Escolha certa!

1comentário

Como tudo na vida, o futebol também é feito de erros e acertos. E o presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, acertou em cheio ao contratar o treinador cearense Flávio Araújo, 49 anos, para substituir Josué Teixeira, que entregou o cargo no fim da semana passada. A vida inteira defendi a tese de que os clubes de futebol deveriam observar a relação custo-benefício antes de efetivar a contratação de algum treinador ou jogador. Neste caso, acredito que o investimento vai valer cada centavo investido.

O Flávio Araújo tem dois acessos na carreira é um treinador da região e que conhece os times e os estádios onde o Sampaio jogará no Campeonato Brasileiro da Série D. Além do mais o Josué Teixeira não tinha mais clima para continuar e a mudança foi realizada no momento certo para não desgastar o Josué e nem o clube.

Muita gente acha que o Sampaio está em crise. Principalmente tendo em vista a desclassificação vergonhosa na semifinal do primeiro turno do Estadual, onde tinha uma baita vantagem, para o modesto Viana. Mas penso diferente. Acho que o atual campeão brasileiro tem tudo para dar a volta por cima. O elenco é qualificado. Só fiquei impressionado comas duas derrotas para o Leão da Baixada e pela atitude de alguns jogadores, que no jogo de volta deram a impressão que fizeram corpo mole para derrubar o Josué Teixeira, que diga se de passagem é o treinador mais vitorioso da gestão Sérgio Frota.

O assunto é recorrente. Vira e mexe vem à tona essa história de que jogador faz corpo mole para derrubar treinador. E se perguntarem para 10 jogadores na ativa, todos dirão que isso não existe. Chamarão de lenda. Lógico, né? O vai-e-vem nos clubes de treinadores e jogadores é tão grande que ninguém quer arriscar ficar marcado por isso.

Afinal como explicar a repentina queda de rendimento do Sampaio tendo um elenco tão qualificado? Por mais que os caras relutem em não assumir a bronca, era evidente que por alguma razão não queriam mais o Josué Teixeira no comando. Vocês podem esperar, que assim que o Flávio Araújo assumir o time, ele voltara ao caminho das vitórias. Uns preferem acreditar que o cara é milagreiro. Eu não.

E acho que o presidente Sérgio Frota também não, porque hoje ouvi da boca dele que os cabeças do motim serão punidos independente de quem sejam e que tem nome de gente conhecida e até querida da torcida. E acho que ele está muito certo nesta tomada de decisão, porque o clube não pode ter esse tipo de poder paralelo, que por não gostar do treinador tira o time da final do Estadual.

Se a ordem voltar ao Sampaio não tenho duvida que o clube conquistará o tricampeonato estadual e o acesso a Série C.

1 comentário »

Feliz aniversário Sampaio!

3comentários

Chegou a hora de dizer: parabéns, Sampaio Corrêa! Neste domingo, 25 de março de 2012, o clube mais popular do Maranhão completa 89 anos. Ao lado daquela nação que chamam de Bolívia Querida, o Tubarão conquistou muitas glórias e deu ao Estado histórias lindas de paixão e amor à camisa tricolor. Até porque, no time do povo, o lema é nunca abandonar. E esse bando de loucos jamais fez isso. O que eles pedem sempre é apenas para não parar. E isso nunca aconteceu.

Infelizmente, sem festa programada, o Sampaio completa 89 anos de existência. Com a eliminação no primeiro turno do Campeonato Maranhense, o único evento alusivo a data será a celebração de uma missa de ação de grassa, hoje à tarde, na Igreja de São Pantaleão, no Centro, para dirigentes, torcedores, jogadores e membros da imprensa. Espero durante a celebração religiosa, o presidente do clube Sérgio Frota peça ao padroeiro do Tricolor que o ilumine para que contrate um treinador bom e jogadores de qualidade para conquistar o tricampeonato estadual e o acesso a Série C.

Coincidentemente, o massagista do Sampaio, Joel Sá, também faz aniversário hoje. Com 55 anos completos hoje, Joel é um personagem raro e folclórico que ajuda a compor o ambiente de alegria nos estádios nos jogos do Tricolor. Com uma boina e roupas sempre nas cores: verde, amarelo e vermelho, ele levanta o torcedor nas arquibancadas, seja por aplausos ou por vaias. Como chama a atenção, o torcedor gosta de pegar no seu pé e as vaias explodem das arquibancadas, quando entra em campo em velocidade para socorrer aos seus jogadores ou quando dá cambalhotas a beira do gramado. Não satisfeito, coloca as mãos nos ouvidos como se dissesse que não estava ouvindo, querendo mais.

Fundação – Tudo começou em 25 de março de 1923, na residência de Inácio Coxo, localizada em uma das ruas do bairro do Lira, que dão acesso à rua do Passeio, por um grupo de jovens peladeiros, sob o comando de Vital Freitas e Natalino Cruz. O time nasceu como Associação Sampaio Corrêa Futebol Clube, oriundos do antigo Remo Futebol Club (1920). O seu primeiro presidente foi o desportista Abrahão Andrade, que teve como vice-presidente Luís Vasconcelos e João Almeida e Plasco Moraes Rego, na primeira e segunda secretaria.

O nome Sampaio Corrêa é uma homenagem ao hidroavião Sampaio Corrêa II, que aportou em São Luís no dia 12 de dezembro de 1922, sob o comando do piloto brasileiro Pinto Martins e do americano Walter Hinton. O avião tinha sido doado e por isso levava o nome, pelo senador carioca José Mattoso de Sampaio Corrêa, presidente do Aeroclube Brasileiro. Aliás, foram dois os aviões doados pelo senador: Sampaio Corrêa I e Sampaio Corrêa II, sendo que o primeiro pegou fogo, antes do segundo ser doado.

Os primeiros títulos do Sampaio só vieram 10 anos depois de sua fundação coma conquista do bicampeonato em 1933 e 1934. Ao longo de 89 anos, o Tricolor construiu uma trajetória vitoriosa e atualmente é o clube maranhense mais títulos estaduais com 30 conquistas, sendo oito títulos conquistados de forma invicta. O Sampaio é o único time do estado a participar de um torneio internacional oficial: a Copa Conmebol de 1998, terminando como terceiro colocado atrás do Santos e do Rosário Central, da Argentina.

TÍTULOS
Campeonato Estadual – 1933, 1934, 1940, 1942, 1953, 1954, 1956, 1961, 1962, 1964, 1965, 1972, 1975, 1976, 1978, 1980, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988, 1990, 1991, 1992, 1997, 1998, 2002, 2003, 2010 e 2011
Taça Cidade de São Luís – 1939, 1950, 1983, 2007 e 2009
Copa União – 2011
Campeão Brasileiro (Série B) – 1972
Campeão Brasileiro (Série C) – 1997 (invicto)
Campeão da Copa Norte – 1998
Campeão do Torneio Maranhão-Piauí – 1964
Campeão do Torneio Maranhão-Pará – 1973 (invicto)

3 comentários »

Concorrer com a TV é burrice ou suicídio?

10comentários

O que teve de gente ligada na televisão e nos estádios neste domingo não foi brincadeira. Várias partidas agitaram o futebol no País. Pelo Campeonato Carioca, o preferido dos maranhenses, destaco dois jogos. A vitória do Flamengo sobre o Friburguense por 1 x 0, que reabilitou o rubro-negro no carioca e a derrota do Vasco para o Botafogo por 3 x 1 no clássico carioca. No Campeonato Paulista, teve a vitória do Sampaio sobre o Santos por 3 x 2 e o empate suado do Corinthians diante do Comercial por 3 x 3. E aqui no nosso combalido Campeonato Maranhense tivemos a derrota para o Sampaio para o Viana por 1 x 0 e o empate do Maranhão com o Santa Quitéria por 1 x 1, este último um total fracasso de público, pois apenas 442 pessoas assistiram ao jogo no Nhozinho Santos.

Sei que já comentei isso aqui neste mesmo espaço, mas é impressionante como os dirigentes maranhense não aprendem fazer futebol. Todo mundo sabe que o nosso combalido futebol não consegue atrair público nem nos clássicos e eles insistem em concorrer com o futebol na televisão. É pura estupidez, porque ninguém que gosta de futebol vai sair de casa para ver Mac x Santa Quitéria com o Vasco jogando com o Botafogo no mesmo horário. E não tem essa história do jogo ser transmitido por canal de assinatura, porque até um espetinho no São Cristovão tem TV a cabo.
No único lugar que deu público em Viana, porque lá tudo é novidade, o jogo ainda começou com mais de 20 minutos de atraso por falta de Ambulância. Na mais perfeita tradução de falta de respeito ao torcedor que paga ingresso e vai para o jogo torcer pelo seu time.

É preciso procurar dias e horários alternativos para fugir da concorrência da TV. Nos outros Estados em que o futebol é fraco como o nosso, eles buscam alternativas como jogos às sábado à tarde ou domingo pela manhã ou ainda segunda-feira à noite. O que não dá é para concorrer com o futebol de domingo à tarde e o de quarta-feira à noite na televisão como acontece aqui, por ser burrice ou suicídio.

10 comentários »

Quando não dá, não dá e pronto!

8comentários

Para que inventar explicação? Fico impressionado como tem gente que inventa fórmulas mirabolantes para explicar uma derrota. Dizem que só para começar era preciso conter a posse de bola do Atlético (PR). Mas fala sério! De que jeito? Os caras jogam demais e estão em um nível técnico muito acima do nosso. Mas muito mesmo. E para os corneteiros de plantão, não acho que essa derrota foi culpa dos jogadores do Sampaio. Eles fizeram o que dava. O Josué Teixeira também fez o que estava ao seu alcance.

A grande realidade é que o futebol maranhense foi superado. E conforme o tempo passa, nós vamos perdendo mais o nossos talentos. E não é só ausência de técnica em campo. Nossos meninos são podados na base, onde os caras só querem saber de formar zagueiros e volantes. Por sinal, eles tem um jogador de defesa maranhense, o Manuel. Na noite da quinta-feira, ouvi comentarista falando que a estratégia era colocar fulano no lugar de sicrano. Tudo blá, blá blá… O Josué fez o que deu e os meninos de frente Edgar, Cleitinho e Kléo jogaram muita bola. Mais ainda jogaram os de defesa Johildo e Germano, que conseguiram segurar as investidas dos paraenses. Agora me diga quem pode comparar a estrutura do Atlético (PR) com a do Sampaio? Não dá nem para o começo. O time do Sampaio custa R$ 110 mil por mês e o deles mais de R$ 2 milhões. É covardia. É mesmo que comparar o Santos com o Barcelona.

Poxa vida! O Atlético (PR) só tem jogador bom. O time é campeão do primeiro turno do Campeonato Paranaense. Tem um baita jogador, Paulo Baier. E por sinal o cara arrebentou na partida. Portanto quando não dá, não dá e pronto! Não adianta arranjarmos desculpas esfarrapadas. Acho que o Sampaio ainda fez muito, porque consegui fazer dois jogos duríssimos contra o rubro-negro paranaense. Toda critica paranaense disse que eles fizeram um jogo difícil e suou muito a camisa para ganhar de 1 x 0. E mais: se fosse Maranhão, Moto, Santa Quitéria, Viana ou qualquer outro time maranhense, a surra seria muito maior. Temos sim que refletir e investir nossos times. O Maranhão está ficando cada vez mais longe dos times da Primeira divisão…

8 comentários »

Vitória do cala boca!

13comentários

A vitória do Sampaio Corrêa sobre o Atlético (PR) por 2 x 1 serviu para calar a boa dos críticos do clube. Não das pessoas, que fazem critica ao trabalho desenvolvido, mas daqueles que torcem contra o sucesso do Tricolor como verdadeiras aves agourentas. Os comandados do Josué Teixeira venceram uma das equipes de maior estrutura do futebol da América, que tem um campeonato brasileiro da primeira e um da segunda divisão. Vitória convincente, onde o ataque sampaíno, que teve gente que disse que nunca jogou junto, foi considerado o melhor da partida. E a defesa, que não era a “titular” só levou um gol por falha da arbitragem.

O Sampaio está de parabéns pela resposta que deu em campo aos seus torcedores, porque os críticos de plantão, estes não merecem. Lembro-me, que antes do jogo teve muita gente metida a analista de futebol que falou muita besteira com o objetivo de atingir o presidente do clube Sérgio Frota ou para se auto promover as custas do time.

Eu mesmo falei aqui neste mesmo espaço que estavam agindo de má fé com Sérgio Frota e com o técnico Josué Teixeira e peguei muita porrada por causa disso. Mas a resposta veio da melhor forma possível, dentro de campo. Com uma apresentação de gala do atacante Edgar, que foi o herói da partida enquanto que o árbitro cearense Francisco Assis Almeida Filho foi o vilão.

Agora, contra o Moto, num jogo que não vale absolutamente nada, se eu fosse o Josué Teixeira colocaria o Sub 18 para jogar, mandava o auxiliar técnico comandar o time e no mesmo dia e horária daria treino para os titulares no CT. Porém, parece que o professor assim como o presidente Sérgio Frota adora bater no Papão.
Aliás, o Frota parece quando era criança tinha algum coleguinha de escola que Ra motenses e que o perturbava muito, porque ele adora surrar o Moto. Até parece que o presidente faz dois times por ano: um para disputar as competições e outro para bater no Papão.

Porém, será mais um clássico desse nosso apagado estadual que não valerá nada além da rivalidade entre os clubes presentes. Como gosto de dar meus palpites, vou adiantando logo que o time reserva do Sampaio é favorito ao titular do Moto.

Entretanto, o mais importante é comemorar a vitória maiúscula sobre o Atlético (PR), porque não é todo dia que se ganha de um rubro-negro grande de verdade!

13 comentários »

Iziane cursará Administração no Uniceuma e disputará os Jogos de Londres 2012

1comentário

Se alguém ainda tinha alguma duvida que o maior nome do basquete feminino brasileiro na atualidade, a ala Iziane não disputará os Jogos Olímpicos de Londres 2012 por conta de uma razão simples: dinheiro, pode ter certeza que ela vestira a camisa verde-amarela em terras britânicas. A jogadora maranhense foi aprovada no vestibular para cursar administração no Centro Universitário do Maranhão (UNICEUMA), para começar neste semestre. Ela e lateral Renatinha, que também foi aprovada no vestibular do Centro Universitário podem disputar os Jogos Universitários Brasileiro (JUB’s) pela instituição.

Com a decisão de Iziane de cursar Administração no Uniceuma, ela praticamente descartou a possibilidade de disputar a temporada da WNBA, que será jogada durante os meses de maio e setembro. A ala maranhense foi convidada para jogar no Seattle Storm, que lhe ofereceu R$ 173 mil anuais.

Se aceitasse a proposta do Seattle Storm, mesmo com a paralisação da liga norte-americana feminina de basquete, entre os dias 13 de julho e 16 de agosto, período em que serão disputados os Jogos Oímpicos de Londres, Iziane perderia toda a preparação da seleção brasileira para a competição, o que inviabilizaria sua participação no torneio.

Felizmente, embora o basquete feminino (a Seleção) não é rentável, Iziane está acreditando na virada, que o esporte está dando no Brasil. Ele deixou de jogar a Liga Européia para disputas a Liga de Basquete Feminino (LBF) pelo Maranhão Basquete, equipe da sua terra natal.

1 comentário »