O desafio de Flávio Campos

3comentários

Se quisesse, Flávio Campos poderia estar em casa. Hoje, por exemplo, acompanhando o futebol pela TV e se preparando para o cinema ou teatro à noite e depois um jantar com os amigos e a família. Mas ele preferiu voltar a trabalhar no futebol maranhense e sua presença aqui tem contribuído para o debate sobre a importância do treinador para a equipe, embora nem sempre isso seja observado. Cá entre nós: na maioria das vezes. O Flávio chegou em um momento decisivo para o Sampaio no Campeonato Brasileiro da Série D no qual precisava vencer para continuar vivo na competição. No entanto empatou com o Guarany e por um acaso do destino conseguiu passar para a segunda fase, onde passou pelo CSA em crise. Na terceira fase da Série D, o adversário novamente é o time cearense e mais uma vez o Tricolor precisa vencer. Porém, em minha opinião o maior desafio de Flávio no Sampaio é conseguir transformar o grupo em sua equipe, pois nos jogos ainda vejo dois times: o de Arnaldo Lira e o de Sérgio Frota.

Em determinado momento da vida Flávio Campos se fará a seguinte pergunta: com qual time vou jogar? Com o time montado por Arnaldo Lira, que é mais regular, ou o imposto pelo presidente Sérgio Frota, que apresenta altos e baixos? No time de Lira tem jogadores como Wesclay, João Neto, Elanardo, Vinícius, Deca, Edson, Silvio e Jefferson. Já o time Frota tem atletas como Célio Codó, Thiago Miracema, Léo, Kléo, Joíldo, Robinho, Fernandinho, Raimundinho, Lucas e Rodrigo Ramos. O desafio de Flavio é unir os dois grupos e criar uma equipe, que possa chamar de sua. Nas duas passagens pelo Tricolor, na primeira ele saiu com o puçá cheio de gols e eliminado pelo Maranhão e na segunda sequer conseguiu classificar o time para a final da Copa União. O Flávio é um técnico que ainda busca se firmar na carreira e um acesso para a Série C será muito importante para o seu currículo e só assim sua volta ao Tricolor será por cima.

Desfalques importantes

Além da contusão de Léo, que não vejo substituto no grupo do Sampaio, Flávio Campos perdeu o lateral-esquerdo Deca suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Ao contrário de Léo que não tem sombra, Deca que tem como reservas Rigo e Raimundinho. O primeiro terá que mostrar que não é um jogador feito de “vidro”, pois desde que foi contratado, ainda na Copa do Brasil, contundiu-se duas vezes e só fez uma partida pelo Sampaio. Já Raimundinho foi contratado como um quebra-galho devido a contusão de Rigo e dificilmente terá a oportunidade de começar uma partida como titular do Tricolor. É óbvio que Flavio escolherá Rigo até pelo seu currículo.

Quanto a Léo, Flávio Campos trabalha com a hipótese de recuperação, pois no atual grupo do Sampaio não tem um meia de fino trato, que tem bom relacionamento com a bola. Por mais que o presidente Sérgio Frota tenha adotado Kléo como afilhado, Flávio sabe que o jogador não tem capacidade de levar torcedor ao estádio e que está muito abaixo do nível do titular. A única solução que resta ao treinador é improvisar o atacante João Neto ou o volante Vinícius como meia de armação. Mas na partida em Sobral, ele testou as duas opções e não deu certo. Por tanto só lhe resta rezar pela recuperação de Léo.

3 comentários »

Sampaio x Guarany (CE) será às 18h

0comentário

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou o horário do jogo Sampaio x Guarany (CE) aos 18h de sábado, no Estádio Nhozinho Santos. Com em toda rodada decisiva, que preste, os jogos são marcados no mesmo horário para que não haja armações. Porém, a Federação Maranhense de Futebol (FMF) marcou um jogo do Campeonato Maranhense-2010 como preliminar desta partida.

Ao marcar o jogo São José x Nacional como preliminar de Sampaio x Guarany, a FMF está agindo com incoerência, pois ela própria disse que a CBF proíbe jogos preliminares. Ou só pode quando é conveniente. Soube que o Sampaio é contra a realização da preliminar e pedirá o seu adiamento alegando que o jogo anterior pode prejudicar a qualidade do gramado, mas no fundo o que os dirigente do Tricolor não querem é rachar a bilheteria com o Pei-pedra.

sem comentário »

Técnicos medalhões em busca de emprego!

0comentário

Com o tema: Entrevista de emprego, a charge do blog Bola nas Costas retrata Parreira, Dunga, Leão e Luxemburgo de olho em uma vaguinha no mercado de trabalho. Os antes treinadores de “ponta”, atualmente estão desempregados e sem perspectivas…

sem comentário »

Léo não tem substituto no Sampaio

2comentários

A contusão de Léo desfalca o Sampaio e tira um pouco do brilho do time no Campeonato Brasileiro da Série D. Afinal, é um jogador de fino trato, que tem bom relacionamento com a bola e a capacidade de tirar o torcedor de casa para assisti-lo. O Léo é daqueles meio-campistas armador, que tem a capacidade de correr com a bola dominada, que sabe tabelar, dar assistências e fazer gols. Estilo aqueles camisas 10 à moda antiga. Seu desfalque aconteceu num momento em que o Sampaio ainda tem a aspiração de brigar por uma vaga na Série C. Não creio que possa sonhar com o título, pois o time é muito limitado, mas o acesso ainda é possível porque enfrentará um Guarany já classificado.

Com o desfalque do Léo, o trabalho do técnico do Sampaio, Flávio Campos, será redobrado. Nesse instante em que não pode contar com o Léo, o Flávio terá que ressuscitar em outros o desejo pela vitória e a vontade de jogar que sempre transbordaram no agora desfalque. Entrará aí o sujeito bom de conversa, que fala a linguagem do jogador, pois até pouco tempo também era atleta. É tarefa difícil, pois os candidatos não conseguem demonstram o mesmo talento. Muito pelo contrário. Parecem sempre um bando de peladeiros.

Sampaio não deveria jogar o Estadual

A partida do Sampaio x Viana pelo Campeonato Maranhense marcada para quarta-feira deve ser transferida para uma nova data até por uma questão de coerência. Os dirigentes do Tricolor vão dar entrada hoje na Federação Maranhense de Futebol (FMF) em um pedido de adiamento do jogo, pois terá uma partida decisiva pelo Campeonato Brasileiro da Série D contra o Guarany-CE, sábado, às 17h, no Nhozinho Santos.

O Sampaio não pode pagar pela falta de organização dos dirigentes do futebol maranhense que sequer tem a competência de adequar o calendário do futebol local ao calendário do futebol brasileiro. O Sampaio foi praticamente coagido a disputar duas competições ao mesmo tempo entendo e pode se atrapalhar nas duas. O Tricolor está muito perto de conseguir a vaga para a Série C e se o fizer o Estadual não terá o menor valor para o clube. Por isso, sou favorável que o Sampaio jogue o Maranhense com o time Sub 18.

2 comentários »

Dois pesos, duas medidas. Aos amigos, tudo. Aos inimigos os rigores da Lei.

0comentário


As atitudes tomadas no futebol às vezes me dão nojo!É muito difícil ser imparcial e contrariar os interesses dos protegidos pelo presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Alberto Ferreira. Algumas atitudes dele merecem vir à baila para que se saiba como atua o dirigente de acordo com seus interesses, geralmente escusos, e como é importante, para não dizer fundamental, fazendo valer sempre a sua vontade. O Moto pediu licença do futebol profissional, agora, pediu reintegração e de pronto foi atendido. Já o JV Lideral fez o mesmo pedido, mas por ter criticado o todo poderoso Alberto o time por pouco não foi extinto por ele.

Quando um time pede licença em sua Federação, geralmente, fica afastado de competições por no mínimo um ano e quando volta tem que ser pela divisão inferior. No caso do Moto, Alberto Ferreira brincou de faz-de-conta que aplicou a Lei e reintegro o clube como se o mesmo nunca tivesse pedido licença.

Porém, com JV Lideral, Alberto Ferreira adotou todas providências no sentido de aplicar o manda as normas da justiça esportiva, deixando para a sociedade, a ilusão de que agiu cumprindo a lei, mas na verdade tentou se vingar de um desafeto.O time de Imperatriz ganhou na primeira instância o direito de permanecer filiado, mas o poderoso Alberto já recorreu para que seja aplicada a Lei a instância superior.

Existe um ensinamento calhorda que diz: “aos amigos os benefícios da lei, aos inimigos os rigores da lei; e àqueles que não são amigos nem inimigos, simplesmente a lei”. Bom será no dia em que não exista, na aplicação da lei, nem amigos nem inimigos. O livro A República dos Padrinhos, de Gilberto Dimenstein, que trata, exatamente, do mesmo assunto destaca essa clientelista que domina várias instituições da sociedade brasileira.

sem comentário »

Existem dois Motos?

0comentário

Imagem – Moto levanta dos mortos…

Após ser confirmada a participação do Moto Club no Campeonato Maranhense da Segunda Divisão-2010, me veio a seguinte duvida: qual dos motos jogará a competição? o que deve funcionários há mais de cinco meses ou da parceria com o “empresário” Emerson Mendes, que promete trazer o time do Imperatriz que foi campeão maranhense em 2005?

Enquanto os torcedores cumprem o papel dos dirigentes, ao pagar os salários atrasados dos funcionários, um grupo de empresário promete mundos e fundos a diretoria para que o time participe da Segunda Divisão-2010.Porém, os que todos estão esquecendo é da parceria semelhante fechada com uma empresa do Uruguai no ano passado, que foi um grande fiasco e contribuiu no rebaixamento do clube para a Série B.

O empresário Emerson Mendes, que o atual presidente do Imperatriz, Léo Cunha, não quer ver nem pintado de ouro, prometeu contratar e pagar os salários do técnico Pedrinho Rocha e dos jogadores Edu Xiquita (meia), Ademir (volante), Ricardo Feltre (volante), Ramires (meia) e Dino (atacante). De acordo com o empresário todos já estariam presentes para a estréia do Moto na Segunda, no dia 10 de outubro, contra o Sabiá, de Caxias.

Porém, todo mundo sabe como este tipo de parceria acaba: com o empresário com o bolso cheio de dinheiro e o clube endividado e rebaixado. Foi assim com o Corinthians e a MSI e Palmeiras e Parmalat, mas quem quiser se enganar vá em frente.

O último jogador do time que disputou a Copa União pelo Moto, o lateral Flávio, só foi pago pela atual diretoria na última semana. E os funcionários do clube, que não viam dinheiro há mais de cinco meses foram pagos graças a um bingo organizado pela torcida organizada Dragões da Fiel.

É bom lembrar aos dirigentes motenses que o torcedor ainda não esqueceu os vexames recentes: time rebaixado e jogador passando fome na sede do clube.

Agora, para qual dos dois motos o torcedor ira torcer?

sem comentário »

Agora sabemos quem manda no Santos…

0comentário

Apesar do técnico Dorival Júnior ter dado moral para os jovens jogadores, que lapidou e liderou para os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, a diretoria do Santos o demitiu. Tudo porque ele resolveu educar o moleque mal educado Neymar, ao tentar deixá-lo de fora do clássico contra o Corinthians. O que demonstra, que prevaleceu na decisão de demitir o treinador foi o jogo de interesses.

Com dizia o Dom Corleone do clássico livro de Mario Puzo: “Não é nada pessoa, apenas negócio”. Foi tudo jogo de interesses: conselheiros que estão locos para por a mão no dinheiro de uma possível negociação de Neymar para o futebol europeu, patrocinadores do clube que querem ver em campo o garota propaganda e problema e até aquele empresário dele, que vive dando pitaco.

Já tinha minhas duvidas de que Dorival Júnior continuaria no Santos, pois os dirigentes do clube já estavam pressionando o treinador para colocar o moleque para jogar. Fizeram tudo de um jeito comercialmente tão forte que fica quase impossível ir de encontro os caprichos do menino mimado. E o próximo treinador do Peixe terá os mesmo problemas, pois terá de baixar a bola para Neymar se quiser se manter no emprego.

Acho que o melhor para o Santos seria vender o Neymar, pois a única coisa que ele pode trazer para o clube no momento são problemas. Jogadores habilidosos como este moleque tem os montes no Brasil, mas treinador que goste de futebol bonito são bem poucos.

sem comentário »

O verdadeiro Neymar…

1comentário

ng1015171

Após a polêmica criada na quarta-feira, no jogo contra o Atlético-GO, na Vila Belmiro,o atacante Neymar pediu desculpas ao técnico da equipe Dorival Júnior, aos companheiros e a torcida pela forma desrespeitosa como tratou a todos. O jogador disse que “aquele” do dia anterior não era ele e que estava muito arrependido. Porém, aquele “moleque” mal educado que insulta adversários, companheiros, comissão técnica, funcionários do clube e até a torcida é o verdadeiro camisa 11 do Santos.

Depois do pênalti cobrado por Marcel, na vitória por 4 x 2 sobre o Atlético-GO, Neymar, que já tinha dado mostras de descontrole em campo e havia abusado das pedaladas e dos lances individuais, foi repreendido pelo capitão do time Edu Dracena. O zagueiro, porém, ouviu de Neymar: “Edu, vai tomar no …”. Em seguida, Dorival Júnior também repreendeu o jogador e foi ofendido: “Vai tomar no … seu técnico do c…”. O último a tentar controlar Neymar foi o volante Roberto Brum, que também recebeu ofensas do companheiro.

No vestiário, Dorival cobrou de Neymar respeito com o grupo. “O que você está fazendo não é atitude de homem, mas de moleque. Sempre o protegi e você não pode me ofender”, disse. Ao invés de escutar as criticas, ele respondeu. “Você não pode me chamar de moleque”. O auxiliar de Dorival, Ivan Izzo, tentou acalmar a discussão e deu apoio ao técnico. Contrariado, o atacante arremessou um copo de isotônico no rosto de Ivan Izzo.

Estes detalhes não foram revelados porque a diretoria do Santos quer proteger o investimento, Neymar, que é disputado por grandes clubes do mundo. Porém, com a atitude os dirigentes estão criando um “monstro”, como classificou o técnico do Atlético-GO, Renê Simões, perplexo com o mau comportamento do jogador.

O que Neymar está precisando é de um banho de realidade e ver que tem muita promessa que não vingou no futebol por causa de mau comportamento e que muitos jogadores “milionários”, como ele se define, morrem na mais profunda miséria. Faço uma mea culpa e digo que o Dunga estava certo em não convocar um jogador tão imaturo.

1 comentário »

O Morto Club ainda está enterrado

1comentário

tumulo4
Apesar das preces dos motenses não foi desta vez que o Moto Club voltou do túmulo. Entre os dirigentes do Papão há divergências quanto a parceria com a empresa do empresário Emerson Mendes, o mesmo que prometeu muito ao Imperatriz e nada fez. E o ofício pedindo a suspensão da licença do futebol profissional nunca foi enviado a Federação Maranhense de Futebol (FMF).

O presidente do Conselho Deliberativo do Moto, Cursino Raposo, é totalmente contra o retorna das atividades sem alguém com dinheiro para tocar o time como fazem Sérgio Frota no Sampaio e João Vicente no Maranhão. De acordo com o dirigente, que é muito sensato e pés-no-chão, é melhor quitar os débitos da gestão anterior antes de se aventurar e em uma nova empreitada.

Porém, o presidente do clube, Gildo Moraes, que disse que tomou posse, está confiante na parceria e prometeu ainda está semana suspender a licença na FMF, mas nada fez até o momento. Na verdade, Moraes não conhece Emerson Mendes e também teme que as promessas do empresário de marketing esportivo seja conversa fiada.

No entanto, os dirigentes do Moto vão esperar até o domingo quando será realizada organizada pela torcida Dragões da Fiel, para arrecadar dinheiro para pagar os funcionários do clube com mais de cinco meses de salários atrasados, antes de decidir se tentará trazer o Papão do mundo dos mortos.

1 comentário »

Campeonato Maranhense não vale nada para o Sampaio

3comentários

Acho que o presidente do Sampaio, Sérgio Frota, está fazendo uma grande bobagem ao jogar com o time titular no Campeonato Maranhense 2010 contra o São José, pois o Estadual não vale nada para o clube e time está a apenas quatro jogos da Série C. O dirigente deveria colocar o time Sub-18 para fazer os três jogos do Maranhense antes das partidas decisivas contra o Guarany (CE), pela Quarta Divisão.

Apesar de ter um elenco inchado, o Sampaio não tem um grupo homogêneo, por exemplo, se o meia Léo se machucar em um destes jogos que não vale nada não terá substituto para jogar contra o Guarany. Isso aconteceu contra o CSA, o Edinho não pôde jogar e tiveram que improvisar o zagueiro Douglas na lateral esquerda.

Por ter passado para a terceira fase da série D, o Sampaio tem grandes chances de tirar o futebol maranhense do “purgatório” em que se encontrar. O Campeonato Maranhense não tem nenhum atrativo para o Tricolor, pois quem vencê-lo ganhará uma vaga para a própria Série D, onde se encontra, e uma vaga na Copa do Brasil, na qual nenhum time daqui passou da segunda fase.

O Sampaio precisa concentrar todas as suas energias no Guarany, pois nos dois confrontos que tiveram na Série D foram dois empates e último quase o eliminou da disputa. Nestas duas semanas de folga, o Tricolor deveria ter se reforçado com atletas melhores assim como fez a equipe cearense e aproveitar o tempo para entrosar os atletas.

A vitória sobre o CSA por 5 x 0 foi muito mais fruto da fragilidade do adversário do que da qualidade do Sampaio. Aprova foi o jogo de volta, no qual o Tricolor levou o maior sufoco de um time morto e se não fosse mais uma vez o santo Rodrigo Ramos, a coisa poderia ter se complicado ainda mais.

A falta de foco e principalmente de planejamento são os maiores defeitos dos dirigentes locais, pois nenhum deles se programa para as competições de disputa. Espero que o Sampaio, não comete o mesmo erro e acabe eliminado da Série D.

3 comentários »