Se eu fosse você, a vida real

21comentários

Como não acredito que alguém vá me perguntar alguma coisa, vou logo dizendo o que penso, pois não quero perder a oportunidade de dizê-lo antes que apareçam as vestais e os sátrapas de plantão, querendo obrar ordens, tentando impor alguma moralidade, nem sempre legítima. Pelo menos isso, moral e legitimidade, eu tenho.

Não era um dos que mais acreditava no processo de cassação do governador Jackson Lago. Sempre soube que o ex-governador Zé Reinaldo havia cometido, nas eleições de 2006, uma centena de irregularidades, todas elas no afã de derrotar o homem que o colocou em todos os cargos que ele exerceu em sua vida pública. Uma historia digna de Shakespeare e Freud. Eu duvidava era de como o tal processo seria tocado, como ele andaria, duvidava que ele tivesse conseqüências. Estava enganado.

O tempo se passava e a dúvida, sempre minha maior inimiga, ia dando lugar à tênue esperança de que retornássemos ao controle político e administrativo de nosso estado. Queria isso para que pudéssemos ao mesmo tempo reparar alguns erros cometidos, erros esses muito mais políticos do que administrativos, e demonstrássemos que com o tempo, o aprendizado e o amadurecimento havíamos nos tornado mais sábios e mais tolerantes.

Acredito ser necessário que se diga que, ninguém deve pensar que esses 20 meses de governo serão fáceis. Ninguém tem o direito de se enganar ou de tentar enganar outras pessoas, fazendo com que acreditem que em um passe de mágica iremos consertar o desmantelo de um governo que desde o primeiro dia, muito mais que administrar o estado, procurava simplesmente sobreviver ao fato de ter nascido de um pecado ao mesmo tempo original e capital.

Foi nessa incerteza que o governador Jackson Lago montou uma administração anêmica e frágil. Muitas vezes teve que ceder a pressões que nenhum governante deveria nem poderia ser exposto. Foi chantageado, extorquido, enganado. Entre seus assessores, poucos escapam da acusação de traição, pois mais que assessorar ao governo e ao governador, assessoravam a si mesmos e aos seus interesses mais imediatos.

Dito isso, é bom que se deixe bem claro que o próximo governo será um governo de reconstrução, de estabilização, de restabelecimento da ordem na administração dos negócios de estado e do estado.

Por saber como é difícil essa situação, aconselharia aos puxa-sacos de plantão que não queiram incentivar manifestações públicas de apoio, tais como carreatas ou coisa que o valha. Que aquele pessoal que adora uma caixinha de maldade, que anda com saquinhos de pó de mico, que se notabilizou por colocar laxantes nas bebidas dos outros nas festas em que entrava de penetra, que estes sejam impedidos de operar. Não é hora para isso. Existem coisas muito mais importantes a serem feitas.

Nosso grupo político tem que dar o exemplo e não se deixar levar pela vaidade nem pelo orgulho, muito menos pelo rancor ou pelo sentimento de revanche. O Maranhão não vai agüentar isso e nosso povo não merece. Devemos assumir o governo de forma protocolar e administrá-lo de forma efetiva, eficiente e eficaz. Que fique claro que não há nem nunca houve, nem nunca haverá em nosso grupo um correspondente aos “Novos Balaios”.

Nós, políticos, principalmente os com mandato eletivo, temos que participar efetivamente da construção desse novo cenário, mas devemos ter consciência do que deve ser feito e de como deve sê-lo.

Que ninguém se jogue numa busca frenética pela indicação de cargos no governo, pois para cada cargo há um perfil correspondente e ele deverá ser minimamente respeitado. Não vivemos mais o tempo do jabuti trepado. Não há mais espaço para desculpa de enchente ou mão de gente.

Devemos ter consciência de que uma coisa é fazer a política e coisa bem distinta é fazer a administração. Quem por acaso for fazer parte da administração do estado tem que ter consciência de que só lhe é possível estar ali e fazer isso porque há uma estrutura política que o sustenta e o mantém. Por sua vez, os políticos, de todos os tamanhos e em todos os níveis, têm que ter consciência de seu valor dentro dessa estrutura, mas têm que saber que esse valor não pode colocar em jogo a governabilidade e a estabilidade do governo.

Como deputado gostaria de ver vários de meus colegas, tanto os detentores de mandato estadual e federal, quanto aqueles que não estejam exercendo nenhum cargo eletivo, participando da próxima administração, mas que venha deles mesmos e que eles recebam recomendação expressa da governadora Roseana Sarney, que o cargo que por ventura venham a ocupar, não lhes pertence, mas sim ao povo do Maranhão, do qual nós seremos temporariamente os procuradores. Que tenham consciência de que devem tratar os assuntos administrativos de maneira clara e reta e que os assuntos políticos sejam prioridade, que tenham preferência desde que não conflitem com os administrativos, que estejam de acordo com a legalidade, com a justiça, com a coerência, com o bom senso e principalmente com o interesse público.

A montagem da base de apoio do próximo governo será uma obra delicada, que demandará muita atenção, dedicação e cuidado, pois existem áreas de conflitos tanto dentro de nosso próprio grupo, quanto em relação aos apoios que com toda certeza virão através de adesões. Aqueles que sempre foram conosco têm que ser tratados com toda deferência e consideração. Quem quiser vir apoiar que venha, mas que fique claro que a contrapartida desse apoio jamais acontecerá à custa do sacrifício de quem sempre foi leal e companheiro.

https://www.blogsoestado.com/joaquimhaickel/

www.peloouvido.com

21 comentários para "Se eu fosse você, a vida real"


  1. Guilherme Martins

    Deputado, o senhor me faz sentir um imenso orgulho em tê-lo como meu representante!
    Nem votei no senhor, mas mesmo assim considero-me muito bem representado. Tenho o senhor na conta de um deputado de grande qualidade e de princípios sólidos e firmes.
    Tudo isso que o senhor disse sobre como a Roseana deveria agir quando assumisse o governo, ainda ontem eu disse em conversa com alguns amigos a mesma coisa.
    Venho acompanhando suas crônicas, os prêmios de seu filme, sua candidatura à AML e seus embates na ALM.
    Continue assim…

  2. Euterpe

    Que bom seria se todos pensassem assim…Voce tem toda razão ao afirmar que esses poucos meses que faltam para acabar este mandato, serão de extrema importäncia para o futuro de nosso estado. Vocës devem sim, pensar no quanto nós maranhenses já fomos prejudicados com esta briga política entre as duas vertentes do poder e de como este governo ainda não aconteceu. É preciso urgente que se arregace as mangas e comecem a trabalhar. Não podemos mais esperar. E voce Joaquim, que se digna a alertar seus companheiros, por favor seja incansável nessa briga por nós. Afinal, não temos muito por quem esperar e já fomos muito sacrificados.

  3. Fred B. Freire

    Se todo político agisse como o senhor agi essa classe não estaria atravessando uma crise tão grande de confiança, de credibilidade e de respeitabilidade. Dizer o que o senhor diz neste texto requer coragem e desapego. Nos faz olhar as coisas por um prisma novo e diferente. Espero que não só os seus colegas leiam esse texto, mas que a futura governadora também o leia. Abraço, FBF.

  4. ARISTIDES LOBÃO NETO

    MEU AMIGO JOAQUIM, LENDO O QUE ESCREVESTES SOBRE O QUE DEVE SER O “PRÓXIMO” GOVERNO DE ROSEANA SARNEY, BEM COMO A PARTICIPAÇÃO DOS SEUS FUTUROS COLABORADORES E DA BASE DE APOIO QUE TERÁ NA ASSEBLÉIA LEGISLATIVA. SÓ POSSO DESEJAR QUE TUDO QUE COLOCASTES NO PAPEL SE TRANSFORME EM REALIDADE POIS, ASSIM COMO, O GOVERNO JACKSON LAGO NÃO ESTÁ SENDO NADA DISSO. ACREDITO QUE O PRIMEIRO E LONGO GOVERNO ROSEANA SARNEY TAMBÉM NÃO FOI E POR ISSO O AMIGO DEPUTADO ESTÁ APROVEITANDO O MOMENTO PARA ENVIAR UM RECADO PARA TODOS AQUELES JÁ INTERESSADOS NO QUE TEREMOS PELA FRENTE.
    UM ABRAÇO E ATÉ BREVE.

  5. Leonardo Fernandes Sousa

    O assunto do dia de hoje por onde quer que eu passasse foi o seu artigo “Se eu fosse você, a vida real”, publicado domingo, 15/03/09, no jornal “O Estado do Maranhão” e repercutido aqui no seu blog. As opiniões foram as mais diversas porque ouvi comentários das mais diversas pessoas, de todos os matizes ideológicas, pertencentes aos dois lados da política da nossa terra e das diversas facções internas de cada um deles. Mas havia algumas coisas em comum nesses comentários. Todos reconheceram a sua grande coragem em abordar um assunto tão delicado como este, todos ressaltaram sua competência política em fazer isso de forma firme, direta e elegante, e principalmente sua coerência ao analisar o quadro político de forma tão clara, didática, verdadeira e objetiva, sem subterfúgios.
    Com esse seu artigo você disse tudo que as pessoas de bom senso de qualquer um dos grupos políticos do Maranhão gostariam de ter dito e não o disseram por que não quiseram ou porque não puderam dizer. Falando por te, falastes por nós e por eles.
    Parabéns e muito obrigado! Ou seria melhor dizer, muito obrigado e parabéns?

  6. Antenor Lima

    Dep. Joaquim,

    Parabéns por este recado dado aos seus pares. Tudo isso só demonstra que V.Exa conhece muito bem o “rebanho” do qual faz parte.

    Sds.

    Resposta: Prefiro acreditar que conheço muito bem todos os rebanhos, de todas as espécies existentes por cá por estas pradarias.

  7. TEODORO

    Prezado Dep. Joaquim Haickel,

    Desejo que sua mensagem penetre no coração de todos aqueles desejam participar da reconstrução do nosso estado e para aqueles que aventuraram-se em votar numa dita ” frente de libertação”, ou melhor “frente da mentira”, que fique a lição, que se guardem seus rostos para que em 2010 não sejam novamente enganados.

    sds.

  8. Leitor Assíduo

    Caro Deputado/cronista/cineasta/escritor

    Sou frequentador contumaz de seu blog e sempre me delicio com seus textos, sejam de qual assunto for.

    Parabéns pelo texto, é isso que todos esperam que acontecesse em todos os governos, pena que isso nunca foi visto no nosso Estado, em nenhuma época e me nenhuma instância. Mas como as coisas estão mudando, evoluindo, esperemos que os que estão no comando leiam seu artigo e o absorvam.

    Aproveitando minha visita, o que o Sr. acha, sinceramente, da volta ao poder do Sr. Jorge Murad?? Será que voltará com o mesmo poder centralizador?? Qual a sua opinião sobre o mesmo como membro do futuro governo??

    Abraço Cordial!!

  9. Ronaldo

    Só vai mudar as moscas, mas a merda é a mesma. O que se tem visto nos últimos tempos na política Maranhense é pura briga de quadrilha. Fica dois grupos (que na realidade são só um) se digladiando pela chave do cofre. Quem senta na cadeira para governar essa pobre província, faz o mesmo que se tem feito nos últimos tempos: NADA. Falta competência e honestidade para tirar este Estado da miséria que se encontra a muito tempo.

  10. maria rosa

    Nobre Deputado,
    estava fora da cidade e de volta ouvi comentários a respeito desta crônica e, curiosa, fui ler… Incrível!!! Tenho muito respeito pelo senhor e pela saudosa figura do senhor seu pai, o DEPUTADO NAGIB HAICKEL: homem dígno e “amigo de seus amigos”. Partindo deste fato, fico triste ao perceber que o senhor sai em defesa da senadora roseana sarney (escrevo conscientemente em letras minúsculas), mesmo usando palavras bonitas e disfarçadamente… principalmente por saber que ela NUNCA gostou do senhor e por nunca tê-lo prestigiado em NENHUM de seus governos, sem contar o fato dela ser desequilibrada e levar consigo um tal de jorge murad com poder de mando e decisão por onde quer que ela esteja. Como acompanho seus escritos e sei da grande figura humana que é o senhor, sei que o senhor gostaria muito de acreditar na possibilidade de um governo DECENTE por parte da senadora, mesmo intimamente sabendo isto não ser possível – contra fatos não existem argumentos!!!!!!!!!!!!!!! Sei que o senhor é um sonhador… SONHAR NÃO CUSTA NADA… Mas sei que o senhor também é muito consciente, mesmo se dixando levar de vez em quando por possibilidades de vantagens… e quando o vejo dizer: “Nós, políticos, principalmente os com mandato eletivo, temos que participar efetivamente da construção desse novo cenário, mas devemos ter consciência do que deve ser feito e de como deve sê-lo”…. ouso perguntar: onde vocês estavam nesses 40 anos de desmandos??????????????????? Para finalizar desejo do fundo do meu coração que o senhor seja um dos que passarão a ser assim tratados: “Aqueles que sempre foram conosco têm que ser tratados com toda deferência e consideração”. Se nada disto acontecer ficarei com vergonha, pelo Senhor, Deputado Joaquim Nagib Haickel. Sei do seu valor e gostaria muito que o senhor se colocasse, verdadeiramente, a favor do povo sofrido do maranhão.

    Resposta: Primeiramente quero dizer que gostaria muito que você fosse mesmo a Maria Rosa, mas mesmo sabendo que você não é quem diz ser vou lhe responder. Os elogios que você faz ao meu pai são aceitos com verdadeira gratidão, mas isso não invalida o fato de discordar de você em outros pontos de seu comentário. Dizer o que você pensa de mim, de Roseana ou de Jorge nesse espaço não é proibido. Pode dizer. O que não permito nem comigo nem com ninguém é falta de respeito, insulto, ofensa, calunia. Isso não cabe aqui nesse blog, ele é o espaço que eu reservo para conversar com meus amigos e leitores, portanto nem tente!
    Obrigado pelos elogios que você faz sobre mim, mesmo que em seguida teça comentários nem sempre favoráveis, mas tudo bem, isso faz parte do jogo, da vida.
    Quanto a ser gostado ou não por quem quer que seja isso não tem a menor importância para mim, o que eu quero é ser respeitado, e agindo como ajo, não há como não sê-lo.
    Por fim devo lhe dizer que em dezembro próximo farei 50 anos, devo lhe dizer também que aos 22 me elegi pela primeira vez deputado, desde então venho construindo minha historia tendo por base principalmente a coerência, o que é muito difícil de se fazer numa vida comum, muito mais no dia a dia da política. Ser sonhador é indispensável para que se seja feliz. Sem o sonho não se vai a lugar algum. Sonhar em um mundo melhor, em um país melhor, em um estado melhor, em uma cidade melhor, é o que nos faz tentar mudar a realidade que teima em nos entristecer. Sou um sonhador sim. Persigo alguns sonhos entre eles o de conseguir mudar um pouco a dura realidade de nossa gente. Enquanto for possível lutarei por isso.
    De qualquer forma, mesmo discordando de mim, continue comentando neste blog, pelo menos estabelecendo esse debate, estamos tentando mudar, estamos sonhando acordados, tentando mudar pra melhor nossa realidade.

  11. Clara

    Caro Joaquim,

    Hoje é quarta-feira, dia de POESIA em seu blog, lembra?????
    Por favor, escreva uma poesia….

    “Anuciaram e garantiram que o mundo ia se acabar, por causa disto muita gente começou a cantar….” Adriana Calcanhoto

    Um abraço,

  12. Cleto Louza Cruz

    gostei do seu artigo, acho muito coerente, devemos deixar as paixões e as vinganças de lado, não entro no merito da disputa, quando Roseana perdeu o sr. fez um artigo muito bonito sobre aquele momento, não podemos mais governar apenas voltado para o interesse de grupos o povo não é mais “besta” é muito mais esclarecido e Roseana deve interiorizar suas ações não concentrar apenas em São Luis deve respeitar a cultura e os contumes de cada região (exemplo: Imperatriz, as pessoas preferem outros tipos de atividades culturais que São Luis) Imperatriz também tem um peso politico e deve ser tratada com devido respeito basta que ela trabalhe para o bem comun de todos não apenas de grupos. gosto muito do seus artigos.

  13. amigo & eleitor

    Deputado Joaquim, gostaria muito que existisse em nossa terra pelo menos meia dúzia de homens como o senhor, ai sim, eu passaria novamente a acreditar nos políticos. É verdade que existem uns poucos que até são parecidos com o senhor, mas são só parecidos mesmos, não são iguais porque na primeira dificuldade já vão logo abaixando as calças arredando o pé de suas convicções. A clareza e coerência com as quais o senhor se coloca, hora me confortam e tranqüilizam, por acreditar que possa haver esperança de sermos levados a sério e tratados com consideração, hora me desesperam, pois não vejo muita saída. Como dizia meu pai, uma andorinha só não faz verão. De qualquer modo imagino que esse texto deve ter sido lido em muitos lugares, inclusive em Brasília. Só espero que sigam suas sugestões.

  14. Matheus Soares

    Deputado J.N.Haickel,
    Sou um grande admirador de seu trabalho,tanto na A.L como em seus artigos,não só no blog mas sim no Jornal o Estado.
    Estou torcendo muito pra você virar um imortal,o senhor e o Dr.Ney Bello e também quero que o senhor contínue o íntegro Deputado que é.Não tenho o mesmo príncipil,sou oposição aos Sarneys,mas sou um eterno criado as suas ações!!!
    Um Forte Abraço.

  15. Elder Figueredo

    não consigo entender como homens como você, Gastão e Zé Jorge, que lógicamente não são perfeitos, se deixam comparar com 13.02., 23.13. e 18.13. e outros mais que não nos passam nenhuma confiança, como continuam a se deixar seduzir por essa família que tanto mal já proporcionou pro nosso povo, é uma pena, nós maranhenses temos certeza que daqui a poucos meses os escândalos vão surgir novamente pois esse pessoal que vai entrar agora não é diferente do que estão saindo com honrosas exceções. Eu sou daqueles que acho que nas últimas eleições realmente houve abuso do poder político etc. , mas não me diga que o seu grupo se manteve no poder durante todos esses anos através apenas de atitudes lícitas por favor, vamos usar de franqueza, como é que alguém se elege nesse país sem participar de esquemas de uma forma ou de outra, imaginemos que fóssemos passar a limpo todas as eleições durante todo esse tempo, acho que todas seriam anuladas, essa é a mais pura verdade sem querer ser dono da verdade. Elder(Cidade Operária)

    Resposta: Primeiramente quero deixar bem claro que o Elder Figueiredo e o Jorge Veloso, ao mesmo tempo, não são quem se dizem ser e são a mesma pessoa. Mas mesmo assim vou responder, vamos lá: Em minha opinião há muito pouca diferença mesmo entre o bom o mau político. O cidadão, o eleitor, tem que fazer um esforço bem grande para identificá-los. Penso que alguns sintomas podem ajudar. Observe se o fulano vive mudando de postura, posição, opinião, se muda de lado como muda de camisa. O bom político pode até corrigir o rumo, mudar de idéia no que diz respeito a esse ou aquele assunto, de forma coerente, elegante, mas sua coluna vertebral não fica dançando nessa ou naquela direção. O bom político não precisa sair de seu grupo para defender suas idéias, ele o faz de dentro de sua própria agremiação mesmo, nem precisa discordar sempre de seus adversários só porque são adversários. Ele não particulariza os conflitos, não coloca o seu interesse pessoal e individual na frente dos interesses de seus eleitores, e principalmente ele não põe em seu bolso os recursos públicos… Mas é só, a regra do jogo é valida pra todos. Não há diferença entre o bom e o mau político no que diz respeito à necessidade de direcionar obras de melhorias para os municípios onde ele é votado, a diferença entre um e outro é que os recursos dessas obras não vão parar nas mãos nem nos bolsos de gente ligadas aos bons políticos, e se vão, ou ele não tem participação nisso ou nem tem conhecimento. Devo concordar que isso é coisa rara, mas devo afirmar que existe. O bom político tem a coerência bem afinada com o pragmatismo, outra coisa difícil de se encontrar, mas há. Vez por outra o cabra tem que parar para fazer uma arrumação na casa, corrigir o curso, sob pena de descambar para o lado negro da força…
    Quem acreditar nisso que diz o comentarista, com o qual eu concordo só em uma pequena parte, analise mais o seguinte: Se todos são parecidos, não iguais, como podem eles ser julgados pelos erros que foram comprovados apenas no que diz respeito a um deles? Esse é o ponto que tem que ser encardo com coragem e clareza. Não adianta dizermos que todos praticam as mesmas irregularidades, isso é um argumento deplorável usado de forma ridícula. O que aconteceu em relação ao Governador Jackson Lago foi que o ex- governador Zé Reinaldo, comprovadamente usou meios indevidos para tentar destruir seu benfeitor, Zé Sarney, no entanto fez a coisa de tal forma tão “mal feita” que foi pego com a boca na botija. Quanto aos que praticam ou praticaram as mesmas coisas que ele, devem igualmente ser punidos, mas não antes de serem processados e julgados. Não é possível que se condene alguém sem um processo só porque se desconfie, imagine ou até mesmo saiba que cometeu irregularidade semelhante a de outro que por tal desvio de conduta foi punido.
    A justiça tem que ser objetiva e célere, não se admite que possa acontecer o que aconteceu nesses dois processos, tanto no da Paraíba quanto no do Maranhão. A lei tem que ser revista e melhorada. A hipocrisia deve ser banida de tudo, principalmente da vida pública, mas o cinismo não pode vir em substituição.

    Quanto aos nomes específicos citados pelo comentarista, eu os codifiquei para evitar ofensas, coisa com a qual eu não concordo.

  16. Jorge Veloso

    meu querido deputado, e o 10.13. ? prá onde vai? e o 06.19.? vamos nos livrar dos 01.19. e dos 01.12. e pegar novamente pela venta aquela mesma turma? será que vamos aguentar? me responda por favor.

  17. soares

    ei seu elder e seu jorge, pensem num sujeito corajoso… pensaram? esse ai que voces pensaram deve ser muito menos corajoso que o deputado nagib, e é por isso que pra nos aqui de sao domingos so serve ele, nos gostamos e de homem assim, duro, de posiçao, cabra que nao abera… quando a roseana assumi o governo agente espera que ela se cerque de gente como o nagib e nao aceite perto dela um monte de cabra safado, tanto do lado dela mesmo quanto uns que vao se chegar pra ela como uns prea safado que tem por aqui

  18. Dorgival Menezes

    Corajoso coisa nenhuma! Em política, quando se é sério não é preciso ser corajoso. Joaquim Haickel é um homem sério, portanto a sua coragem é decorrente da segurança de quem faz a coisa certa, por isso as pessoas se surpreendem tanto com o que ele diz e faz, elas não estão acostumadas com esse tipo de político.

  19. Francisco

    deputado, de 0 a 10, a maioia dos políicos na minha avaliação mereceriam a nota zero, devo admitir que ao senhor eu , dou um seis com segurança.O grupo político que vc faz parte, a maioria leva a nota zero, com algumas raríssimas exceções que talvez eu desse a nota três ou até quatro.O Sr.com certeza é um homem de posicionamento, tem uma sensibilidade muito grande(talvez a veia poética e filosófica), quem sabe se na nossa terra tivéssemos agremiações políticas que pudessem abrigar homens como o sr., o nosso estado já teria tomado novos rumos, sei que não é fácil separar o trigo do joio, mas é a minha esperança de um dia ver o nosso estado diferente, Por exemplo, o sr. acha que nas atuais circunstâncias o sr. teria chance de ser eleito governador sem ser através do uso da máquina administrativa e o poder econômico como foi o caso de um deputado federal que hoje é destaque nacional e que como o sr. acredito que é um homem sério e bem intencionado, o maior exemplo foi agora nas eleições municipais onde passaram o rolo compressor da máquina sobre ele. Se for possível, comente o meu comentário. .

  20. francisco

    é uma pena que o nobre deputado não tenha respondido no seu blog o comentá rio que fiz anteriormente, sinto-me decepcionado!

    Comentário anterior: deputado, de 0 a 10, a maioia dos políicos na minha avaliação mereceriam a nota zero, devo admitir que ao senhor eu , dou um seis com segurança.O grupo político que vc faz parte, a maioria leva a nota zero, com algumas raríssimas exceções que talvez eu desse a nota três ou até quatro.O Sr.com certeza é um homem de posicionamento, tem uma sensibilidade muito grande(talvez a veia poética e filosófica), quem sabe se na nossa terra tivéssemos agremiações políticas que pudessem abrigar homens como o sr., o nosso estado já teria tomado novos rumos, sei que não é fácil separar o trigo do joio, mas é a minha esperança de um dia ver o nosso estado diferente, Por exemplo, o sr. acha que nas atuais circunstâncias o sr. teria chance de ser eleito governador sem ser através do uso da máquina administrativa e o poder econômico como foi o caso de um deputado federal que hoje é destaque nacional e que como o sr. acredito que é um homem sério e bem intencionado, o maior exemplo foi agora nas eleições municipais onde passaram o rolo compressor da máquina sobre ele. Se for possível, comente o meu comentário.

    Resposta: Caro Francisco, eu me senti um pouco constrangido em comentar anteriormente seu post porque achei que fazendo isso poderia parecer um pouco presunçoso, tendo em vista sua favorável opinião a meu respeito e quero diante mão agradecer-lhe por me ter em alta conta, espero não decepcioná-lo. Mas já que você insiste, vou falar sobre o uso da maquina administrativa e do poder econômico. Em primeiro lugar que fique claro que ninguém se elege sem gastar algum dinheiro, prova disso é a prestação de contas de campanha que todo candidato deve fazer junto ao TER. O que não pode acontecer é que esse dinheiro seja gasto na compra de votos. Quanto ao uso da maquina administrativa, é muito difícil que durante o pleito, um prefeito, um governador ou até um presidente da republica não se utilize da maquina que ele administra em seu beneficio, o que deve haver é uma rigorosa fiscalização.

  21. eliane de souza costa

    Caro Joaquim, sou sua colega de Batista, fiquei muito surpresa com os seus comenmtarios no blog, são de uma clareza, elegancia e perspicácia incrivéis. Lembro-me de voce, aquele garotão jogando tênis de mesa no Lítero, fazendo esporte no colégio, sempre alegre, bonachão e amigo de todos. Realmente você tem o espírito político no sangue, é sua natureza, espero que continues sendo vitorioso em tua carreira política e que tenhas felicidade na família, que esta seja o teu porto seguro o melhor lugar para chegar.
    um abraço de sua amiga Eliane
    Obs. o Joel também leu teu artigo e gostou
    Imperatriz, 20/04/2009

    Resposta: Querida Eliane, gostaria que você soubesse que são pessoas como você e Joel, que me conhecem e sabem o que se passa comigo, que sabem como sou, como ajo, de que matéria sou formado, são vocês com quem me preocupo em primeiro lugar. São pessoas como vocês as que primeiro me lembro quando imagino que possa não estar correspondendo ao mínimo que exijo de mim mesmo.
    Muito obrigado por suas palavras e fique a vontade para dizer se algum dia eu não estiver correspondendo com o que vocês esperam de mim.
    Grande abraço e apareçam sempre por aqui e quando vierem em São Luis passem para conversarmos um pouco, tomarmos um café, lembrarmos dos tempos do Batista…

deixe seu comentário