Pedido de impeachment de Edivaldo Holanda Jr. chega ao plenário da Câmara

1comentário
Edivaldo Jr. não deve estar mostrando nenhuma preocupação com impeachment

O clima esquentou lá pra bandas da Câmara Municipal de São Luís nesta terça-feira, 14, ao ser lido pelo presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), um pedido de impeachment proposto por um conjunto de advogados contra o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Como ele tem maioria absoluta na casa todos já sabem que o processo vai terminar em “pizza” e com sobremesa de “marmelada”.

O gestor está sendo acusado de manter, desde 2015, um contrato ilegal com a empresa São Luís Ambiental, apesar de haver uma dívida de R$ 105 milhões do município com a empresa prestadora de serviço na área da limpeza pública. O contrato não teve o devido conhecimento da Câmara.

Assim que o documento foi lido pelo chefe do Legislativo, parlamentares em plenário começaram a se alternar na tribuna do Legislativo, sendo uma boa parcela favorável ao andamento da solicitação de afastamento do gestor municipal, sob acusação dele ter extrapolado os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Vale lembrar que em meados de março deste ano, o líder do DEM na Câmara Municipal, Marquinhos Silva, utilizou a tribuna da Casa para afirmar que não pensaria duas vezes em pedir o impeachment do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, caso ficasse comprovado que ele deu pedaladas fiscais no orçamento do município.

O assunto veio à tona depois que um projeto do Executivo deu entrada no Legislativo pedindo autorização da Câmara para garantir um empréstimo de mais de R$ 100 mil, mas que para ser aprovado pelo Banco do Brasil, o prefeito teria que começar a pagar uma dívida anterior de R$ 105 milhões com uma empresa prestadora de serviço na área da limpeza pública.

“Não exitarei em pedir o impeachment do prefeito Edivaldo”, afirmou.

O líder do governo municipal na Casa, vereador Pavão Filho (PDT), diz não ter nada de absurdo que possa ser pedido o afastamento do prefeito Edivaldo.

O vereador Estevão Aragão (PSDB) disse que um grupo de parlamentares da Casa já havia alertado o gestor municipal do perigo que estaria por acontecer. Já o vereador Honorato Fernandes (PT) disse que o fato é grave e requer a máxima tranquilidade da Casa para apreciar a matéria.

Diante de tantos aliados, ninguém em sã consciência acredita que Edvaldo deva sofrer impeachment.

1 comentário para "Pedido de impeachment de Edivaldo Holanda Jr. chega ao plenário da Câmara"


  1. Herbet Ferreira

    A imprensa está quase toda comprometida. Esta reportagem quase não teve divulgação. O próprio tema da reportagem não repercutiu com a importância que merecia. Eu mesmo fiz uma toada e enviei para as rádios, nenhuma tocou. é muito estranho este silêncio todo. Coincidentemente eu tinha feito há 2 dias uma toada falando das escolas municipais que estavam caindo o teto, mas também ninguém colocou pra tocar. Estamos realmente totalmente tacânios e com os cabrestos todos apertados.

deixe seu comentário