Pílulas

0comentário

E já que o papo é diversão nas férias, coisas boas vem por aí. Para quem gosta de um agito cheio de swingue, a dupla Pepê Jr. e Fabrícia anima às noites de quartas-feiras, no Mandamentos Bar (Lagoa da Jansen). E o ziriguidum já começa nesta quarta-feira, a partir das 22h.

Pra quem tá a fim de cair na pista de dança, a boa é a Balada Ótima, nesta sexta-feira, dia 2, na Red Club. No line up, os ‘deejays’ Marcos Ramos e a maranhense Éricka Braga, que tem tocado bacana nas noites paulistanas e mandou bem no último sábado, 26, no Chez Moi (Praia Grande).
É isso aí, quem não dança segura a criança…

sem comentário »

Meia-entrada…

0comentário

Os estudantes que estão na expectativa da compra de meia-entrada para o show do Scorpions podem se programar.  A venda acontece a partir de 1º de julho, no Rio Anil Shopping.

scorpions

O show será realizado no dia 24 de setembro no Centro Histórico com uma mega estrutura. Para segurança no acesso e evitar falsificações de ingressos, as catracas terão leitura 2D, iguais às utilizadas no show da Beyoncè e Madona.

Por esse motivo, vale o alerta de que é melhor evitar a compra na mão de cambistas.

sem comentário »

A Mutuca…

1comentário

A atriz Regina Casé foi vista prestigiando e curtindo o São João do Maranhão em arraiais espalhados pelos quatro cantos da cidade. Ela estava acompanhada do marido Estevão Ciavatta.

reginacase

Sempre carismática, Casé foi flagrada numa foto, em meio ao bumba meu boi como uma autêntica mutuca, (nome que se dá a quem gosta de acompanhar a brincadeira, onde têm alguns(mas) oferecem aquela cachaça(inha) pra quem tá no miolo: o autêntico boieiro(a)).

Regina Maria Barreto Casé (Rio de Janeiro RJ 1954). Atriz. Surge e destaca-se no Asdrúbal Trouxe o Trombone, grupo carioca que marca o teatro da década de 70. Seu estilo irreverente de interpretar – o improviso, a naturalidade que confunde personagem e atriz, a caricatura, o humor e o deboche – define o próprio temperamento do Asdrúbal.

Filha do ator e diretor Geraldo Casé e neta do radialista Ademar Casé, a artista se tornou emblemática encabeçando os programas TV Pirata, 1988, Brasil Legal, 1997, e Muvuca, 1999.

Foto: Geraldo Furtado/Secom

1 comentário »

Pela preservação do Patrimônio…

0comentário

O Ministério da Cultura (MinC), por meio da  superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, o governo estadual e a prefeitura de São Luís assinam, nesta quinta-feira, dia 1º de julho, o Acordo de Preservação do Patrimônio Cultural – APPC da cidade de São Luís. A cerimônia confirma a adesão da capital maranhense no PAC Cidades Históricas, e ocorre às 10h30, Auditório Reis Perdigão – Palácio La Ravardière – Prefeitura Municipal de São Luís.

 

centrohistorico 

As ações, que serão implementadas no período de 2010-2013, começaram a ser planejadas no segundo semestre de 2009, em uma articulação integrando os agentes governamentais e a sociedade civil. O objetivo principal é promover o desenvolvimento sustentável do Centro Histórico de São Luís, conciliando suas funções urbanas e residenciais.

casaraopraiagrande

Com previsão de investimentos da ordem de R$ 300 milhões, as ações previstas no PAC Cidades Históricas no Maranhão buscam a reabilitação urbana, a melhoria da qualidade de vida e o fortalecimento da gestão do município. Neste sentido, estão previstas ações que abrangem a formação de técnicos, o desenvolvimento e a aplicação de instrumentos de gestão integrada, a recuperação, valorização e promoção do uso do patrimônio cultural, o desenvolvimento da infraestrutura urbana e social, a recuperação e a promoção de usos de imóveis privados, o fomento às atividades produtivas locais e a difusão e promoção do patrimônio cultural.
 
O PAC Cidades Históricas foi lançado em outubro pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Ouro Preto, Minas Gerais. O programa é uma ação voltada aos municípios com conjunto ou sítio protegido no âmbito federal e, ainda, cidades com Patrimônio Cultural registrados. Para integrar ao PAC Cidades Históricas o município, em conjunto com o estado e o Iphan, deve elaborar um Plano de Ação que defina um planejamento integrado, coerente com o Sistema Nacional do Patrimônio Cultural, e com ações sobre o território pactuadas com os diferentes órgãos governamentais e a sociedade.

lampiao

Esta proposta reforça a estratégia do Ministério da Cultura de buscar a convergência e a integração entre as políticas públicas nas três esferas de governo, para a gestão compartilhada do patrimônio cultural com a sociedade, ampliando as ações de proteção do patrimônio em todo o país, consolidando novas formas de desenvolvimento por meio da valorização do patrimônio cultural.
 
Serviço

Solenidade de Assinatura do APPC de São Luís
Data: 1º de julho de 2010, às 10h30
Local: Auditório Reis Perdigão – Palácio La Ravardière – Prefeitura Municipal de São Luís

Fonte: MinC

Fotos: Douglas Jr./Biné Morais (O Estado)

sem comentário »

R&B…

0comentário

O Twitter oficial do Credicard Hall anunciou agora há pouco quatro shows da diva do R&B Lauryn Hill no Brasil em setembro.

A cultuada ex-vocalista do Fugees se apresenta dia 3 no Stage Music Park, em Florianópolis, dia 6 no Citibank Hall, no Rio, dia 7 de setembro no Credicard Hall, em São Paulo e dia 12 de setembro em Brasília, na Prainha da ASBAC.

Em 1998, Lauryn Hill escreveu, arranjou e produziu seu disco de estréia, o sensacional The Miseducation of Lauryn Hill, um dos álbuns mais elogiados dos anos 90 e vencedor de vários Grammy. Certa vez, não à toa, David Bowie a apresentou em uma festa da MTV dizendo que Lauryn “pertence à linhagem dos artistas que iniciam revoluções e influenciam gerações inteiras de músicos”.

Seu disco mais recente é um MTV Unplugged, de 2002. Temperamental, como toda diva, desde 2004 a artista anuncia um novo álbum só de inéditas mas até agora só lançou uma música, Lose Myself, em 2007. Neste mesmo ano a cantora esteve no Brasil pela primeira vez, quando fez shows não muito elogiados ou até mesmo vaiados. Recentemente Lauryn fez uma apresentação surpresa em um pequeno festival na California.

De acordo com o Twitter da casa de shows, clientes Credicard, Citibank e Diners têm pré-venda exclusiva para os shows 12 a 18/07. Os preços e horários ainda não foram divulgados.

sem comentário »

Censura…

0comentário

Os organizadores do festival escocês T in the Park proibiram a entrada de vuvuzelas na área dos shows. A medida foi adotada para impedir que o som alto da corneta sul-africana atrapalhe as performances e incomode os artistas.

“Apesar de o T in the Park ser um festival que sempre carrega um clima festivo, nós temos que respeitar os artistas e os milhares de fãs que querem ouvir a música sem serem perturbados por barulhos como o som das vuvuzelas”, diz o comunicado oficial do evento.

As vuvuzelas levadas ao festival serão confiscadas pela segurança. O festival realizado no interior da Escócia acontece entre os dias 9 e 11 de julho. As principais atrações do evento deste ano serão as bandas britânicas Muse e Kasabian e o rapper Eminem.

sem comentário »

Twitta Raul…

0comentário

Raul Seixas, o maior ícone do rock brasileiro, completaria 65 anos nesta segunda (28) se estivesse vivo.

raulseixas

A maior prova de que o mito de Raul continua firme e forte é que, em pleno dia de jogo do Brasil contra Portugal, o nome do músico chegou a ficar em segundo lugar nos Trending Topics Brasil do Twitter (a lista de assuntos mais comentados do site de microblogs). Raul Seixas nasceu do dia 28 de junho de 1945, em Salvador, Bahia.

sem comentário »

A Voz do Morro…

0comentário

O grupo carioca O Rappa lançou no último dia 25, seu novo DVD ao vivo, gravado durante um show em agosto do ano passado, na Rocinha, no Rio de Janeiro.

O vídeo, que também será lançado no formado CD (um duplo e dois simples), marca o primeiro hiato da banda liderada pelo cantor Marcelo Falcão. O repertório de “O Rappa – Ao vivo” inclui faixas de toda a carreira da banda, desde a estreia homônima de 1994 ao álbum “Sete vezes”, de 2008.

Entre as músicas, hits como “Minha alma (Qual a paz que eu não quero)”, “Me deixa” e “Pescador de ilusões”, além de versões de Jards Macalé (“Vapor barato”, gravada também por Gal Costa), Billy Roberts (“Hei Joe [Hey Joe]”, mais conhecida na voz de Jimi Hendrix) e “Ilê Ayê (Que bloco é esse?)” do bloco de afro-reggae baiano Ilê Ayê. A capa do DVD e dos CDs é uma escultura do artista Fabio Ema.

sem comentário »

Orquestra Voluntária de Vuvuzelas e um vinho azedo

0comentário

Como o meu négocio é som, continuo a ser um defensor árduo das vuvuzelas na Copa da Àfrica do Sul, pois a cada post uma descoberta nova sobre a corneta criada pelos sul-africanos. Que tal especular, mesmo estando a milhares de quiômetros da África do Sul, se aquele sopro monótono, cheio de lamento, estridente e feito enxame, não esconde outras intenções: o de contestar contra a subnutrição, o analfabetismo, a violência, entre outras mazelas, que ainda incomodam os paísesa africanos, entre outros, emergentes do planeta terra.

Essa grande orquestra de voluntários, em que quando um para, outro segue, jamais antes na história da Àfrica conseguiu se manifestar tanto por uma mesma causa: “olhem, ouçam, estamos aqui”. Não importa se existem os críticos de plantão.

A vuvuzela quer mesmo é aparecer em um evento global, chamado futebol, e mostrar para o mundo que diverte e também tem função social. Ela é sensível. A sua falta nos estádios é sentida quando cala se o jogo se transforma em uma pelada. Pelo menos, essa foi a impressão da mãe e um sobrinho de uma amiga do jornalista Zeca Camargo, no jogo Brasil e Portugal, pela terceira rodada da Copa, e que foi registrado em post, ontem, neste Blog.

No jogo do Ellis Park, contra o Chile, a corneta plástica barulhenta dos torcedores africanos foi ouvida no estádio. E o Brasil de Dunga tirou de tempo a seleção chilena, treinada pelo argentino Marcelo Bielsa. O Bielsa que saiu em defesa antes do jogo do torcedor pé-frio desta Copa, o músico Mick Jagger, vocalista dos Rolling Stones. Mr. Jagger não foi ao estádio.

Apesar do possível azar que o cantor levaria ao Ellis Park, a Seleção Brasileira era a incontestável favorita para o jogo desta segunda. E na lógica, os canarinhos não perdoaram e venceram por 3 a o. O técnico do Chile, o argentino Marcelo Bielsa, declarou que a partida seria uma boa oportunidade para “mudar a história” dos recentes confrontos entre as duas seleções. Com Mick Jagger na tribuna, as chances podem aumentar.

Eu prefiro o twitter da Luciana Gimenez. A apresentadora de TV acabou entrando na onda, e resolveu fazer piadinha envolvendo a fama de pé frio do músico Mick Jagger, com quem tem um filho.

– Não foi o Mick que deu azar pro Chile, foi o Lucas que deu sorte pro Brasil – escreveu Gimenez.

No meio de tantos interesses coorporativos, entre placas de patrocínio, futebol de resultados e bolas plastificadas, o som furioso das vuvuzelas, e de azedar o vinho chileno, é hora do Brasil chupar mais uma vez a laranja, que não tem mais gosto de mecânica, nas quartas de final.

sem comentário »

Bala na agulha…

0comentário

Em 1997 era lançado o primeiro disco de Zeca Baleiro, “Por Onde Andará Stephen Fry”. Apesar de pouco dado a comemorações de aniversários, o compositor resolveu, no entanto, celebrar seus 13 anos de carreira discográfica (“tenho um carinho especial pelo número 13”, diz). E anuncia para, entre julho e agosto, o pacote “Vocês vão ter que me engolir”, que inclui programa de rádio (já no ar), lançamento de cds e livros e musical infanto-juvenil, entre outras novidades.

Zeca Baleiro TEATRO FECAP 2010

O pacote foi aberto em abril, com a estreia na rádio UOL do programa “Biotônico”, que Baleiro criou e apresenta ao lado dos amigos Otávio Rodrigues e Celso Borges, e segue com o lançamento de dois livros e dois cds – “Trilhas” e “Concerto”.

O primeiro, uma coletânea das trilhas que compôs para cinema e dança (e que terá participação especial da atriz Rosi Campos), e o segundo, chamado “Concerto”, gravação de show apresentado no teatro Fecap em março deste ano, em que, acompanhado por apenas dois músicos, Swami Jr. e Tuco Marcondes, Baleiro desfila repertório que vai de Cartola a Camisa de Vênus, e de Assis Valente a Foo Fighters. “Concerto” traz ainda algumas canções inéditas, como “A Depender de Mim” e “Canção pra Ninar um Neguim”, esta última composta em 1993 para Michael Jackson, e só agora gravada pelo autor. Os dois serão os primeiros discos do artista a serem lançados por seu próprio selo, o Saravá Discos, fato que inaugura uma nova fase na carreira de Zeca.

Na sequência, lança dois livros, “Bala na Agulha (reflexões de boteco, pastéis de memória e outras frituras)”, com impressões críticas e bem-humoradas sobre música, literatura, futebol e assuntos diversos; e “Vida é um Souvenir Made in Hong Kong – Livro de Canções”, um cancioneiro com uma seleção de suas letras, numa edição com belo tratamento gráfico, de tiragem limitada, a ser publicada pela Editora da Universidade Federal de Goiás. Em agosto, estreia o musical infanto-juvenil de sua autoria, “Quem tem Medo de Curupira?”, no Teatro do Sesi, em São Paulo, que ficará em temporada até o fim do ano, com direção de Débora Dubois e cenografia de Duda Arruk.

Baleiro ainda promete para os próximos meses, “caso sobre tempo e saúde”, explica, a produção de mais três cds – um infantil, com participações de vários artistas amigos; um álbum pop, com a nova safra de composições; e um cd de samba, que pretende realizar “assim que o samba sair de moda”, enfatiza o artista. Ao longo do ano, Baleiro também pretende dispor para download gratuitos músicas e clipes inéditos, “evento” que será devidamente anunciado no site do artista (www.zecabaleiro.com.br).

Biotônico: programa de almanaque na Rádio UOL

No dia 11 de abril estreou o programa de rádio virtual “Biotônico”, que Zeca Baleiro criou e apresenta ao lado dos amigos Otávio Rodrigues (jornalista e DJ), e Celso Borges (poeta e jornalista). Postado na rádio UOL (http://www.radio.uol.com.br/#/programa/biotonico) e também em seu site quinzenalmente, “Biotônico é uma declaração de amor ao rádio. Um programa tipo almanaque, com cheiro de AM, caloroso e divertido. Um jeito de informar as pessoas com graça, sem pretensão nem formalidades”, comenta Zeca.

Fonte: Assessoria

sem comentário »