Vida de analista esportivo não fácil…

1comentário

Time do Santa Quitéria foi o que melhor jogou na reta final da Copa União

Vida de analista esportivo não fácil mesmo, viu? Imagina que no início da Copa União, apontei o Maranhão como favorito, porque na época o Sampaio estava disputando Série D com sérias condições de subir para a Terceira Divisão. Mas o MAC fez um primeiro turno horroroso e o Tricolor ficou mais uma vez no meio do caminho na competição nacional e para consolar o torcedor entrou de cabeça na competição faturando o primeiro turno. No segundo turno, após Meinha voltar para o Santa Quitéria, o time tornou-se a melhor equipe da disputa e tornou-se sério candidato ao título. Porém, para calar a minha boca, o maqueanos despacharam a Raposa.

Ainda tem gente que gente me pergunta pelas ruas: quem vai ser o campeão? É sacanagem, né? Vejam bem, não tenho bola de cristal nem sou a Mãe Dinah. Nessa altura do campeonato ter convicção de alguma coisa é quase impossível. Fazer previsões é correr o risco de falar bobagens. Porém, como sou teimoso, ainda assim sempre que posso arrisco meus palpites. Sem medo de errar ou de críticas.

Embora a final do returno sejá um jogo de 180 minutos entre dois times grandes do estado: Maranhão e Sampaio, portanto, dois clássicos, sou capaz de afirmar que o Tricolor é o favorito a vencer o returno. Os boliviano tem o dobro de pontos dos atleticanos. Além disso, seria muita injustiça tirar do Santa Quitéria a segunda colocação e a vaga para a Copa do Brasil 2012, pois eles tem 28 pontos contra 20 do MAC.

É por isso que sou favorável ao campeonato de pontos corridos. Imagina só se o Maranhão passa pelo Sampaio na final do returno e da competição? Seria muita sacanagem um time ser campeão com quase a metade dos pontos do segundo colocado. O MAC na classificação geral é apenas o sexto ficando a frente apenas de Moto e Cordino. Em toda Copa União, o MAC tem apenas cinco vitórias. É brincadeira, né? Porém, os gênios do futebol dirão é o “regulamento e todo mundo assinou”. Infelizmente nem tudo que é de direito é correto!

1 comentário »

Sampaio e Santa Quitéria decidirão a Copa União

3comentários

A instabilidade tem sido a marca registrada de boa parte das equipes dessa Copa União. O curioso é que muita gente me pergunta pelas ruas: “quem vai ser o campeão?”. Vejam bem, não tenho bola de cristal nem sou a Mãe Dinah. Ter convicção de alguma coisa dentro das quatro linhas é quase impossível. Fazer previsões é correr o risco de dar barrigada. Ainda assim sempre que posso arrisco meus palpites. Sem medo de errar ou de críticas. Para mim obviamente os grandes favoritos são Sampaio e Santa Quitéria. Porém, no começo da competição apontei o Maranhão como favorito e errei feito. Tanto que até hoje o Sérgio Frota anda me zoando.

Para mim a melhor equipe da Copa União é o Santa Quitéria. É quem melhor tem jogado bola nessa reta final. Por sinal é a única que se mantém estável. Tanto é que se o Sampaio vencer o segundo turno também, eles é que ficarão com a vaga para Copa do Brasil, viu? É um baita de time acertado! Demonstra uma vontade de vencer impressionante. Tenho inclusive acompanhado alguns jogos deles e o padrão tático é quase perfeito.

Embora seja suspeito para avaliar o Meinha, por ser amigo dele, é impossível não valorizar o grande trabalho desse técnico. Pra mim ele é o melhor treinador da Copa União. Pegou alguns jovens e uniu com outros experientes desacreditados. O que dizer de uma campanha de 6 vitórias e uma derrota nos últimos 7 jogos? Pelo amor de Deus! Com essa bola apresentada no mínimo eles beliscam uma vaguinha na Copa do Brasil. Ainda mais com a instabilidade absurda dos rivais.

Porém, não podemos esquecer que o Sampaio é campeão do primeiro turno e com a baita estrutura e elenco que tem é disparado o maior favorito ao título. Porém, muita coisa neste futebol maranhense já calou a minha boca e o melhor é esperar, pois ainda tem muita água para passar por debaixo desta ponte.

3 comentários »

São José é o Barcelona brasileiro!

0comentário

Que o Raimundino calado é um poeta todo mundo sabe, mas não ouvi nada de extraordinário em ele falar que o São José é o “time que joga mais bonito no Brasil”. Como também não achei nenhum exagero o Josué Teixeira ironizar a declaração de Lopes: “vamos jogar contra o Barcelona do Brasil”. A provocação faz parte do futebol desde que a bola foi inventada. E atualmente o esporte está ficando com estes jogadores e treinadores dando entrevista falando praticamente a mesma coisa.

Tudo bem que os resultados dos jogos estão fazendo a Copa União se encaminhar para um legítimo confronto entre Sampaio e o clube do interior Santa Quitéria pelo título. Mas querem saber? Acho bobagem levarmos essa discussão na base do bairrismo. Muita gente acha que falo mal de Moto e Maranhão por puro preconceito. O que é uma baita bobagem! Respeito demais as outras duas potências do futebol do Estado. Só me dou o direito de torcer pelo meu time. Aí vai ter gente dizendo que jornalista não pode torcer. Tem que ser imparcial. Quem disse isso? Quem é o dono da verdade absoluta que quero conhecer.

O que penso ser fundamental em situações como essa é analisar o futebol com a maior isenção possível. Eu, por exemplo, acho que o time do Santa Quitéria tem melhores alternativas para ficar com a taça. Dispõe de um poder ofensivo muito mais inteiro e em melhor fase que os bolivianos.

O que não pode é o futebol ficar robotizado. Com treinadores e jogadores dando sempre as mesmas declarações: “o favorito é o time deles”. Pura babaquice, pois ninguém entra em uma competição acreditando que o adversário é o melhor ou coisa parecida. Em minha opinião, Raimundo e Josué Teixeira estão de parabéns por querem botar pilha no jogo São José x Sampaio.

No clássico Moto x Sampaio, por exemplo, só tinha torcedor do Tricolor, porque a partida não valia nada para os dois e a torcida motense não viu nenhum atrativo para ir a campo. Porém, bastaria uma frase de provocação de um dos lados para que as arquibancadas ficassem um pouco mais cheias. Sérgio Frota e Pereirinha faziam isso com maestria. Tanto que foi criada a rivalidade em Bolívia x Iape, um time com menos de três anos.

Provocação e rivalidade fazem parte do futebol e não devem ficar de lado!

sem comentário »

O Paulo César como técnico é o único acerto da direito motense na temporada 2011

0comentário

Nunca escondi minha admiração pelo novo técnico do Moto. Além de gostar dele como pessoa, o Paulo César para mim foi o melhor jogador de futebol que vi atuando. Sua melhor fase foi nos tempos de São Paulo e Seleção Brasileira Sub 20, quando era jovem e corria mais. Aliás, ele nunca foi um jogador velocista, mas sim um futebolista de muita habilidade e de grande inteligência. Porém, o temperamento difícil e o comportamento intempestivo (típico de jovens de origem humilde que ganham muito dinheiro rápido), o impediram de continuar jogando entre os grandes clubes e uma transferência para um time europeu. Já no final de carreira, com a idade avançada, ele foi mal no Sampaio, no Iape e no Moto. Agora, na sua estréia como treinador do Papão, estou muito confiante que ele possa fazer um bom trabalho, pois futebol ele conhece muito e porque sempre foi boleiro.

O Paulo César tem um conceito muito bom de ofensividade, pois logo no seu primeiro treino de apronto armou o time do Moto num 3-5-2 que possibilite o atacante Kléber Pereira, jogar na frente sem a responsabilidade de marcar e muito menos de voltar para buscar o jogo. Porém, ele não conta com uma equipe jovem e bem disciplinada taticamente. E ele ainda terá de lidar com os jogadores de renome que caíram em total descrédito, como é o caso de Abuda. Alias, a escolha do PC como técnico foi a única coisa com sentido que a diretoria motense fez durante a temporada.

O PC ta certinho em tê-lo colocado o Abuda na reserva, pois no jogo contra o São José, em que o Papão per deu por 2 x 0, o treinador Canindé Oliveira teve que substituí-lo no início do segundo tempo por cansaço. É brincadeira? Alguém já viu atacante de 25 anos cansado? Que isso? Pára vai! Então pede o boné e vai arranjar outra profissão. Ou está de sacanagem com o torcedor.

Pior que a campanha pífia do Moto na Copa União são os caras ficarem dando entrevista dizendo que se sentem incomodados com a pressão pelos maus resultados. Ridículo na verdade. Se não quer cobrança de torcedor tem que deixar a profissão.

Sinceramente, não acredito que o Moto conseguirá classificar-se para a semifinal do returno da Copa União, pois terá que vencer o Bacabal, desesperado e brigando por vaga fora de casa, e o Sampaio, com um elenco bem superior e muito melhor estruturado que todos os demais clubes. Porém, acredito que o Paulo César poderá fazer um bom trabalho como treinador do Papão e já começar a montar o time para o Campeonato Maranhense de 2012, que deve ter início em janeiro.

sem comentário »

Técnico de futebol não é milagreiro!

1comentário

Apesar da mentalidade dos dirigentes de futebol estar mudando gradativamente, muitos clubes ainda seguem com a mania de achar que a solução dos maus resultados é a troca de treinador. Como se isso mudasse muita coisa. Estamos na 5ª rodada do segundo turno da Copa União e 4 técnico foram substituídos. Os times trocaram foram Moto, Santa Quitéria, São José e Cordino. O Papão foi o que mais mudou, pois já está indo para o terceiro comandante na mesma competição.

Após perder para o São José, que trocou o técnico Castelo Branco por Raimundinho, por 2 x 0, o treinador Moto,Oliveira Canindé, que substitui Sandow Feques, entregou o cargo ainda no vestiário. Canindé volta para o futebol cearense para assumir o comando do Icasa para a temporada de 2012. Junto com o ele vão embora também os laterais Roberto Baiano e Zada, além do zagueiro Braga, que não deixarão a menor saudade.

Nas últimas rodadas a instabilidade no time do Moto tem sido terrível. Por isso, fui contra a saída do Sandow Feques, pois o cara iniciou o trabalho e tinha entrosamento com o time e não precisa mexer. Era só dar tempo ao tempo. Momentos ruins fazem parte de qualquer campanha. O que os dirigentes do Moto fizeram? Aproveitaram a grana do Viva Nota e trouxeram um treinador de fora como se ele fosse milagreiro.

Com o elenco for formado por pernas-de-pau do Moto, só Jesus Cristo salva. Com isso, é mais um ano perdido para o Papão, que em 2012, de novo, não disputará nenhuma competição nacional.

A verdade é que a única pessoa na terra que fez milagre foi Jesus Cristo. Por isso sou totalmente contra mudanças repentinas. É claro que a exceção é feita quando o cara não dá liga com o clube. Briga com jogador, essas coisas, como aconteceu no São José, onde o Fernando Castelo Branco não tinha mais clima para trabalhar e a mudança por Raimundinho foi positiva. O mesmo aconteceu no Santa Quitéria, que no início da Copa União, trouxe um técnico cearense igual ao do Moto e o time não ganhava ninguém e foi só repatriar o Meinha para que a equipe assumisse a liderança isolada da competição.

Portanto, de uma maneira geral, tenho a convicção de que no início da temporada o dirigente tem que estudar muito bem suas ações. Desde a formação do elenco até a contratação de um bom treinador. A partir dali é confiança. Tem que se tentar agir muito mais com a razão que a emoção.

1 comentário »

Edgar está perdendo o foco

9comentários

Desde quando a diretoria do Sampaio começou a negociar com o Edgar sempre fui a favor. Apesar do investimento ser claramente muito arriscado. Devido o impressionante desempenho ruim apresentado no Pelotas (RS), pois há algum tempo o atacante já não estava mais rendendo aquela bola que o consagrou no Maranhão. Aliás, muito pelo contrário. Era público seu problema de indisciplina.

Mas apostando naquele centroavante explosivo e goleador do auge no MAC, e até mesmo na fase já descendente, mas decisivo do Maranhão do Campeonato Maranhense, os dirigentes do Sampaio resolveram apostar nele. Eu mesmo dei um voto de confiança no cara. Porém, o resultado não foi um dos melhores negócios da história do clube. Principalmente no que se refere ao tal custo-benefício, palavra tão usada pelos cartolas, porque o acesso para a Série C não veio.

Agora, com o sumiço na véspera do clássico contra o Maranhão, a estrela do Sampaio pisou feio na bola. Isso mesmo, Edgar! Mas dessa vez o Tricolor não tem nada a ver com a história. Segundo informações colhidas nos bastidores do clube, ele teria sumido sem dar noticias sequer a família, pois quando os dirigentes do time entraram em contato com a esposa dele e ela teria dito que não sabia onde o “marido” estava.

O curioso é que na desculpa que deu ao presidente Sérgio Frota, o atacante disse que estava no hospital com a filha doente. Para vai! Mesmo que ele estivesse no hospital, não tinha um celular que pudesse ligar a cobrar para o Frota explicando a situação? Se o presidente engoliu esta história, ele é mais bobo que o jogador que a inventou.

Para ser sincero pouco me importa o fato em si. O que mais me chama a atenção é que o Edgar está aos poucos perdendo o foco na carreira. Ou seja, ao invés de jogar bola, coisa que ele sempre soube fazer muito bem, está optando por fazer outras coisas. Talvez se deslumbrando com o dinheiro que ganhou até agora no Sampaio. Não sei.

Pensando pelo lado do torcedor boliviano deve ser triste constatar esse tipo de coisa. Até porque desde que foi contratado ele tem sido a grande esperança para tirar a equipe dessa situação negativa. Por sinal ganha uma baita grana para isso. Edgar é o jogador mais bem pago do Sampaio no momento. Talvez essa falta de profissionalismo do atleta ou seja mais uma prova da falta de comando no Tricolor.

Não sei se na virada do ano o Edgar continuará no Sampaio. Mas se a postura pessoal dele continuar dessa forma, a carreira dele pode ser abreviada. E olha que só tem 24 anos, hein?

9 comentários »