Primeira-Dama tem papel importante na gestão municipal

1comentário

11267756_856639387723050_5222614710231899488_n
Obcecada pelo que faz, a primeira-dama de São Luís-MA, primeira-dama, Camila Vasconcelos, mergulhou de cabeça no programa Todos por São Luís do qual é coordenadora. Desde então, tem conjugado dia e noite o verbo sensibilizar, na esperança tirar os cidadãos menos favorecidos do esquecimento. Graças a seu esforço e dedicação ao programa, tem levado para a população serviços nas áreas da saúde, educação, assistência social e lazer

A primeira-dama de um município desempenha função de caráter social, trabalha em causas que tem por finalidade o bem estar coletivo. Missão essa que vem sendo exemplarmente cumprida por Camila Vasconcelos.

Mesmo não ocupando um cargo na administração, a primeira-dama tem papel fundamental de destaque na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Camila Vasconcelos vem contribuindo efetivamente nas tomadas de decisões e na implantação de políticas públicas como articuladora.

Entre as suas características destaca-se além da grande beleza, sensibilidade, determinação, força de vontade e muita simpatia. Camila Vasconcelos vem desenvolvendo no Município atividades na Educação, Saúde e mobilização, propondo projetos, pesquisas, campanhas e ações sociais, que visem à melhoria da qualidade de vida da população.

O “Todos por São Luís” foi idealizado pela Prefeitura com o objetivo de aperfeiçoar os canais de diálogo e interlocução com a população, na perspectiva de fortalecimento da cidadania local.
Além do governo do Estado o programa conta com a parceria da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema). A primeira edição aconteceu no mês de março na Praia Grande, a segunda em abril, na zona rural de São Luís por ocasião do aniversário do bairro Nova República, a terceira no mês de maio no bairro da Divineia.

Integra a programação a oferta de serviços nas áreas da saúde, educação, esporte e lazer, atividades culturais, orientação jurídica e assistência social, paisagismo, cursos de qualificação e rodas de conversas. Todas as ações são definidas a partir de reuniões com lideranças dos bairros contemplados com a ação. A ação no bairro Quebra-Pote vai beneficiar também moradores dos bairros da Matinha, Mata de Itapera, Itapera, Anajatiua, Arraial, São Joaquim, Santa Helena, Cassaco, Parque Brasil, Rio Grande e Tindiba.

Camila Vasconcelos é sem sombra de dúvidas o elemento surpresa da gestão municipal, talvez o mais determinante no sucesso do marido. É ela que está fazendo toda a diferença assim como as grandes damas que fizeram a mudança na história de suas nações: Evita Peron, Hillary Clinton, Michelle Obama, Ruth Cardoso entre tantas que se tornaram exemplos de como a elegância e a doçura feminina tem mais força e eficácia do que se pode imaginar.
7598_primeira_dama_visita_residencia_inclusiva_120515_fotobaeta10

1 comentário »

Ele está de volta!

1comentário

admin-ajax Para deter a retranca do Náutico, que em três jogos na Série B, ainda não levou gol, a arma secreta do Sampaio está de volta. O atacante Pimentinha, que ficou de fora da partida contra o Mogi mirim, na semana passada, e que terminou empatada por 1 x 1, recuperado de lesão retorna ao ataque tricolor.

Com o atacante em campo, a esperança de gol do torcedor do Sampaio fica revigorada, apesar de em todas as partidas na Série B o tricolor tenha balançado as redes. Entretanto, contra o Náutico, o Superpimentinha terá pela frente a defesa invicta da competição, que em três partidas não sabe o que é levar gol.

Como tricolor, acredito que o Superpimentinha, não será apenas um tempero a mais na partida, mas o tom do jogo, que pelas boas campanhas que os dois times fazem na Série B ganhou cara de decisão!

Agora, só falta o torcedor tirar o pijama, sair do sofá e lotar o Castelão…

1 comentário »

Prestação de serviço, solidariedade e sustentabilidade contemplam a programação da Cemar na 22ª edição do Ação Global

0comentário

image002 (1)
Amanhã, no Campus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Bacanga, das 8h às 17h, acontece mais uma edição do Ação Global, onde milhares de pessoas esperam, todos os anos, para participar de diversas oportunidades de atendimento de caráter médico, social e educativo.

O Ação global é um evento de grande abrangência social, que reúne prestação de serviço, cidadania e serviços básicos de saúde e cidadania. A Cemar estará presente no Ação Global 2015 oferecendo atendimento presencial, como 2ª via da conta de energia, negociações, além de outros serviços, como: Cadastramento de clientes Baixa Renda – Para se cadastrar, basta levar carteira de identidade, CPF, Número de Inscrição Social (NIS) e uma conta de energia elétrica.

A Tarifa Social de Energia Elétrica é um benefício instituído em Lei Federal para atender aos consumidores residenciais, com redução que pode chegar a até 65% em relação à tarifa normal de energia. Com a regulamentação da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, o principal critério para concessão do benefício passa a ser a renda do consumidor, e não mais o consumo. Quem não tem o NIS deve se dirigir à Prefeitura da sua cidade (Secretaria de Assistência Social ou Postos do CRAS) e fazer o Cadastro Único para ter o NIS.

Troca de lâmpadas – Para ter direito à troca de lâmpadas incandescentes (amarelas) por fluorescentes (brancas e mais econômicas) basta estar enquadrado na categoria baixa renda e levar a conta de luz. Por cada conta de energia baixa renda, o cliente terá direito a trocar até 5 lâmpadas e não pode esquecer de levar as lâmpadas velhas.

Cadastro no ECOCEMAR – Basta levar uma conta de luz para receber o cartão do ECOCEMAR e, posteriormente, trocar materiais recicláveis por desconto na conta de energia em um dos 18 postos. Hoje, já são 18 postos de coleta do ECOCEMAR, 14 em São Luís, 03 em Imperatriz e 01 em Timon.

sem comentário »

Comando da PM quer desarmar policiais de folga e eles ameaçam entrar em greve

0comentário

policia1
Aumenta a cada dia o contingente de policiais que defendem a paralisação da tropa em protesto contra a decisão do Comando Geral da PM de proibir o acautelamento de armas, ou seja, o uso de revólveres, pistolas e outros instrumentos bélicos pelos militares fora do horário de serviço. Há ainda os que pregam a desobediência à norma, invocando uma lei e um decreto federais segundo os quais eles não podem ser punidos por se recusar a devolver as armas.

O desarmamento dos policiais já vinha sendo estudado pela cúpula do sistema de segurança pública como tentativa de reduzir o número de morte de PMs, já que muitos tombaram ao confrontar bandidos fora do expediente.

Após a chacina ocorrida em uma casa de veraneio na praia de Panaquatira, no último sábado (24), seguida de declaração do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, de que o soldado Max Muller Rodrigues Carvalho, um dos mortos, fora imprudente ao reagir à ação do bando que invadiu o imóvel, a medida começou a ser executada.

Mensagem de Whatsapp que circula desde ontem entre militares, enviada a vários jornalistas e blogueiros, informa que o coronel Quaresma, da Ajudância Geral do Comando Geral da PM, estaria tomando todas as armas acauteladas aos policiais lotados naquela unidade (leia post acima).

Reação

Com receio de que a ordem se estenda a toda a tropa, dezenas de praças e oficiais passaram a defender a desobediência, alegando que a Lei Federal 10.826/03 e o Decreto Federal 5.123/04 os exime de qualquer punição se o prazo de 12 meses para acautelamento das armas estiver em vigência. Outros defendem também que a tropa cruze os braços em protesto contra a medida. “Meus amigos, se o comando tentar fazer isso… Agora é o momento certo para nos unirmos e fazer uma paralisação”, prega um dos militares.

A ameaça de paralisação ganha força nas redes sociais e dentro dos quartéis, criando um foco de instabilidade que em tempos de violência desenfreada não é nada salutar para a corporação, muito menos para os cidadãos de bem do Maranhão.

sem comentário »

Prefeitura firma parceria com Federação das Uniões de Moradores de Bairros para Todos por São Luís

0comentário

8649_reuniao_fumbesma_todos_por_sao_luis_270515_fotobaeta4
O programa Todos Por São Luís ganhou a adesão importante da Federação das Uniões de Moradores de Bairros e Entidades Similares do Maranhão (Fumbesma). A partir de agora, o processo de discussão e elaboração das ações conta com o apoio da entidade que congrega movimentos comunitários e filantrópicos de bairros de todo o Estado e da capital. A adesão foi articulada esta semana em reunião realizada entre a primeira-dama, Camila Braga, coordenadora geral do evento, o secretário municipal Batista Matos (Comunicação), e a presidente da Funbesma, Aldecy Ribeiro.

A primeira-dama comemorou a efetivação da nova parceria e disse que Funbesma demonstrou muita sensibilidade e vontade de participar do processo de construção das atividades executadas pelo Todos por São Luís.

“A Fumbesma vem somar-se a esse trabalho muito importante executado pela Prefeitura nos bairros, o que nos deixa imensamente felizes por contarmos com a parceria de uma entidade que trabalha diretamente com a busca de melhorias para os bairros, foco das ações do mutirão”, disse Camila Braga.

A parceria do programa “Todos por São Luís” com a Fumbesma também foi destacada pelo o secretário municipal de Comunicação, Batista Matos, como de relevante interesse social e comunitário. “O Todos por São Luís nasceu no coração do prefeito Edivaldo e da primeira-dama e cada vez mais está alcançando parceiros de toda a cidade em favor da população. A Fubesma vai contribuir muito com essa ação”, disse o secretário Batista Matos.

A presidente da Fumbesma, Aldecy Ribeiro, afirmou que a instituição vai participar ativamente na construção das ações voltadas aos bairros, planejadas pelo mutirão. “A entidade é parte interessada porque representa as Uniões de bairros, então nada mais importantes que participemos dessa ação tão importante para as comunidades que a Federação representa”, disse Aldecy Ribeiro.
A Fumbesma é uma entidade sem fins lucrativos que congrega uniões de moradores e assiste movimentos comunitários e filantrópicos de bairros de todo o Estado. Tem como objetivo promover a organização social das uniões de moradores e entidades similares, além de lutar por benefícios e melhorias aos bairros integrantes da Federação.

AÇÕES
O Todos por São Luís foi idealizado pela Prefeitura com o objetivo de aperfeiçoar os canais de diálogo e interlocução com a população. Nos mutirões realizados a cada edição, o programa oferta de serviços nas áreas da saúde, educação, esporte e lazer, atividades culturais, orientação jurídica e assistência social, paisagismo, além de cursos de qualificação, entre outras ações.

Todas as atividades são definidas a partir de reuniões com lideranças dos bairros contemplados com a ação. A próxima edição do mutirão será realizada no dia 13 de junho, no bairro Quebra-Pote, na zona rural da capital, e vai beneficiar também moradores de bairros adjacentes como Matinha, Itapera, Mata de Itapera, Anajatiua, Arraial, São Joaquim, Santa Helena, Cassaco, Parque Brasil, Rio Grande e Tindiba.
8649_reuniao_fumbesma_todos_por_sao_luis_270515_fotobaeta1

sem comentário »

Prefeitura ultrapassa meta de atendimentos em Cozinha Comunitária no primeiro quadrimestre

1comentário

8644_inauguracao_cozinha_comunitaria_vila_cascavel_161214_foto_mauricioalexandre30
Refeição balanceada, de qualidade e com valor simbólico. Essa é a proposta da Cozinha Comunitária da Vila Cascavel, equipamento de segurança alimentar da Prefeitura de São Luís, que atende – de forma direta e indireta – mais de três mil pessoas por mês. No primeiro quadrimestre deste ano, os atendimentos ultrapassaram a média e somaram 17 mil. Além da alimentação, o espaço oferece capacitação à comunidade do bairro e adjacências.

Esta é a primeira cozinha comunitária do Município. São servidas 200 refeições por dia, com cereais, sementes, vários tipos de carnes e acompanhadas de saladas diversas e frutas. “Temos investido em políticas públicas de segurança alimentar que alcancem a população e temos obtido resultados positivos, como com a Cozinha Comunitária da Vila Cascavel. Lá, servimos refeições saudáveis e balanceadas, oferecendo mais qualidade de vida aos moradores da área”, disse o prefeito Edivaldo.

Além da alimentação, o espaço oferece capacitação à comunidade do bairro e adjacências. Todos os dias, o espaço lota com pessoas que vêm comprovar a qualidade da refeição servida no local.

“O prefeito Edivaldo Holanda Júnior foi sensível a essa necessidade e hoje temos este importante equipamento da segurança alimentar funcionando e atendendo a população. Temos cumprido a meta de levar alimentação de qualidade a baixo custo à população”, disse Fátima Ribeiro. A cozinha foi inaugurada em dezembro do ano passado e tem o trabalho coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa).

Frequentador assíduo do espaço, Francisco José Ferreira Junior, 31 anos, almoça todos os dias na Cozinha Comunitária. Ele elogia o atendimento e o tratamento dispensado também aos colegas, um grupo de deficientes visuais, que se sente em casa na hora do almoço. “É um serviço muito bom, que está servindo para mim e muita gente. Aqui a gente vem para comer e ainda conversa, é acolhido por todos os funcionários”, disse ele.

A integração dos servidores com os usuários é uma prerrogativa disseminada pela direção do espaço. A coordenadora geral, Denise Prione, ressalta que ninguém vai à cozinha apenas para se alimentar, mas em busca de acolhimento e de interação. “Nós temos um contato muito estreito com os nossos usuários. Conhecemos a família, muitas vezes conversam conosco em busca de orientação. Aqui é também um bom espaço de convivência”, disse a coordenadora.

O horário de almoço é a partir das 11h, e à tarde os usuários participam de cursos de capacitação. Os cursos são da área alimentar, com foco na educação alimentar, aproveitamento integral dos alimentos, alimentação saudável, Boas Práticas de Manipulação de Alimentos (BPMA) e Boas Práticas de Fabricação (BPF). Esta semana, é realizado o curso de salgados e lanches, cujas aulas práticas têm início nesta terça-feira (26). O espaço recebe ainda grupos de idosos e cadeirantes e os funcionários são treinados para prestar o atendimento adequado e de acessibilidade.

A cozinha oferece ainda atendimento nutricional. Segundo a titular da Semsa, o objetivo é atender à população estimulando a geração de emprego e renda com inclusão no mercado de trabalho. As cozinhas comunitárias são uma das políticas mais importantes da Segurança Alimentar, destinadas à alimentação e nutrição destinadas ao preparo de refeições saudáveis e variadas. Alimentos estes a preços acessíveis para a população em situação de vulnerabilidade social. Tem como objetivo ainda garantir direito humano à alimentação adequada.

O público-alvo são pessoas em situação de insegurança alimentar e/ou vulnerabilidade social, preferencialmente aquelas indicadas pelos Centros de Referência em Assistência Social (Cras). As cozinhas comunitárias são instrumentos que integram o Sistema Nacional de Segurança Alimentar (Sisan) e contribuem para erradicação da fome e pobreza extrema.

1 comentário »

Suspensão temporária de serviços online da Semfaz para instalação do novo sistema

0comentário

download (3)
A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), comunica aos contribuintes que – em virtude da implantação do novo Sistema Tributário Municipal (STM) – os serviços online serão suspensos a partir das 22h desta sexta-feira (29), retornando à regularidade às 8h da próxima segunda-feira (1º). A Semfaz reforça que, neste intervalo, nenhum serviço, inclusive emissões de Nota Fiscal Eletrônica e Documento de Arrecadação Municipal (DAM), estará indisponível.

sem comentário »

Prefeitura entrega primeira minibiblioteca pelo programa Todos por São Luís

0comentário

8640_entrega_mini_biblioetca_brisa_mar_260515_d_8
A Prefeitura de São Luís entregou nesta terça-feira (26) a primeira minibiblioteca – parte do projeto idealizado pelo programa “Todos por São Luís” – que visa implantar espaços de leitura nos bairros onde ocorrerem as edições do mutirão. O Jardim de Infância Criança Feliz, no bairro Brisa do Mar, foi a escola contemplada com a primeira minibiblioteca. A primeira-dama da capital, Camila Braga, realizou a entrega de mais de 500 exemplares que comporão o acervo bibliográfico da instituição educacional.

“Estamos muito felizes com o início desse projeto tão importante para estimular o hábito da leitura e incentivar nos pequeninos o gosto pelos livros. Nós vamos montar esses espaços de leitura em todas as edições do Todos por São Luís, É a Prefeitura fazendo a sua parte para a formação de novos leitores e pelo desenvolvimento intelectual das crianças”, disse a primeira-dama.

Para receber a minibiblioteca, o Jardim de Infância Criança Feliz criou o “Cantinho do Saber”, um espaço onde alunos passarão a ter momentos especiais com rodadas de leitura e contação de histórias.
A diretora da escola beneficiada, Maria Edileusa Alves dos Santos, disse que todos estavam encantados com o acervo recebido. “Só temos a agradecer por essa iniciativa louvável da Prefeitura, que tanto vai enriquecer o processo educacional de nossos alunos”, disse a diretora.

No acervo entregue pela Prefeitura ao Jardim de Infância Criança Feliz constam coletâneas de literatura infantil, infantojuvenil, literatura universal, obras referenciadas de enciclopédias, gibis, livros paradidáticos, entre outros estilos.
Participaram também do ato de entrega da minibiblioteca no Brisa do Mar, a coordenadora da Biblioteca Pública Municipal do Bairro de Fátima, Rita Oliveira, e a assessora municipal Graça Moura, uma das coordenadoras do Todos por São Luís.

ESPAÇOS DE LEITURA

O projeto de instalar minibibliotecas em todos os bairros onde forem realizadas edições do programa “Todos por São Luís” é coordenado pela primeira-dama, Camila Braga, e organizado pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom). Grande parte do acervo disponibilizado às instituições onde forem instaladas as minibibliotecas é fruto de doações.

A criação desses espaços terá apoio e supervisão da Biblioteca Publica Municipal José Sarney, do Bairro de Fátima, que é ligada à Func. “O objetivo desta ação é aproximar a criança do livro. Estamos plantando uma semente e esperamos que os espaços contemplados ganhem novos exemplares”, disse a coordenadora da Biblioteca do Bairro de Fátima, Rita Oliveira.

sem comentário »

José Sarney trata com indiferença Flávio Dino

0comentário

sarney-ignora-dino
Por um acaso do destino, o ex-presidente José Sarney e o governador Flávio Dino ficaram lado a lado, ontem, na cerimônia de posse do novo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o maranhense Reynaldo da Fonseca. Cortejado com um largo sorriso pelo comunista, o estadista Sarney reagiu classe, convicto de que não se tratava de uma manifestação sincera de apreço, muito menos de admiração e simplesmente o ignorou.

Levando em conta o ódio nutrido por Flávio Dino e seus asseclas ao grupo político liderado por José Sarney e o desmonte promovido por seu governo na estrutura administrativa do Estado, além da extinção de benefícios concedidos ao povo, como o programa Viva Luz, a indiferença é compreensível.

Sem graça, Flávio Dino tentou disfarçar o indisfarçável e foi solenemente ignorado. Mais do que merecido.

sem comentário »

ANJ condena assassinatos de jornalistas no Brasil

0comentário

morte-de-jornalistas
A Associação Nacional de Jornais (ANJ) condena o assassinato do radialista Djalma Santos da Conceição, conhecido como Djalma Batata, cujo corpo foi encontrado nas margens da BR-10, em Timbó, área rural da cidade de Conceição da Feira (BA), na manhã de sábado (23/5).

Djalma foi sequestrado no bar “Quiosque”, de sua propriedade, por três homens encapuzados, por volta das 23h30 de sexta-feira (22/5). O cadáver foi encontrado na manhã seguinte, com pelo menos 15 tiros.

Essa é a segunda morte registrada de profissionais de jornalismo em uma semana, uma vez que o corpo do jornalista Evany José Metzker foi encontrado decapitado e com sinais de tortura em Padre Paraíso (MG), no dia 18/5.

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) alerta que a sucessão de homicídios e outras violências contra profissionais de imprensa criam um clima de impunidade que contribui para a repetição de violações à Liberdade de Expressão e ao direito da sociedade de ser devidamente informada.

Em face de mais este caso, a ANJ insiste junto às autoridades quanto à necessidade de imediato e cabal esclarecimento dos crimes mencionados, a fim de que os responsáveis sejam devidamente julgados.

Brasília, 26 de maio de 2015.
Associação Nacional de Jornais

sem comentário »