Polícia Militar prende suspeito de assinato na Patrimônio Show

0comentário

playboy
O Batalhão de Choque da Polícia Militar prendeu hoje, por volta das 6h, um homem acusado de ter cometido um assassinato durante uma festa na casa de espetáculos Patrimônio Show, na Praia Grande, há pouco mais de duas semanas. Gilvan Feitosa Pinheiro, 22 anos, o Playboy, foi localizado e preso em um apartamento do condomínio Village do Bosque, na Estrada de Ribamar, próximo à Forquilha.

O crime aconteceu na madrugada do último dia 13, durante o show de lançamento do segundo CD do grupo de pagode Groovaê, um dos mais prestigiados pelo público sambista de São Luís. Playboy teria entrado armado no evento aproveitando-se de um descuido da segurança. Em meio à multidão que se divertia, ele sacou uma pistola e atirou em Ruy Marcos Alves Rodrigues, 24 anos, que morreu na hora. Mayson José Costa Barbosa, 23 anos, também foi atingido, mas sobreviveu.

O corpo de Ruy Marcos foi removido para a calçada, suscitando, inicialmente, a versão de que o crime foi praticado do lado de fora da Patrimônio Show. Horas depois, a polícia e o próprio dono do estabelecimentos confirmaram que o homicídio ocorreu na parte interna.

Outras acusações

Playboy também é suspeito de envolvimento no assassinato do tenente da Polícia Militar Gilvan Roque Araújo Ramos, de 30 anos. O crime aconteceu em 18 de maio deste ano, no estacionamento ao lado de uma lanchonete no conjunto Maranhão Novo.

Ele também é apontado como autor do assassinato de um evangélico no Parque Jair.

Sem comentário para "Polícia Militar prende suspeito de assinato na Patrimônio Show"


deixe seu comentário