedorismo das costureiras, aliado à preocupação com o meio ambiente, uma vez que os absorventes plásticos são, muitas vezes, descartados em vasos sanitários causando o entupimento e extravasamento da rede de esgoto.

Voltado para as crianças, o Patrulha Ambiental apresenta aos alunos do ensino fundamental noções de educação ambiental

Internamente, através do seu departamento de Meio Ambiente, a BRK trabalha diversas ações internas com o objetivo de formar seus funcionários em cidadãos mais comprometidos em cuidar do planeta. Um dos projetos é a campanha “Uma pilha a menos”, que tem como objetivo minimizar os impactos ambientais causados pelo descarte incorreto de pilhas e o reuso da água dos sistemas de refrigeração em seu centro operacional que coleta e armazena a água proveniente das condensadoras de ar-condicionado para ser utilizada em lavagem de veículos e limpeza de área externa, reduzindo o desperdício de água, incentivando o consumo consciente e inibindo o acúmulo de água como proliferação de vetores.

“O saneamento básico está intrinsicamente ligado à preservação do meio ambiente. A relação entre ambos demonstra a necessidade de promover transformações e a necessidade de se viver de forma sustentável, com consciência e responsabilidade socioambiental” ressalta Amanda Cardoso, responsável pela área Social da BRK no Maranhão.

sem comentário »

Ação social de troca de lâmpadas e atualização de cadastro na Tarifa Social chega ao Coroadinho

0comentário

Ação da Equatorial Maranhão em Parceria com o IBRAPP acontece nesta sexta-feira (24)

Nesta sexta-feira, dia 24, a comunidade do bairro Coroadinho receberá uma ação social que visa realizar cadastro e atualização na Tarifa Social de Energia Elétrica, além de oferecer a troca de lâmpadas antigas por lâmpadas mais tecnológicas e eficientes, garantindo vantagens e redução de custos na conta de energia. A ação é uma parceria entre a Equatorial Maranhão e o IBRAPP (Instituto Brasileiro de Políticas Públicas), além de outras empresas que vão oferecer variados serviços como corte de cabelo, aferição de pressão, limpeza de pele, serviços odontológicos, entre outros. O evento acontece de 9h às 12h e de 13h às 17h, no Centro Educacional e Profissional do Coroadinho.

Através da Tarifa Social é possível ter descontos de até 65% na conta de energia. Para realizar o cadastro e atualização no programa é necessário estar inscrito e com todos os dados atualizados junto ao Cadastro Único (CadÚnico), inclusive o Número de Identificação Social (NIS) e ter renda igual ou menor a meio salário mínimo por pessoa da família, ou possuir, entre seus moradores, alguém que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Lembrando que para os clientes quilombolas ou indígenas, o desconto pode ser de até 100%. Além disso, para garantir a troca de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por LED, é preciso apresentar a última conta de luz, RG e CPF. Cada cliente pode trocar até 5 lâmpadas antigas por lâmpadas novas de LED, que são mais eficientes e econômicas.

Dessa forma, a Equatorial Maranhão se preocupa em garantir à população oportunidades de bem-estar, economia e energia de qualidade. Com foco na colaboração mútua com a sociedade e nas ações de responsabilidade social, a ação social do Coroadinho faz parte do E+ Comunidade, que integra o Programa de Eficiência Energética da Equatorial Maranhão, regulado pela ANEEL e tem sido realizado amplamente em diversos bairros e municípios do estado. A Equatorial Maranhão segue trabalhando pelo futuro todo dia, com foco na inovação, sustentabilidade e compromisso social.

sem comentário »

Assembleia promove workshop para profissionais da comunicação sobre condutas vedadas nas eleições

0comentário
Advogado Tarcísio Araújo fala sobre condutas vedadas nas eleições deste ano, ao lado da diretora adjunta de Comunicação, jornalista Sílvia Tereza, e do subprocurador-geral do Estado, advogado Alexandre Cavalcante

A  Assembleia Legislativa do Maranhão promoveu, na tarde desta quarta-feira ( 22), o workshop “Condutas Vedadas e Lei das Eleições”, a fim de esclarecer as regras a serem cumpridas pelos profissionais que atuam no Complexo de Comunicação da Casa no período de 2 de julho até o dia das eleições.

Conduzido pelo procurador-geral do Legislativo Estadual, advogado Tarciso Araújo, e mediado pela diretora adjunta de Comunicação, jornalista Sílvia Tereza, o evento contou com a participação do advogado Alexandre Cavalcante Pereira, subprocurador-geral do Estado. 

“Este é um workshop extremamente importante para a Comunicação da Assembleia, uma vez que  tem como objetivo orientar os profissionais da Casa para que possam se adequar às regras da lei eleitoral, no que diz respeito às condutas vedadas ao longo dos três meses antes do pleito de outubro. Esses ajustes são necessários para que nossos veículos possam dar continuidade à divulgação da atividade parlamentar, obedecendo o que é previsto em Lei”, disse Silvia Tereza.

Alexandre Cavalcante e Tarciso Araújo afirmaram que deve haver uma distinção do que é propaganda eleitoral e matéria de cunho institucional, não sendo permitida a primeira no período vedado.

Advogado Tarciso Araújo, procurador-geral do Legislativo Estadual, explicou as principais regras do período vedado à equipe de Comunicação da Assembleia durante o workshop

Abuso de poder

Os dois palestrantes frisaram que a lei se mostra muito mais rígida quanto ao uso de bens móveis e imóveis do poder público no período de campanha, enfatizando que deve ser respeitado o princípio da isonomia, para que quem esteja no exercício do mandato, não leve vantagem na disputa.

Quanto ao Legislativo, eles afirmaram que o parlamentar não pode deixar de divulgar seu trabalho, desde que suas mensagens não tenham conotação de cunho politiqueiro, deixando implícito o pedido de voto.

Alexandre Cavalcante, subprocurador-geral do Estado, participou do workshop compartilhando muitas informações importantes sobre a temática com os profissionais do Complexo de Comunicação da Assembleia

Afirmaram, também, que as matérias divulgadas pelo site institucional e as outras plataformas do Legislativo, anteriores ao período vedado, podem permanecer, desde que sejam acrescidas as datas de sua publicações.

Tarciso e Alexandre deram alguns exemplos já destacados em jurisprudências do TSE e responderam às indagações de jornalistas, radialistas e editores que participaram do workshop.

sem comentário »

CAPS AD Estado promove palestra de prevenção a drogas no Cejol

0comentário

A direção do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD) e o titular da Delegacia de Costumes, Joviano Furtado, realizou palestra de prevenção às drogas e levou atendimento psicológico aos alunos do ensino médio, na manhã de hoje (23), no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (Cejol), no Canto da Fabril, centro de São Luís (MA). O evento faz parte da semana estadual de política sobre drogas desenvolvida pela Secretaria de Estado de Saúde do Maranhão (SES).

“É muito importante levar informação e atendimento a estes jovens, pois só cuidando do problema desde cedo é que vamos conseguir prevenção às drogas e aos transtornos mentais”, disse o diretor geral do CAPS AD Estado, Dr .Marcelo Costa.

O CAPS AD é destinado ao atendimento diário, com assistência clínica, acompanhamento e reabilitação psicossocial de usuários com transtornos mentais decorrentes do uso de álcool e drogas. O CAPS AD é um serviço de saúde aberto ao público, oferecido pelo Sistema Único de Saúde.

Dentre os serviços disponibilizados, estão o atendimento individual e em grupo, os tratamentos medicamentoso e psicoterápico, orientação familiar, atividades comunitárias, oficinas e visitas domiciliares. O CAPS estima atender a, aproximadamente, 100 pacientes por dia. O CAPS possui uma estrutura física com refeitório, banheiros, salas de atendimento da equipe de saúde e de terapia de grupo, adequadas ao atendimento diário deste quantitativo, explicou.

O CAPS AD está situado na Rua Conde D’Eu, s/n, no bairro do Monte Castelo e funcionará de segunda a sexta-feira, das 8 às 18h, atendendo demanda espontânea.     

sem comentário »

CPI dos Transportes pede indiciamento do ex-prefeito, Edivaldo, e revisão na licitação das linhas de ônibus em São Luís

0comentário

O relatório da CPI dos Transportes, instalada na Câmara Municipal de São Luís para apurar supostas irregularidades na gestão do transporte público da capital maranhense, pediu o indiciamento do ex-prefeito Edivaldo Holanda Junior, atual pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PSD, do ex-servidor da SMTT, Manoel Cruz, e a revisão da licitação do sistema, implementada em 2016.

O documento, assinado pelo vereador-relator Álvaro Pires (PMN), contém mais de 200 páginas, onde aponta sugestões e recomendações para o setor do transporte público de São Luís.

O acervo foi dividido em 15 itens e outros 20 subitens. Além disso, o processo inteiro tem mais de 2 mil laudas, divididas em mais de 7 volumes, incluindo diversas mídias digitais em pendrive, que fornecem importantes subsídios para as investigações.

No relatório, os vereadores chegaram à conclusão de que a licitação do sistema de transporte coletivo da capital maranhense funcionou como uma verdadeira “peça nova” em “carro velho”. Por conta disso, recomendam a revisão do certame para linhas de ônibus.

“A licitação do sistema de transporte coletivo de São Luís funcionou como uma verdadeira ‘peça nova’ em ‘carro velho’ (…), com isso há elementos suficientes para revisão imediata, ou até mesmo o cancelamento de todos os quatro contratos vigentes, devido aos recorrentes desrespeitos à forma de execução do serviço. Além disso, a SMTT se mostra incapaz de exigir a aplicação tempestiva da Lei nº 3.430/1996, tampouco, a efetiva exigência das cláusulas contratuais da licitação, situação que se arrasta há anos e sem solução””, destacou trecho do documento.

No relatório final da CPI, há uma lista de recomendações, a maioria ao atual prefeito Eduardo Braide (sem partido). Entre elas, destacam-se apurações sobre as razões das falhas na prestação dos serviços, auditoria nas contas dos consórcios e a intervenção no sistema para garantir a continuidade dos serviços.

“Sugerimos ao Prefeito Eduardo Braide, no uso de suas atribuições legais, Decretar Intervenção no Sistema de Transporte de São Luís, nomeando um interventor, com o objetivo de assegurar a continuidade dos serviços, buscando a preservação do interesse público. Ao mesmo tempo, sugerimos que sejam realizadas apurações sobre as razões das falhas na prestação dos serviços; auditoria nas contas da empresa Primor e dos Consórcios – Consórcio Central, Consórcio Upaon-Açú, Consórcio ViaSL, levantando assim o custo real da operação dos serviços, a fim de apresentar a esta cidade um Diagnóstico das condições econômico-financeiras, técnicas e de capacidade operacional da prestação dos serviços, bem como, apontar as formas de resolução das problemáticas que assolam o sistema”, frisou o relatório das investigações.

Indiciamentos

O relatório conclui pelo indiciamento do ex-prefeito Edivaldo Júnior apontando que ele foi omisso e conivente com os erros e equívocos do processo. De acordo com as investigações, na gestão do ex-prefeito aconteceram seis reajustes de tarifa, sendo que, em nenhum destes, foram apresentadas as planilhas de custo, ou sequer um balanço do fluxo financeiro de entradas e saídas no caixa das empresas consorciadas, contrariando o princípio gestão democrática e controle social do planejamento e avaliação estabelecido na Lei Federal Nº 12.587/2012.

A CPI sugere, ainda, o indiciamento do empresário Manoel Cruz Junior, proprietário da Consult Trans, empresa simples que exerce o direito no contrato de cerca de R$ 1 milhão e 300 mil reais ao ano. As investigações apontam que Manoel Cruz, em denúncias e provas colhidas na CPI, teria se mostrado como uma espécie de ‘braço’ da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, tomando as decisões finais no que se refere ao transporte público da cidade.

sem comentário »

DIA MUNDIAL DO DOADOR DE SANGUE NO HSE

0comentário

O Dia Mundial do Doador de Sangue (14.06) não passou em branco no Hospital dos Servidores Estaduais / HSE, sob a gestão HSLZ, que promoveu uma palestra técnica de sensibilização sobre mitos e verdades da doação de sangue.

A palestra foi proferida pelo Dr. José de Jesus – Coord. da Agência Transfusional do HSE / HSLZ, em evento interno promovido pelo Núcleo da Segurança do Paciente / NSP em parceria com o Núcleo de Educação Permanente / NEP. O objetivo foi sensibilizar ainda mais todos os colaboradores do HSE / HSLZ para que também sejam doadores(as) de sangue.

Vale lembrar que o Grupo Mercúrio, responsável pela gestão do HSE / HSLZ, é um dos maiores apoiadores privados do Hemomar em campanhas de doação de sangue. Sob o comando do Diretor Geral do HSE / HSLZ Plínio Tuzzolo,  foram arrecadadas na última campanha mais de 1 mil bolsas de sangue junto a colaboradores e parceiros.

sem comentário »
https://www.blogsoestado.com/marciohenrique/wp-admin/
Twitter Facebook RSS