Centro Cultural Vale realiza Bazar de Natal até dia 20

0comentário

O Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) realiza o Mercado Curiá, um bazar de natal que com o melhor do artesanato maranhense a preços atrativos. O evento será realizado até o dia 20 de dezembro.

Mercado Curiá. Foto: Divulgação

Peças artesanais de diversas cidades, produzidas com diferentes técnicas e materiais, foram selecionadas especialmente para o evento.

A proposta do Mercado Curiá é divulgar e gerar oportunidades para os artesãos maranhenses.

“O artesanato do Maranhão tem alta qualidade e ainda é pouco conhecido. Queremos ajudar a divulgar, chamando o maranhense para presentear os amigos e parentes com o melhor da terra. Além de tudo, os preços são muito bons.”, diz Paula Porta, diretora do CCVM.

O espaço Curiá oferece arte dos povos Canela e Guajajara (cestaria, colares e pulseiras), cerâmica de Rosário, redes de São Simão, peças de linho de Buriti de Tutóia, Barreirinhas e Paulino Neves, peças de tucum, peças dos artistas populares Hiorlando (Água Doce) e Mariane (Tutóia) entre outros.

Também participam do bazar a Rede de Mulheres do Maranhão (produtos gastronômicos), a Associação das Rendeiras da Raposa, a Associação de Mães do Rio Grande, a Coopalmar de Barreirinhas, a Associação Arte Nossa, a Moda do João, o Artesanáuticos e o Coletivo ZBM.

A ideia é realizar duas edições do bazar por ano. As peças poderão ser adquiridas com pagamento à vista.

O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 10h às 19h, no Centro Cultural Vale Maranhão, que fica na Avenida Henrique Leal, 149, Praia Grande.

Serviço:

O quê: Mercado Curiá, bazar de natal do CCVM

Quando: De 13 a 20 de dezembro, de terça a domingo, das 10h às 19h

Onde: Centro Cultural Vale Maranhão, Avenida Henrique Leal, Praia Grande.

Entrada gratuita.

sem comentário »

Coletivo DiBando em ação nesta quinta e sexta

0comentário

Essa semana o Coletivo DiBando vai estar encerrando as suas atividades do projeto Someday, Sundae: danças, matracas, cambadas e utopias e bando, um dos projetos selecionados do Edital Ocupa CCVM, do Centro Cultural Vale Maranhão. E a atividade que marca o fim das atividades será a mostra de criações em processo Utopias em Bando.

Coletivo DiBando. Foto: Diuvu 

O projeto Someday, sundae se propôs a ser uma série de ações de formação, criação e pesquisa em artes do corpo (dança, performance e teatro) e multimídia (mais especificamente vídeo, áudio, texto e fotografia), e compartilhou por dois meses as escolhas de pesquisa e composição adotadas por alguns integrantes do Coletivo DiBando em seus processos criativos.

O projeto reuniu quinze artistas de linguagens distintas para pensar em caminhos para uma criação e formação artística e como compor uma obra com a constante interlocução do espectador. E assim estabeleceu um outro lugar de pensar arte, criação e mediação trazendo ensaios abertos, mesas com artistas convidados e apresentação de obras do acervo do Coletivo. Quatro artistas foram responsáveis em mediar o projeto: Ruan Paz, Diones Caldas, Juliana Rizzo e Tieta Macau. Someday, sundae também contou com a colaboração de artistas do eixo nacional como Kalu Zabel(SP), Camila Fersi (RJ), Thaty Yazigi (SP) e Erivelto Viana (MA).

Nesta quinta (16) e sexta (17),  o Coletivo DiBando mostrará ao público alguns resultados encontrados no processo de ocupação, e respectivamente serão apresentadas as seguintes obras:

16/11 às 19h ANCÈS de Tieta Macau em colaboração com Ruan Paz e Juliana Rizzo – obra que traz em seu processo traços da memória ancestral, a gênese de um corpo que recorda e dança.

17/11 às 18h LYCRABICHA de Wand Albuquerque – obra que traz em seu impulso criador a dança e as relações de gênero.

17/11 às 19h SUJA de Ruan Paz em colaboração com Tieta Macau e Juliana Rizzo – processo que dialoga experimentação e a observação dos cinco sentidos. Loops físicos e sonoros experimentais colocados em uma coreografia que busca acessar o estado REM.

sem comentário »

4ª Semana de Arte Popular Nelson Brito de 19 a 22/9

0comentário

A Quarta Semana de Arte Popular Nelson Brito, intitulada na “Na Roda da Tradição” ocorre entre os dias, 19 e 22 de setembro, no Casarão Laborarte (Praia Grande). Saiba a programação:

Nelson Brito. Foto: Divulgação

Terça – 19 de setembro

“CACURIÁ NA RODA”

16h – Oficinão de Cacuriá
18h – Lanche
19h – Roda de Conversa
Tema: Origem, coreografia, música e a sensualidade do cacuriá;
Mediadores: Inara Rodrigues, Domingos Tourinho e Rosa Reis
Participação de grupos de cacuriá de São Luís.
21h – Carimbó de Caixeiras e Roda de Cacuriá.

Quarta – 20 de setembro

“ENCONTRO DE CAIXEIRAS”
Caixeiras do povoado de Santa Rosa-Itapecuru
Caixeiras do povoado de Ruy Vaz – Axixa
Caixeiras das casas de festas de São Luís
16h – Apresentação dos grupos de caixeiras com roda de conversa
18h – Lanche
20h – Carimbó com as caixeiras do Ruy Vaz
21h – Terecô de Caixa com as caixeiras de Santa Rosa

Quinta – 21 de setembro

SARAU DE TAMBOR DE CRIOULA
16h – Oficina com mestre Gonçalinho e mestres da região do Munim;
18h – Lanche
19h – Roda de Conversa
“O tambor de crioula do Munim” com depoimento dos mestres: Manelzinho do povoado Recurso de Morros;
Dona Maroca de Presidente Juscelino;
Participação de mestres convidados de São Luís e da região do Munim;
21h – Roda de Tambor de Crioula sotaque do Munim e sotaque de São Luís

Sexta – 22 de setembro

SARAU DE PERCUSSÃO, DANÇA E CAPOEIRA
16h – Oficina de Percussão e Dança com Leandro Maramaldo e Robson Serra
19h – Lanche
20h – Roda de Capoeira da Escola do Laborarte
22h – Encerramento da Semana – Ingresso R$ 10,00
Sarau de Cordel com Moisés Nobre e Paulinho Nó Cego
Grupo Som Benedito com Paulinho Akomabu, Augusto Nassa, Canhoto, Leandro Maramaldo e Alfredo.

Todos os dias tem Exibição de Videos e Feirinha de livros, instrumentos e cd´s no Casarão Laborarte.

sem comentário »

Encontro Internacional de Capoeira em São Luís

0comentário

O Cine Teatro da Cidade recebe no dia 11 de agosto, das 18h30 às 22h30, parte da programação do Encontro Internacional de Capoeira, promovido pelo coletivo cultural Aliança de Treinamento pela Arte Luta Capoeira – ATUAL, com a palestra “Os Desafios dos profissionais de capoeira”, apresentação de maculelê dos alunos da Apae de Pinheiro e Formatura do Contramestre Betinho. O encontro acontece até o dia 13, na Casa do Maranhão, e tem o objetivo de fomentar discussões sobre a história e a prática da capoeira nos mais diversos espaços sociais, fazer o intercâmbio entre capoeiristas locais, nacionais e internacionais, e partilhar relatos das experiências dos mestres convidados.

O evento também visa promover, proteger, salvaguardar e incentivar a prática da capoeira através de oficinas, rodas e batizado de capoeira, troca de cordas, formatura e consagração de mestre, que exige conhecimentos e habilidades em diversas áreas, como: o jogo a luta, a música, instrumentos, conhecimentos históricos, saberes sobre as tradições da Capoeira/Rituais e Fundamentos, passando a ser um Guardião de Valores. A capoeira é Patrimônio Cultural do Brasil, de natureza imaterial, registrado no Livro de Registro das Formas de Expressão, e Patrimônio Imaterial da Humanidade. Mais informações em www.atual-capoeira.com.

sem comentário »

Um olhar sobre o fazer cultural em São Luís

0comentário

O “1º Seminário de Produção Cultural: um olhar sobre o fazer cultural em São Luís”, ocorre nesta sexta (11) e sábado (12), no Centro Cultural Odylo Costa Filho, Praia Grande. As inscrições para o evento e as oficinas, podem ser feitas a partir das 17h no local.

Centro de Criatividade Odylo Costa, filho. Foto: Divulgação

Realizado pela primeira turma de produção cultural do IEMA 2016-2017, o evento pioneiro, conta com uma programação gratuita de mesas interativas, oficinas, feira de negócios criativos e apresentações culturais, onde produtores, artistas, estudante e empresários poderão estreitar laços, trocar experiências, fazer networking, capacitar-se e trazer melhorias para o segmento.

O objetivo é debater sobre questões centrais da atividade do produtor cultural em São Luís, como a formação, organização e regulamentação da profissão, contribuindo para maior profissionalização do produtor e da produção cultural no Estado. Além de ser um espaço de compartilhamento das contribuições, experiências, trajetórias, desafios e conquistas socioculturais na cidade.

O público alvo são produtores, gestores culturais, artistas e fazedores de cultura além de outros profissionais, estudantes e interessados na área que ajudem a estimular o desenvolvimento da cadeia produtiva da cultura.

Além da programação, o encerramento do evento contará com uma festa temática de encerramento e um bazar colaborativo, a fim de angariar fundos para a realização da festa de formatura dos alunos.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

DIA 11 DE AGOSTO
(Anfiteatro)

17h | Credenciamento
| Acolhida – Abada capoeira
18h | Abertura
18h30 | Mesa interativa: ARTE COMO PRODUÇÃO DE SI: RELATOS DE EXPERIÊNCIAS DOS PRODUTORES CULTURAIS DE SÃO LUÍS/MA
Convidados: Erivelton Viana (Dança/teatro), Ivy Faladely (Drao Teatro), Raydenisson Sá (Negro Axé) – Mediador: Vilson Moraes
19h30 | Cia Trois Dance
20h00 | Ari Sousa e banda

DIA 12 DE AGOSTO
(Galeria do Odylo)

08h – 11h30 | Feira de negócios criativos
08h – 11h | Credenciamento para oficina
| Oficina 01 – Captação de recursos – Fernanda Monteiro (ONG Nave/Cadê Beltrano/Grupo Afrôs)

(IEMA)

| Oficina 02 – Planilhas orçamentárias e prestação de conta – José Moraes Jr. (IEMA) – Sala 01
| Oficina 03 – Mídia social e Marketing cultural – Roosewelt Silva (UFMA) – Sala de informática
| Oficina 04 – Formalização e tributação dos empreendimentos culturais MEI – Fábio Souza (Contador/CRC) – Auditório 01

(Galeria do Odylo)

11h – 12h | Show de Humor com Tedd Mac

12h – 13h30 | Intervalo para Almoço
| Exibição de curtas – metragens no Cine Praia Grande

(Galeria do Odylo)

14h – 18h | Feira de negócios criativos
14h – 15h | Mesa interativa: DESAFIOS DA GESTÃO CULTURAL EM SÃO LUÍS: DA CAPTAÇÃO À PRÁTICA
Convidados: Fernanda Monteiro (ONG Nave/Cadê Beltrano/Grupo Afrôs), Paula Barros (SESC), Raffaele Petrini (Cine Praia Grande) Mediadora: Julia Martins
15h – 15h30 | “A BELEZA É CEGA” – desfile performance por Manoel Mougeot”
15h30 – 16h30 | Mesa interativa: O PRODUTOR CULTURAL E A FORMALIZAÇÃO DE SUA ATIVIDADE NA CIDADE DE SÃO LUÍS/MA
Convidados: André Lobão (Produtor Cultural), Imira Brito (Conselheira Nacional de Cultura – Colegiado de Dança) – Mediadora: Julia Martins
17h – 18h | Circo tá na rua / Show com Israel Costa
18h – 19h | Quando vale o riso? Com Romeu Silva, Andrey Monteiro, Carlos Igu e vários comediantes locais.

(Bar Taberna da Bossa)
20h | Festa de encerramento “Bem na sua cara”
CIA TROIS DANCE
DJ PETRINNI
DJ FERNADINHA MARQUES
DJ NELSON

sem comentário »

Circo Tá Na Rua faz a festa na Praia Grande

0comentário

Em festa o Coletivo O Circo Tá Na Rua. Quatro anos de ocupação e resistência na Praça Nauro Machado, na Praia Grande, com treino de circo aberto e gratuito para toda comunidade ludovicense.

Circo Tá na Rua. Foto: Divulgação

A programação teve início na quinta-feira, dia (27/7) e continuou nesta sexta-feira (28/7). O festejo se encerra neste sábado, a partir das 17h, na Praça Nauro Machado, com cortejo artístico do Maratuque Upaon Açu e convidados. Apresentações Circenses: Gilson César e Mágico Jeif Karaf
Discotecagens: Nega Glícia e Fê Marques
Shows Musicais: Jam Session + Palco Aberto e Banda Cofo de Parafernalha

Enfim, o picadeiro foi montado no chão da praça sem incentivo do Poder Público e o bom da história que o Circo Tá Na Rua democratizando e fomentando arte.

sem comentário »

Palco Giratório no fim de semana em São Luís

0comentário

O fim de semana promete ser de muita alegria e diversão para a criançada com duas atrações de danças escolhidas especialmente para os baixinhos. Os espetáculos integram o circuito Palco Giratório 2017 e são encenados pela Balangandança Cia, de São Paulo. Neste sábado, dia 03 de junho, a brincadeira acontece na Área de Vivência da Unidade Sesc Deodoro, com o espetáculo “Ninhos”, enquanto no domingo, dia 04, a garotada vai aprender brincando com o show “Brincos & Folias”, na Casa do Maranhão. Os dois espetáculos acontecem às 16h30.

Brincos. Foto: Divulgação

No espetáculo infantil “Ninhos”, com 50 minutos de duração, a Balangandança Cia desenvolve a ideia de que tudo que se move pode retornar a seu lugar inicial, ou melhor, ao seu ninho. Segundo a diretora, Georgia Lengos, “com a imagem e a referência de pássaros, cada bailarino desenvolveu uma movimentação específica que remete a outros animais também”. No cenário, os ninhos são os espaços de recolhimento em que são fortalecidas as relações mais íntimas e subjetivas como as de afeto, alimento e carinho, que servem como lugar de apoio e base para voos, descobertas, passeios e brincadeiras.

No domingo, dia 04 de junho, não há espaço para preguiça e os baixinhos devem ter fôlego para encarar mais uma apresentação de dança, mas desta vez eles terão a oportunidade de aprender brincando com o show “Brincos & Folias”. No espetáculo interativo a companhia paulistana explora o modo como as crianças têm seu tempo consumido pela televisão e, na ausência dela, elas são forçadas a buscarem novas atividades que garantam a diversão. Quando isso acontece, o jeito é arregaçar as mangas e entrar na brincadeira, redescobrindo o corpo, o prazer de dançar e inventar movimentos. Para isso, a Balangandança Cia convida o público mirim a entrar na dança, fazendo do corpo brinquedo e da brincadeira dança.

Nesta edição, o Departamento Regional do Sesc no Maranhão receberá sete grupos artísticos das cinco regiões brasileiras, os quais foram criteriosamente selecionados para participar e itinerar pelo Brasil com suas produções, a fim de garantir a execução de uma das principais características do trabalho do Sesc: a qualidade. E pela primeira vez o estado está incluído no roteiro do Circuito Especial do projeto, que homenageia artistas e grupos que contribuíram para o desenvolvimento das artes cênicas no Brasil, promovendo o intercâmbio artístico e cultural pelo país.

Espetáculo infantil de dança
NINHOS
Balangandança Cia./SP
Dia 03 de junho, São Luís (MA)
16h30, na Área de Vivência / Sesc Deodoro

Espetáculo infantil de dança
BRINCOS & FOLIAS
Balangandança Cia./SP
Dia 04 de junho, São Luís (MA)
16h30, na Casa do Maranhão

sem comentário »

Sarau de Bailados na sexta-feira, no Laborarte

0comentário

sem comentário »

Mestre da Capoeira, Cobra Mansa, junho, em São Luís

0comentário

sem comentário »

Itaercio Costa no Palco 42 do Laborarte

0comentário

O Palco 42, idealizado pelo Laborarte, recebe na sexta (24/3) e sábado (25/3), o cantor e ator Itaercio Rocha.

Itaercio Rocha. Foto: Divulgação

O artista vai realizar a oficina “Canções e Brincadeiras Populares”. Mais informações pelo (98) 3222 7570.

Perfil

Nascido na cidade de Humberto de Campos, no Maranhão, Itaercio Rocha já morou em São Luis (MA), Olinda (PE), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ) e Maringá (PR) antes de parar definitivamente em Curitiba, no ano de 1996. O interesse pelas culturas populares vem de berço: desde pequeno, recebeu influências culturais da família, como seu pai, músico prático, que tocava nas procissões, nos bumbas-bois e nos bailes do interior; e sua mãe que fazia e regia a festa de coroação da Nossa Senhora e pastoris, além de participar de outras festividades religiosas.

É formado em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas, pelas Faculdades de Artes do Paraná (FAP) e é especialista em Estudos Contemporâneos em Dança, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), por meio da Faculdade Angel Vianna (FAV). Atuou e dirigiu espetáculos junto ao grupo Mundaréu, com o qual gravou vários álbuns. Em 2006 lançou seu primeiro disco solo e autoral, Chegadim. É autor do Livro/CD Como é bom festa junina III, em parceria com Mara Fontoura, com quem ainda escreveu o livro Como diz o ditado. Em parceria com o Hospital Pequeno Príncipe, o músico lançou os álbuns Cancioneiro popular (2009) e Encanto de brincar (2013).

sem comentário »