Estudo de probabilidade para eleição proporcional

19comentários

estudo2014

rodape

19 comentários para "Estudo de probabilidade para eleição proporcional"


  1. Relação dos prováveis eleitos para deputado estadual e federal no MA « Luís Pablo | Blog sobre política, com crítica da mídia e informação alternativa

    […] Fonte: Joaquim Haickel […]

  2. TÁ CHEGANDO A HORA! Lista atualizada de prováveis eleitos para deputado estadual e federal | Gilberto Léda

    […] Do blog do Joaquim Haickel […]

  3. Alex

    O prejuízo que tu tem causado ao futebol do Maranhão é muito grande.
    Com essa postura comezinha de ficar liberando o estado do P-O-V-O do Maranhão para os A-D-V-E-R-S-Á-R-I-O-S possam treinar e assim estarem mais preparados para N-O-S enfrentar.

    Agora, como motense, sinto da pele a revolta da torcida do sampaio quando o castelão foi liberado para o treino do vasco.

    Enquanto os sulistas deitam e rolam por aqui, nós pelas bandas de lá somos humilhados, não temos sequer o direito de passar na porta do estádio antes do jogo.

    Ainda bem que tu e tua corja já estão saindo do poder.

    Aproveita o ensejo, já que te auto intitula poeta, e faz uma rima com palhaço, tragédia e abestado.

    Resposta 1: Como secretário de esporte e lazer do Maranhão devo fazer a coisa correta, não o que você acha que eu deva, até porque você não está em posição de saber o que é o certo, você é um torcedor. O Esporte é coisa de pessoas nobres e não de seres mesquinhos como você aparenta ser.
    A ajuda que tenho procurado dar ao esporte de um modo geral e ao futebol em particular, pode ser comprovada com uma simples pergunta aos dirigentes esportivos e futebolísticos de nosso Estado.
    Tantos quantos jogos tenham no Castelão e os adversários peçam para fazerem um treino de reconhecimento do gramado, enquanto eu for o secretario da SEDEL liberarei o estádio. Qualquer pessoa decente faria isso.

    Resposta 2: Alex, nome falso de um gordo tolo,
    que a vida oscila entre a comédia e a tragédia!
    Não se pode chamá-lo nem de palhaço,
    pois é simplesmente um abestado!

    • Joaquim Haickel

      Resposta 1: Como secretário de esporte e lazer do Maranhão devo fazer a coisa correta, não o que você acha que eu deva, até porque você não está em posição de saber o que é o certo, você é um torcedor. O Esporte é coisa de pessoas nobres e não de seres mesquinhos como você aparenta ser.
      A ajuda que tenho procurado dar ao esporte de um modo geral e ao futebol em particular, pode ser comprovada com uma simples pergunta aos dirigentes esportivos e futebolísticos de nosso Estado.
      Tantos quantos jogos tenham no Castelão e os adversários peçam para fazerem um treino de reconhecimento do gramado, enquanto eu for o secretario da SEDEL liberarei o estádio. Qualquer pessoa decente faria isso.

      Resposta 2: Alex, nome falso de um gordo tolo,
      que a vida oscila entre a comédia e a tragédia!
      Não se pode chamá-lo nem de palhaço,
      pois é simplesmente um abestado!

      • Alex

        Como secretário de esportes é uma tragédia. Está aí, legalmente falando, por apadrinhamentos políticos, porque LEGITIMIDADE POPULAR não tem para exercer o cargo.

        Em relação aos dirigentes posso afirmar, falando de Moto Club, que os diretores manifestaram contra, a comissão técnica contra, os jogadores contra e 99% da torcida contra.

        De fato o esporte é nobre, assim como “nobres” foram os paulistas que entoavam ao Moto Club e aos maranhenses que lá estavam: “bolsa família.”

        Como jurista deverias saber que a democracia é uma via de mão dupla.

        Enfim, volto a bisar: o esporte, na sua acepção de essência, é nobre! Ou seja: O ESPORTE É NOBRE, mas é preciso convir que nem todas as pessoas envolvidas com esportes são nobres, tão quanto nem todas as pessoas envolvidas com política são emporcalhadas; certo?

        A essa altura é preciso questionar o conceito do que seria nobre.
        Será que as moças de carteira amarela da antiga União Soviética são menos nobres do que uma jumenta na beira da praia comendo camarões, caviar, bebendo uísque escocês em taça de cristal.

        O esporte e a nobreza, assim já instruía Adolf Hitler nos jogos olímpicos de 1936.

        Aliás, de nobre a nobre, talvez Dostoiévski, a quem Sigmund Freud categoricamente afirmou que foi o único “psicólogo” com quem aprendeu algo, possa explicar, quem sabe num dos seus grandes discursos o aspecto comezinho da tua rima.

        Claro, a ressalva e deveras pertinente, um nobre só poderia escrever a um não nobre com certo desleixo, de uma forma um tanto quanto abobalhada.

        Certamente agradará aos nobres que, como os tolos, também gostam de diversão.

        Ou possivelmente, de poeta para poeta, Vinicius de Moraes pudesse explicar. De fato, não se portava no mais das vezes como um nobre, no entanto apesar da forma e da métrica dos seus escrito foi mais do que tudo um grande piropeiro.

        Em sendo assim, melhor mesmo deixar o dito pelo não dito, em meio a rima falseada, em meio a versos carregados, assombrações e necessidades de aceitação a parte, um piropeiro não poderia se trocar por um espírito embrutecido.

        Ao final não poderia encerrar sem uma boa nova!
        Devo informar que a partir de 1º de janeiro do novo ano que se aproxima o nobre desportista estará livre desse fardo.
        Terá mais tempo para voltar à política, porque cá entre nós, entre desportistas, Vinicius, Dostoiévskis, Freuds e Woody Allens, terá tempo a continuar aquilo que faz de melhor: ser um grande político profissional!

        Resposta: Vou aceitar esse seu comentário só para que quem o ler saiba o quanto você é um idiota. E mais, para quem não sabe você é também um mentiroso, pois a diretoria do Moto e do Sampaio tem consciência do quanto nós da SEDEL temos ajudado o futebol maranhense.
        Para o seu governo não queria aceitar esse cargo, fui levado a aceitar pelos times de futebol e pelos presidentes das federações.
        Quanto a ser politico profissional o sou por motivo aristotélicos, pois abri mão de ser deputado por opção, seu bobão… Essa foi só pra rimar… kkk

        • Joaquim Haickel

          Vou aceitar esse seu comentário só para que quem o ler saiba o quanto você é um idiota. E mais, para quem não sabe você é também um mentiroso, pois a diretoria do Moto e do Sampaio tem consciência do quanto nós da SEDEL temos ajudado o futebol maranhense.
          Para o seu governo não queria aceitar esse cargo, fui levado a aceitar pelos times de futebol e pelos presidentes das federações.
          Quanto a ser politico profissional o sou por motivo aristotélicos, pois abri mão de ser deputado por opção, seu bobão… Essa foi só pra rimar… kkk

  4. Hugo

    Caro Joaquim, tenho apenas uma observação a fazer em relação a lista dos Dep. Federais da coligação do PMDB.
    O AF teria mesmo toda essa votação como denota sua posição no quadro?
    Segundo fontes seguras, sua votação em Bacabal (maior reduto eleitoral) caminha para péssima ou mesmo vergonhosa, tudo em virtude da má administração do município. Várias bases eleitorais do AF têm sido “tomadas” por outros candidatos, a exemplo do JRF.
    Se não for pedir muito, discorra mais do porquê de sua opinião.
    Grato

    Resposta: Esse estudo vem sendo feito faz 120 dias e é atualizado semanalmente. Aposição de AF não depende somente de Bacabal e ele não compete diretamente com JRF. O universo de disputa de AF demonstra que ele está em boa condição tendo em vista seus competidores diretos. Lembro ao amigo que as últimas vagas costumam a ser decididas por uma pequena diferença de votos.

    • Joaquim Haickel

      Esse estudo vem sendo feito faz 120 dias e é atualizado semanalmente. Aposição de AF não depende somente de Bacabal e ele não compete diretamente com JRF. O universo de disputa de AF demonstra que ele está em boa condição tendo em vista seus competidores diretos. Lembro ao amigo que as últimas vagas costumam a ser decididas por uma pequena diferença de votos.

  5. Relação dos prováveis eleitos, Ricardo Archer está fora, segundo Joaquim Haickel | Blog do Alberto Barros

    […] Fonte: Joaquim Haickel […]

    Resposta: Não sei se você sabe ler ou é apenas maldoso. RAF é forte candidato a eleger-se!!!

    • Joaquim Haickel

      Não sei se você sabe ler ou é apenas maldoso. RAF é forte candidato a eleger-se!!!

  6. Rafael

    O que você diz da situação da LA?

    Resposta: Está na disputa!

  7. Abimael dos Anjos de Sousa

    Resposta: Abimael você nem mereci a resposta… e quer saber de uma coisa… Fica sem…

    • Joaquim Haickel

      Abimael você nem mereci a resposta… e quer saber de uma coisa… Fica sem…

      • NILTON SANTOS

        Meu caro poeta, não seria MERECE? sic…….

        Resposta: ??????

  8. joão antonio dias

    Fale sobre as probabilidades para o majoritário. Por favor sem perder o senso, pois, nunca vi um grupo com tamanho desequilíbrio, infelizmente, uma coja de maribondos, arapongas, transloucados, lobos insanos, enfim. Não lhe incluo nesta lista, o nobre imortal é intocável.Não me censure.

    Resposta: o estudo que eu faço não se aplica ao voto majoritário. Pare este caso existem as pesquisas, que não se aplicam para os votos proporcionais, pois é impossível se mensurar a preferência do eleitorado para 18 ou 42 cargos de deputados, dispostos em diversas coligações ou partidos individuais, espalhados por todo o Estado. Esse estudo se baseia no quociente eleitoral estimado a partir das expectativas de votos de cada candidato, dentro dos partidos ou coligações… E um tanto complicado!!!

    • Joaquim Haickel

      O estudo que eu faço não se aplica ao voto majoritário. Pare este caso existem as pesquisas, que não se aplicam para os votos proporcionais, pois é impossível se mensurar a preferência do eleitorado para 18 ou 42 cargos de deputados, dispostos em diversas coligações ou partidos individuais, espalhados por todo o Estado. Esse estudo se baseia no quociente eleitoral estimado a partir das expectativas de votos de cada candidato, dentro dos partidos ou coligações… E um tanto complicado!!!

  9. Gregorio Mattos

    Puro empirismo

    Resposta: O que você chama de empirismo eu chamo de estudo baseado em informações confiáveis Meu empirismo tem dado certo entre 85% a 90% das vezes! Aguardemos! Enquanto isso continue me dando o prazer de sua audiência.

    • Joaquim Haickel

      O que você chama de empirismo eu chamo de estudo baseado em informações confiáveis Meu empirismo tem dado certo entre 85% a 90% das vezes! Aguardemos! Enquanto isso continue me dando o prazer de sua audiência.

deixe seu comentário