Tatuagem

4comentários

*,;.:…!?§&@1#>=$%+×≠±∞
 
Chame atenção.
Faça uma pequena pausa. A entonação demonstra sua intenção, seu pensamento.
Depois, uma pausa maior, que puxe uma outra idéia ou relacione duas.
Agora uma pausa ainda maior. Uma parada.
Dê um exemplo:
Faça suspense, insinue
Surpreenda;
Pergunte.
Depois, mude de assunto – isso sempre funciona.
Valorize os coadjuvantes, eles são mais importantes & necessários do que parecem.
Comunique-se.
Não se esqueça dos números, eles são indispensáveis.
Nem das equações. Nada funciona sem elas.
Maior?
É sempre igual
a valor. O contrario nem sempre é verdadeiro.
Não se esqueça. Todo inteiro é feito de partes.
Adicione!
Multiplique!
Fazer a diferença
é mais ou menos
Infinito
 
Republicado a pedidos…

4 comentários para "Tatuagem"


  1. Alice Fernandes

    Que coisa linda! Posso tatuar em mim?

  2. Nega Maluca

    Que poema ridiculo

  3. Lorena Marques

    essa nega so pode ser mesmo uma maluca!

  4. Anchieta

    Excelente poesia! Faz com que re-pensemos a qualidade do coadjuvante entre outras coisas. A parte é fator preponderante na constituição do todo. O maior sermonista da história, Pe. Antônio Vieira, dizia que o todo só era todo se as partes estivem em perene sintonia. Na mesma reflexão de Vieira, re-monto alguns questionamentos? O que é a parte? O que é o todo? Enfim, reflita em um silêncio cavalar. Gostaria que olhasse parte da minha poesia.
    Abraço!

    Eu,ela,nós…

    Angústia, medo, coragem… Somatizando e problematizando o meu ser!
    Nesse terreno inseguro… Fico mudo! Irresoluto…
    Líquido e sólido… Qual é o meu caminho?

    Algumas partes são sólidas…
    Outras líquidas, fugazes…
    E, o resto? É silêncio e movimento!

    Movo-me para todo lugar…
    Mas não chego a lugar algum!
    Impressões imediatistas me aprisionam…

deixe seu comentário